terça-feira, julho 22, 2008

Análises aos Plantéis dos 3 Grandes - Sporting

Prosseguindo o ciclo de artigos dedicados à análise dos plantéis dos 3 grandes, o de, hoje, incidirá sobre o Sporting.

Do plantel da temporada transacta saíram:
Stojkovic, Paulo Renato (Olhanense) (emp), Gladstone (Cruzeiro), Celsinho (Estrela da Amadora) (emp), Farnerud e Purovic.
Foram contratados:
Ricardo Baptista (Fulham), Daniel Carriço (AEL), Marco Caneira (Valência), Rochemback (Middlesbrough) e Hélder Postiga (FC Porto)
Isto é, abandonaram o clube 6 jogadores e entraram 5.
Um decréscimo quantitativo que não encontra correspondência em termos qualitativos.
Neste particular, acaso Miguel Veloso e João Moutinho permaneçam, serei tentado a asseverar a equivalência de valia entre o actual e o plantel da temporada transacta.
Todavia, a verificarem-se as saídas de Miguel Veloso e/ou João Moutinho, a avaliação dependerá sempre e muito dos seus substitutos.

Numa perspectiva sectorial, comecemos pela baliza, lugar para o qual foi adquirido Ricardo Baptista e dispensado Stojkovic.
Posição consensualmente reconhecida como a mais débil do grupo, não viu serem colmatadas as identificadas fragilidades.
Antes pelo contrário!
Esperava-se que na lógica de complementaridade que deve presidir à construção equilibrada de um plantel, tivesse sido contratado um guarda-redes de créditos firmados, por forma a aportar serenidade e tranquilidade a um sector tão delas carecido.
Ao invés, foi adquirido um jovem guarda-redes que nos últimos anos, com excepção de algumas aparições ao nível da selecção nacional de sub-21, pouco ou nada competiu.
Em 2007-2008, "vegetou" nas reservas do Fulham.
Acrescentar dúvida ao cepticismo não me parece, no mínimo, avisado.

Na defesa, quase que poderíamos dizer que "a Oeste nada de novo".
Quase, pois que Caneira foi resgatado ao Valência.
Pela sua polivalência, sobriedade, competitividade e capacidade de liderança, sem dúvida, que se tratou de uma boa aquisição.
Contudo, se no centro da defesa Polga, Tonel e Caneira fazem descansar Paulo Bento (pelo menos, no que tange às competições nacionais), o mesmo não sucede nas laterais.
Mais do que equacionar a capacidade de Abel e Grimi, avulta a ausência de alternativas consistentes ao português e ao argentino.
Pedro Silva e Ronny não são, definitivamente, jogadores com faculdades suficientes para representar o Sporting.
Claro está que Caneira pode alinhar em qualquer um dos flancos, mas não possui o dom da ubiquidade.
É a tal questão da manta curta.

No meio-campo, se Miguel Veloso e João Moutinho permanecerem no clube, a entrada de Rochemback significará o fortalecimento de um sector já de si pujante.
Ainda assim, na eventualidade de Veloso e Rochemback virem a coexistir, necessário será equacionar a sua compatibilidade.
No 4x4x2 losango tão do agrado de Paulo Bento, não me parecem conciliáveis.
Ambos ocupam o mesmo espaço, posição 6, e não se revelam aptos a desempenhar qualquer outro papel naquele esquema táctico.
Excluindo o 4x3x3 por não harmonizável com as caracteríticas dos avançados leoninos, resta o 4x4x2 clássico que Paulo Bento experimentou frente ao Sunderland.
Contudo, se Moutinho também ficar, a coabitação entre os três torna-se intrincada de discernir.
Posicionar Moutinho numa das alas seria uma solução dificilmente rentável.
Deste modo, em vista da resolução do descrito enigma e da saúde financeira da SAD leonina, a saída de Miguel Veloso assumir-se-ia com a panaceia pacificadora de quaisquer incovenientes futuros.
Mais do que a transferência de Veloso (já colmatada com a aquisição de Rochemback), a saída de Moutinho poderá importar um significativo desfalque na estabilidade da intermediária leonina.
A criatividade, versatilidade e espírito competitivo do pequeno algarvio dificilmente conhecerão substituição equivalente.
Por fim, afirmar o absentismo de alas no plantel, o que aprisionará a equipa a um de dois esquemas tácticos - 4x4x2 losango ou 3x5x2.

