quarta-feira, junho 11, 2008

Análise ao Rep. Checa - Portugal

Estádio de Genebra, na Suíça
Assistência: 29.016 espectadores (lotação esgotada)
República Checa-Portugal, 1-3
Ao intervalo: 1-1
Marcadores:
0-1, Deco, 08 minutos
1-1, Liobor Sionko, 17
1-2, Cristiano Ronaldo, 63
1-3, Ricardo Quaresma, 91

Equipas

República Checa: Petr Cech, Zdenek Grygera, Tomas Ujfalusi, David Rozehnal, Marek Jankulovski, Tomas Galasek (Jan Koller, 73'), Jan Polak, Marek Matejovsky (Stanislav Vlcek, 68'), Liobor Sionko, Jaroslav Plasil (David Jarolim, 85') e Milan Baros

Portugal: Ricardo, Bosingwa, Pepe, Ricardo Carvalho, Paulo Ferreira, Petit, João Moutinho (Fernando Meira, 75'), Deco, Cristiano Ronaldo, Simão (Ricardo Quaresma, 80') e Nuno Gomes (Hugo Almeida, 79')

Árbitro: Kyros Vassaras (Grécia)
Acção disciplinar: cartão amarelo para Jan Polak (23) e Bosingwa (31)



Portugal venceu por 3-1 a Rep. Checa e, beneficiando do triunfo turco sobre a Suíça,
alcançou, virtualmente, a 1ª posição no Grupo A e, assim, a qualificação para os 4ºs de final.
Ainda que a supremacia lusa não possa, nem deva ser colocada em crise, o certo é que o resultado final não transparece o equilíbrio por que se pautou a partida.
Numa exibição mediana, em que apenas sob a forma de lampejo o brilhantismo disse presente, Portugal fez valer as suas individualidades para almejar o êxito.
Tal como vem sucedendo desde o Mundial-2006, o colectivo português não funcionou.
Carente de identidade e da consolidação de um modelo e de um fio de jogo, Portugal executou quase sempre mal as transições ofensivas e defensivas.
Ofensivamente, raros foram os desequilíbrios que através de movimentações colectivas conseguiu criar e defensivamente escassos foram os momentos em que o equilíbrio reinou.
Face a estas insuficiências, apenas ancorado na superior qualidade técnica e criatividade das suas unidades diferenciadas – leia-se Deco e Ronaldo (ainda que a vontade de sobressair lhe esteja a toldar as capacidades e a ansiedade o conduza frequentemente para dribles inconsequentes) – Portugal logrou superar uma Rep. Checa somente cínica.
Numa partida excessivamente jogada a meio-campo, na qual o labor e o suor ditaram leis, a diferença entre as equipas resultou da distinta qualidade dos executantes de cada uma.
Portugal tem melhores jogadores e esta circunstância fez toda a diferença!
Scolari privilegiou e bem a auto-determinação, preferindo manter o onze que havia vencido a Turquia ao invés de moldar a sua equipa à selecção checa.
Rep. Checa que apenas surpreendeu no onze apresentado, mormente na troca de Koller por Baros, numa clara tentativa de encurtar espaços e juntar as suas linhas intermediária e avançada. No mais, manteve-se fiel quer ao sistema táctico, quer ao modelo de jogo que apresentara frente à Suiça – 4x3x3 que defensivamente se transformava num 4x5x1 e carradas de contenção e expectativa na busca de exploração do erro adversário.
Todavia, a esta postura muito próxima do Cattenaccio italiano faltaram dois elementos imprescindíveis ao sucesso – qualidade no último passe e capacidade de finalização.
Sem Nedved e Rosicky no meio-campo, com a veterania de Koller e com Baros em nítida crise concretizadora, esta Rep. Checa não passa de uma equipa pouco mais do que banal, desprovida dos predicados essenciais para alcandorar patamares de excelência.
Portugal entrou bem no jogo – alegre, dinâmico e imprimindo fluidez à transição ofensiva – e foi, sem surpresa, que logo aos 8 minutos agregou vantagem no marcador.
Com Deco a roçar a perfeição, qual metrónomo gerindo os ritmos e os espaços, Portugal assumiu o império da partida, subjugando uma Rep. Checa completamente atordoada.
Quando se pensava que nada, nem ninguém poderia desapossar Portugal do domínio e do controlo sobre as incidências do encontro, eis senão quando o elo mais fraco da selecção lusa revela as suas debilidades e a Rep. Checa, sem saber muito bem como, empata.
Sionko explorou o deficiente posicionamento de Paulo Ferreira e conquistou um canto, na sequência do qual viria a desferir uma fulminante cabeçada, restabelecendo a igualdade.
Ao longo de toda a partida, o corredor esquerdo da defensiva lusa constituiu uma autêntica via verde para os checos, os quais não se fizeram rogados e por aí construíram a esmagadora maioria dos seus lances de perigo.
Sem atinar com o posicionamento e mostrando-se incapaz de acompanhar a velocidade de Sionko, Paulo Ferreira foi como soi dizer-se um “autêntico passador”.
Portugal reagiu muito mal ao golo sofrido.
Um duro golpe numa equipa cuja supremacia não permitia sequer cogitar semelhante infortúnio.
Portugal não estava emocionalmente preparado para consentir um golo e, como por magia negra, desapareceu da partida.
Até ao intervalo, o jogo conheceu o seu pior período, com Portugal a carpir as suas mágoas e com os checos acomodados perante a realização do seu objectivo.
No início da 2ª metade, o jogo conservou idêntico cariz.
Portugal continuava a ser uma equipa abúlica e os checos uma equipa resignada às suas limitações.
Seguia desta forma o encontro pastoso, lento e sem grandes motivos de interesse, quando Deco decidiu dar asas à sua superior visão de jogo e descobrir Ronaldo para o 2º golo português.
Uma verdadeira pedrada no charco que teve o condão de despertar a selecção nacional.
Portugal regressou ao comando da partida e acaso não tivesse Scolari mexido de forma asnática na equipa assim teria continuado até final.
Sucede que, com a entrada de Koller, Scolari abdicou da auto-determinação em favor da hetero-determinação e fez entrar Meira para 3º central com o fito de marcar o gigante checo.
A equipa percebeu a mensagem e desceu o seu bloco, expondo-se ao jogo directo dos checos.
Os temores de Scolari eram tantos ou tão poucos, que, instantes depois, substituiu Nuno Gomes por Hugo Almeida por forma a precaver-se ainda mais nas bolas paradas defensivas.
Quando se exigia a entrada de homens rápidos, capazes de executar velozes transições ofensivas, por forma a explorar a subida do bloco checo, Scolari encolheu-se e a Rep. Checa assumiu, naturalmente, o domínio do jogo.
Neste período, Portugal sofreu a bom sofrer e não fora a inépcia checa na concretização e o empate podia ter surgido.
Não surgiu e Portugal, num momento de luz e inteligência de Deco e Ronaldo, logrou o 3-1, sentenciando o encontro.
Neste lance ficou evidente que, com espaço, a criatividade, a capacidade técnica e velocidade dos jogadores portugueses assumem-se como letais e guindam a nossa selecção ao panteão da excelência.
Alcançada a qualificação, é tempo de rotação, descansando os habituais titulares e concedendo visibilidade aos menos utilizados.

