segunda-feira, novembro 10, 2008

Benfica-Aves 3-0

Constituição das Equipas e Avaliação Quantitativa do Desempenho
Estádio da Luz, em Lisboa.
Hora: 20.30
Árbitro: Elmano Santos (Madeira)

BENFICA
Moreira (3); Maxi Pereira (4), Luisão (3), Sidnei (3) e Léo (3); Binya (2), Yebda (3), Carlos Martins (4) e Aimar (3); Cardozo (1) e Suazo (2).

Suplentes: Moretto, David Luiz (3), Miguel Vítor, Balboa (2), Katsouranis, Urreta (2) e Nuno Gomes.

Treinador: Quique Flores

AVES
Rui Faria (3); Sérgio Carvalho (2), Sérgio Nunes (2), Vinicius (2), Robert (2), Pedro Geraldo (2), Nuno Mendes (2), Sami (2), Gouveia (2), Ruben (2) e Romeu Ribeiro (2).

Suplentes: Nuno, Henrique, André Carvalho, Rui Miguel (2), Romeu Torres (2), Leandro (2) e Grosso.

Treinador: Henrique Nunes

Sistemas Tácticos

Benfica


Aves
Modelos de Jogo

Benfica

Posse e Circulação de Bola; Domínio e Controlo da Partida; Bloco médio/alto; Assumir Iniciativa de Jogo.

Aves

Expectativa; Bloco baixo; Transições Rápidas.

Principais Incidências da Partida (fonte: www.record.pt)

3' - Golo do Benfica. Yebda mergulha e inaugura o marcador de cabeça, na sequência de um canto marcado por Carlos Martins.

15' - Boa combinação do Benfica. Cruzamento de Léo para a cabeça de Cardozo que assiste Suazo. O hondurenho cabeceia para defesa de Rui Faria.

18' - Suazo entra na área pelo lado direito e remata para uma excelente defesa de Rui Faria. Quando optou por visar a baliza, o hondurenho tinha Carlos Martins no coração da área completamente isolado.

19' - Golo do Benfica. Luisão marca na sequência de um livre marcado por Carlos Martins.

30' - Golo do Benfica. Aimar desmarca Maxi Pereira com um toque de calcanhar e o uruguaio finaliza com muita calma, rematando rasteiro com o pé esquerdo.

41' - Sami ilude a marcação na grande área e cabeceia à vontade para defesa segura de Moreira.

58' - Cardozo falha à boca da baliza após um cruzamento perfeito de Maxi Pereira.

67' - Robert bate Luisão em velocidade e cruza à procura de Sami, que chega atrasado.

70' - Cardozo surge em boa posição para marcar. O avançado remata forte mas à figura de Rui Faria.

78' - Aimar surge isolado na cara de Rui Faria, mas o guarda-redes do Aves faz bem a "mancha" e defende com o pé esquerdo.

86' - Balboa cruza atrasado para Yebda, que remata com o pé esquerdo. A bola sai ligeiramente por cima da baliza.

88' - Aimar coloca em Urreta que, à entrada da área, remata à figura de Rui Faria.

Destaques

Melhores em Campo

Benfica

Maxi Pereira - Revelou uma condição física invejável, que lhe permitiu fazer todo o corredor com idêntica eficácia.
Defendeu e atacou sempre a alta rotação, com equilíbrio e a bom nível.
Fez o seu segundo da temporada.

Carlos Martins - Beneficiou e muito da alteração táctica introduzida por Quique.
O losango é o sistema que melhor se adapta às suas características.
Conferiu fluidez, dinamismo e intensidade ao processo ofensivo, tendo coroado a sua exibição com duas assistências para golo.

Aves

Rui Faria - Sofreu três golos, mas, ainda assim, cotou-se como o menos mau da sua equipa.
Com duas ou três intervenções, evitou o avolumar do resultado na segunda parte.

Piores em Campo

Benfica

Binya - Excessivamente impreciso para um encontro tão tranquilo.
Falhou passes atrás de passes e nunca encontrou o posicionamento certo.
Tarda em consolidar o seu processo de crescimento futebolístico.

Cardozo - Vive uma evidente crise de confiança.
Desprovido de auto-estima e de concentração, revelou-se amorfo e dócil.
Quase sempre ausente, desperdiçou três ou quatro oportunidades de golo.

Aves

Num desempenho colectivamente mau, o realce negativo incide sobre o conjunto dos jogadores utilizados pelo Aves.

Arbitragem

Um claro exemplo de incompetência!
Decisões disciplinares asnáticas e sucessivos pequenos erros técnicos marcaram um desempenho que tinha tudo para passar despercebido.
Não fora a serenidade da partida e teria conseguido a "proeza" de a complicar e muito.

Comentário

Fácil, muito fácil.

