domingo, julho 19, 2009

Benfica 2-1 Olhanense

O teste mais similar com a competição até ao momento!
O Benfica encontrou na final do Torneio do Guadiana um simulacro muito próximo do que o espera na Liga Sagres!
Um adversário muito aguerrido, impregnado de um intenso desejo de derrotar os encarnados, uma atmosfera de pressão e um árbitro que acumulou equívocos em desfavor do Benfica.
A tudo isto, o Benfica soube responder com competência e com uma atitude competitiva e um espírito de conquista assinaláveis.
Numa partida mais lutada do que jogada, Benfica e Olhanense equivaleram-se na primeira parte. Neste período, a agressividade dos de Olhão sufocou os da Luz e não lhes permitiu arquitectar movimentos ofensivos com qualidade.
Na segunda metade, o Benfica acrescentou solidariedade e espírito colectivo a uma superior clarividência e as transições conheceram outra idoneidade.
Contudo, fruto de mais um engano de Nuno Almeida, que viu intencionalidade numa bola na mão de Roderick, o Olhanense colocou-se em vantagem.
Todavia, seria sol de pouca dura, pois que, dois minutos volvidos, Cardozo restabeleceu a igualdade, dando corpo à robustez emocional e ao forte espírito de vitória que parecem imbuir os jogadores do Benfica.
Daí até final, o Benfica assenhoreou-se do domínio e do controlo da partida, mas apenas no período de compensação veria a sua persistência retribuída com um golo, graças a um cabeceamento de Miguel Vítor, após assistência de Coentrão.

Um a Um

Moreira - Parece estar encontrado o titular da baliza encarnada.
Seguro e concentrado, coroou a sua exibição com uma excelente defesa a remate de Zequinha.

Patric - Melhor, muito melhor que na partida frente ao Shakhtar.
Revelou outra desinibição e a sua prestação subiu.

Roderick - Mais um bom desempenho, confirmando os predicados que lhe têm sido apontados.
Lúcido e maduro, viu ser-lhe assinalada uma grande penalidade que, desta feita, não cometeu.

Miguel Vítor - O patrão da defesa, realizou mais uma excelente exibição, abrilhantada com um excelente golo.

Shaffer- Sem atingir um patamar de elevado brilhantismo, o certo é que se revelou muito mais equilibrado do que Spesi.
Se defensivamente sofreu um pouco com Ukra, ofensivamente ofereceu ao seu flanco a profundidade de que carecia.
Evidenciou-se pela qualidade dos cruzamentos.

Yebda - Regressou à titularidade, mas o seu desempenho esteve longe de corresponder às expectativas.
Desastrado no passe, perdeu bolas de forma infantil e comprometeu a qualidade das transições.

Ruben Amorim - Começou mal, mas cedo se recompôs.
Clarividente ajudou a organizar o processo ofensivo e fisicamente disponível assumiu-se como trave mestra da pressão alta.

Di Maria - Vinha de uma paragem e isso notou-se.
Demasiado ansioso, regressou às precipitações do passado.
Sobressaiu bem mais em tarefas defensivas.

Aimar - Vigiado de perto por Rui Baião, demorou a entrar no jogo.
Todavia, quando o fez, nomeadamente na segunda parte, a qualidade dos movimentos ofensivos do Benfica subiu em flecha.
Melhorou e muito na segunda metade, mais solto e criativo, arrancou inúmeras faltas e executou a assistência para o 1-1.

Saviola - Pouco se viu, mas quando apareceu, fez-se notar.
O lance do penalty a favor do Benfica é disso exemplo.

Cardozo - Falhou a sua primeira grande penalidade em Portugal, mas não se deixou afectar e assinou um belo golo de pé esquerdo.

Quim - Uma excelente defesa a remate de Castro foi o ponto alto de uma prestação qualititativamente superior às anteriores.

Maxi Pereira - A regularidade e a intensidade de sempre.
Começou a época como acabou a transacta.

Carlos Martins - Muita vontade, mas pouco discernimento.

Fábio Coentrão - Entrou e mexeu com a partida.
Protagonizou mais uma assistência para golo, a terceira consecutiva.

Urreta - Lutou.

Nuno Gomes - Mais um bom desempenho.
Entrou bem no jogo e quase marcava de cabeça aos 82 minutos.

2 comentários:

Gloriosasfera.com disse...

A Gloriosasfera saúda todos os Benfiquistas no princípio de uma época que desejamos seja Gloriosa.

Glorioso, Dedicado, Apaixonado, Orgulhoso
EU SOU BENFICA
www.gloriosasfera.com

VermelhoNunca disse...

Começa cedo este ano...
"e um árbitro que acumulou equívocos em desfavor do Benfica."
Inacreditável este comentário, depois do lance que levou Cardozo a falhar a penalidade.