segunda-feira, abril 23, 2007

Análise à Jornada

Na Madeira, após 3 empates consecutivos, o Benfica regressou às vitórias.
Fernando Santos manteve a estrutura táctica habitual, tendo chamado Miccoli à titularidade em substituição do lesionado Simão.
E, diga-se, que a ausência de Simão não se fez notar, tal a excelência da exibição do italiano.
Miccoli bisou, uma vez mais, em terras madeirenses.
Por seu turno, Alberto Pazos corrigiu as opções da partida em Alvalade e fez regressar os inevitáveis Marcinho, Gregroy e Douglas em detrimento de Alex, Luís Olim e Filipe Oliveira.
O técnico galego mexeu, ainda, no esquema táctico que havia apresentado frente ao Sporting, estruturando a sua equipa num 4x2x3x1 ao invés do 4x4x2 de então.
O Benfica entrou a “todo o gás”.
Logo no primeiro minuto, após cruzamento de Nelson, Miccoli atirou ao poste.
O Benfica iniciava o encontro a dominar claramente, tendência que conservou ao longo de toda a partida.
O Marítimo repetia o péssimo começo de Alvalade, o qual agora como então quase lhe custava mais um golo no minuto inicial.
Revelando imensas dificuldades em ligar as transições, o Marítimo raramente acertava com as marcações e mais raramente ainda se acercava do meio-campo encarnado.
Aos 9 minutos, Nuno Gomes isola-se frente a Marcos, mas Paulo Baptista assinala mal um suposto empurrão sobre Gregory.
Aos 17 minutos, mais uma clara ocasião de golo desperdiçada pelo ataque benfiquista, com Nuno Gomes, sozinho, a rematar muito por alto, após bom cruzamento de Miccoli.
Aos 20 minutos, num lance aparentemente inofensivo, Petit, calcula mal a trajectória de uma bola cruzada por José Gomes, e toca-a com o braço.
Penalty a favor dos insulares, que ficou por assinalar.
Este lance despertou o Marítimo para a sua melhor fase na partida, a qual culminaria aos 27 minutos, momento em que os insulares beneficiaram da sua melhor oportunidade de golo em todo o jogo – Olberdam executou um canto na direita e a bola percorreu toda a área sem que ninguém a tocasse.
A partir daqui, o Benfica retomou o seu controlo da partida e, aos 35 minutos, uma excelente combinação entre Rui Costa e Miccoli, foi concluída pelo português com um remate que proporcionou uma boa defesa a Marcos.
Aos 37 minutos, foi a vez de Karagounis rematar forte para defesa a dois tempos de Marcos.
Aos 44 minutos, duas boas ocasiões de golo para o Benfica – primeiro, por Rui Costa, que finalizou com um remate ao poste mais uma excelente combinação com Miccoli e Nuno Gomes e depois, por Nuno Gomes num remate que saiu a rasar o poste da baliza do Marítimo.
Ao intervalo, o nulo castigava a inépcia finalizadora do Benfica.
Fernando Santos não introduziu qualquer alteração na equipa, ao passo que Pazos retirou Wênio e fez entrar Luís Olim.
Erro crasso do galego, que despovoou a zona central do seu meio-campo, o que possibilitou a criação de espaços importantes naquela zona especialmente vulneráveis ao jogo entre linhas dos médios encarnados.
Deste modo, o Benfica acentuou o seu domínio da partida e, aos 53 minutos, Nuno Gomes dispôs de mais duas boas chances de golo, ambas ingloriamente desperdiçadas.
Adivinhava-se o golo do Benfica, que acabaria por acontecer aos 55 minutos por Miccoli.
Rui Costa “roubou” a bola a Gregory, endosso-a a Katsouranis, o qual a colocou em Miccoli, que à saída de Marcos rematou rasteiro para o fundo das redes.
Estava feito o 0-1 e a correspondência entre o desempenho das equipas e o resultado.
Um golo que ilustra na perfeição a diferença entre expectativa e pressão e a diferença entre o Benfica dos últimos jogos e o da Madeira.