O Benfica assegurou a qualificação para a quinta eliminatória da Taça de Portugal com uma vitória tranquila sobre o Aves.
Numa partida que mais pareceu um treino, três golos na primeira parte, o primeiro logo aos 3 minutos, desbravaram o trilho de uma vantagem sossegada e segura.
Desta feita, Quique mexeu menos no onze inicial do que no desafio ante o Penafiel, mas introduziu uma importante modificação estrutural.
Ao invés do 4x4x2 clássico, o Benfica apresentou-se num 4x4x2 losango e a dinâmica da equipa surgiu favorecida.
A concentração e a seriedade com que os jogadores encararam o encontro fizeram emergir a diferença qualitativa entre as duas equipas.
O golo no exórdio da contenda aportou a quietude e a confiança que ancoraram um desempenho competitivamente consistente.
Perante um adversário macio, pouco ou nada pressionante e excessivamente temeroso, o Benfica nem necessitou de imprimir uma grande intensidade para firmar um triunfo descansado e incontestável.

66 comentários:

Vermelho disse...

Amigos:
O Blog comemora, amanhã, 3 anos de vida.
3 anos de muito trabalho, mas a vossa fidelidade e amizade assim o exigem.
Obrigado!
Aquele abraço.

vermelhosempre disse...

Parabéns ao Blog, mas principalmente ao Bloguer por ter paciência de nos aturar. Venham mais 3. CHEERS

Mestrecavungi disse...

"O Vermelho sonha, a obra nasce"
Parabens!
Estamos contentes por estarmos felizes.
Aquele abraço

antes morto que vermelho disse...

"Tarda em consolidar o seu processo de crescimento futebolístico." como é que se pode escarrar isto? como é que um talhante, consegue fazer alguma coisa, além de "ir á carne"?
escarro butal!
Como brutal foi a agressão protagonizzada por caneia a hulk no último domingo...

antes morto que vermelho disse...

blogger: salut!

Zex disse...

Parece-me que não é só o blog que amanhã festeja um aniversário. Não há aí outro condómino que o faz ?

Nota para a ridícula performance de Dias Ferreira no Dia Seguinte de ontem. Será que o senhor enloqueceu de vez ?
Teve a coragem de dizer que o caneira deu um toque no ombro de Hulk, que o Rolando fez falta prévia sobre o Rochemback, que o Polga não fez penalty sobre o Hulk. Ou seja, erros só contra o Sporting.
E a forma como o fez ? Sem nível, descontrolado, malcriado e sem respeito por opinião contrária.
De cabeça perdida, portanto !

Vermelho disse...

Amigo Zex:
Estava completamente ensandecido.
Desvario completo!
Lamentável e muito triste!

p.s. o blog completa o seu 3º aniversário no dia de hoje.
O meu comentário é de ontem.

Aquele abraço.

Zex disse...

Ah, ok, desculpa não reparei.
Então, muitos parabéns ao blog e blogger. Louvou-te o trabalho e paciência, mas agora aguenta-te,que ninguém já passa sem este belo espaço. Tens que o manter !
Grande Abraço !

VermelhoNunca disse...

Parabéns então ao blog, na pessoa do seu criador. Venham mais outros tantos. Uma saudação ao renascido Sempre, que tem estado Sempre ausente.
Quanto ao Benfica , não vi. Quanto a Dias Ferreira, não vi.

JC disse...

Também fui induzido em erro e julgava que o dia de aniversário era amanhã.
Parabéns, então, ao Amigo Vermelho, que idealizou, criou e sustenta este blogue há 3 longos anos - que parecem tão curtos! - e a todos os condóminos que dão entusiasmo para que o blogue continue.
Estamos felizes por estarmos contentes.

antes morto que vermelho disse...

o link para ler o mst? alguem tem?

Mestrecavungi disse...

Hoje o blog amanha um historico do blog.
Uma semana de festa!

Vermelho disse...

AMV:
Como é aniversário, aqui fica:
"130 minutos de intensa Paixão

Por miguel sousa tavares

Minuto Zero: Sporting e FC Porto vinham ambos moralizados da jornada europeia para enfrentar este jogo da Taça. O Sporting, porque pela primeira vez atingira os oitavos-de-final da Champions, garantindo tal a dois jogos do fim da poule, não desperdiçando a oportunidade de tirar partido de um grupo anormalmente acessível. O FC Porto, porque arrancara a ferros e com muito brio a vitória necessária em Kiev (perdoem-me a imodéstia: como eu aqui antecipei) — com isso reentrando na disputa por um lugar nos oitavos da Champions.

Mas, à partida, as vantagens para este jogo estavam todas do lado do Sporting. Primeiro, porque jogava em casa, com o apoio largamente maioritário do público; depois, porque o seu jogo europeu a meio da semana, com o 8.º classificado do campeonato da Ucrânia e em casa, fora bem mais fácil que o jogo do FC Porto, fora, com o líder do mesmo campeonato; em terceiro lugar, porque, tendo jogado em casa, poupara-se, ao contrário do seu adversário, a uma viagem desgastante aos confins da Europa; e, finalmente, porque gozara de um dia de descanso a mais que os portistas.

