segunda-feira, janeiro 15, 2007

Análise à Jornada

A paragem competitiva fez-se sentir.
Fez-se sentir e muito…
O interregno na Liga Bwin redundou numa jornada em que imperou a baixíssima qualidade do futebol praticado e o reduzido número de golos obtido.
8 golos em 7 jogos é francamente mau.
Pior só na 3ª jornada em que se obtiveram 9.
Nos dois jogos a que assisti, um denominador comum: o paupérrimo nível do futebol exibido.
No Restelo, o Sporting não foi além de um empate sem golos diante do Belenenses.
Um empate em que emergiu a incapacidade leonina para ligar o seu processo ofensivo e, como tal, para criar situações de golo.
Uma, apenas uma ocasião de golo, foi tudo quanto o Sporting conseguiu almejar ao longo da partida.
A falta de ritmo competitivo do Sporting ficou bem patente, desde logo, no inusitado número de ocasiões em que os seus jogadores caíram em fora de jogo (10).
Por outro lado, assistimos ao regresso do “vilão” leonino - Carlos Martins, de regresso à titularidade, ao ver dois cartões amarelos no espaço de um minuto, cortou cerce as aspirações leoninas a uma eventual vitória.
O jogo até nem começou mal, com os primeiros minutos a ficarem marcados por uma intensa luta pela posse de bola numa curta faixa do terreno, com as duas linhas defensivas bem adiantadas a concentrar as duas equipas na zona central.
Mas, foi sempre uma luta que se desenrolou bem longe das balizas.
Jorge Jesus procurou encaixar a sua equipa na do Sporting e, assim, quase todos os jogadores se viram emparelhados em duelos individuais.
Raras vezes, qualquer uma das equipas logrou aproximar-se com perigo da baliza adversária.
O Belenenses procurou apostar em longos lançamentos para os avançados ou em remates de longe de Zé Pedro, mas raramente conseguiu provocar desequilíbrios, até porque Silas e Zé Pedro se revelaram sempre desinspirados.
O Sporting, por seu turno, na impossibilidade de executar a transição ofensiva através do meio-campo, face à intensa pressão exercida sobre os seus jogadores, lançou mão dos lançamentos longos de Polga, visando as penetrações verticais de Liedson nas costas da defesa azul.
Todavia, ainda que tenham concretizado algum ascendente, nunca conseguiram escapar à bem afinada defensiva dos azuis, a qual se postava em linha, explorando a preceito o fora-de-jogo.
Contudo, seria, precisamente, no único erro ao longo de toda a partida da defesa em linha azul, que o Sporting criaria a sua melhor e única oportunidade de golo.
Liedson escapou pela direita e cruzou para a área, onde apareceu João Moutinho a desviar de calcanhar, com a bola a sair a rasar o poste da baliza de Costinha.
Ao intervalo, o nulo no marcador era reflexo de um jogo de encaixes, que a escassa dinâmica dos jogadores não desfez, antes potenciou.
Paulo Bento mexeu na equipa e para a 2ª parte fez sair Farnerud, muito apagado, para não dizer inexistente, e entrar Djalló.
A estrutura manteve-se, mas, certamente, que Bento esperava maior dinâmica.
Explorar a velocidade de Djalló na transição ofensiva e as suas penetrações verticais com bola seria o desiderato de Bento. Desfazer os nós criados pelos encaixes promovidos por Jesus seria objectivo igualmente presente na mente de Bento.
Debalde.
Mas, uma virtude teve esta alteração de Bento - o jogo tornou-se mais aberto, menos pautado pelos duelos individuais.
Os espaços surgiram em maior número, mas a qualidade global do futebol praticado continuou a situar-se num patamar baixo.
A melhor oportunidade do jogo viria a surgir aos 52 minutos e a favorecer os de Belém.
Rubem Amorim apareceu isolado na meia direita da área leonina e quando todos pensavam que iria visar as redes de Tiago, colocou, de forma sublime, a bola no centro da área em Silas, que, com espaço e tempo, esperou pela saída de Tiago e rematou forte para a baliza, surgindo Polga que, sobre a linha de baliza, impediu o golo.
Este lance teve o condão de empurrar o Belenenses para o seu melhor período no jogo.
Aos 67 minutos, após ter visto o 1º amarelo no minuto anterior, Carlos Martins recebeu ordem de expulsão.
