segunda-feira, fevereiro 18, 2008

Análise ao Naval-Benfica

Estádio José Bento Pessoa, na Figueira da Foz

Árbitro: Rui Costa (AF Porto)

Naval – Wilson Júnior; Mário Sérgio (Marinho, 74 m), Paulão, Diego Ângelo e Igor (Dudu, 63 m); Gilmar e Godeméche; Saulo (Elivelton, 74 m), Davide e João Ribeiro; Marcelinho.

Suplentes não utilizados: Taborda, Gaúcho, Fabrício Lopes e Hugo Santos.

Benfica – Quim; Luís Filipe, Luisão, Katsouranis e Léo; Maxi Pereira, Binya, Nuno Assis e Rodriguez (Adu, 72 m (depois Sepsi, 89 m); Makukula e Cardozo (Rui Costa, 84 m).

Suplentes não utilizados: Butt, Zoro, Edcarlos e Mantorras.

Marcador: 0-1 por Cristian Rodriguez (18 m); 2-0 por Nuno Assis (90+3 m).



O Benfica "matou o borrego" figueirense, mas a sua exibição voltou a ser confrangedora.
84 minutos de obscurantismo, nos quais imperou a ditadura do mau futebol.
10 minutos de luz, nos quais prevaleceu o génio renascentista de Rui Costa.
Não obstante tenha estado apenas 10 minutos em campo, Rui Costa constituiu a excepção à regra da ausência de arte ou engenho.
Angustiante, tal a fraca qualidade do futebol praticado.
Quase sempre mal jogado, o encontro desta noite navegou entre o entediante e o aborrecido!
Tal como havia sucedido frente ao Nuremberga, salvou-se a vitória.
A juntar às limitações decorrentes das ausências de Nélson, David Luiz, Petit e Nuno Gomes, Camacho decidiu auto-definhar o seu leque de opções ao abdicar de Rui Costa e entregar o meio-campo a Bynia e Maxi Pereira.
Pecado capital!
Ao amputar a equipa de, pelo menos, um médio de transição, Camacho restringiu e muito a possibilidade da equipa empreender transições ofensivas com fluidez e clarividência.
Ao compor o seu meio-campo central, a segunda zona de construção, com dois médios de transição, Camacho disse ao que vinha - jogo directo!
E se a teoria assim o predizia, a prática demonstrou-o à saciedade.
Até à entrada de Rui Costa, o Benfica raramente conseguiu ligar dois passes.
Usou e abusou dos lançamentos longos para Cardozo e Makukula.
Invariavelmente, sem sucesso, mas a falta de um criativo como que compelia à utilização deste recurso.
Num onze muito remendado, sem fio de jogo e orfão de capacidade inventiva, o Benfica apenas se acercou com perigo da baliza de Wilson Júnior em lances de bola parada.
Viria a ser, precisamente, na sequência de um lance deste jaez que o Benfica alcançaria vantagem no marcador.
Decorria o minuto 19 quando Bynia executou um longo lançamento de linha lateral, Cardozo antecipou-se a Wilson Júnior e tocou para Cristian Rodriguez, que cabeceou para o fundo das redes figueirenses.
Até ao intervalo, dois lances de bola parada e outras tantas situações de perigo em benefício do Benfica - na execução de um livre, Cardozo "obrigou" Wilson Júnior a defender para canto, na marcação do qual Katsouranis cabeceou para Davide cortar sobre a linha de baliza.
Antes, logo no dealbar da partida, Marcelinho, na sequência de um cruzamento de João Ribeiro, havia cabeceado ao poste, sendo certo que, no lance imediatamente subsequente, um corte de Diego Ângelo encontrou as pernas de Makukula e a bola seguiu idêntico destino na baliza navalista.
Na segunda parte, mais do mesmo, ou seja, futebol de paupérrima qualidade e escassas oportunidades de golo.
Em suma, um longo bocejo!
Enfado quebrado com o assomar de Rui Costa ao terreno de jogo.
Primeiro, conjugou inteligência, criatividade e visão periférica para desmarcar de forma sublime Assis na direita, num lance que culminaria com um cruzamento mal medido para Makukula.
Depois, combinou leveza e clarividência para lançar Spesi no lance que redundaria no segundo golo encarnado da autoria de Assis.
Sepsi entrou na área e na linha de fundo cruzou atrasado para Nuno Assis marcar.
Uma estreia feliz para o romeno, numa noite em que os lampejos de classe de Rui Costa coloriram um jogo até então demasiado cinzento.