Como se isto não fosse suficiente, nomearam para este jogo um dos dois árbitros que historicamente mais embirra com o FC Porto. Como não podia ser o Lucílio Baptista (que já fora o escolhido para o Sporting-FC Porto do campeonato), avançou então Bruno Paixão — que, como seria de esperar (já lá vamos), tudo fez para que o FC Porto não saísse vencedor de Alvalade.

MINUTO 1 — Mais uma vez, Jesualdo Ferreira mudou a equipa e mais uma vez houve castigados: depois de Benítez, Lino, Stepanov, Guarín, Fernando, Pelé, Pedro Emanuel, Mariano, Hulk, Farías, Helton, Nuno, Tarik e Tomás Costa, tocou a sorte agora a Sapunaru e Cristián Rodríguez. Não que não tenha tido sempre ou quase sempre razão para os castigos, mas o que isso mostra é que Jesualdo já não sabe o que há-de tentar com um plantel onde são raros os que dão garantias para todos os jogos. Enfim, pela primeira vez, Hulk teve o privilégio de jogar o jogo todo — e viria a ser um dos melhores, se não o melhor do FC Porto. E lá voltou o Mariano — que, como sempre, infalivelmente, se encarregou de mostrar que a indulgência de que goza junto do treinador já ultrapassou a fase do mistério, para se transformar numa obsessão masoquista. Durante 45 minutos, Jesualdo optou por fazer o FC Porto jogar com 10, e depois veio queixar-se da primeira parte falhada pela equipa...

MINUTO 7 — Está em curso uma impudica campanha da imprensa e adeptos rivais contra Bruno Alves, acusado de só jogar com os cotovelos. É uma acusação rotineira, que todos os anos toma como alvo um jogador do FC Porto: Deco foi a vítima durante dois anos, depois seguiu-se Ricardo Quaresma e agora é a vez de Bruno Alves. Não por acaso, os alvos escolhidos são sempre grandes jogadores e determinantes no FC Porto. Todavia, ao minuto 7 foi Liedson quem enfiou uma cotovelada descarada na cara de Fucile: Bruno Paixão viu, tanto que assinalou a falta, mas cartão nem vê-lo.

MINUTO 27 — Com um pontapé para trás, Fernando isola Liedson. E, claro, o melhor avançado do campeonato bate tranquilamente e com classe Pedro Emanuel e Helton.

MINUTO 30 — Bruno Alves segura a gola da camisola de Liedson e o levezinho rebola-se de dores, gritando agarrado à cara. Amarelo para Bruno Alves, delírio em Alvalade.

MINUTO 43 — Azar de Fucile: desta vez é Postiga (incansável à procura de sarilhos desde o início) quem lhe prega outra valente cotovelada. Bruno Paixão, a dois passos, voltou a ver e a marcar a falta— e mais nada.

MINUTO 46 — Rochemback comete falta a meio-campo sobre Lucho e desaba no relvado, quase ferido de morte: cartão amarelo a Lucho. Nesta altura, a contabilidade da TVI assinalava: seis faltas cometidas pelo FC Porto e três amarelos; 16 faltas cometidas pelo Sporting e zero amarelos. A partir daí, e julgando os jogadores do Sporting que tudo lhes seria consentido, o árbitro foi forçado a tornar-se quase equitativo no dilúvio de amarelos que iria distribuir até final.

MINUTO 52 — Contrariando as doutas opiniões do relator/comentador da TVI, o Hulk, que ele insistia em que Jesualdo fizesse sair, pegou na bola à saída da sua área e foi por ali fora até fuzilar Rui Patrício: 1-1.

MINUTO 61 — Hulk arranca outra vez, deixando Polga em pânico; na hora do remate fatal, dentro da área, cai, embrulhado com Polga, e pede penalty. As opiniões dividem-se; a minha, mesmo após as repetições, é que tanto pode ter sido como não.

MINUTO 66 — Agora, sim, não fiquei com dúvidas: Hulk persegue uma bola longa, dentro da área do Sporting, juntamente com Caneira; Rui Patrício sai da baliza e enfia um descarado empurrão nas costas a Hulk, derrubando-o e impedindo-o de disputar a jogada: é penalty, em qualquer lado do mundo, mas não em Alvalade. Na sequência, Caneira cai sobre Hulk, levanta-se e encosta-lhe a testa, ficando ambos a fazer votos de eterna amizade. Bruno Paixão vê aí uma excelente oportunidade para mostrar um amarelo a Hulk, que estava a ser o perigo em campo, disfarçando com uma decisão salomónica. Mas esqueceu-se que Caneira já tinha um amarelo e caiu das nuvens quando o auxiliar o avisou que era o segundo. Durante alguns minutos viveu-se um fenómeno extraordinário nos Sporting-FC Porto: o Sporting jogou em inferioridade numérica, por razões disciplinares. Até final, porém, Paixão iria encarregar-se de corrigir a anomalia e repor a normalidade da superioridade numérica do Sporting.