No ataque, chegou Postiga e saiu Purovic.
Paulo Bento prescindiu de um homem de área em favor de mais um avançado móvel.
Aliás, essa será a matriz comum ao conjunto dos avançados que integram o grupo.
Depois de mais uma experiência frustrante no estrangeiro, Postiga procura no Sporting resgatar os gloriosos momentos vividos com Mourinho.
Trocar Purovic por Postiga será sempre uma opção acertada, restando, apenas, por saber até que ponto.
Mesmo privado de Liedson, previsivelmente, até Novembro, a profundidade quantitativa é indesmentível.
Uma nota final, para Vukcevic ou melhor para a sua colocação no meio-campo.
O ano passado no início da época, Paulo Bento fê-lo alinhar como interior e a estrela do montenegrino pouco ou nada luziu.
Ao invés, quando Paulo Bento o colocou no eixo do ataque, Vukcevic refulgiu, pautando as suas exibições por uma qualidade até então ignota.
Incompreensivelmente, já na fase derradeira da temporada, Paulo Bento impôs o seu regresso ao meio-campo e o montenegrino desapareceu.
As indicações da pré-época parecem confluir na demonstração da teimosia de Paulo Bento em colocar Vukcevic no sector intermediário.
Sinceramente, não consigo alcançar as razões de semelhante opção.

Plantel Actual:

Guarda-Redes

Rui Patrício
Tiago
Ricardo Baptista

Defesa Direito

Abel
Pedro Silva

Defesa Esquerdo

Leandro Grimi
Ronny

Defesa Central

Polga
Tonel
Caneira
Daniel Carriço

Médio Centro Defensivo

Adrien Silva
Miguel Veloso
Rochemback

Médio Transição

Marat Izmailov
Simon Vukcevic
Bruno Pereirinha
João Moutinho
Romagnoli

Avançados

Derlei
Yannick Djaló
Rodrigo Tiuí
Hélder Postiga
Liedson

Jogadores 24
Média Idade 24,71
Média Altura 178 cm
Média Peso 73 Kg

30 comentários:

VermelhoNunca disse...

Esclareça-me uma questão amigo Vermelho. Para si, se Moutinho e Veloso ficarem, o valor do plantel desta época é idêntico ao da época passada, correcto?

JorgeMínimo disse...

Caro Vermelho Nunca:

Parece-me que na opinião do nosso "blogger" ainda é pior do que o plantel do ano passado, por causa do guarda-redes.

VermelhoNunca disse...

Guarda-redes esse, que cada dia que passa dá mais razão ao Paulo Bento, pelo afastamento da equipa.
Msa também fiquei com essa ideia da leitura do artigo do administrador.

VermelhoNunca disse...

Desde já uma palavra verde aqui no espaço:
"Naide Gomes melhora recorde nacional

A saltadora sportinguista bateu, em prova disputada durante a tarde de terça-feira em Estocolmo, o seu recorde nacional de salto em comprimento, melhorando-o para 7,04 metros.

Com esta marca – conseguida com o vento contra de 0,4 metros por segundo – Naide Gomes conseguiu igualar a melhor marca mundial do ano, que estava na posse da atleta russa Lyudmila Kolchanova"

JC disse...