43 comentários:

VermelhoNunca disse...

Vi o jogo dos lampiões. Mau jogo. Equipas fracas, jogo horrível.Primeiro golo irregular, pois o lançamento de linha lateral de Binya, como aliás todos os que fez, foi executado em falta. Nas barbas do árbitro auxiliar!

vermelho disse...

Amigo Nunca:
Conseguir afirmar que o Binya levanta o pé com a bola ainda nas suas mãos é extraordinário!
Quase tão extraordinário como seria ver o "mergulho" de Tiuí em Alvalade!
Binya levanta um pé, mas se o faz com a bola nas mãos ou após a execução do lançamento é algo que as imagens televisivas não esclarecem!
Se nem a televisão dissipa as dúvidas como teria o árbitro auxiliar condições para avaliar o lance?!
Da mesma forma que não se pode imputar a Artur Soares Dias um erro de julgamento no lance do pretenso penalty do Tiuí.
Sem televisão, é o penalty clássico do GR sobre o PL.
Com televisão, é uma simulação grosseira.

VermelhoNunca disse...

Extraordinário é o amigo arranjar essa justicação. Afirmo o que digo, em todos os lançamentos de linha lateral, Binya infringiu a lei. E ontem mesmo durante o jogo, comentei isso com um condómino aqui do blog, telefonicamente. E mais uma vez, amigo Vermelho, em defesa da irregularidade verificada no golo do seu clube, vem falar de eventuais erros de outras partidas.
O golo do Benfica é irregular, repito, nas barbas do árbitro auxiliar. E a televisão não dissipa dúvidas, mas unicamente a si, que tem dúvidas. Eu não tenho!

vermelho disse...

Amigo Nunca:
Olha que não, olha que não!
Eu não falo de erros sucedidos em outras partidas para justificar o que quer que seja em relação aos jogos que envolvem o Benfica!
Refiro outros jogos como ilustração das questões que se colocam!
Que o meu querido amigo não tem dúvidas já eu sei.
Aliás, em lances que envolvam o Benfica, o meu estimado amigo é como a pescada - antes de o ser, já o era!

VermelhoNunca disse...

É a 2ª vez nos últimos tempos, que o amigo justifica erros nos jogos do Benfica com outros em jogos do Sporting. Entendo o seu estado de espírito, pois ver jogos do Benfica hoje em dia não deve ser tarefa fácil.

vermelho disse...

Amigo Nunca:
Olha que não, olha que não!
Eu não falo de erros sucedidos em outras partidas para justificar o que quer que seja em relação aos jogos que envolvem o Benfica!
Refiro outros jogos como ilustração das questões que se colocam!

VermelhoNunca disse...

A semana passada , em resposta a opinião dada pelo condómino JC, o amigo escreveu isto:
"Amigo JC:
o histérico do comentador foi o mesmo que 24 horas antes não viu, nem falou de um penalty evidente de Abel sobre André Pinto aos 40 segundos de jogo!
o histérico do comentador foi o mesmo que 24 horas antes não viu, nem falou de uma entrada bárbara de Vukcevic sobre Ricardo Esteves que foi premiada com um cartão amarelo!"

Em vez de assumir que o Paços tinha sido roubado, veio "defender" o seu clube com este tipo de argumentos. Hoje fez o mesmo.
Ontem, mais uma vez, o seu clube foi favorecido, em lance capital do encontro. E não comento a eventual penalidade de Luís Filipe.

vermelho disse...

Amigo Nunca:
O comentário que transcreves faz jus à minha afirmação antecedente -Refiro outros jogos como ilustração das questões que se colocam!

Antes morto que vermelho disse...