MINUTO 82 — Jesualdo Ferreira comete um erro crasso. Era fácil de prever que, na primeira oportunidade, Bruno Paixão expulsaria alguém do FC Porto e Pedro Emanuel — que, como sempre, já tinha um amarelo — era o candidato óbvio. Deixando-o em campo, Jesualdo expôs-se a isto: Pedro Emanuel não se conteve numa entrada perigosa sobre Moutinho, embora, de facto, não o tenha atingido, mas tenha permitido a simulação da falta ao 10 do Sporting. Seguiram-se breves e dramáticos momentos de superior representação teatral de Moutinho, até confirmar, pelo canto do olho e enquanto se contorcia no chão em gritos lancinantes, que, sim, Pedro Emanuel ia para a rua.

MINUTO 87 — Rui Patrício sobre Hulk mostra como se faz: o incrível levantou do chão como se tivesse sido arrancado por uma ceifeira debulhadora.

MINUTO 88 — Izmailov cruza rente ao chão e Rolando, que tinha escorregado e estava deitado, nem sequer vê a bola que lhe acerta no braço caído, sem fazer qualquer gesto para tal nem o podendo fazer desaparecer. Penalty!, grita Alvalade e a TVI («Matreiramente, ficou lá o bracinho», explicou o dito relator/comentador, e eu recebo a terceira chamada de amigos portistas, revoltados com os seus comentários).

MINUTO 105 — Choque entre Bruno Alves e Abel dentro da área do FC Porto ou, na versão sportinguista, obstrução de Bruno Alves. Penalty!, voltam a gritar. Mas, ainda que fosse obstrução, seria só livre indirecto e penalty é livre directo. Pormenor.

MINUTO 110 — Canto contra o Sporting, bola no ar e Rochemback a afastar com o braço Rolando no momento do salto, de forma ostensiva e nas barbas do árbitro. Falta contra o FC Porto, decide Bruno Paixão. Sábia decisão. E aí vão pelo menos dois penalties a favor do FC Porto que não ocorreram a Bruno Paixão.

MINUTO 111 — Hulk, outra vez, entra na área em velocidade, adianta a Rui Patrício e atira-se para o chão. Segundo amarelo e este, sim, justo. Reposta a normalidade numérica a favor do Sporting e Rui Patrício cheio de sorte.

MINUTO 121 — Na hora de se avançar para o desempate por penalties, o speaker de Alvalade não se cansa de incentivar os leões e grita «Sporting!, Sporting!». E pode, num campo oficialmente neutro? Infelizmente, daí a pouco chegaria a vez de a claque do FC Porto borrar também a pintura, insultando João Moutinho, vá-se lá saber porquê.

MINUTO 130 — Finalmente, o FC Porto ficou a dever em parte uma vitória a Helton. Três grandes defesas durante os 120 minutos e dois penalties defendidos. Neste caso, o castigo foi verdadeiramente redentor, funcionando como um utilíssimo banho de humildade. Parabéns a Helton — até porque, dos seis penalties cobrados pelos portistas, só dois foram bem marcados.

E foi assim que um portista viu o jogo. Com revoltada Paixão. Mas, mesmo assim, espera-se um comunicado da direcção do Sporting a queixar-se de pouca Paixão."

Mestrecavungi disse...

Como sabem não costumo assistir ao dia seguinte.
É fanatismo encapotado a mais para o meu gosto.
Ontem avisado pelos acontecimentos da vespera era obrigatório!
E dei por bem empregue o dinheiro do meu bilhete.
A prestação de Dias Ferreira, foi de ir ás lágrimas.
Com a imagem da TV parada com a bota de Caneira na cara de Hulk, Dias consegue gritar que é no ombro.
Rochemback não faz falta sobre Rolando, etc, etc etc.
O fanatismo cega de facto as pesssoas.

Vermelho disse...

Amigos:
Obrigado pelas gentis palavras que me dirigiram!
Bem-haja a todos!
A fadista prometeu cantar até que a voz lhe doesse, eu prometo continuar o blog até que as dores de alma e do corpo o permitam.

Mestrecavungi disse...

Uma nota só tambem para as tristes e lamentáveis declarações de Paulo Bento.
Incendiárias, incitadoras á violencia, e muito pouco ecológicas.
Que a arbitragem mete nojo, embora não muito elegante para alguém que faz parte do circo, até se aceita.
Agora pedir aos sócios para criarem mau ambiente em alvalade (como se pudesse haver pior...)não lembra ao mais descontrolado!
mau ambiente?
O que é que Bento quer?
Que os adeptos leoninos se peidem?