72 comentários:

MESTRE JC disse...

Quero anunciar o meu luto pela saída de Scolari.
Nem o fim do bloqueio - que até estava a começar a gostar - consegue amenizar a minha tristeza pelo abandono do Sargentão do comando técnico da selecção.
Professor Gravatas, Pésudos, Humbertos e o treinador das arábias lá virão reclamar o seu lugar à frente da selecção.
Agora, só a vitória no Euro 2008 pode compensar a saída do Scolari.

Vermelho disse...

Amigo JC:
Quero anunciar o meu profundo regozijo pela saída de Scolari.
Ainda que ao fim do bloqueio não tenha correspondido uma integral satisfação das justas reivindicações do sector, nada me conseguiu alegrar mais do que o anúncio da saída de Scolari para o Chelsea.
Ontem, uma vez mais, toda a sua inabilidade táctica sobressaiu, colocando em causa um triunfo que de outro modo teria sido tranquilo.
Ao abrigo da velha aliança Portugal - Inglaterra conseguimos exportar uma pequena porção da indigência mental e da subserviência que campeiam neste País.
Obrigado, Roman!
irá, agora, marcar presença em Londres

MESTRE JC disse...

Qual inabilidade táctica, Amigo Vermelho:
A de ter convocado Deco quando os que não apoiam Scolari defendiam que não devia ser convocado pela má época que fez?
A de ter promovido a chamada de Pepe à selecção?
A de ter apostado em Nuno Gomes mesmo até contra a vontade dos benfiquistas?
A de preferir Simão a Quaresma no onze titular?
A de as suas substituições marcarem sempre um golo?

Sei que não aprecias o Scolari, por ser inábil tacticamente e um rústico, mas eu, pouco dado a tácticas, não posso deixar de considerar que foi o melhor que nos aconteceu, face aos resultados obtidos, à qualidade do futebol exibido e a esta loucura em que se tornou o apoio à selecção.
Por isso lamento profundamente a sua saída para o Chelsea.

FURA-REDES disse...

Não imagino os residentes de Chelsea a pôr bandeiras nas janelas.

Imagino o Scolari a ficar fan das suas vizinhas.

Banco deixará de ser caixa.

Scolari passará a contar com jogadores que se afirmaram no FCP e passará a defender uma equipa de azul e branco. Enfim, o sonho de qualquer treinador e terá um presidente cheio de nota e de russas.
Vai ser porreiro ver o scolari e o murtosa de calções a vindimar e a tomarem o abramobicho pela manha em Londres.
E a montarem uma casa de alterne em Londres com brasucas e russas.
Enfim, o sonho de qualquer treinador.

Espero que a selecção nacional contrate um bom treinador espanhol para esquecer scolari.