"...e tocou para Cristian Rodriguez". impressionante como se pode arrotar isto, que o a cabeçada do taculargo foi dirigida para o cebola, ah! já sei o taculargo tem um olho na parte de trás do corpo... onde?
vi a 2ºa parte do jogo lampião e pareceu-me, não mau, mas pior. o naval é uma das maiores bostas da 1º divisão, a lampionada faz jogos chatissimos. nota para o regresso do talhante que em cada bola que entra, faz falta, e levanta os braços, que nem o sinaleiro do intendente!
sobre o fcp destaque para a sova que o maritimo levou, numa partida arbitrada pelo árbitro, que mais fruta deixa dar na 1 divisão.
quanto á lagartada não vi, só os golos na rtp, e o polga concretixar 3 pontos para a lagartada, após a marcação de um pontapé livre, de fazer inveja ao john wilkinson.

para amanhã espero que o fcp se volta a dar bem em gelsenkirchen, não esquecer que já fomos eliminados pelo schalke.

JC disse...

Não vi nenhum dos jogos deste fim-de-semana, apenas tendo assistido aos minutos finais do Naval-SLB.
Não vi, pois, nenhum dos lances polémicos que estão a ser aqui discutidos.
Da leitura dos jornais, verifico, porém, que no jogo do Benfica, e para além do eventual lançamento irregular do Bybia, outros dois erros do árbitro estão a ser assinalados:
Um penaltie de Luis Filipe sobre Marinho que não foi assinalado e uma cotovelada de Maxi Pereira sobre um jogador da Naval que devia ter levado à amostragem de cartão vermelho e não foi alvo de qualquer sanção.
Como não vi tais lances, omito qualquer comentário sobre os mesmos.

Consta também que na Madeira o primeiro golo do Lisandro foi obtido ilegalmente.
Não vi, pelo que também não comento.

vermelho disse...

Amigo JC:
Podes dizer tudo do jogo da Madeira, mas que o 1º golo do Porto é ilegal é que não!
Existiu, isso sim, cerca dos 20 minutos da 1ª parte, uma agressão de Lisandro a Mossoro que passou impune, para além do desacerto da expulsão de Djalma.

VermelhoNunca disse...

Macaco, quando era criança e tentava dar uns toques na bola, o que é que lhe ensinavam quando ia fazer um lançamento de linha lateral?

JC disse...

Amigo Vermelho:
Então terá sido isso que eu ouvi.
Uma agressão de Lisandro que deveria ter dado expulsão, donde não estaria lá para marcar o 1º golo.

VermelhoNunca disse...

Amigo Vermelho, como vê não sou eu o único que viu a irregularidade de Binya:

"JORGE COROADO


-

No momento em que Binya efectuou o lançamento, antes de largar a bola já tinha o pé direito no ar. Assim, tratou-se de uma acção irregular, pelo que deveria o lançamento ser revertido para a equipa contrária e o golo não validado. Desatenção do assistente José Ramalho, a quem competia controlar os pés do jogador.


SOARES DIAS


-

O golo é precedido de uma situação irregular, porque o lançamento lateral não foi executado correctamente. Binya, ao fazer o lançamento, levantou o pé direito, ao contrário do estipulado nas Leis de Jogo. O jogador em causa deve ter os dois pés em contacto com o solo, o que não foi o caso. Golo, portanto, mal validado.


ROSA SANTOS


-

Existe falta de atenção do árbitro assistente, que até é internacional, pois Binya levanta o pé direito quando deveria ter os dois pés fixos no terreno de jogo. O árbitro, ajudado pelo seu assistente, deveria mandar repetir o lançamento a favor da equipa adversária e anular o lance do golo do Benfica logo à nascença.


ANTÓNIO ROLA


-

Binya, no momento que precede o lançamento, ainda com a bola em seu poder, levantou o pé direito, o que, perante as normas, é feito de forma irregular. O assistente devia ter dado indicação ao seu chefe de equipa da irregularidade e, no caso concreto, passaria o lançamento para a Naval. Perante o lance, o golo devia ser invalidado. "

Ilegal, mais uma vez, favorecendo o seu clube!!

JC disse...

Amigo Nunca:
E os outros dois lances não devidamente punidos pelo árbitro, a favorecer o Benfica?
Penaltie cometido por Luis Filipe não assinalado e cotovelada de Maxi Pereira sobre um jogador da Naval, a merecer cartão vermelho, não exibido?
Viu as respectivas jogadas?
Qual a sua opinião?

VermelhoNunca disse...