Amigo Vermelho:
Confesso que não percebi como é que o SCP, tendo mantido toda a equipa do ano passado - apenas se livrou de jogadores que já nem jogavam - e tendo contratado Ricardo, Carriço, Caneira, Rochemback e Postiga manteve "equivalência de valia entre o actual e o plantel da temporada transacta.",

ao passo que em relação ao FCP, que perdeu dois jogadores nucleares como eram Bosingwa e Assunção, dizias ontem estares "tentado a asseverar o superior poderio do lote de jogadores que integram a equipa principal do FC Porto esta época".

VermelhoNunca disse...

Ninguém percebe amigo JC, mas também não deve ser para perceber.
O que virá amanhã, com a super equipa encarnada...

JC disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
JC disse...

Para os mais desatentos (como eu, que só agora soube da notícia):

"Fernando Meira vai prosseguir a carreira no Galatasaray. O internacional português já foi apresentado, poucos dias depois de ter sido libertado pelo clube alemão, e justificou a sua opção pelo campeão turco, que vai disputar a terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões."

Vermelho disse...

Amigos Nunca, JC e Mínimo:
Não disse que o plantel do Sporting era pior do que o da época passada.
Disse "acaso Miguel Veloso e João Moutinho permaneçam, serei tentado a asseverar a equivalência de valia entre o actual e o plantel da temporada transacta."
Passo a dissecar:
Saiu Stojkovic e entrou Ricardo Baptista, o que, para mim, significou um decréscimo de qualidade.
Renato e Carriço equiparam-se e como 4º central a sua utilização será pouco mais do que irrelevante.
Caneira pela sua polivalência, sobriedade, competitividade e capacidade de liderança, sem dúvida, que se tratou de uma boa aquisição.
Oferece profundidade, mas não é superior a qualquer um dos titulares do ano passado, mormente no centro da defesa.
No meio-campo, se Miguel Veloso e João Moutinho permanecerem no clube, a entrada de Rochemback significará o fortalecimento de um sector já de si pujante.
Ainda assim, na eventualidade de Veloso e Rochemback virem a coexistir, necessário será equacionar a sua compatibilidade.
No 4x4x2 losango tão do agrado de Paulo Bento, não me parecem conciliáveis.
Ambos ocupam o mesmo espaço, posição 6, e não se revelam aptos a desempenhar qualquer outro papel naquele esquema táctico.
Excluindo o 4x3x3 por não harmonizável com as caracteríticas dos avançados leoninos, resta o 4x4x2 clássico que Paulo Bento experimentou frente ao Sunderland.
Contudo, se Moutinho também ficar, a coabitação entre os três torna-se intrincada de discernir.
Posicionar Moutinho numa das alas seria uma solução dificilmente rentável.
Deste modo, em vista da resolução do descrito enigma e da saúde financeira da SAD leonina, a saída de Miguel Veloso assumir-se-ia com a panaceia pacificadora de quaisquer incovenientes futuros.

Ou seja, se Miguel Veloso e João Moutinho permanecerem no clube, Paulo Bento terá que optar entre Veloso e Rochemback, elementos de idêntica valia.
Isto é, oferece profundidade, mas não é superior ao titular do ano passado.

Por fim, Postiga.
Melhor que Purovic, mas idêntico na qualidade e características aos jogadores titulares da temporada transacta.
Oferece profundidade, mas não é superior ao titular do ano passado.

Resumindo:
Quem entrou não é melhor do que quem estava, a sua valia será semelhante, razão pela qual afirmei que acaso Miguel Veloso e João Moutinho permaneçam, serei tentado a asseverar a equivalência de valia entre o actual e o plantel da temporada transacta.

Abraços.

VermelhoNunca disse...

Compreendido, amigo Vermelho. Registo , para o futuro, o seu resumo:
"Resumindo:
Quem entrou não é melhor do que quem estava, a sua valia será semelhante, razão pela qual afirmei que acaso Miguel Veloso e João Moutinho permaneçam, serei tentado a asseverar a equivalência de valia entre o actual e o plantel da temporada transacta."

Quem entrou não é melhor do que quem estava.

VermelhoNunca disse...