Já me incomoda é a publicidade.
Esta cena de pôr a selecção num autocarro que anda aos empurrões, além de abichanado, só nos lembra a falta de gasolina e o preço a que ela está. Só que o anúncio é da própria GALP lamentável.
Mais lamentável só o quaresma a cantar, o Nani armando em Manolo e o Nuno Gomes armado em gajo.
Superlamentável o anúncio da macdonalds com um hamburhuer penalty, precisamente uma das formas como nos fod----
porque não chamaram mKcabeçada ou mkfilhosdap?

Vermelho disse...

Amigo JC:
Cada um é livre de apreciar o que bem entende.
Há quem goste de couratos com pêlo e quem aprecie marisco.
Há gostos para tudo.
O courato até enfarta mais e é mais calórico.

p.s. Acaso fosse Scolari português e após o Euro-2004 teria sido despedido!

Vermelho disse...

Amigo JC:

A inabilidade táctica que nos ia custando a vitória!
Uma entre muitas, que nos custaram, além do mais, a perda da final de um campeonato da Europa disputado em casa frente à "poderosa" Grécia.

Quanto à convocatória, reafirmar o que escrevi:

"1 - Cumpre procurar descortinar as razões subjacentes às escolhas de Scolari.
Confesso que, mesmo depois de muito porfiar, não consegui perceber o critério que presidiu à convocatória.
Se nalgumas opções individualmente consideradas se avista o raciocínio que as fundamentou, já o sentido geral da selecção me parece pejado de incongruências.

2 - Dir-me-ão que as opções de Scolari não se ancoraram num único critério, mas sim em vários.
Até posso aceitar a objecção, mas continuo sem perceber quais, sem detectar severas contradições.

3 - Deste modo, apenas uma conclusão se me afigura plausível: terá sido uma questão de gosto pessoal!
Ainda que entenda que as apreciações subjectivas carecem de fundamentação objectiva, nenhum rebuço me assalta na sua aceitação como factor de escolha.

4 - Contudo, assim sendo, a responsabilidade de Scolari emerge substancialmente incrementada.
Para o bem e para o mal!
Em caso de sucesso, haverá que render tributo à sua invulgar capacidade prospectiva.
Em caso de inêxito, haverá que punir de forma austera a sua incompetência."

"Continuemos com uma eleição relativamente polémica se e quando comparada com outra ausência - Paulo Ferreira.
Não consigo aclarar as razões que fundearam a escolha de Paulo Ferreira em detrimento de Caneira!" - A prestação de Paulo Ferreira confirmou, inteiramente, a justeza deste meu comentário!

"Ao longo da época, Petit exibiu-se entre o deplorável e o paupérrimo, navegando entre lesões sem atingir a condição necessária a um desempenho minimamente capaz, o que deveria ter desaconselhado a sua convocação." - A prestação de Petit desmentiu, em absoluto, este meu comentário!

"Mais do que verberar a convocação de Nuno Gomes e/ou Postiga, o que não atinjo é a sua chamada em simultâneo.
Para além de serem jogadores com um perfil muito similar, não se me afigura perceptível a razão pela qual uma selecção que adopta um sistema táctico que comporta a utilização de apenas um ponta de lança encara como necessária a convocação de três atletas para desempenhar tais funções.
Não seria preferível convocar mais um médio?" - A não utilização de Postiga confirma, inteiramente, a justeza deste meu comentário!

Concluir, dizendo que não vislumbro onde e quando me pronunciei sobre a chamada de Deco.

Mestrecavungi disse...

Depois da vitória, apuramento e 1º lugar no grupo, uma má notícia para Portugal:
Scolari vai para o Chelsea!
E agora?
Manuel José?
Pelo amor de Deus!!!!!!!!!!!!!!
Espero sinceramente que seja um treinador estrangeiro, caso queiramos ir ao Mundial 2010!
Viva Scolari O Grande!

MESTRE JC disse...

Amigo vermelho:
É óbvio que sim!
Cada um gosta do que gosta!

Claro que Scolari é courato e eu prefiro marisco - até mesmo bacalhau - mas que se trata de um courato que fez da selecção uma equipa que move uma nação, disso não haja dúvidas!
E que obtém resultados!

É certo que Scolari perdeu a final do Euro 2004 mas o que fica por saber é se sem ele teríamos lá chegado.

Quanto ao Deco, disseste o seguinte:

"1 - Cumpre procurar descortinar as razões subjacentes às escolhas de Scolari.
Confesso que, mesmo depois de muito porfiar, não consegui perceber o critério que presidiu à convocatória.
Se nalgumas opções individualmente consideradas se avista o raciocínio que as fundamentou, já o sentido geral da selecção me parece pejado de incongruências.
Terá sido a avaliação da prestação competitiva de cada um dos jogadores na presente temporada que conduziu Scolari à sua eleição?
Não creio, pois que se assim houvesse sido, pelo menos, Ricardo, Deco, Petit ou Nuno Gomes não constariam dos 23!"

Mestrecavungi disse...