Martins viu um primeiro amarelo e Paulo Bento, prevendo o pior, chamou o jovem Bruno Pereirinha para o render. Mas não foi a tempo.
Antes de Pereirinha chegar ao banco, Martins, num lance absolutamente infantil para quem havia visto o cartão amarelo há menos de 1 minuto, viu o segundo amarelo e comprometeu qualquer veleidade leonina.
Duas faltas bastante duras e incompreensíveis.
Curiosa e paradoxalmente, com a expulsão de Martins, terminou o ascendente azul na partida.
Pouco depois, Jesus tirou Mancuso e o processo ofensivo azul ressentiu-se ao ponto de desaparecer.
Paulo Bento, com a expulsão de Martins, viu-se forçado a esgotar as substituições, prescindindo de Ronny e Alecsandro por troca com Miguel Veloso e Pereirinha.
Veloso entrou para fechar o lado esquerdo, enquanto Pereirinha, sobre a direita, dividiu o meio-campo com Custódio e Moutinho.
A equipa reequilibrou-se e até final foi aquela que sempre transmitiu mais a sensação de poder vencer o jogo.
Não que tenha criado ocasiões de golo (apenas, um remate de Custódio por cima da trave), mas remeteu o Belém para o seu meio terreno, evidenciando ascendente na partida.
A vontade leonina, contudo, revelou-se incapaz de “furar” a extremamente bem arrumada linha defensiva azul.
Resultado certo e plenamente justificado pela incapacidade das duas equipas em se acercarem das áreas contrárias.
Nas Aves, mais um mau jogo de futebol.
Também aqui a paragem se fez notar.
Cerca de 50 faltas e um reduzidíssimo número de lances de perigo são o retrato de uma partida, que, diga-se, o Porto venceu de forma absolutamente inequívoca.
A sua superioridade foi de tal ordem de grandeza que o seu sucesso nunca esteve, minimamente, em causa.
Como disse, Jesualdo Ferreira no final “a vitória foi boa, não foi brilhante, mas foi segura”.
Dois momentos de inspiração foram o bastante para o Porto cumprir os objectivos que havia trazido para o jogo - esquecer rapidamente o fantasma do Atlético e aumentar a distância pontual em relação ao Sporting.
Jesualdo recuperou o onze habitual e Neca optou por um esquema compacto tão do seu agrado, o qual nem sequer contemplou qualquer ponta de lança. (Artur Futre foi o elemento mais adiantado, jogando como “falso ponta de lança”)
Profundidade defensiva acentuada, com os centrais postados junto à linha limite da grande área, meio-campo povoado e colocado perto da linha defensiva e três homens soltos na frente e a mais de 30 metros dos companheiros – foi este o modelo de Neca.
Claro está, que, assim, é difícil ganhar jogos. Então, quando se dispõe de jogadores de baixa qualidade…
Em apenas oito minutos, o Porto resolveu o jogo.
Desmoronou a estrutura defensiva avense, que caiu como um castelo de cartas, e, com facilidade, encontrou espaços para chegar à baliza contrária e inaugurar o marcador.
Quaresma desceu pelo flanco esquerdo e tocou para Raul Meireles, que lançou Lucho no centro.
Esta simples e bem urdida movimentação dos médios portistas foi capaz de descoordenar a defensiva avense, possibilitando o espaço necessário para Lucho fazer o 0-1.
Tal como afirmou Neca: “Fomos verdes nos primeiros minutos, o que nos foi fatal”, “Sabíamos que era importante não sofrer golos cedo, pois era uma forma de tentar enervar o FC Porto, que vinha de uma derrota inesperada frente ao Atlético. Mas a verdade é que não conseguimos (…).”
O Porto foi diminuindo o ritmo e o Aves mostrava-se, ainda assim, impotente para dar a volta à situação, revelando uma imensa falta de soluções ofensivas para contrariar a tendência do encontro.
O Porto controlava a seu bel-prazer o jogo e o Aves assistia incapaz de reagir.
Na segunda parte, a tendência do jogo permaneceu inalterada, sendo, apenas, de salientar o segundo golo portista obtido por Quaresma, no tempo de compensação.
Nos restantes jogos da jornada, destaque para o empate do Estrela em Leiria, completando uma série de 6 jogos sem perder, para a derrota do Beira-Mar em Paços de Ferreira na estreia de Paco Soler, e para a retumbante vitória da Naval em Setúbal na estreia de Mariano Barreto.
O Vitória não vence há 3 meses e a sua situação tende a complicar-se.