Chamo-lhe ainda a atenção que Roca, no Boro, não jogava na posição do número 6, mas sim atrás dos avançados.

holtreman disse...

Mas o Sr. Vermelho esta' a anlisar os 11 ou os planteis??

Dizer que os JOGADORES CONTRATADOS ACRESCENTAM QUALIDADE MAS NAO ACRESCENTAM NADA DE NOVO..e depois afirmar que o plantel e' equivalente...

Por exemplo o facto de poder optar entre Veloso e rochemback , nao acrescenta nada de novo....

POstiga melhor que Purovic..mas nao acrescenta nada de novo.

Na defesa nada de novo...excepto que Grimi fara a epoca toda em vez de apenas a 2'volta, que Caneira 'e uma excelente contaratacao e pode fazer todas as posicoes...e que em vez de gladstone esta Carrico, o ex-capitao de todas as seleccoes jovens do pais.

Enfim , nada de novo.

E' uma anedota este Administrador.

Vermelho disse...

Amigo Nunca:
Não me parece que seja esse o seu lugar.
Em Espanha e em Portugal nunca jogou nessa posição.
Não me parece que as suas características ou a sua condição actual se adequem à posição.
Quanto ao registo, dizer apenas que quem como eu emite opiniões está sempre sujeito ao escrutínio futuro das suas avaliações.
Neste espaço, tal sucede há, pelo menos, 2 anos.
Abraço.

VermelhoNunca disse...

Concordo em absoluto com a opinião de Holtreman. A contradição total no post do nosso administrador faz-me pensar que necessita de férias, urgentemente.

Vermelho disse...

Amigo Holtreman:
A minha análise parte do plantel para uma perspectiva de onze titular!
Foi, assim, com o Porto e é assim com o Sporting.
Há mais soluções, mas a sua reversão para o onze titular não acrescenta mais-valias significativas.
Abraço.

p.s. já percebi que para vós Caneira, Rochemback, Postiga e Carriço são excelente contratações.
Lamento, mas não concordo.
Basta atentar no seu percurso profissional mais recente.
Não terá sido por acaso que Caneira e Rochemback saíram dos clubes que representavam a custo zero, Postiga foi proscrito para a Grécia e Carriço para o Chipre, depois de meia época no banco do Olhanense.

VermelhoNunca disse...

Nenhum de nós referiu que eram excelentes contratações,pelo menos hoje.
A questão é simples: Celsinho, Gladstone, Purovic, são os nomes que estão na mesa, como base comparativa, face às contratações.

JorgeMínimo disse...

Caro Vermelho:

Eu não vou perder tempo a comentar a sua análise. Digo-lhe só uma coisa, caso erre na sua apreciação cá estaremos para lhe dar cabo da cabeça. Entretanto, pode ter a certeza que amanhã estarei aqui para ler a sua análise sobre os reforços do seu clube.

Vermelho disse...

Amigo Nunca:
A minha análise parte do plantel para uma perspectiva de onze titular!
Foi, assim, com o Porto e é assim com o Sporting.
Há mais soluções, mas a sua reversão para o onze titular não acrescenta mais-valias significativas.

Mas, por mero exercício de retórica, peguemos nos exemplos que dás.
Quantos jogos realizarem esses três jogadores?
Quantos jogos completos?
Quantos jogos como titulares?

Gladstone fez 621 minutos na Liga, que correspondem a 7 jogos num universo de 30.
Celsinho fez 134 minutos na Liga, que correspondem a 2 jogos num universo de 30.
Purovic fez 853 minutos na Liga, que correspondem a 9 jogos num universo de 30.

Ou seja, a sua utilização não foi mais do que residual.
Assim, se os tivermos por ponto de comparação, qualquer contratação é, a priori, uma mais valia, pois que a sua influência no rendimento da equipa foi muito, mas mesmo muito escassa, se não mesmo nula.

p.s. sejamos intelectualmente honestos e tenhamos em conta os registos de todos...
Ou o que se disse ontem não releva para hoje?!

