quarta-feira, abril 22, 2009

Livro de Reclamações - Taça, Rescisões, Silêncios e Omissões

1 - Das meias-finais da Taça de Portugal, avultam algumas notas a reter:
Machado permanece vaidoso e "autista";
Paulo Sérgio revelou-se um estratega lúcido e relativamente sagaz;
O Paços de Ferreira alardeou tenacidade e "alma até Almeida";
Cristiano demonstrou, uma vez mais, a excelência do seu pé esquerdo, reclamando uma oportunidade num clube com outra dimensão;
Olegário recuperou a visão e o juízo crítico de Domingo para Quarta-feira.
No Domingo não viu razão para assinalar grande penalidade quando Raul Meireles, no interior da área portista, interceptou com a mão um remate de Tiero.
Hoje, viu razão para assinalar grande penalidade quando Nuno Pinto, no interior da área nacionalista, interceptou com a mão um remate de Pedrinha.
Manda quem pode, obedece quem tem juízo;
A dignidade e a seriedade dos jogadores do Estrela deveria ser um exemplo não só para o futebol português, mas também e principalmente para Portugal!
Jesualdo poupou jogadores, perdeu o jogo, perdeu Hulk, mas qualificou-se para a final. Será que a alegria superou a preocupação?

2 - Quando Vale e Azevedo, com alguma para não dizer toda a razão jurídica (relembro o parecer nesse sentido do maior civilista português - Antunes Varela), rescindiu unilateralmente o contrato de cedência de direitos televisivos celebrado entre o Benfica e a Olivedesportos, a comunicação social e os opinion makers da República juntaram a sua voz para clamarem em uníssono a indignidade de tal postura!
A expressão "rasgar contratos" conheceu o seu advento.
Quando Filipe Soares Franco, com ou sem razão jurídica, pois que os fundamentos permanecem desconhecidos, rescindiu unilateralmente o contrato de patrocínio celebrado entre o Sporting e a Sagres, a comunicação social e os opinion makers da República primaram pelo silêncio!
"Double Standard" no seu expoente máximo ou mais uma despudorada demonstração do engajamento da comunicação social portuguesa!

3 - Quando Vale e Azevedo, uma vez rescindido o contrato com a Olivedesportos, celebrou um outro com a SIC, a comunicação social e os opinion makers da República juntaram a sua voz para clamarem em uníssono o quão desprezível e vil havia sido tal comportamento.
Quando Filipe Soares Franco, uma vez rescindido o contrato com a Sagres, celebrou, na semana seguinte, um outro com a Super Bock, a comunicação social e os opinion makers da República primaram pelo silêncio!
"Double Standard" no seu expoente máximo ou mais uma despudorada demonstração do engajamento da comunicação social portuguesa!

4 - Por falar em silêncios, o que dizer da mordaça de Queirós?!
O açaime é tão poderoso que nem um murmúrio se escutou do Professor sobre a bárbara agressão de Pepe a Casquero!
Quando Pereirinha e Rui Pedro decidiram, insensatamente, imitar Cruyff, Queirós, ufano, condenou-os publicamente ao degredo.
"Double Standard" no seu expoente máximo ou mais uma despudorada demonstração da ausência de túbaros do seleccionador nacional!

5 - Se a selvajaria de Pepe foi deplorável, a tentativa de Juande Ramos de a branquear não o foi menos!

6 - Bruno Paixão no relatório do V. Guimarães-Sporting omitiu qualquer referência aos insultos que Paulo Bento lhe dirigiu.
Inocêncio Calabote foi irradiado por "falsificação" do relatório de jogo!
Pergunto: Bruno Paixão será, pelo menos, punido?

