terça-feira, janeiro 06, 2009

Artigo de Opinião de Luís Avelãs

Um Pai Natal chamado Benfica

Depois de ter dito adeus à Taça UEFA e à Taça de Portugal, o Benfica parece, agora, empenhado em descarrilar da luta pelo título nacional. Para já, "entregou" a liderança da prova ao FC Porto e foi apanhado pelo Sporting. Tudo porque, após vários deslizes caseiros no final de 2008, as águias abriram 2009 com uma derrota na Trofa... perante o até então último classificado da Liga.

Pode mesmo afirmar-se que, ao invés do que diz a sabedoria popular, na Luz o ano novo não significa vida nova. O Benfica fechou um ano e abriu outro a distribuir prendas a quem lhe surgiu pela frente, numa postura de verdadeiro Pai Natal que, a nível de Liga, já custou a invencibilidade e a liderança.

A pobre exibição de domingo foi, apenas e só, a repetição de outras apresentações debéis do conjunto encarnado que, pela enésima vez, revelou estar órfão de um verdadeiro líder, de alguém que leve o grupo para a frente, que jogue e faça joga, que fale e se faça ouvir. Novidade... apenas a derrota.

O Benfica, é verdade, entrou bem. E podia ter marcado uma ou duas vezes nos primeiros minutos. Mas, como nos embates anteriores, as poucas ocasiões foram desperdiças. Depois dos 6-0 ao Marítimo, o Benfica nunca mais festejou um golo. E já lá vão quatro partidas ou 390 minutos, tendo em conta que disputou 120 em Matosinhos, perante o Leixões, em jogo da Taça de Portugal.

Numa equipa em que a aposta em Aimar (continua sem acertar um remate em jogos oficiais) numa posição entre avançado e "10" acaba quase sempre por resultar... em nada, merecem também destaque:

- O facto de Quique Flores continuar a acreditar que Binya pode ser uma solução efectiva. Fazer alinhar o camaronês desde o início é retirar técnica ao colectivo e ter quase a certeza que a partir dos 45-60 minutos (período em que o cartão amarelo costuma aparecer) as hipóteses de ficar em inferioridade numérica são enormes. O treinador admitiu, no "flash interview, que estava a preparar a substituição quando o africano resolveu jogar andebol. Tudo bem, leu o que se estava a passar. O problema é que foi lento...

- Di María é cada vez mais um "case study". Continuo sem perceber o que faz dele um jogador que desperta a cobiça de tantos emblemas de nomeada. Reafirmo que se fosse português, o jovem já estava emprestado a algum... Trofense.

- Carlos Martins cumpriu durante a pré-temporada, mas desde que os jogos "a sério" começaram... desapareceu. A prestação na Trofa confirmou-o.

- A dupla Suazo-Cardozo não rende. Com o paraguaio em nítida quebra de forma e confiança, tudo lhe sai ao contrário, mas é por demais evidente que dupla, no futuro, terá de ser formada por Nuno Gomes (o único dianteiro que sabe abrir espaços) e... outro.

Mas, em abono da verdade, diga-se também que o Benfica perdeu porque o Trofense jogou bem. Com uma equipa recheada de jogadores dispensados de outros emblemas, o clube que faz a estreia esta temporada na Liga... engatou uma jogatana. E Tulipa, durante a semana, explicou que sabia como atrapalhar a engrenagem encarnada. Provavelmente, poucos lhe ligaram. E se foi Quique que lançou o jogo à gargalhada, foi o técnico contrário que teve motivos para sorris após o apito final.

PS - Antes do jogo da Trofa, o FC Porto assumiu a liderança na Liga com um sucesso (4-2) na Choupana, diante do Nacional. Bom jogo de futebol, com destaque para a segunda parte. Os dragões trabalharam muito em busca do triunfo, mas os insulares nunca viraram a cara à luta. Com uma excepção... Felipe Lopes. Esse, de forma infantil, não só virou a cara como levantou o braço!

13 comentários:

VermelhoNunca disse...

Este Avelãs é aquele que Cavungi apresentou como sportinguista, mas que afinal não passava de um lampião, que agora anda a carpir as mágoas, pelos brindes de Natal que o Benfica lhe tem proporcionado. Estou solidário com ele.

JC disse...

Concordo com o comentarista nos "problemas" do Benfica que identifica, aos quais juntaria mais estes:
- sub-aproveitamento de jogadores como Makukula, Urreta e Balboa, que em conjunto custaram 12 milhões de euros - ou, então, errada política de aquisições, com manifesto desperdício de recursos financeiros que permitiam a aquisição de um bom jogador em vez daqueles três;
- caso Leo, que veio enfraquecer a equipa nas laterais, já carente neste sector, tanto à esquerda como à direita.