Para além do renascimento físico de Katsouranis, decisivo para a melhoria da eficiência nas transições, e do ressurgimento de Miccoli, decisivo para o crescimento da eficácia na finalização, a atitude da equipa revelou-se fundamental no triunfo averbado.
Alardeando outra condição física, facto ao qual não será alheia a ausência de competição a meio da semana, o Benfica mostrou-se capaz de evidenciar uma atitude pressionante e não de mera expectativa como o havia feito nos encontros precedentes.
Pressionando e fazendo-o logo no primeiro momento de construção do adversário, a equipa aumentou exponencialmente as probabilidades de lograr um golo.
Aliás, os dois primeiros golos do Benfica nasceram, precisamente, de duas recuperações de bola junto à área maritimista.
O Marítimo procurou reagir ao golo benfiquista, mas sempre de forma tímida e inofensiva.
O Benfica continuava a controlar as incidências da partida e, aos 64 minutos, Petit desferiu um remate fortíssimo à entrada da área, o qual passou muito perto do poste direito da baliza de Marcos.
Aos 65 minutos, numa das suas raras iniciativas atacantes, Luís Olim cruzou da esquerda e David Luiz agarrou Mbesuma, impedindo-o de chegar à bola.
Paulo Batista errou ao não assinalou o competente livre directo e ao não admoestar o central brasileiro com um cartão amarelo.
Um minuto volvido e Miccoli volta a ameaçar as redes de Marcos, com um remate perigoso.
Aos 79 minutos, Rui Costa desmarca na perfeição Miccoli e o italiano bisa na partida.
Com 0-2 no marcador, o jogo estava sentenciado.
O Benfica exercia um domínio pleno sobre o jogo e o Marítimo parecia resignado.
Até final, apenas mais duas notas de realce.
A primeira, para um chapéu de Douglas a Quim, que Nelson desfez sobre a pequena área.
A segunda, para o terceiro golo do Benfica, apontado por Katsouranis na execução de uma grande penalidade a castigar suposto derrube de Milton sobre Manú, o qual não se verificou.
Sem perder na Liga há cinco meses, este triunfo constituiu, acima de tudo, um reforço emocional.
Veremos se as melhorias evidenciadas na qualidade do futebol exibido encontram continuidade nos próximos desafios.
No Dragão, o Porto venceu sem contestação um Belenenses que fisicamente exaurido e emocionalmente descomprometido nunca demonstrou verdadeira capacidade para discutir o resultado.
O Porto chegou, ainda na 1ª parte, a uma vantagem de dois golo, sem que o Belenenses houvesse sequer esboçado uma reacção por mínima que fosse.
No início da 2ª parte, Nivaldo reduziu a desvantagem, mas o Porto manteve o domínio da partida.
Este “espasmo” do Belém foi um oásis no deserto que constituiu a sua exibição.
Apenas por um momento o Porto perdeu o controlo do jogo, instante esse em que Fernando podia ter feito o 2-2.
O avançado azul falhou e como quem não mata, morre, o Porto acabaria por fazer o terceiro e colocar um ponto final na partida.
Em Alvalade, triunfo justo do Sporting.
Com dois golos a abrir o encontro, os leões não conheceram quaisquer dificuldades em bater uma Naval, que, também, nunca foi além das ameaças.
Tudo simples, tudo fácil, num jogo em que Alecsandro com três golos se assumiu como a principal figura.
No resto da jornada, destaque para os triunfos de Leiria, Paços e Estrela.
Em Leiria, o União bateu o Nacional e permanece na luta pelo 6º lugar.
Nas Aves, o Paços venceu e colou-se ao Braga no 5ª posto, ao passo que o Aves terá dito em definitivo adeus à Liga Bwin.
Na Amadora, o Estrela terá assegurado a manutenção e o Boavista o despedimento a prazo de Jaime Pacheco.