E quanto ao lance da penalidade, que o administrador omitiu, pelos vistos também houve coincidência de opiniões, no jornal O Jogo:

"Luís Filipe, com o pé direito, contribuiu para a queda do adversário. Impunha-se a marcação de uma grande penalidade, o que não sucedeu.
Luís Filipe não joga a bola e derruba Marinho no interior da grande área, existindo motivo para grande penalidade. O árbitro estava perto e não se compreende não ter assinalado o respectivo castigo.
Existe falta para grande penalidade cometida por Luís Filipe, mas o árbitro entendeu que, dentro da grande área, não vale a pena apitar a favor das equipas que atacam

Admitindo que seja um lance de difícil julgamento, tendo em consideração que a bola está muito perto dos dois jogadores, na verdade as imagens televisivas dissipam qualquer dúvida, e verificamos que Luís Filipe atingiu o pé esquerdo do adversário, sem que tenha jogado a bola. Ficou por sancionar grande penalidade"


Mais uma vez, Benfica beneficiado!!!

VermelhoNunca disse...

Vi amigo JC. Penalidade não há dúvidas: existe.
Suposta agressão de Maxi, a mim não me parece nada.

Antes morto que vermelho disse...

...e esse Mossoro estava muito quietinho sem fazer nada, com o pedro h. a assistir, não há paciência para tanto ressabianismo lempião...
sobre o talhante e as cstantes faltas, sobre a agressão do maxi e sobre o penalty do luis filipe... silêncio absoluto, sobre o "caso" na madeira, comentários tendenciosas!
enfim... nada a que não estejamos habituados por parte de bermelho, aliás, á semelhança de "dumbo orelhudo"!

VermelhoNunca disse...

Mas , amigo JC, pelos vistos, para o nosso administrador, estes lances não merecem referência, porque, quem sabe, não foram determinantes na vitória dos lampiões!!!

Antes morto que vermelho disse...

nunca: lançar antes da linha, parado e a bola tinha que ir atrás da cabeça.
o talhante "inventou" esta nova moda de lançar em movimento e dentro do campo.

VermelhoNunca disse...

E os pés, Macaco, como deveriam estar os pés?

Antes morto que vermelho disse...

jean claude: o jogo lagarto não teve "casos"? o estrela acabou o jogo com 9 jogadores...

Antes morto que vermelho disse...

nunca: se está parado os dois pés tinham que estar no chão a não ser que houvesse um novo lançamento: "ao pé coxinho"!

VermelhoNunca disse...

Teve casos Macaco. A expulsão do jogador do Estrela é justa, embora me pareça que o árbitro devesse ter sido mais benevolente na amostragem de cartões amarelos ( como o de Abel, por exemplo), devido ao estado do relvado.
O penalti que dá a expulsão de Nelson, não existe. Mas não existe na repetição telvisiva. E o árbitro foi induzido em erro pelo salto de Tiui. O árbitro e todos os que viram o jogo. Erro compreensível do árbitro, ao contrário dos erros no jogo dos lampiões.

VermelhoNunca disse...

Macaco, você pode estar parado com um pé apenas no chão, mas adiante. Binya executou todos os lançamentos longos em falta, pois levantou sempre um dos pés, para impulsionar a bola com mais força para a área da Naval. Mas, atenção, o nosso administrador consegue descobrir a teoria que é impossível alguém afirmar isso!!!

Antes morto que vermelho disse...

posso nunca, mas ao pé coxinho...

JorgeMínimo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
JorgeMínimo disse...

Caros Condóminos:
Este fim-de-semana vi a 1ª parte do FC Porto, que terminou com um resultado injusto para o Marítimo. A 2ª parte não vi, mas quando um jogo acaba em 3-0 é difícil não ser um resultado justo.
O jogo do Benfica vi a espaços e concordo com o o Sr. Administrador, não fosse a entrada do Rui Costa aos 80 minutos e teria sido um sofrimento penoso. Vitória injusta já que foram muitos os casos a favorecerem o Benfica e com adulteração da verdade desportiva.
Por último o jogo do Sporting. Sem dúvida o pior dos 3. Que mediocridade! Como é possível num plantel de 23 jogadores não haver um que consiga marcar um penalty? Uma arbitragem a roçar o paupérrimo. Penalty inexistente, mas de difícil juízo para o árbitro. Como começou a dar amarelos aos 5 minutos de jogo, acabou por redundar em 2 expulsões e por piorar ainda mais o espectáculo. Uma palavra de apreço para o Estrela que apesar de não ter equipa, apresenta um futebol agradável, mesmo só com 9.
Com exibições deste nível o Sporting para o ano arrisca-se a vender 5000 gameboxes no máximo. É tudo muito mau! As saudades que eu tenho do Nani, do Caneira, do Tello, do Rochemback, do Barbosa, até do Peseiro. Pelo menos jogava-se futebol.

vermelho disse...