Quanto ao bloqueio, a montanha pariu um rato!
20% de majoração no IRC?
Que idiotice!Se a maioria já dá prejuizo é uma vitória de pirro!
Este bloquei só serviu para prejudicar o Povão como eu, que passei o dia de ontem num avião.
Saí de Lisboa ás 10 fui ao Porto por Fuel, cheguei a Ponta Delgada ás 17 H e regressei a Lisboa ás 3.00 da manhã, porque o avião que me trouxe estava atrasado derivado do facto de ter ido ao Porto por Fuel outra vez!
E ainda há gente que estava a achar graça!

Mestrecavungi disse...

Amigo Vermelho,
Nunca pensei dizer isto, mas se o futuro treinador for Português, que tantas e tantas vitórias tem alcançado para Portugal, com fases de apuramento estonteantes, e consequentemente com fases finais históricas, e dignificantes para o País, então que seja o Engº do Penta!
De qualquer forma como calculas, mas já te esqueceste, com um Português á frente desta selecção não seremos apurados para 2010.

Vermelho disse...

Amigo JC:
Sejamos intelectualmente honestos!
O que disse, reafirmei e transcrevi foi:
"1 - Cumpre procurar descortinar as razões subjacentes às escolhas de Scolari.
Confesso que, mesmo depois de muito porfiar, não consegui perceber o critério que presidiu à convocatória.
Se nalgumas opções individualmente consideradas se avista o raciocínio que as fundamentou, já o sentido geral da selecção me parece pejado de incongruências."

O exercício a que me propus foi o de tentar perceber o critério de Scolari.
Disse e reafirmo que não percebi.
Enunciei as razões pelas quais não o tinha alcançado e para tal lancei mão dos critérios que julgo deverem ser os norteadores de qualquer convocatória.
Singular ou cumulativamente considerados.
Neste segmento do texto, referi alguns jogadores como forma de ilustrar não ter sido esse o critério seguido por Scolari.
Conclui então que: " - Deste modo, apenas uma conclusão se me afigura plausível: terá sido uma questão de gosto pessoal!
Ainda que entenda que as apreciações subjectivas carecem de fundamentação objectiva, nenhum rebuço me assalta na sua aceitação como factor de escolha."

Apenas fulanizei na parte final do texto e em momento algum me refiro a Deco!

Abraço.

Vermelho disse...

Amigo Cavungi:
Pior que perder um campeonato em casa frente à Grécia não deve conseguir.
Ah!
É possível - perder duas vezes na mesma competição, disputada em casa, frente à Grécia.
O último português que treinou a selecção guindou-a ao 3ºlugar no Europeu (disputado fora de casa), tendo sido eliminado pela França de Zidane e Henry (na pleinitude das suas capacidades).

Mestrecavungi disse...

Scolari saiu.Tenho pena, mas paciência.
Também me irritou muitas vezes.
Preferir Baía a Ricardo foi uma delas.Insistir em alguns jogadores medianos etc.
Mas estou-lhe grato!
Fez de Portugal uma selecção respeitada, que o não era no passado.Digma o que disseram antes de Scolari a Selecção Portuguesa era uma boa Merda!
Desculpem o meu Françês!
Flhanços atrás de falhanços, escandalos, comportamentos antidesportivos, suspensões, expulsões,bebedeiras e vedetismos com chefes de balneário e de equipa.
Um amadorismos de fazer inveja á selecção do Lesotho!
Digam o que disserem estes são os factos.
Está escrito na hitória o futebol.
Antes de Scolari não valiamos um cara...col!
E sempre liderados pelo superior conhecimento, tecnico-tactico e fisco-atletico da "escola de treinadores Portugueses" recheada de vitórias!
Por mim se esta experiência com um estrangeiro resultou, devia continuar!
Obrigado Scolari!

MESTRE JC disse...

Amigo Vermelho:
Se não tenho percebido mal, tens defendido por várias vezes que o critério das convocatórias deve ser a forma do jogador e a época que realizou.
Assim foi, indubitavelmente, quanto ao Petit e, noutras ocasiões, quanto ao Costinha e ao Maniche.

Assim, ao dizeres:
"Terá sido a avaliação da prestação competitiva de cada um dos jogadores na presente temporada que conduziu Scolari à sua eleição?
Não creio, pois que se assim houvesse sido, pelo menos, Ricardo, Deco, Petit ou Nuno Gomes não constariam dos 23!"

conclui que entendias que também Deco não deveria ter sido convocado, pois foi flagrante a má época que realizou no Barcelona.

Antes morto que vermelho disse...

De regresso...

Sobre o jogo da Turquia , nunca esperei que os turcos fossem tão fracos, mas os tugas deram uns bons toques (menos o labreca), onde destaco o deco.

Sobre o jogo de ontem, os tugas voltaram a dar uns toques, menos o labreca e o paulo ferreira, que por ser defesa direito, lá vai fazendo o que pode...
uma vez mais destaco o deco!