Lion Heart disse...

Caros amigos:

Parabéns a todos nós, os que aqui estão e os que regulsrmente são cá trazidos.

Zex disse...

Amigo Rabona,
A lagartada acha que as declarações foram normais. Dizer para que os sócios façam uma espera ao árbitro, dêem uma coça ao senhor, assobiem o rapaz, insultem o homem, que o paixão é nojento, etc. não é incitar à violência ? É o quê ? É uma situação perfeitamente normal, como diria o poeta Artur Jorge...
Bento tem que ser punido e exemplarmente, até porque já tem antecedentes na matéria

Vermelho disse...

Amigos Zex e Cavungi:
Estou convosco.
Lamentáveis as declarações de Paulo Bento.
Incitamento à coacção e à violência.
Excedeu e muito o direito à indignação.
Frustrou ab initio os propósitos da declaração.

Mestrecavungi disse...

Amigo Zex,
Há muitas verdades no futebol.
A bola é redonda!
O fuebol são 11 contra 11!
O SCP perde, é roubado!
As redes do Patricio ainda estão furadas.Paulinho esteve de folga ontem!

Mestrecavungi disse...

Amigo Lion,
Foste a Alvalade?
Ontem não disseste nada...
Qual é a tua visão destes acontecimentos?
Gosto de ouvir sábias e doutas opiniões!

Mestrecavungi disse...

Amigo Vermelho,
Ouvi o PMAG do SCP Dr. Rogério Alves dizer que foram declarações "a quente" e por isso desculpáveis!
Os exemplos vem sempre de cima...

VermelhoNunca disse...

Nada tendicioso o artigo do senhor Tavares, que nunca leio, aliás.
Quanto às declarações de Paulo Bento, amigo Rabona. Você que tem conhecimentos nos meandros jornalisticos, pergunte a um deles, como são tratados os jornalistas e os árbitros em Alvalade. Faça a comparação com o tratamento que levam noutros estádios. 1ª leitura que faço das palavras de Paulo Bento.
2ª leitura- recorde-se do que José Veiga ditou no Estoril, quando fez com que a claque não pagasse mais bilhetes, tanto na Amoreira como nos jogos fora do Estoril- a claque seria colocada na bancada central, no enfiamento do fiscal de linha- porque será?

Mestrecavungi disse...

Paulo Bento é o António Fiuza dos trinadores do futebol Português!

Vermelho disse...

Amigo Nunca:
Quer dizer então que não verberas as declarações de Paulo Bento?
Quer dizer que concordas com a pressão e a coacção sobre os árbitros?
Quer dizer que os fins justificam os meios?

Vermelho disse...

Amigo Cavungi:
Belas casquinadas soltei com o teu comentário!

Mestrecavungi disse...

Amigo Nunca.
A ode ao FCP do MST é tendenciosa.
Óbvio.
Mas é para isso que o homem é pago!
Dizer que Rolando não faz penalty é gozar com o pagode.
Dizer que Pedro Emmanuel não faz falta é triste!Claro que Moutinho é um mestre da representação, mas foi falta!E como estavam as coisas Paixão tinha que lhe dar amarelo.Só Jesualdo é que foi incompetente, nesta matéria!
Perde um pouco de crédito com estas baboseiras!
No resto concordo na generalidade!
Eu que pensava que Caneira, tal como tu, tinha sido mal expulso, ontem ao ver as imagens no dia seguinte, mudei de opinião.
O pontapé na cara de Hulk é intencional!

Mestrecavungi disse...

Amigo Vermelho e Zex,
Aos jogadores do SCP tudo é permitido?
Liedson e Rochemback deram cotoveladas nos seus adversários ou não?
Só Luisão, Derlei (quando no SLB claro) Quaresma e Mcarthy é que tem direito a sumarissimos?
A Paulo Bento tudo é permitido?
Lembram-se de algum treinador, ter tido este tipo de discurso, lesa-futebol?
Pedir aos sócios para tornar a vida dos arbitros mais dificíl?
Como se não bastasse o ambiente que habitualmente existe em Alvalade,( e que eu já tive o privilégio de assistir ao vivo), que mais parece uma reunião de uma igreja Maná, tal a pressão,o fanatismo e cegueira da turba leonina?
De malta habituada a cuspir no seu próprio Presidente, tudo agora se pode esperar!

VermelhoNunca disse...