7 - A "falsificação" imputada a Calabote girou em torno da hora de início, da duração do intervalo e do tempo de compensação da partida Benfica-CUF.
A de Paixão respeitou à omissão dos insultos de que foi alvo.
Ou seja, uma importou consequências jurídicas para terceiros, sendo que a omissão de Paixão acarretou uma significativa e importante alteração da subsunção jurídico-disciplinar da conduta de Paulo Bento, eximindo-o da possibilidade de suspensão, ao passo que a de Calabote foi e é, perfeitamente, inócua.
Imaginemos que a Comissão Disciplinar da Liga seguia o critério néscio e desproporcional que a Comissão Central de Árbitros adoptou em 1959.
O que aconteceria a Paixão?
No mínimo e se por absurdo tal fosse admissível à luz do ordenamento jurídico português condená-lo-ia à pena de morte!

8 - Para finalizar, permito-me transcrever um excerto da excelente crónica de José Marinho no Mágico SLB:
" (..) após o jogo de Guimarães, um dirigente do Sporting exclama toda a sua desconfiança pela arbitragem de Bruno Paixão.
Quando pensei que a preocupação do dirigente do Sporting fosse que o clube pudesse ser lesado na corrida pelo título, que mantém com o FC Porto, a sua incompreensível preocupação era afinal o Benfica.
Claro que fiz contas, depois destas declarações.
Não é verdade que o Benfica está à mesma distância do Sporting, na luta pelo segundo lugar, que o Sporting está do FC Porto, na luta pelo primeiro? Então, porquê esta fixação pelo Benfica?
E no dia a seguir, em Coimbra, todos vimos que Olegário mais uma vez teve o incrível azar de não assinalar uma evidentíssima grande-penalidade contra o FC Porto e fiquei à espera de ver, no dia seguinte, sei lá, um dirigente do Sporting, tipo Paulo Abreu, a declarar a sua incontida fúria, à semelhança do que tinha feito após o Benfica-Sp.Braga deste campeonato. Porém, nada disso.
E mais convencido fiquei de que passa-se qualquer coisa com os dirigentes e alguns apoiantes do Sporting, quando ouvi na tarde de segunda-feira, num programa da Antena 1, que reúne adeptos dos três grandes do futebol português, o adepto do Sporting, Eduardo Barroso, mais interessado em desenvolver essa teoria de que o Benfica conspira na Liga contra o Sporting, do que em imaginar o que podia ter acontecido de diferente em Coimbra, se Olegário tivesse assinalado uma das mais escandalosas grandes-penalidades deste campeonato.
Por isso, permitam-me terminar esta crónica, dirigindo-me ao meu padrinho: «Sempre quiseste que eu fosse sportinguista, mas espero que aceites o que te vou dizer. Se precisasse de uma boa razão para continuar a ser do Benfica, padrinho, ela aqui está. Eu até posso perder, mas sou de um clube que fará tudo para voltar a ganhar. Eu até posso cair, mas sou de um clube que fará tudo para se levantar. Eu até posso estar mal, mas sou de um clube que fará tudo para estar bem. Eu até podia ser do Sporting, mas escolhi ser do Benfica. E não escolhi mal. Desculpa padrinho e obrigado pelos chocolates»."

9 comentários:

samsalameh disse...

Quem diria ver o Jesualdo Ferreira a vir para a comunicação social alertar as pessoas do futebol que passam mais de 80% a falar de arbitragem...

Já se viu que ele actualmente mal não necessita de falar, pois tem sido sistematicamente beneficiado ao longo destas últimas jornadas e agora também para não variar para a Taça de Portugal.

Ontem, depois do jogo com a Briosa...Já agora, alguém ouviu o Domingos Paciência referir-se ao escândalo e roubo que a Académica sofreu!?...mais uma vez foi o FCP beneficiado pela equipa de arbitragem!!!

Assim se entende, por que razão não pretende o Jesualdo Ferreira que se fale tanto de arbitragem!!!

E com bem refere o Sr. Administrador, já agora, gostávamos de ter visto ou ouvido alguém do SCP a questionar também as benesses que o FCP tem vindo a ter com as arbitragens!!!
Mas alguém disse alguma coisa!?