Amigo Nunca:
A cotovelada do Maxi, pura e simplesmente, não existe.

No lance do alegado penalty do Luís Filipe duas notas:
a primeira para a intensidade do contacto entre os jogadores que nunca justificaria a queda do navalista;
a segunda, para a falta do necessário nexo causal entre o contacto e a queda.
o jogador da Naval não cai na sequência do contacto, mas apenas posteriormente.
Esteve bem o árbitro ao não assinalar penalty.

Quanto ao Binya, reafirmar o que disse "Conseguir afirmar que o Binya levanta o pé com a bola ainda nas suas mãos é extraordinário!"
Nem a televisão dissipa as dúvidas!

Mas, quanto ao jogo do Benfica, realce para duas omissões em que o meu amigo incorre:
Dois fora de jogo mal assinalados a Cardozo e Makukula, sendo que neste último caso o jogador seguia isolado para a baliza à imagem de Wesley do Paços no jogo com o Benfica.

JC disse...

Amigo Mínimo:
Ainda bem que fala no penaltie falhado pelo SCP.
Se não me engana a memória, o SCP este ano só concretizou um único lance de grande penalidade em cinco ou seis de que já beneficiou.
É uma vergonha!
Se o SCP tiver de enfrentar um desempate por penalties, perde o jogo de certeza!
É sinal de que a intranquilidade e a falta de confiança continuam a reinar nos jogadores do SCP.
Ao menos nisso, Cardozo não perdoa!
Manda cada sarda que não há guarda redes que segure a bola.

VermelhoNunca disse...

Quanto ao lance de Kukula, apenas dizer que as opiniões sobre o mesmo se dividem. Não acho que esteja fora de jogo.
Quanto ao penalti não assinalado, claro que o árbitro esteve bem ao não assinalar. Era contra o Benfica!
Quanto ao Binya, não tenho dúvidas, não preciso de repetições. Todos os lançamentos longos que efectuou foram faltosos.
Quanto ao Maxi, já dei a minha opinião. Não sou taxativo como o amigo, mas não acho que haja qualquer tipo de agressão.

cavungi disse...

Este fds apenas tive oportunidade de ver o jogo? do SLB e a 2ª metada da 2ªparte do SCP.
Vitórias justas contra duas pessimas equipas.A naval então, só merece a 3ª divisão.Pessimo jogo do SLB que só jogou melhor quando entrou o Maestro aos 82m.Confirma-se que Makakula é muito mau.
Como não há flanqueadores Cardozo e Makukula são uma especie de Centrais dos abversários.Contra o SLB as equipas apresentam 4 centrais.
Caso do jogo não é o lançamento de Bynia.É o penalti de Luis Filipe.Que só não foi assinalado pq o pateta da naval faz um teatro descimunal.Bem feito!
Discutir se Bynia tinha um ou dis pés no chão quando lança a bola é ridiculo.
Quando se chega ao ponto das queixinhas chegarem ao nivel dos lançamentos laterais como se de um panalti se tratasse, atingiu-se o climax da calimerice!
Agora no dicionário lagarto vamos ter tambem direito a frases como: "o 1º golo do slb é irregular porque nasce de um lançamento lateral mal executado!"
Só dá mesmo para um tipo se rebolar a rir com o espirito calimero.
Nota ainda para 2 fdj mal assinalados a Cardozo e Makukula quando ambos ficaram isolados.
Foi o nosso "Momento Wesly",
Fomos prejudicados porque podiam ser 4-0!

VermelhoNunca disse...

Cavungi, a sua equipa só criou perigo em lançamentos de linha lateral e num livre de Cardoso. Por isso a relevância que dou aos lançamentos de Binya. O futebol do Maior clube do Mundo foi baseado em lançamentos laterais, algo com que o comentador TVI quase se vinha, a gritar que era uma arma importante em relação aos adversários.
Ainda o comentador TVI, na entrevista a Cardoso, perguntado-lhe , como católico, se acredita no título, e voltando à carga, se esperava que Deus ajudasse o Benfica a ser campeão.
Poupe-me com as suas ironias e inscreva-se na TVI , para acompanhar os jogos do Benfica!!