Quero dizer que cada um interpreta as palavras de Bento do modo que entender. Perguntaram-lhe da arbitragem e ele respondeu: essas questões da arbitragem já metem nojo. Depois desenvolveu o raciocinio sobre a incompetência destes. Refere-se depois ao facto de apenas uma vez ter falado sobre um árbitro antes de um jogo, ao contrário do que sucede com outros treinadores, como por exemplo Jesualdo o fez neste jogo. E aí parte para a ideia que os árbitros se têm de sentir pressionados em Alvalade, tanto antes dos jogos, por ele, como durante pelo público. Normal quanto a mim. Isto é incitar à violência? Porque é que os lampiões chamam o Inferno da Luz? Acha que é apenas pelo apoio que o público dá à sua equipa? Ou pela pressão que faz sobre adversários e árbitros?
Essa é a leitura que faço das palavaras dele. Vai ser castigado? Claro que vai!
Curioso que o árbitro já o foi, porque foi para a jarra nos 2 próximos jogos. Deviam era ter pensado nisso antes do jogo, ao nomear um vaidoso peneirento para este jogo.

VermelhoNunca disse...

Amigo Rabona, o pontapé na cara de Hulk é intencional, segundo você diz. Acha que ele foi expulso por isso? Acha que o árbitro viu essa intencionalidade em Caneira? Ora, se ele nem viu o que se passou...não brinque comigo.

Mestrecavungi disse...

Amigo JC,
Ontem O "Bosigwa do Uruguai" marcou mais um golito , e assim ajudou a equipa a chegar a mais uma fase da Taça de Portugal.
Abraço

Vermelho disse...

Amigo Cavungi:
Não pode haver sumaríssimos para esses jogadores!
O árbitro viu os lances, logo não há sumaríssimo!
Sobra a incompetência!

JC disse...

Parece que sim, Hamigo Cavungi, perante esse colosso do futebol que dá pelo nome de Desportivo das Aves, e perante um estádio cheio com 50.000...cadeiras vazias.

Mestrecavungi disse...

Amigo Vermelho,
Quer dizer então, que um mau juizo por parte do arbitro é duplamente agravado?
Por absurdo, um arbitro podia ter visto o Liedson arrancar o nariz ao Fucile e, manhoso, só marcar uma falta sem adoemestração de cartão, para provar que viu o lance, mas branquear a agressão?

VermelhoNunca disse...

Amigo Rabona, voltando ainda ao MST. Segundo o amigo ele é tendencioso. Isso você compreende e acrescenta que é para isso que lhe pagam. Já quanto a Dias Ferreira,é de ir às lágrimas. Não o classifica como tendencioso, antes o crucifica pelas opiniões que deu.
Quanto ao jogo contra as Aves, estranho o seu silêncio perante lances polémicos. APenas fala no Maxi.
Noutro registo, Deco, Quaresma, no Porto, quando centravam ou faziam passes de letra, nunca o aqui vi a designar como Rabonas esse tipo de lances.

Vermelho disse...

Amigo Cavungi:
Infelizmente, é precisamente assim, como tenho vindo aqui a referir abundantemente!

Zex disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Zex disse...

Amigo Rabona,
Segundo Dias Ferreira, Liedson quando deu a cotovelada no Fucile, estava a armar o salto. E foi involuntário porque ele a seguir foi pedir desculpa. Incrível justificação.
O lance, mais tarde, em que entra de pé em riste sobre Bruno Alves foi um normal. Terá pedido desculpa ? Provavelmente, logo não foi intencional, porque a desculpa é o que importa e Liedson é um Santo.
No lance de Caneira, como este bateu com o pé no ombro do Hulk, a expulsão é muito injusta. O encosto de cabeças nada significa. Como disse o isento Coroado, trata-se de uma mera "luta de galitos". Expulsão injusta, claro.
No lance da dupla chapada a Rolando, há uma falta evidentíssima anterior do defesa. Paixão, aliás, tinha apitado 30m antes (para o início do prolongamento, digo eu).
Quanto às lamentáveis declarações de Paulo Bento, que Nunca agora descodificou em termos que não entendi, ficamos na mesma.
para precaver, o melhor é ter à mão um dicionário, um tradutor e um Nunca de bolso, para as tentar entender.
Eu até dou de barato que ele tenha pretendido dizer uma qq outra coisa. Mas as palavras, uma vez mais, saíram-lhe muito mal e, para o adepto normal são muito gravosas...

VermelhoNunca disse...

Condómino Zex, não desça ao nível de um qualquer Rabona. Sò lhe fica mal.

Zex disse...

Quanto ao golo de Maxi de ontem, tenho muitas dúvidas sobre se o passe de Aimar é propositado. Pareceu-me, antes, que queria dominar a bola para si e, por acaso, saíu uma assistência.
Claro que a imprensa rubra, logo teve orgasmos sucessivos e voltou o Rabona Genial...
É triste !
Era contra o Aves, por favor !

Delane Vieira disse...