Lembro vermelho que a rep. checa não tem o rosicky por estar lesionado e o nedved por ter recusado ir á selecção. quanto ao baros acho que é muito bem e tirava o lugar ao cardozo "de caras".

pela segunda vez concordo com o vermelho e fico contente pelo soco se ir embora!! mas será que o boi vai conseguir trabalhar? é que em inglaterra, o boi tem que trabalhar diariamente e prestar contas a um marreta muito menos "graxista" que o madail... acabaram as idas ao trabalho de 15 em 15 dias e ver os jogos na tv!
soco: vai e não voltes! e já agora leva o xungo e o darcheville!

por não ter sportv, tenho que levar com o cavalo do sousa martins, da tvi, a relinchar por todos os lados, mas ontem este asno excedeu-se e vomitou : "nulo gomes está em grande forma!" este urro merece ser considerado o "11º mandamento", o vómito do ano...

Mestrecavungi disse...

Amigo Vermelho,
Estou com Mestre JC.
Sem Scolari também iriamos á Final?
E a Greçia por acaso não eliminou a Espanha, A França (Zidane e Henry) e a Rep Checa?
Ou foi só Portugal que perdeu com a Grécia?
E essa derrota é suficiente para apagar um 4º lugar num Mundial!
Ou dois apuramentos consecutivos(2006 e 2008)?
3 fases finais consecutivas com apuramento á fase seguinte?
E sobretudo, para mim, deixámos de ver o nome de Portugal envolvido em orgias e bebedeiras e saloices do genero.
Saltilho e Coreia!
E como sabes que treinou a selecção em 2000 não era Humberto mas sim Caçador!
E já te esqueceste da forma vergonhosa como aceitámos a derrota!
3 jogadores suspensos por vários meses, agressões, expulsões enfim um "Circo Portuga"!
Isso acabou!
Graças a Scolari!

Vermelho disse...

Amigo JC:
Não só, mas também e como factor primordial.
Acontece que, em relação a Deco, a sua chamada era pouco mais do que inevitável, por inexistir alternativa.
Só por absoluta incapacidade o seu nome constaria da convocatória.
Abraço.

Antes morto que vermelho disse...

darcheville e xungo: ontem certamente que pegaram nas vossas bandeirinhas que têm no carro e nas varandas e, mesmo com falta de gasolina, foram "festejar" a vitória de portugal.
o xungo foi á zona J buscar uns marretas quaisquer, que também pegaram na bandeirinha e foram "apitar".
Os saloios estão á solta, não têm nada onde se agarrar e vão "apitar" com as bandeirinhas!!
viva a suiça!
viva a croácia ou a alemanha!
(até neste "sorteio" tivemos sorte)

Vermelho disse...

Amigo Cavungi:
Concordo contigo:
"E já te esqueceste da forma vergonhosa como aceitámos a derrota!
3 jogadores suspensos por vários meses, agressões, expulsões enfim um "Circo Portuga"!
Isso acabou!
Graças a Scolari!"

Acabou para se iniciar um ciclo tão ou mais vergonhoso - o "Circo Luso-Brasileiro", com o seu afamado pugilista Socolari!

Antes morto que vermelho disse...

Nota final para a grande vitória de espanha, apoiada por manolo (nunca: o manolo também escreveu um livro, é um homem com poucos estudos e de parcas palavras), e para a holanda que esmagou a itália (uma minha favorita), que foi cilindrada pela laranja mecanica. Se repararam a holanda fez o que ninguém fez, pressionou a "azzurra" logo de inicio, o que implicou que a "azzurra" nunca tenha entrado no jogo.
Pirlo não pegou no jogo, materrazzi, abaixo de cão, gattuso fora de forma. bem apenas buffon (é melhor que o cech) zambrotta e luca toni. O que é que o cassano anda lá a fazer?

Antes morto que vermelho disse...

o urro da semana, por xungo: "Mas estou-lhe grato!" Dassssssss! está grato por ter perdido contra a grécia e por não ter eliminado a frança que se arrastou...

MESTRE JC disse...

Amigo Vermelho:
A Liga Redevermelho em que participamos permite ver a classifcação que ocupamos?
A pontuação já vi que sim, mas ainda não encontrei maneira de ver a classificação actual.
Já agora, tenho 54 pontos.
E tu, caríssimo?
E os demais condóminos?

MESTRE JC disse...

Já descobri, Amigo Vermelho.
Vou num péssimo 16ºlugar.
E transferências?
Podem fazer-se já?

JorgeMínimo disse...

Caro JC:
Já devias ter feito. 4 substituições por cada jornada. Agora, as substituições só ficam efectivadas na 3ª jornada.

Antes morto que vermelho disse...

xungo: o saloio do "rasgado do oslo" tem aparecido a chibar-se todo?

JorgeMínimo disse...

Cavalheiros:

Dou nota alta à prestação do Scolari em frente da selecção de Portugal, mas julgo que devia ter saído no final do Mundial.
Para mim, o próximo seleccionador deve ser estrangeiro, caso tenha que ser português que seja o Manuel José.

JorgeMínimo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
JorgeMínimo disse...