Pelos vistos, nem o "Vai pr'ó c..." tantas vezes proferido pelo Paulo Labião ao Bruno Paixão foi alvo de menção no relatório do árbitro!? Pode não ter sido audível, mas visível foi seguramente para quem, como eu, seguiu o jogo na televisão!
Ou será que o Sr. Bruno Paixão já está tão habituado que o mandem para aquele lado que já não acha estranho ou injurioso qualquer palavrão proferido pelo Paulo Bento!!

Vermelho disse...

Amigo Samsalameh:
Folgo em ver que estás completamente recuperado da cirurgia a que foste sujeito no início da semana.
Como calcularás, não podia estar mais de acordo com o teu comentário.
Aquele abraço.

antes morto que vermelho disse...

proposta de nome para o blog:
"Vermelho e os seus filhotes"...

Jimmy Jump disse...

Confesso que fiquei radiante com a vitória do Super Paços na Choupana.
Ainda relativamente a esse jogo, devo destacar a primeira grande penalidade do jogo assinalada por Vigário Benquerença, com pompa e circunstância, dando mostras inclusivamente de parecer um árbitro idóneo.
Todavia se recuarmos apenas 4 dias, até ao jogo AAC-FCP, arrumamos de imediato com aplicabilidade de qualquer resquício de idoneidade a tal sujeito e ficaríamos no mínimo com um indivíduo portador de personalidade bipolar circunstancial que muito jeito deu ao FCP.
A mão de Nuno Pinto comparada com aquela a que Vigário fez vistas largas no Municipal de Coimbra, é de evidência 0!
No entanto a de ontem foi prontamente assinalada.
É com cada fenómeno.

antes morto que vermelho disse...

outra sugestão:
"viciados em lampionismo", este foi adaptado no filme porno "viciadas anais"

Jimmy Jump disse...

Amigo Vermelho não resisto em partilhar contigo esta composição elaborada por um aluno do 6º ano de nome João, primo do Quinhentos.
Tira as tuas conclusões.

As ras:

Eu gosto muito de ras. As ras arrotam a noite toda. As ras sao mais
pequenas que as vacas e mais grandes que um pintelho. As ras nao teem
pintelhos.
As ras poem ovos pela paxaxa que depois dao razinhas pequenas.Se as ras
tivessem pintelhos na paxaxa arranhavam os ovinhos que sao muito
pequenininhos
e as razinhas que estao la dentro iam morrer porque entrava agua pelas
arranhadelas e elas morriam afogadas e porque quando sao pequenas nao tem
patas
nao sabem nadar. Eu tambem ainda nao tenho pintelhos mas ja sei nadar.
Tambem
ainda nao tenho paxaxa mas um dia vou ter muitas. As ras sao as mulheres dos
sapos. Os sapos nao teem unhas por isso nao podem cocar os tomates. E por
isso
que eles andam com as pernas abertas a arrastar os tomates que e para os
cocar.E quando se picam nos tomates os sapos dao saltos. As ras tambem dao
muitos saltos, por isso tem a paxaxa sempre aos saltos. Eu gosto muito de
ras.
E gosto muito de sapos.

Vermelho disse...

Amigo Jimmy:
Belas casquinadas soltei!

antes morto que vermelho disse...

vi, á hora de almoço a "lesão" de hulk... qual tunel, qual cabeça-bicuda, qual paulinho santos. o hulk foi alvo de uma selvática entrada por parte desse fdp desse macaco-ney. esse cavalo devia ter sido expulso, bem como ser contratado de imediato pela lampionada (já que o assassino ranis vai embora).
esta entrada sélvatica (praticada pelo macaco-ney) entra directamente para o 2 lugar do top das castanhadas. bater a entrada do bynya em galgow é muito dificil!

Plissken disse...

O Hulk devia era ter sido sodomizado por trás pelo grande Ney.
Este animal devia ter-lhe rasgado as ligações dos dois tornozelos.
Devia ter-lhe pisado os tomates tambem.
E depois devia envia-los para o antes morto que vermelho par ele os chupar.