Senhor Vermelho, os meus parabéns por ter construído este fórum de discussão democrático e plural.
Gabo-lhe a paciência de aturar há 3 anos certos indivíduos que por aqui andam, como por exemplo o Dias Ferreira.
Deveres profissionais afastam-me do dia-a-dia do blog, mas sempre que posso venho cá.
Dos jogos de ontem, o Benfica venceu sem dificuldade e falar de lances polémicos só por demência facciosa.
O Nacional arrancou a sua segunda vitória em três dias frente a Sporting´s.
No Sábado, foi o de Lisboa e ontem o de Braga.
E agora para algo completamente diferente - Rui Costa, Vítor Baía e Sá Pinto foram designados embaixadores para o desporto escolar, numa iniciativa que visa incentivar os mais novos à prática desportiva. Os 3 antigos internacionais portugueses, escolhidos pela forma como incorporam o espírito desportivo, vão percorrer, até ao final do presente ano lectivo, um total de 180 escolas apresentando a sua experiência enquanto atletas profissionais. Rui Costa promoverá o futebol, coisa que continua a fazer trazendo para Portugal artistas com o génio de Aimar, por exemplo; Vítor Baía falará sobre o andebol, que é uma modalidade onde se pode usar as mãos pelo campo todo, enquanto Sá Pinto fará um punhado de palestras sobre os benefícios do pugilismo como aliviador de frustrações.

JorgeMínimo disse...

Caro Sr. Administrador:

Muitos parabéns pelo 3º aniversário deste nobre espaço. Continue que é esse o nosso grande desejo.

Zex disse...

Amigo blogger e Rabona,
Tenho vindo a notar em toda a comunicação social "não alinhada" e na blogosfera uma grande revolta para com os comentários da TVI, que terão sido vergonhosamente anti-portistas.
Como sabem, fui ao jogo, logo não os ouvi e gostaria de saber o que ocorreu.
Foram assim tão graves ?
Houve análises tendenciosas ?
O Luís Sobral não é benfiquista ?
Afinal o que ocorreu ?

VermelhoNunca disse...

Condómino Zex, viu o Dia Seguinte. Como sabe, porque falei consigo, vi apenas a parte final do programa, em que não se discutia o jogo do Sporting, mas passavam imagens do jogo contra o Aves.
Sabe do que eu falo quando refiro lances polémicos, nesse jogo? É que apareceu aqui uma besta, que tem andado tipo caracol, escondido na casca, turca, eventualmente, a vomitar uns disparates a que nem Rabona lá chega.

JorgeMínimo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Delane Vieira disse...

Não me lembro de uma equipa que tão pouco fez para ganhar um jogo e não só ganhou um, como ganhou dois jogos. Com os ucranianos deu a impressão que estes negligenciaram “o acabar” do jogo, porque ”não lhes apetecia, talvez por respeito mafioso aos seus irmãos de armas.
No Domingo foram absolutamente arrasados na 1ª parte, e apesar da boa reacção na 2ª parte raramente estiveram por cima do jogo, e nem com um jogador a mais fizeram algo mais.
Marcam um empate num lance digno de infantis e para cúmulo chegam às penalidades convertem-nas, algumas aboslutamente sem querer, metade delas que seriam defendidas pela minha barriga sem grande esforço.

Vermelho disse...

Amigo Zex:
A qualidade dos comentários foi tão boa que vi a maior parte do jogo com... música!

Delane Vieira disse...

Foi dos programas mais hilariantes a que assisti ( aconselho o visionamento do vídeo do Dias Ferreira a jurar a pés juntos que o Caneira não tinha atingido a cara do Hulk no lance da expulsão do sportinguista, enquanto a imagem, em câmara lenta, mostrava precisamente o contrário).
Uma delícia.

VermelhoNunca disse...

Amigo Vermelho, qual a duração do programa Dia Seguinte? A que horas termina normalmente? Qual o último tema abordado ontem nesse programa?

Vermelho disse...

Amigo Nunca:
Se queres dizer alguma coisa, diz.
Não é preciso colocar interrogações retóricas para lançar o comentário.
Dura cerca de 1h30, termina perto das 00h00 e o tema final foi o Benfica-Aves, sendo que em rodapé surgiu Benfica-Aves 3-2.
Foi a cereja no topo de um bolo surreal.

JorgeMínimo disse...

Cavalheiros:

Ontem surgiu aqui uma dúvida do condómino Zex, que vem novamente à baila na crónica do MST. Saber se uma obstrução na área será penalty ou livre indirecto. Remeto a resposta para a página seguinte do jornal "A Bola" no artigo do especialista em arbitragem Cruz dos Santos. Passando a citar aqui fica,

"Discutível o lance entre Bruno Alves e Abel, por ter duas leituras possíveis: choque inevitável (conforme viu o árbitro) ou infracção do portista. Nesta segunda hipótese, seria razão para penalty, nunca para livre indirecto."

VermelhoNunca disse...