63 comentários:

Zex disse...

Análise razoável !
Não está o Benfica, logo a equidistância é um facto !
Em Belém, mau jogo, Sporting não jogou bem, poucos lances de perigo, resultado justo !
À ATENÇÃO DE JC : CARLOS RONALDINHO GAÚCHO MARTINS - Sem comentários !
Nas Aves, vitória tranquila do FCP. Jogo feio, campo feio, luz feia, transmissão pobre. Valeu a grande jogado do primeiro golo do FCP e, uma vez mais, Ricardo Quaresma. Pouco mais !

JC disse...

Carlos Martins deixou de jogar futebol desde que aqui falei dele.
Aquele que tinha condições para se assumir como patrão do futebol sportinguista tem vindo a perder-se, a ponto de se poder dizer que mais uma promessa se esfumou.
Ontem, creio, foi a gota que fez transbordar o copo.
Aliás, bastava ver o rídiculo corte de cabelo que ostentava para se perceber que algo ia mal na sua cabeça.
Tão mal jogou ontem Carlos Martins que a equipa só começou a jogar futebol depois da sua expulsão.
Mais cedo tivesse saído e talvez o SCP ainda conseguisse chegar à vitória.
Um última palavra para Miguel Veloso.
Notou-se a consistência que veio dar ao sector esquerdo da defesa sportinguista e ao próprio meio campo.
É já um valor seguro e um dos melhores jogadores do SCP.
Tem lugar na equipa, quer seja a defesa central, a trinco, ou a lateral.
Do Porto, não vi o jogo mas, como se esperava, ganhou.

JC disse...

"Naquele que era o jogo grande da ronda, a Ovarense venceu, ao final desta tarde, no pavilhão da Luz o Benfica, por 82-78, terminando a segunda volta do campeonato na liderança do campeonato da Liga de basquetebol."

vermelho disse...

amigo jc:
parabéns pela vitória da tua Ovarense natal na Luz.
abraço.

VermelhoNunca disse...

Não vi o jogo do FCPorto. Quanto ao Sporting, fui ao Restelo ver o jogo. Mau jogo, concordo com a análise do administrador. Resultado justo num jogo muito fraco.
Vi algumas modalidades amadoras no fim de semana, e dediquei-me a ver o Benfica. Verifiquei que não é só no futebol que são favorecidos. Assim sendo: Benfica/Freixieiro em futsal. Vitória do Benfica por 4 a 3 sendo o 4º golo do Benfica marcado com as mãos ( sim, com as duas mãos). Vergonha! Voleibol: Sporting de Espinho/ Benfica: vitória do Espinho por 3 a 2, mas no jogo decisivo e no ponto que daria 13 a 11 para o Espinho, Miguel Maia serve directo, a bola bate dentro de campo pelo menos 20 cms e a dupla de arbitragem dá bola fora, dando assim uma oportunidade ao Benfica de ganhar o jogo. Vergonha!

cavungi disse...

Amigo Vermelho,
Belissima análise aos péssimos jogos realizados por FCP e SCP.O Porto ganhou como se esperava á pior equipa da liga,mas tudo muito fraco.
No Restelo quem esteve mais perto da derrota foi o Sporting.Carlos Monhé Martins esteve muito bem.Gostei.
É um jogador regular:È sempre mau.

vermelho disse...

amigo nunca:
ainda bem que te dedicaste a ver as modalidades "amadoras" do Benfica.
sempre tiveste algo com que te animar, mormente o basquetebol e o voleibol...
não vi qualquer um dos jogos que referes, pelo que não me irei pronunciar.
abraço.