Caro Caquinho:
Espero que as tuas férias no Parque de Campismo da Costa da Caparica tenham corrido bem. Contudo, estou triste porque não fizeste uma crónica diária da tua estadia. Sinceramente estava à espera.

JorgeMínimo disse...

Caro Caquinho:
Espero que tenhas vomitado, escarrado e defecado várias vezes no Barbas, durante a tua estadia.

Vermelho disse...

Amigo JC:
O amigo Mínimo já respondeu às questões que colocaste.
Acrescento que ainda podes utilizar o joker que te permite substituir um jogador por outro, mas apenas para a jornada em curso.
Para se tornar permanente, terás de realizar a substituição no período legal.
Nada está perdido, a procissão ainda vai no adro.
Abraço.

MESTRE JC disse...

Obrigado, caro Vinking.
Tenho lá jogadores em sub-rendimento que devia substituir.
Fica para a próxima jornada.

MESTRE JC disse...

Obrigado, amigo Vermelho.

VermelhoNunca disse...

Uma das qualidades de Scolari, que muito aprecio, é não dar ouvidos a adeptos como o nosso administrador. E isso, temo, acabará com a chegada de algum artista para seleccionador nacional.

Antes morto que vermelho disse...

xungo: vomitei, escarrei e defequei várias vezes na boca do "rasgado de oslo"!, na altura de me aliviar, transformado em "sanita humana".

Vermelho disse...

Amigo Nunca:
Concordo contigo!
Se há qualidade que Scolari tem é não me dar ouvidos!
Todavia, desconfio que qualquer outro no seu lugar faria precisamente o mesmo.
Não sei em que medida é que poderia prejudicar Scolari ou a selecção, mas mais vale prevenir do que remediar.
Abraço.

VermelhoNunca disse...

Amigo Vermelho, a qualidade de Scolari é não dar ouvidos a adeptos como o amigo. Não apenas a si. Não dar ouvidos aos "fazedores de opinião", que no passado comandavam a FPF e a Seleccção de fora para dentro. Scolari travou isso tudo , usando uma boa táctica: ignorando-os, pura e simplesmente. Deixando-os a falar sózinhos.
Falou da Grécia, mas não respondeu a Cavungi, quando refere a quem ganhou a Grécia no Euro 2004- este é um mero exemplo, para demonstrar a fraqueza dos seus argumentos, para minimizar os sucessos de Scolari.
Para mim há o antes e o depois de Scolari. E eu sou adepto da selecção na era Scolari. Ele cativou-me, levando-me a seguir a selecção com interesse, o que Humbertos, Oliveiras, Caçadores e outros nunca conseguiram.

Vermelho disse...

Amigo Nunca:
Não sou, nem tenho pretensões a ser opinion maker.
Conheces a Polaris?
Talvez aí encontres a razão de ser de certas escolhas e exclusões dos convocados para o Euro-2008.
Substituir adeptos ou opinion maker´s por empresários parece-me uma excelente escolha quanto à vulnerabilidade a pressões exteriores.

A minha argumentação, perigosa e nefasta quer para Scolari, quer para a selecção, é de facto muito fraca.
Fraquinha mesmo. Vá lá desprovida de qualquer nexo e sentido!
Acontece que não respondi a Cavungi porque a questão já aqui foi debatida ad nauseaum!
Para mim, o perigoso opinion maker, Scolari não conquistou qualquer resultado extraordinário ao serviço da selecção nacional.
Foi vice-campeão europeu.
Mas, foi-o em casa e perdendo com a Grécia na final.
As equipas que Cavungi referiu tambem perderam com a Grécia e por isso os seus treinadores foram despedidos (com excepção de Karel Brückner)!
Assim, concluo que Scolari ao invés de ter conquistado algo, conseguiu, isso sim, perder uma final "imperdível".

Alcançou o 4º lugar no Mundial, perdendo com uma França exaurida e sem chama!
Apenas conseguiu vencer uma equipa de nível mundial no tempo regulamentar - Holanda.
No mais, beneficiou de um grupo muito acessível e da lotaria das grandes penalidades contra a Inglaterra.

Desde que o futebol português se internacionalizou que a evolução da selecção tem sido notória.
As presenças nas fases finais de Europeus e Mundiais atestam-no.
Com excepção do consulado Artur Jorge, os demais conseguiram apuramentos para as fases finais de Europeus e Mundiais.

Desde o jogo com a Holanda e até ao jogo de ontem, Portugal não venceu, em jogos oficiais, no tempo regulamentar, nenhuma selecção do top-20.

Abraço.

Vermelho disse...

Amigo Nunca:
Reconheço a Scolari um mérito:
é um excelente vendedor de banha da cobra!

MESTRE JC disse...

A si Amigo Nunca, e a milhões de portugueses, muitos dos quais - principalmente mulheres - nunca tinham sequer visto um jogo de futebol.
Scolari é canastrão?
É!
É courato?
É!
É saloio?
É!
É mestre em tácticas?
Não!
É estudioso?
Não!
Outro tinha conseguido ganhar o Euro 2004?
Não sabemos.
Outro tinha chegado à final do Euro 2004?
Não sabemos.