VermelhoNunca disse...

Dizer ainda, que , ao contrário do que diz o nosso administrador e o condómino Mínimo, o Benfica não melhorou com a entrada de Rui Costa, porque esse esteve em campo desde o 1º minuto. A partir do minuto 82, com a entrada do jogador, ficaram dois Rui Costa em campo, e aí, sim, a superioridade do Benfica foi evidente.

JC disse...

Queria deixar aqui uma palavra de amigo ao treinador Manuel Machado, pois que não deve ser fácil comer tanto bacalhau de uma vez só.
Até é um prato que aprecio, e muito, mas comido em doses tão elevadas provoca indisposição a qualquer um.
Um abração, Manuel Machado, e vem um dia a Coimbra comer uma lagosta na Munique - pagas tu, claro.
Fuck you!

PS: A Académica está apenas a 5 pontos do Braga, e não fora a igualdade consentida ontem no último minuto do jogo e a distância pontual seria de apenas 3 pontos!
Tinha imensa piada conseguirmos ultrapassar o Braga na tabela classificativa!
Nós com bacalhau e eles com lagosta!
Fuck you!

vermelho disse...

Amigo JC:
Faço minhas as tuas palavras, mas receio bem que Manuel Machado seja despedido antes de o igualarmos na tabela classificativa.

JC disse...

Amigo Vermelho:
É também esse o meu receio, que Manuel Machado não se mantenha em Braga o tempo suficiente para se ver o "bluff" que é!

Ontem deu-me particular prazer ver o Braga a perder com o Setúbal.
Perderam com uma equipa cujo treinador foi despedido do Braga há não muito tempo e depois de lá terem ido repescar um dos seus melhores jogadores, o Mateus.

cavungi disse...

Amigo Jus,
Manuel Machado?
Fuck Him!
Também me parece que machado não come o coelhinho de cholate!
Manuel Machado corre o risco de ser o noo Prof. Luis campos do futebol nacional!
Enterra duas equipas por epoca!
Manuel Machado?
Fuck Him!

JC disse...

"Insatisfeito com a actuação de Rui Costa no jogo com o Benfica, o presidente da Naval, Aprígio Santos, considera que «já é altura de acabar» com aquilo que apelida de «bandalheira» no futebol português. «Parece que vale a pena criticar e condicionar os árbitros durante a semana», atira.

«Não costumo falar de arbitragens, mas parece que vale a pena criticar e condicionar os árbitros durante a semana. Mas esse é um problema que a Liga e a Comissão de Arbitragem têm de resolver, não eu», referiu Aprígio Santos na Antena 1, disparando: «Penso que já é altura de acabar com esta bandalheira e fazer cumprir as leis»."

Ai, Aprígio, Aprígio!
Está mas é caladinho!

VermelhoNunca disse...

Manuel Machado não enterrava o Benfica, de certeza absoluta.

JC disse...

Amigo Nunca:
Ver Machado no Benfica era a concretização de um sonho!
Até as lágrimas me vinham aos olhos!

VermelhoNunca disse...

AMigo JC, mas pode crer que não enterrava o Benfica. Enquanto existirem casos como os mais recentes, ninguém enterra o Benfica, nem Camacho, nem Machado, por mais que tentem.
Tenho pena que não tenha visto a entrevista a Cardozo no fim do jogo. Foi um momento único em televisão, pode crer.
"Acredita que Deus vai ajudar o benfica a ser campeão?"!!!. " Você como católico, ainda acredita?". Hilariante, melhor só os posts de Cavungi

cavungi disse...

Amigo Nunca,
As coisas acontecem e há sempre duas leituras que se podem fazer.
Eu de facto ví essa pergunta a Oscar e achei ridiculo."Voçê como católico ainda acredita"? "E sabes qual foi a primeira sensação que tive?
Que o boi estava a gozar com rapaz.Tipo:
Vais a dez pontos e ainda acreditas num milagre!
Tu achas que era uma pergunta seria!eu acho que era a gozar!
Seja como for foi muito triste!