56 comentários:

JorgeMínimo disse...

Caro Sr. Administrador:
Não vi o jogo do Benfica, já que a Sport TV possibilitou-nos o visionamento do Man Utd-Boro. Deste modo, apraz-me dizer que houve 2 penalties por assinalar contra a equipa do nosso Cristiano Ronaldo. Um, por mão clara do Wes Brown e o outro por atropelamento do avançado do Boro (Lee Dong-Gook)pelo John O'Shea. Em relação ao Benfica, como só vi o resumo, julgo que foi mais uma arbitragem amiga.
Apesar de não ter visto o jogo todo do FC Porto, já que mais uma vez me encaminhei para o santuário de Alvalade, posso dizer que foi uma vitória clara e justa, que só peca por escassa.
O Sporting triturou a Naval. O resultado, também peca por escasso, ficou um penalty por marcar sobre o Liedson. De resto, exibição ao nível das últimas, o Sporting entra muito forte, rebenta com as equipas adversárias e depois gere o resultado até ao fim.

JorgeMínimo disse...

Caro Sr. administrador:
Se fosse possível "postar" os jogos do Prof. Karamba da próxima jornada até quarta-feira, ficaria agradecido.

vermelho disse...

amigo mínimo:
amanhã publicarei o post do espaço prof. karamba.
aproveito para, desde já, vos lançar o desafio de redigirem um artigo de opinião em antevisão ao Benfica x Sporting a ser publicado na próxima 5ª e 6ª feira.
peço-vos que manifestem a vossa disponibilidade o mais rapidamente possível.
abraço.

VermelhoNunca disse...

Embora só ontem tenha estado na companhia do amigo Mínimo, dediquei-me também no sábado a ver o MU. Ignorei o jogo do Benfica na Madeira. Primeiro porque os jogadores nos Barreiros, acompanhados daquelas cornetas insuportáveis, são sempre maus. Depois já estava à espera que o boi preto tivesse uma arbitragem cuidadosa. Não amarelar nenhum jogador do Benfica que estivesse em risco, mesmo em caso de mão dentro da área, provocada por Petit( um dos tais que estava em risco).
Mas ao ler a crónica do nosso administrador estou esclarecido. Mais uma roubalheira.

JC disse...

Não assisti a nenhum dos jogos deste fim de semana.
Do que li e dos resumos que vi, contudo, verifico que o arguido Paulo Batista - que nem devia estar a arbitrar jogos neste momento, pois tem uma acusação contra ele num dos processos do apito dourado, como se sabe - favoreceu o Benfica em, pelo menos, três lances capitais, devidamente assinalados pelo Snr. Administrador na sua crónica ao jogo.
Uma delas daria cartão amarelo a Petit, com exclusão no próximo jogo - e penaltie quando o resultado ainda estava em 0-0
Não havia necessidade.

O SCP, por seu turno, confirmou o excelente momento de forma em que se encontra e parece-me em excelente condição para garantir o 2º lugar no campeonato.
O 1º lugar é que vai ficando cada vez mais distante, pois que à medida que o FCP vai ganhando os seus jogos diminuem drasticamente as hipóteses de o SCP alcançar os portistas.
Mas há que acreditar que o FCP ainda possa, pelo menos, empatar duas partidas - o que "bastaria" para o SCP alcançar os portistas, caso ganhe, como se espera, todos os confrontos até final.

JorgeMínimo disse...

Caro Vermelho Nunca:
O estimado, tal como eu, não viu o jogo do Benfica. Se fores ao tvtuga está lá o resumo e ao contrário do que o nosso blogger diz no seu comentário, a falta do André Luís sobre o avançado do Marítimo é passível de cartão vermelho, já que este se encaminhava sozinho, em zona central para a baliza encarnada.

Zex disse...