Mas pôs o País a puxar pela selecção.
Pôs ordem na selecção.
Transformou Portugal inteiro num grande Estádio de Futebol sempre que joga a selecção.
Fez com que sportinguistas, benfiquistas e portistas esquecessem o seu clube quando joga a selecção.
Fez-nos sonhar que é possível ganhar.
Torres sonhava sózinho que conseguia o apuramento para uma fase final.
Agora, sonhamos todos juntos que vamos ser campeões!

Força Scolari!
Força Portugal!
Forca Roberto Leal!

VermelhoNunca disse...

Fala em empresários...lembra-se do que sucedeu com Oliveira, no sensacional Mundial da Coreia/Japão, com Vitor Baía? Aí não foi nenhum empresário...foi alguma bruxaria...

MESTRE JC disse...

Portugal! Portugal!
Scolari!
Scolari!
Cavungi!
Cavungi!

Vermelho disse...

Amigo JC:
Se um treinador português tivesse perdido com a Grécia a final do Euro-2004, o que teria sucedido?

Se um treinador português tivesse perdido com uma França exaurida e sem chama a meia-final de um Mundial, o que teria sucedido?

Se um treinador português tivesse esmurrado um jogador adversário numa partida a contar para a qualificação do Euro-2008, o que teria sucedido?

Se um treinador português tivesse conquistado a qualificação para um Europeu no último jogo, num grupo que integrava a Polónia, a Sérvia e a Finlândia, selecções às quais não venceu qualquer partida, o que teria sucedido?

Se um treinador português insultasse jornalistas e todos quantos ousam questioná-lo, o que sucederia?

Se um treinador português tivesse promovido a presença de Roberto Leal numa conferência de imprensa da selecção nacional, o que teria sucedido?

p.s. fiquei a perceber que o mérito de Scolari reside na alienação que provoca nas massas.

Abraço.

Vermelho disse...

Amigo Nunca:
Já aqui o disse, na comparação com o paupérrimo, o mau é bom!
Não advoguei, em momento algum, méritos a Oliveira!

Mestrecavungi disse...

Roberto Leal!
Roberto Leal!
Mikael Carreira!

VermelhoNunca disse...

Não vou insistir no tema. Entendo que, na sua opinião, as vitórias de Portugal de Scolari, apenas sucedem por demérito adversário. Os seus argumentos vão todos na mesma direcção. Se ganhamos a alguém é porque o adversário é mau ou estava em mau momento.
Dizer apenas que folgo em vê-lo tão satisfeito pela saída de Scolari. Fico contente por si e já agora ,por Macaco também.

Mestrecavungi disse...

Amigo Nunca,
O pior não è Scolari ir!
È o que aí vem!
Ouvi hoje ao almoço, um jornalista desportivo, afirmar que já se fala no "Projecto do Prof. Queirós"!
Valha-nos a Santíssima Trindade!
Adeus Mundial 2010!

Mestrecavungi disse...

E porque não o Prof.Jesualdo?

Vermelho disse...

Amigo Cavungi:
A ser português, Jesualdo seria a minha escolha!
Estrangeiro, Lippi!

Mestrecavungi disse...

Ou o Toni?

Mestrecavungi disse...

Ou o José Peseiro?

Mestrecavungi disse...

Ou o Artur Jorge?

Mestrecavungi disse...

Ou o Prof. Luis Campos?

Mestrecavungi disse...

Amigo Vermelho,
P-Engº do Penta!
E-Zico!

Mestrecavungi disse...

Amigo Vermelho,
Isso não!
Não tirem o Jesualdo do FCP!
Não os ajudem nisso!

Antes morto que vermelho disse...

nunca: não é/foi só na selecção portuguesa, que os empresários e patrocinadores mandam... também mandam na brasileira (campeões do mundo,) e em muitas outras...

próximo treinador para a selecção: Henry Michel, Terry Venables ou Del Bosque! um tuga então voto no... Paulo Sousa!

Mestrecavungi disse...

IN Record:

"Queiroz é o grande candidato
SUCESSÃO DE SCOLARI ESTÁ EM MARCHA
Carlos Queiroz é o grande candidato à sucessão de Scolari. O antigo seleccionador e actual treinador adjunto do Manchester United reúne a simpatia e a consideração profissional dos jogadores. Aliás, o “núcleo duro” da Selecção já transmitiu a quem de direito a sua preferência "

Com um Portuga é o que dá.
O nucleo duro é quem vai mandar!
Lippi, Zico, Milutonovic, Menoti, qualquer palerma, desde que não seja português!
E de preferencia um que insulte e maltrate constantemente os Jornalistas e seus acólitos!

FURA-REDES disse...

Gostava do Manuel Machado ou do Rachão - assim tínhamos garrafões ou presuntos pendurados nas varandas;

ou aquele cromo do Milatunovic ou lá como é que se escreve que já passou por não sei quantas selecções.

Já agora o guarda-redes da Turquia não é o Barroso (ex- borroso)?