Abraço.

Vermelho disse...

Amigo Mínimo:
Quem como eu emite opiniões está sempre sujeito ao escrutínio futuro das suas avaliações.
Neste espaço, tal sucede há, pelo menos, 2 anos.
Abraço.

holtreman disse...

Amigo Vermelho,

Eu nao questiono as suas opinioes. Obviamente que tem todo o direito de achar que o plantel e' pior melhor ou igual.
Apenas faco referencia 'as inacreditaveis incoerencias da sua analise.
Alias, e' sempre assim quando se refere ao Sporting. E' notoria a forma como o incomoda tanto. Com certeza influenciado, mesmo que inconscientemente, pelas batalhas escritas no seu blog desde ha 2 anos.

Vermelho disse...

Amigo Holtreman:
Acredita que quando escrevo sobre o Sporting procuro fazê-lo dentro da maior racionalidade possível.
Procedo exactamente da mesma forma com o Porto.
Claro está que entendo válida a máxima "o homem e as suas circunstâncias".
Abraço.

JorgeMínimo disse...

Caro vermelho:

O problema é que geralmente as suas contas saiem furadas. Pensei que já tivesse aprendido e que jogasse mais à defesa. Não quer, pode ser que pelo 3º ano consecutivo caia no ridículo, mais uma vez.

holtreman disse...

Minimo,
Como se pode "cair" no ridiculo quando se vive la' ha' 3 anos consecutivos ?

holtreman disse...

Bom, afinal ainda se pode descer mais na escala do ridiculo :

Nuno Gomes: «Para o ano estaremos na Liga dos Campeões»

Vermelho disse...

Amigo Mínimo:
Podem discordar, podem ignorar.
Podem apelidar de ridículo, de néscio ou de asnático.
Podem insultar, podem criticar, podem silvar.
Podem fazer o que quiserem.
O que escrevo fundamento.
Não me pauto por critérios calculistas.
Escrever perderia toda a sua diversão se tivesse que me auto censurar.
Abraço.

JorgeMínimo disse...

Caro vermelho:

Em que é que o insultei? Limitei-me a ter uma opinião diferente da sua e avisei-o que tem falhado e que provavelmente vai errar novamente. Diria que está no patamar de um Pelé, a este nível. Sem ofensa, claro.

holtreman disse...

Amigo Melho,

Fundamente-me isto por favor :

Comeca por dizer o seguinte " acaso Miguel Veloso e João Moutinho permaneçam, serei tentado a asseverar a equivalência de valia entre o actual e o plantel da temporada transacta "

E depois passa para isto :

"Caneira foi resgatado ao Valência.
Pela sua polivalência, sobriedade, competitividade e capacidade de liderança, sem dúvida, que se tratou de uma boa aquisição."

e mais isto :

"No meio-campo, se Miguel Veloso e João Moutinho permanecerem no clube, a entrada de Rochemback significará o fortalecimento de um sector já de si pujante."

e ainda isto :

"Trocar Purovic por Postiga será sempre uma opção acertada, restando, apenas, por saber até que ponto.
Mesmo privado de Liedson, previsivelmente, até Novembro, a profundidade quantitativa é indesmentível"


Tem algum FUNDAMENTO ?

Vermelho disse...

Amigo Mínimo:
Opinião diferente é uma coisa, adjectivar as opiniões dos outros, é completamente diferente.
Não li qualquer opinião tua.
Li várias críticas à minha opinião, mas não li qualquer apreciação tua sobre o plantel do Porto ou do Sporting.

Vermelho disse...

Amigo Holtreman:
Já o fiz abundantemente.
Lamento que não tenhas percebido ou que o teu facciosismo não te tenha permitido alcançar.
Abraço.

holtreman disse...

Ok Melho,

Assunto encerrado.

Tambem lamento nao ter percebido a "fundamentacao abundante".