terça-feira, agosto 26, 2008

Vedetas&Marretas

Vedetas

Clube



Nacional pelo expressivo triunfo averbado em Matosinhos;

Jogador



Bruno Amaro pelo bis após longa travessia do deserto por lesão;

Treinador



Lito Vidigal pela estreia com vitória na 1ª Liga;

Árbitro



João Capela pela arbitragem de bom nível (segundo a crítica) no Leixões-Nacional;

Modalidades de Alta Competição





Nelson Évora e Vanessa Fernandes pelas medalhas conquistadas nos Jogos Olímpicos de Pequim;

David Blanco pela conquista da Volta a Portugal em Bicicleta, assumindo-se como o primeiro estrangeiro a vencer por duas vezes a prova;

Emigrante




Deco pelos retumbantes primeiros passos na Premier League;

Danny pela estreia na selecção principal de Portugal e pela transferência para o Zenit por 30 milhões de Euros, a maior transacção de sempre do futebol da Europa de Leste;

Marretas

Clube



Leixões pela goleada caseira sofrida frente ao Nacional

Jogador




Milton do Ó e Valdomiro pelos sucessivos e inenarráveis erros em que incorreram na partida frente ao Sporting;

Treinador



Paulo Bento pela "calimerização à priori" procurando assim condicionar a arbitragem;

Árbitro

Luís Ramos por ter assinalado de modo absolutamente asnático uma grande penalidade contra o Sporting quando o derrube de Polga aconteceu uns bons metros fora da área leonina;

Modalidades de Alta Competição



Naide Gomes pelo estrondoso fracasso que constituiu a sua participação olímpica;

Emigrante



Álvaro Magalhães pelas derrotas que tem acumulado no comando técnico do Gloria Buzau;

10 comentários:

Vermelho disse...

Amigos:
Decidi reestruturar esta rubrica, pois que no ano passado a longa lista de referências me pareceu fastidiosa e desvirtuadora da lógica que deve presidir a um espaço deste género.
Gostaria de conhecer as vossas opiniões sobre o "restyling" que introduzi.
Abraços.

Jimmy Jump disse...

Amigo Vermelho, este "restyling" está mesmo mesmo, como é que hei de dizer... Espectacular!!
Já não se produzem "restylings" como este!
Parabéns por isso!
Aquele abraço

Jimmy Jump disse...

... Agora o que me incomoda verdadeiramente é haver indivíduos que não gostam de melão!
Como é que é possível alguém não gostar de melão?

Vermelho disse...

Amigo Jimmy:
Eu sempre disse que quando a minha vida me permitisse havia de comer um melão - é hoje!
Aquele abraço.

JorgeMínimo disse...

Caro Saltitão:

Melão é coisa que não tem faltado lá para os vossos lados. Eu diria que são autênticos campeões do melão!!! Pior só mesmo o Calado!!!

JorgeMínimo disse...

Caro Vermelho:

Quanto ao "restyling" parece-me que ficou bem. Já, em relação, ao conteúdo parece-me haver um certo melão, potenciado num certo anti-sportinguismo.

P.S: Vão depressa comprar o livro do Cigano Flores, antes que este seja despedido.

Delane Vieira disse...

Caro Jorge:
Deve haver algum equívoco.
há quantos anos não vence o seu clube o campeonato?
quantos anos esteve sem o vencer?
melãosinho com farturinha!

Delane Vieira disse...

Caro Vermelho:
Quanto ao restyling nada posso dizer porque não conhecia como era no passado.
Sei dizer que gostei bastante da apresentação desta rubrica.

Jimmy Jump disse...

Um melão!
É tudo aquilo que jaze putrefacto dentro da cabeça do Calimero Fergunson Bento.
Como é que é possível uma afirmação destas: “em relação ao vermelho do Polga dou o benefício da dúvida” O benefício da dúvida num lance daqueles?!...
No mínimo risível.
Já em relação ao penalty, não há benefício da dúvida para ninguém.
É deveras apreciável a coerência presente no discurso do Fergunson de Alvalade.
Enfim na toada calimeresca do costume, deu-se a entender que o Sporting navegará uma vez mais contra ventos e tempestades.
Já diz o outro: Quem não chora…

P.S: Também eu dou o benefício da dúvida no lance do penalty sobre o Aimar, pelo simples facto de ser uma situação de tão ou maior dificuldade de apreciação que a expulsão do Polga!

PanKreas disse...

De facto só quem tem alma de sportinguista percebe as preocupações do Paulo Bento.
No meu caso eu prefiro que o sporting não ganhe ou até perca um jogo, do que ser beneficiado pela arbitragem.
É um espirito 100% desportista!
Quando no 1º jogo da época é assinalado um penalti destes, mesmo estando a vencer por 3-0, é de reclamar...
O que nasce torto jamais se endireita!