Curioso que as contas da lagartagem ignoram que na próxima jornada vão à Luz. Dão a vitória como dado adquirido.
Haja Confiança !

VermelhoNunca disse...

Condómino Zex, não se trata de ignorar este ou aquele adversário. O Sporting para tentar o título, tem de ganhar todos os jogos. O próximo é com o protegido do boi preto, o senhor Batista. Favorito para o jogo com os lampiões: Sporting. Em honra ao condómino Cavuvu, irei à Luz com a JuveLeo.

JorgeMínimo disse...

Caro Zex:
Não te precipites. Três lagartos já "postaram" hoje comentários, só um disse categoricamente que o Sporting ganha na Luz. Daí que me parece precipitada a tua conclusão.

Antes morto que vermelho disse...

Esta confiança "lagarta" faz lembrar aquela confiança "lampiona" antes do jogo com o FCP.

VermelhoNunca disse...

Concordo com Mínimo, apenas JC fez referência ao jogo com os protegidos do senhor Batista. Depois disso exprimi a minha opinião. Considero o Sporting favorito. Mas recordo que o Benfica era francamente favorito contra o Espanhol, por exemplo, e depois deu-nos uma bela alegria.

Antes morto que vermelho disse...

nunca: o árbitro vai ser o l. baptista? se assim acontecer, podem tirar "o cavalinho da chuva", com aquele boi-preto é vitória lampiã de certeza...
Esse boi-negro é sócio da lampionagem desde miúdo... penso que até já teve um lugar cativo, no antigo estádio.

VermelhoNunca disse...

Condómino Macaco, não sei que vai ser o árbitro, nem me interessa isso. Quando falo do senhor Batista, refiro-me ao roubo que aconteceu na ilha da Madeira, roubo esse praticado por Batista, Paulo de seu nome.

JC disse...

Caros condóminos:
Não dou por garantida a vitória do SCP na Luz, até porque sou, por natureza, pessimista.
Mas o momento de forma de ambas as equipas e a esperança que ainda existe em chegar ao primeiro lugar leva-me a esperar que o SCP ganhe na Luz.
Espero que ganhe esse e os demais jogos até final, o que é diferente de afirmar que o SCP vai de certeza ganahr todos os jogos até final.

Zex disse...

Alguém se esqueceu da luz de marcha-atrás ligada ?

VermelhoNunca disse...

De acordo JC. Mas tenha algum cuidado com essas afirmações esta semana. Os ataques à confiança demonstrada pelos sportinguistas virão de todo o lado. Eu repito que considero o Sporting favorito, pelo momento que atravessa, pelo facto de ir em 2º, e por ainda pensar no título. No entanto, o facto do Porto jogar na véspera prejudica o SPorting, pois qualquer que seja o resultado do Porto, lançará mais pressão ainda para os jogadores do Sporting. Preferia jogar sempre antes do Porto até final.

JC disse...

Obrigado pelo conselho, amigo Nunca.
Tem toda a razão.
Tive pouco cuidado no que disse e cairam-me logo os portistas em cima.

JC disse...

Equivoquei-me no meu primeiro comentário que fiz hoje.
Disse que o árbitro favoreceu o Benfica em, pelo menos, três lances capitais, e que tais lances foram devidamente assinalados pelo Snr. Administrador na sua crónica ao jogo mas tal não é exactamente verdade.
O Snr. Administrador só falou de dois deles.
Não fez referência a uma falta cometida em plena grande área benfiquista sobre um jogador do Marítimo, creio que quando estava já 0-2. Como apenas vi o lance hoje de manhã nas notícias, não fixei o nome dos intervenientes.

Não me referi ao penaltie assinalado a favor do Benfica que deu origem ao 3º golo encarnado, pois que, já no fim do jogo, não teve influência no desfecho da partida, mas foi por demais óbvio não ter havido penaltie.
Creio que o Snr. Administrador também não se refere a esse lance pelo mesmo motivo.

VermelhoNunca disse...