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, não há caso Leo. O homem renovou contrato, já com o administrador Costa ao leme ( recorde as palavras do então jogador, Maestro Costa- "quem disse que Leo não ia ficar"), para depois ir acompanhar os pais que se encontram doentes.
O treinador Enrique disse que Leo só jogava se aprendesse a jogar em linha. Este aproveitou a deixa e partiu para o Brasil. Mas o senhor Enrique arranjou substitutos à altura, Ribeiro e Lixo, jogam muito bem em linha, sem dúvida, se falarmos em linha para bingo.
Veja a contradição do senhor Enrique: Maxi, esse antes idolatrado por Cavungi, é uma nódoa a jogar em linha, mas joga. Leo não sabe jogar em linha, foi encostado. Mas não há caso nenhum. Enfim, ração de combate para a lampionada.

antes morto que vermelho disse...

já me ando a chatear, por fazerem deste descalabro curraleiro uma questão nacional, mas que interesse tem isto, em comparação de problemas mais graves que o país e o mundo atravessam?
estou farto de ver na tv os telejornais a acompanharem os treinos do curralense! estou farto de ver o novo penteado do cara-encebada! estou farto de ver o fivelas a passear...
eu por mim quero é que eles desçam, que o dumbo seja enforcado na estátua do eusébio e que o cabeça-bicuda vá para a juventus.

antes morto que vermelho disse...

eu não acho que o rocky e o makakula estejam desaproveitados! eles são maus, quem os comprou já sabia que eles eram maus, só que os pasquins/lacaios, serviram a ração e inventaram que eles eram decentes, e os burros acreditaram...

Mestrecavungi disse...

A dura realidade é esta:
Desde Trapatonni, que o melhor treinador que passou na luz foi.....o Imbecil.
Santos, o mal amado, foi sem dúvida o melhor que tivemos nos ultimos anos.
Com este plantel fazia muito melhor.
Eu que o detestava, assumo que estava enganado.
Volta Engº que estás perdoado!

Zex disse...

Lindo !
Agora o Fernando Santos é bom !
Este Cavungi é o maior catavento de que há memória !
Dizer bem dum incompetente com cara e trabalho de perdedor é demais !
Ah, é verdade, ganhou o Dubai e o Guadiana ! Tinha-me esquecido !
O benfica passou do Maior do Mundo ao Menor.
Estes lampiões não aprendem. Todos os anos são a mesma coisa. Campeões antecipados, grandes jogadores, resultados péssimos.
Alimenta-se a pocilga, depois assam-se os porcos !
Caem sempre. E depois, fazem-no até antecipadamente, comendo o porco ainda cru, uma vez que este anos, para o campeonato, ainda não está tudo perdido.
Que tristeza !

Noto um silêncio ensurdecedor do blogger !
Será ainda da azia !

Espero que o Benfica hoje ganhe. Tudo menos o horroroso Algarvio Cajuda...

JC disse...

AMV:
Eu falo em sub-aproveitamento de jogadores porque se tratam de jogadores caros.
Um jogador que custa 4 milhões de euros deve jogar com mais regularidade do que sucede com Makukula, Urreta e Balboa.
Se não, tratou-se de uma má aquisição, como disse no meu comentário anterior - no caso, três más aquisições.

O mesmo está a suceder com Cardozo e até Di Maria.
Cardozo custou 11 milhões de euros e está reduzido à condição de suplente.
Di Maria nem isso, raramente joga, e custou 6,5 ME.
Algo vai mal nesta política de aquisição de jogadores do Benfica.

Já para não falar no Aimar (7,5 ME), cuja condição física deixa muito a desejar.
Aliás, falou-se nisso aqui no blogue quando o Benfica o contratou.
Acho que foi o Zex quem alertou para o estado físico do "palhaço".

VermelhoNunca disse...

Condómino Zex, o Cavungi funciona por impulsos. Quando o Benfica ganha eleva o seu clube a níveis que nem o Caga pela Boca consegue atingir. Quando as coisas correm mal, é o que se vê. Recorde-se de como ele classificou Maxi, ou Carlos Martins. Hoje não passam de jogadores banais.
Hoje não só quero que percam, como desejo que sejam enxovalhados, embora não suporte o treinador que tem um cão que é lampião.

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, eu sei que falei na condição fisica do senhor Aimar. Fui gozado por alguns lampiões cá do sitio. Aimar está na curva descendente de uma carreira que poderia ter sido grandiosa, face às qualidades que apresentava.
Andou de cavalo para burro, mas apenas os lampiões engolem , mais uma vez a ração, considerando que ele veio para Portugal, dando um salto positivo na sua carreira, porque mais uma vez vivem na pré-história.
Noutro registo, mas sempre no estilo habitual dos jornalistas, a questão que Rui Santos coloca aos espectadores para esta semana é:
Será o Sporting capaz de segurar Liedson? Será o Sporting capaz de gerir o caso Miguel Veloso?
Palavras para quê, é um artista português, igual a tantos outros, este senhor Santos.

Mestrecavungi disse...

Amigo Zex,
Eu não disse que o Imbecil era bom.
Disse que era melhor que os que lá tem estado.
Ele é mau, mas estes são ainda piores.

JC disse...

Peço desculpa, então Amigo Nunca.
O seu a seu dono.Terá sido então o caro Amigo quem "alertou" para a condição física do Aimar.
Na ocasião, alguém disse que o problema que ele tinha sofrido (meningite?) não deixava marcas físicas.

antes morto que vermelho disse...

um marreta que é corrido do valencia, que não joga no saragoça e que é doente, pode ser bom?
só mesmo se for parte da ração!

as alarvidades e barbaridades do tueba, já não me espantam... para ele : VROOOOMMMM (tipo um williams a passar por um ferrari... no algarve)