VermelhoNunca disse...

Futsal amigo Vermelho, o basquetebol não vi. Mas de facto animei-me com a derrota do Benfica em voleibol. Quanto à vitória no futsal, quero apenas realçar que o golo marcado com as duas mãos foi o golo decisivo, pois estava o resultado empatado a 3 bolas até então. No próximo fim de semana é o Sporting/Benfica, e eu lá estarei para apoiar o meu clube.

cavungi disse...

Amigo Nunca,
Retive a seguinte frase do Exmo Sr Presidente do seu clube:
"Claro que faremos um esforço financeiro para trazer Roca para o Sporting".
Roca?
Roca?
Um presidente não se pode referir a um jogador como se fosse lider da Juve Leo.
Roca?
Se o Vieira chamasse Pitbull ao Petit?
Ou se Pinto da costa se referisse a Quaresma como " O Gitano".
Roca?

vermelhosempre disse...

Este foi um fim de semana que deu para recuperar da desvantagem do Espaço Prof. Karamba. Quase em cheio, mas até agora acertei em todos os prognósticos...

Não vi os jogos do Aves e Belenenses, mas tb esses jogos não interessam a ninguém. Hoje é que é dia de me sentar em frente à televisão para desfrutar da vitória por 2-0 do meu benfica sobre a AAC.

VermelhoNunca disse...

A questão Rochemback continua a preocupá-lo, amigo Cavungi. Pensei que estivesse a festejar a saida de Fonseca- grande reforço, mas verifico que não.

JC disse...

Amigo Nunca: Não viu o Benfica-Ovarense em basquetebol, onde a Ovarense ganhou por 82-78?
Parece que nas modalidades, o fim-de-semana não correu muito bem ao Benfica.

E que dizer à "pena" aplicada ao Luisão por conduzir embriagado?
Um escândalo!!!
Qualquer condutor que conduza com uma taxa de álcool no sangue superior a 1,20 g/litro leva, fica, no mínimo, 3 meses sem poder conduzir, além de lhe ser aplicada uma multa, cujo valor depende, além do mais, dos rendimentos do condutor.
No caso do Luisão, essa multa nunca seria inferior a 150.000$00, podendo aproximar-se dos 300.000$00.
Inexplicavelmente, o seu processo foi, ao que parece, suspenso, com a condução de prestar 40 horas de trabalho comunitário.
Tratamento de favor para Luisão porquê?
Os Magistrados que conduziram o seu processo serão benfiquistas?

JC disse...

Amigo Cavungi:
Roca é diminutivo, não alcunha.
Não vejo qualquer problema em tratá-lo por Roca.
Mais grave é tratar o Petit por Petit, pois, como sabe, este não é o seu nome nem sequer um diminutivo.
Começo a dar razão ao Nunca: O caro amigo anda mesmo preocupado com a possível vinda do Roca para o SCP.

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, não referi a questão castigo a Luisão, pois sei que alguns de vós se movimentam na área da justiça. Apenas digo que é uma pouca vergonha, um autêntico escândalo. Vamos ver Luisão a dar autografos aos sem-abrigo no Jardim da Estrela? Ou vamos vê-lo a distribuir flores às senhoras idosas à porta do centro comercial Colombo?
Quanto à Ovarense,não vi amigo, mas solidarizo-me consigo nos festejos por mais uma vitória da Ovarense, e consequente derrota dos lampiões.

vermelho disse...

amigo jc:
completamente de acordo quanto ao que escreves sobre o Luisão.
parece que, nesse dia, outra figura pública mereceu o mesmo tratamento.
desconheço se se trata de um procedimento normal em Lisboa, mas de qualquer das formas, é, no mínimo, lamentável.
sendo o alcool e a sinistralidade rodoviária um flagelo em Portugal, as exigências de prevenção geral não se compadecem com a suspensão provisória do processo.
tratando-se, então, de uma figura pública, muito menos.
decisão incompreensível, que apenas contribui para descredibilizar a justiça.
abraço.