Mestrecavungi disse...

Tem que ser um Selecionador do desagrado do Rui Santos!

MESTRE JC disse...

Amigo Vermelho:
Nenhum treinador teria sido despedido por ter feito o EURO 2004 que fez.
Para chegar à final, Portugal ultrapassou um grupo onde estavam a Espanha, a Rússia e a vencedora do Euro, e eliminou a Inglaterra e a Holanda.
Perdemos a final porque chegámos lá.
É a questão do copo meio cheio ou meio vazio.
E, como diz Nunca, não fomos os únicos a perder com a Grécia.

Quanto ao jogo das meias-finais que perdemos com a França no Mundial 2006, a questão é a mesma:
Chegámos lá!
E a França também, o que revela que era uma equipa muito forte!

Mestrecavungi disse...

Amigo Furão,
è o gajo é!
Bem me parecia que já tinha visto aquela cara!
Borrou-se!

Mestrecavungi disse...

Amigo e Mestre JC,
A frança eliminou o Brazil!
Campeão do Mundo (com Scolari) em titulo na altura!
Uma equipa fraquinha essa a da França.
Antes de Scolari, Portugal teve sempre grandes equipas e inumeras vitórias..........morais!
E muita falta de sorte também.
E jogámos sempre contra grandes equipas.
Ganhámos sempre aos fraquinhos!
Mas como diz nunca não discuto mais o tema.
Cada um tem a sua (legitima) opinião. A minha é a Selecção Portuguesa A.S. e D.S.!

MESTRE JC disse...

É esse o meu sentimento, Amigo MestreCavungi!

MESTRE JC disse...

Era só o que nos faltava agora:
o Professor Gravatas Adjunto Porcarias Queirós na selecção!
Acabou-se a mística!
Ora bolas!
Agora, só mesmo uma vitória no Euro 2008 remediava a depressão que se vai seguir!

Mestrecavungi disse...

Amigo e Mestre JC,
Com a Dinamarca e a Suecia no nosso grupo, já sabes onde vais ver o Mundial 2010!
A.S. e D.S.

Antes morto que vermelho disse...

o barroso/borroso, entrou em campo, em representação do fcp, a soltar fortes gases liquidos. é do conhecimento geral que durante o intervalo teve que mudar de calções e que os mesmos tiveram que ser introduzidos na máquina de lavar, pelo roupeiro, munido de uma máscara e de 2 pares de luvas... foi "carregado" o programa de máquina mais potente e a tarefa teve que ser repetida 3 vezes... hoje, esse mítico calção, está emoldurado em caso do mesmo borroso!
quanto aos calções utilizados por borroso durante a 2 parte, nunca apareceram e pensa-se que terão desaparecido para sempre, quando as antas foram demolidas...

Antes morto que vermelho disse...

" Professor Gravatas Adjunto Porcarias Queirós" ressabiado por ter dito algumas verdades sobre o soares franco!

Mestrecavungi disse...

Não Macaco:
Queirós é um merdas!
E ha-de vir com a merda do projecto outra vez!
Raios partam o projecto do homem!

MESTRE JC disse...

Neuer:
Se fizeres pesquisa aqui no blogue, verás que eu muito antes do caso Soares Franco/Queirós já não gostava do Queirós!.
Não é rassaibianço.
É não poder com vaidosices nem com aquela pseudo-intelectualidade.
Com as vaidosices ainda aguentava, se ao menos tivesse provas dadas.
O que não é o caso.
Queirós serve é para fazer planificações e para tratar de metodologias.
Para treinador principal não.
Já agora, convinha perguntar-lhe se a porcaria se mantém na federação.
É que me dá a ideia que são os mesmos que lá estão.

Antes morto que vermelho disse...

e o GR da turquia? o barroso/borroso? esse sim é a surpresa deste euro.

Mestrecavungi disse...

Amigos Pró er Anti Scolari,
Um bom fim de semana!
Abraço!

Antes morto que vermelho disse...

MST sobre a não participação do fcp na próxima edição da champions: "enquanto eu tiver memória, a atitude do Benfica não será esquecida nem perdoada. A sua participação em todo este processo, a sua meticulosa maquinação (de que ainda só conhecemos alguns detalhes), representa uma das mais eloquentes manifestações de mesquinhez, antidesportivismo, inveja e mediocridade que o futebol português jamais viu. Só mesmo por anedota é que alguém se disporá a acreditar que eles são uns anjinhos, que só estão interessados na «verdade» e na «moralização». Olha quem!

(...) Agora, oiço e leio por aí alguns benfiquistas, armados em cavalheiros, que defendem que o Benfica nem sequer deveria aproveitar a oferta da UEFA e deveria renunciar à pré-eliminatória da Champions. Pois, pois, grandes princípios, fraca convicção: se o pensam, porque não o fazem? Organizem um abaixo-assinado a propô-lo à direcção do clube…"

VermelhoNunca disse...

Macaco, a sua sugestão Paulo Sousa é algo que só nos livros do Pateta poderia suceder( só se estiver a pensar na esposa dele...)