Também vi esse rodapé, e como não sabia o resultado fiquei meio confuso, porque o resumo não mostrava nenhum golo do Aves.
Adiante. Falei em lances polémicos nesse jogo, em jeito de provocação a Rabona. Fui incorrecto, porque o eventual fora de jogo a Maxi não existe, sendo esse golo limpo. Mas, e o golo de Luisão? Como foi marcado? Não foi pela cabeça bicuda do mesmo, estou certo disso,e o amigo também estará, se viu as mesmas imagens que eu.

Zex disse...

Nunca,
Golo de Luisão foi marcado com o braço !
Mas atenção, estamos a falar do Desportivo das Aves !

Vermelho disse...

Amigo Nunca:
Pareceu-me com o peito, mas admito que as imagens não esclarecem totalmente.

VermelhoNunca disse...

AMigo Vermelho, numa coisa estamos de acordo: não foi de cabeça, como hoje ouvi na RTP- "belo golo de cabeça de Luisão". Se foi braço, ombro, peito..daí ser polémico. Claro que não interessa para o resultado final, o Benfica estava a ganhar e ganharia seguramente o jogo. Foi apenas uma provocação ao sábio Rabona, mestre de arbitragem, que desta vez ficou mudo.
E já agora, um reparo a alguém que tem andado fora, felizmente, mas que hoje saiu da casca turca, para dar à costa, e que resolveu vomitar isto." falar de lances polémicos só por demência facciosa".

Mestrecavungi disse...

Amigo Nunca,
Eu bem tento encaixar afazeres profissionais, no tempo dispensado ao blog, mas ás vezes é dificil!
Em primeiro lugar, apenas que não diferenciei o nivel da demencia do MST e do DF, porque ontem o DF queria justificar o injustificável, com imagens e tudo!!!!!!!
DF raramente dá o "braço a torçer", e MST pelo menos ao tempo que eu ainda comprava os pasquins, muitas vezes fazia-o.
São ambos facciosos e pagos para isso!
O Golo de Luisão é com qualquer coisa, que não a cabeça!
O passe de Aimar é meio-se-querer, mas é mais uma rabona dedicada a tí!

VermelhoNunca disse...

Nota-se a diferença, amigo Rabona, pelo artigo do senhor Tavares aqui colocado. São de facto o oposto, Dias Ferreira e o senhor Tavares, tem toda a razão.
Enfie a Rabona onde quiser...

Mestrecavungi disse...

Amigo Zex,
O problemas dos comentadores é que não o são.
São tambem uns incompetentes.Tem medo e não assumem!
Mesmo depois das repetições não assumem uma posição.
Dizem:
"parece, dá a sensação".
Acho que "puxavam" pelo SCP, disfarçadamente, mas fizeram como Paixão:Roubaram a torto e a direito!
Lembro-me de algumas frases:
No golo do SCP "Liedson, é fogo este Baiano!"
"Pedro Emanuel arrancou Moutinho do terreno de jogo"
"Hulk é mto individualista, Jesualdo deve deixa-lo no balneário ao intervalo!"
"Djalló faz o que Romagnolli fez na 1ª parte!" mas para te dizer a verdade até tinha o som da tv baixinho, porque a miudagem já estava a dormir.

VermelhoNunca disse...

Você, amigo Rabona, deve estar habituado a 2 tipos de comentários: os do seu vizinho do lado, no curral ( por falar nisso, foi lá ontem?) e os do canal curral/Meo, que são o mais competentes possíveis.
Vá mas é enfiar a Rabona onde mais apreciar.

Mestrecavungi disse...

Amigo Nunca,
Ontem não tive em contacto com um dos 25.000 Pai Natal.

VermelhoNunca disse...

Estavam 25.000 no curral, amigo Rabona?
A pergunta é sincera, pois não faço ideia.

Mestrecavungi disse...

Não amigo Nunca.
Penso que estavam uns 10 mil.
Referia-me a um dos 25.000 cromos que se vestiram de Pai Natal e foram ver um SLB/Amadora por altura do Natal.
Um destes dias, no SLB-Nápoles, tive o prazer de conhecer e cumprimentar um desses herois do absurdismo militante!
Ficou sentado a meu lado e previu com grande acerto o 2º golo de Nuno Gomes.
Pai Natal e Bruxo ao mesmo tempo!

VermelhoNunca disse...

Não seria , esse Pai Natal, o Bruxo que por aqui milita, mas que esteve ausente para banhos turcos durantes uns dias ( por afazeres profissionais, claro está!!)?

VermelhoNunca disse...

E essas figuirinhas de Pai Natal, a par da feijoada na ponte , da Fairy, devem fazer parte do livro de recordes. É importante, amigo Rabona, no maior clube do Mundo!

Zex disse...

Sr. Nunca,
Só mesmo V. Exa. consegue colocar, em termos de fanatismo, ao mesmo nível MST e Dias Ferreira.
Inacreditável !

Zex disse...
Este comentário foi removido pelo autor.