Amigos Vermelho e JC, sabendo que George Michael actua no cidade de Coimbra dia 12 de Maio, sabendo que o Sporting visita a Académica nesse fim de semana, sabem dizer-me onde e quando se realizará o encontro?

JorgeMínimo disse...

Proponho O Estádio do Restelo, porque permitiria uma receita muito maior para a Associação académica de Coimbra. Por outro lado, os adeptos leoninos, poderiam apoiar a sua equipa em massa.

JC disse...

Caro Nunca:
Ao que sei, o jogo será no dia seguinte ao do concerto, sendo o palco - que ficará por trás da baliza no topo norte, numa zona e bancadas que normalmente permanecem fechadas ao público - apenas desmontado já depois da realização do jogo.

VermelhoNunca disse...

Levanta-se a questão condição do relvado. Haverá condições de realizar um jogo após um concerto?

JorgeMínimo disse...

...Ou seja, mais uma situação aberrante para o nosso futebol. O melhor é o Sporting fazer um seguro especial aos jogadores, não vá o Litos mandar com uma strobe ou uma bola de espelhos à cabeça do Liedson.

VermelhoNunca disse...

Se for como diz o amigo JC, a situação é no mínimo estranha, mas no nosso futebol tudo pode acontecer.

JC disse...

Caro Mínimo:
Jogar contra o Litos é sempre um risco, independentemente do estado do relvado.

JorgeMínimo disse...

...E é melhor não jogar o Ronny, não vá o pé de chumbo mandar um daqueles tiros e partir o ecrã de LCD.

VermelhoNunca disse...

Estou convicto que esta situação não será permitida. O Sporting não aceitará jogar num relvado que na véspera serviu para um concerto. Jogaremos noutro local, talvez no Queimódromo, uma vez que a Queima das Fitas já terá acabado nessa altura, mas nunca no cidade de Coimbra.

cavungi disse...

Amigo Vermelho,
Em matéria de antevisões estou de liçenca sabática, dado que o meu ultimo "artigo" foi muito mau.Tal como as suas criticas.Justas diga-se.
Para além disso o 3º lugar não me inspira.Nem confiança, nem estilo literário.Assim vou poupá-los a mais barbaridades.
Vitórias justas dos 3 grandes, com a resalva do penalti por marcar na madeira conta o SLB.
Fica em crédito até ao final da época.
Abraço

vermelho disse...

amigo nunca:
para mim, é uma perfeita aberração a marcação do concerto de Jorge Miguel para a véspera do jogo entre AAC vrs. Sporting, que poderá ser decisivo para a definição da respectiva classificação.
o "modus operandi" será o descrito pelo condómino Jc, restando por saber se o relvado não se irá ressentir.
Nuno Brancaamp diz que não e que a sua experiência lhe diz que os efeitos dos concertos nos relvados apenas se fazem sentir a longo prazo.
Mais disse que a colocação do palco fora do relvado permite minimizar os problemas.
palco que só será desmontado após o AAC vrs. Sporting, o que não deixa de constituir um revés para a Académica, pois que a lotação do estádio será inevitavelmente reduzida.
sendo o último jogo da Académica em casa, previsivelmente decisivo, e sendo o adversário o Sporting a possibilidade de a lotação esgotar cresce e muito, o que, infelizmente, não se pode verificar.
se o ano passado com o Marítimo encheu, ainda que tenham sido oferecidos bilhetes, o que faria com o Sporting?!
abraço.

p.s. reitero o meu convite para se deslocarem a Coimbra para assistir ao jogo.
o convite tem que se cingir ao próprio dia do jogo, uma vez que nesse fim de semana estarei em Portalegre numa despedida de solteiro.
abraço.

VermelhoNunca disse...

Amigo Vermelho, pessoalmente, sendo o jogo no domingo, coloco desde já a minha presença em causa. Analisarei a situação mais perto do jogo.
Amigo Cavuvu, fica o penalti em crédito...faz-me lembrar Manuel Machado, que proferiu palavras idênticas no passado, quando treinava o Moreirense. Fica também em crédito o respectivo cartão amarelo a Petit, o que colocaria esse cão raivoso de fora do jogo de domingo. Irei com a JUve Leo à Luz. Diga-me onde está, para eu tentar atirar-lhe uma batata em cima...

JorgeMínimo disse...

Caro Vermelho:
Espero que não seja a despedida de solteiro do Jorge Miguel...

JC disse...

Amigo Vermelho:

"p.s. reitero o meu convite para se deslocarem a Coimbra para assistir ao jogo.
o convite tem que se cingir ao próprio dia do jogo, uma vez que nesse fim de semana estarei em Portalegre numa despedida de solteiro.
abraço."

Quer dizer então que não vais estar presente no AAC-SCP?

cavungi disse...

Amigo Nunca,
Estarei a salvo das suas batatas.
Jogar ou não jogar petit?
Será assim tão importante?
Simão não jogou na Madeira e ganhámos por 3-0.
Liedson não jogou no Dragão e ganharam.Isso é tudo muito relativo.

vermelho disse...

amigo mínimo:
nessas despedidas não me envolvo!
é de um condómino bem conhecido neste blog, cujo nome começa em s e termina em h...

amigo jc:
claro que estarei presente.
sairei de Portalegre a tempo de estar em Coimbra à hora do jogo.
abraços.

JorgeMínimo disse...

Caro Cavungi:
Ainda não há certeza da utilização do Simão, logo pode ser bom para o seu clube.

JorgeMínimo disse...

Caro Vermelho:
O Salame vai-se desgraçar? Parabéns e felicidades, para ele.

cavungi disse...

Amigo Samsa,
Bem vindo ao clube!É duro.

VermelhoNunca disse...

Simão não jogou e o Benfica, após roubo, ganhou por 3. É um facto. Assim como é relativo se Petit não jogasse fosse vantajoso para o SPorting. Estou de acordo consigo. A questão é que ele meteu mão na bola, provocou penalti e deveria ter levado cartão. Apenas isso. E esse é o facto. O resto são suposições e considerações, claro está.

cavungi disse...

Como no SCP-Nacional.Ficou 5-1.Nada a dizer.
Facto é que o 1-1 aos 77m foi ilegal, e já antes tinha havido um penalti inventado a favor do SCP.
Mas quando se ganha 5-1 ou 0-3 e depois queixarem-se do arbitro parece-me mal...

VermelhoNunca disse...

Faz bem amigo Cavuvu em ir ao baú das recordações. Quer dizer que a coisa não foi assim tão clara na Madeira. O SPorting contra o Nacional teve uma penalti, falhado por sinal, mas assinalado. Quanto ao golo do Bueno aceito a sua argumentação. O seu discurso Manuel Machado é curioso. Se os outros beneficiaram com erros de arbitragem, o seu clube deve ter o mesmo tratamento. Se o árbitro errou ao assinalar um penalti a favor do SPorting ou do FCPorto, o seu clube também deve beneficiar do mesmo. Amigo Cavuvu, poupe-me.

Antes morto que vermelho disse...

nunca; uma batata podre na mona da antonieta cavu é muito fraquinho... que tal com uma bigorna? ou até nem vale a pena, basta que lhe dê umas boas biqueiradas nos dentes!

Força Sporting!

VermelhoNunca disse...

Cavuvu não irá ao estádio. É daqueles adeptos que só lá vai em jogo que sabe que vai ganhar, tipo contra o Fornos de Algodres.

Antes morto que vermelho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Antes morto que vermelho disse...

já está! tinha que ser... a raquel cavu a arrotar... é penoso observar os cardumes de dislates que cada post da bernarda cavu acarretam...
Assim não dá, alguém que mate essa inefável da carla cavu... Os KKK ou então esses gajos do PNR!!

Força P. Bento!

VermelhoNunca disse...

Cavuvu Machado, até que leh fica bem este nome. Prepare-se, condómino Macaco, que ests semana vai colocar em causa, antes do jogo, claro está, o árbitro. É habitual nele. Depois dos jogos não o faz, já se sabe porquê...

samsalameh disse...

É verdade caros condóminos, vou-me desgraçar e bem nessa mística cidade que não irá ser a mesma depois de uma avassaladoura passagem de uma comitiva pequena mas cheia de vontade de ter um fim-de-semana que há muito não tinham, designadamente para aqueles que já fazem parte do grupo ao qual me irei agregar no dia 23/06!!!

Quanto à ida do Sr. Administrador ao Sporting-AAC espero que repense nessa sua deslocação, pois naquela zona a BT é dura e tenho as minhas dúvidas que possa conduzir no domingo sem qualquer taxa de álcool no sangue...a não ser que seja o jimmyjump a fazer transporte dos passageiros, já que o mesmo deve acontecer com o meu caro Sócio!!!

Obrigado Cavuvu e Minimex!!!

P.S. Tenho pena que o condómino JC tenha preferido ir ao concerto do George Michael do que vir até ao Alto Alentejo...ele lá sabe...

Antes morto que vermelho disse...

nunca: eu kago nos árbitros, a única coisa que sei é que o lucilio baptista é um anti-portista primário!!

Se o machado sabe desses assuntos, é de prever que mais alarvidades sejam ejectadas daquela boca...

JC disse...

Caro Salame:
Já não tenho idade para enfrentar uma despedida de solteiro que vai durar um fim de Semana inteiro no Alentejo e dela sair incólume.
Uma noitada em Coimbra ainda aguentava, mais do que isso é demais para mim!
É o mesmo que pedir ao Rui Costa para correr 15 minutos durante um jogo de futebol!
Daqui a 16 anos percebes.

Quanto ao George Michael, vou-me sentar na minha varanda a apreciar o público a dirigir-se para o estádio.
Quando o concerto começar, vou fazer figas para que as janelas com vidros duplos do meu apartamento sejam de boa qualidade.

cavungi disse...

Marilia Macaco,
V.exa costuma é cagar da boca, tal é o dislate com que nos presenteia.

Antes morto que vermelho disse...

olinda cavu: é possível, mas tanta bestialidade junta, tanta brrrice entrelaçada e essa patetice ás resmas, como a teresa cavu... não!

Rute cavu: "a estupidez, é o argumento dos incompetentes..." e isto está latente em si.

cavungi disse...

Almerinda Macaco,
Leu essa frase quando não conseguiu completar o ciclo preparatório, ou ouviu isso no pátio da prisão onde costuma ser o rebuçado de muita gente?

vermelho disse...

amigo samsalameh:
conto com o condutor cool para nos guiar até Coimbra, pois tanto eu, como o sócio estaremos a vegetar no banco de trás.
abraço.

VermelhoNunca disse...

Desejo-lhe sinceramente felicidades, condómino Salame. E olhe que não é assim tão mau, pelo menos pela parte que me toca. Continuo a poder ir ao futebol...

samsalameh disse...

Obrigado Caro Nunca. Pois espero que quem me pagou o cativo deste ano no Estádio da Luz o continue a pagar por longos anos...é sinal que continuarei a fazer parte do grupo da anilha!!!

Lion Heart disse...

Esta troca de minos entre o(a?) Cavu e o(a?) Macaco, com este ardor, esta paixão, esta intensidade, leva-me a pensar que nova despedida de solteiro estará para breve...

Heirloom disse...

O Academica-Sporting no dia a seguir ao concerto do George Michael é no est+adio municipal de coimbra. O tapete de protecção do relvado vai ser removido a seguir ao espetaculo.
Espero que o Sporting faça mais estragos em Coimbra que o George Michael! ;o)