JC disse...

Amigo Nunca: por me mover na área da Justiça é que mais me escandaliza o "castigo" aplicado ao Luisão.
Até porque, sendo uma figura pública, o seu caso ganha maior notoriedade e divulgação e a mesangem que passa é que quem conduzir embriagado só tem de prestar 40 horas de trabalho comunitário.
É um caso típico de má administração da Justiça.

VermelhoNunca disse...

Totalmente de acordo com as vossas opiniões, amigos JC e Vermelho. É o País que temos.

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, já agora sabe dizer-me se acha bem tratar o jogador Anderson Luís Silva por Luisão? Não acha que é um tratamento mais adequado aos No Name Boys?

VermelhoNunca disse...

Desportivamente a questão Luís Silva está encerrada. Ele gosta de beber o seu copo de vinho ( no caso dele, por estudos feitos teria de ter bebido mais de 10 copos de vinho, tendo em conta o seu porte fisico). Ele acha normal estar a jantar com a família em véspera de treino até às tantas, mas isso não interessa. O que interessa é que em 3 anos e meio de Benfica, Luís Silva nunca teve um corportamento menos digno.

VermelhoNunca disse...

E amigo Cavungi, o que acha do nome com que tratam Leonardo Lourenço Bastos? Acha normal chamarem-lhe Leo? Será que é diminuitivo?

VermelhoNunca disse...

E Gilberto Galdino dos Santos, diz-lhe alguma coisa? Em vez de reter as declarações do presidente do Sporting, retenha os seus comentários antes de postar disparate.

cavungi disse...

Amigo Jus,
Preocupado não, mas como sei que Rochemback para a nossa liga é um bom jogador prefiro que não venha.

Quanto ao Andersson Luis penso que o casigo é uma vergonha.
Eu paguei em 1992 25 contos + 1 mês de inibição.
Grande lata adestes tipos.

cavungi disse...

Amigo Sempre,
Parabéns pela vitória fora e liderança do Santacruzense na AF Madeira

vermelho disse...

amigo nunca:
espero e desejo que a questão Luisão não esteja encerrada desportivamente.
tal seria a absolutização do primado do capital no futebol.
Não ignoro que se trata de um activo importante, mas tal não pode obstar à sua punição interna.
quanto ao carlos martins, dizer que o seu percurso faz lembrar essa promessa sempre adiada que deu pelo nome de Litos.
é pena que desperdice a cada dia que passa o talento que inegavelmente possui.
abraço.

vermelho disse...

amigo cavungi:
desconhecia essa vitória que referes.
o amigo sempre prometeu dar nota dos resultados do santacruzense, mas está a faltar ao prometido.
parabéns, sempre.
é desta que o santacruzense recupera o seu lugar nos nacionais.
força.
abraço.

samsalameh disse...

o Luisão só foi apanhado porque ía levar o Carlos Martins a casa...

vermelho disse...

amigo samsalameh:
belas casquinadas soltei ao ler o teu comentário.
abraço.

VermelhoNunca disse...

Na minha opinião Litos era muito melhor jogador que Carlos Martins.

vermelhosempre disse...

Obrigado amigos cavungi e vermelho. Ah pois é, foi um derby, foi dificil mas ganhamos por 1-0 e já estamos de novo lá em cima.

vermelho disse...

amigo nunca:
quer um quer outro tinham carradas de talento, que nunca souberam exprimir totalmente.
penso que o seu nível é similar.
abraço.

vermelho disse...

amigo sempre:
quem foi o adversário?
abraço.

vermelhosempre disse...

O adversário foi o Santo da Serra, equipa do temivel Paulinho Cascavel...

JC disse...

Ainda a prpósito do Roca:
E que dizer do Snr. Nuno Miguel Soares Pereira Ribeiro?
Que acha, amigo Cavungi?
Conhece-o?
Eu dou-lhe uma pista: joga no seu clube e na Selecção Nacional.
Acha que o Presidente do Benfica se deve referir a este jogador como Nuno Miguel, Nuno Ribeiro ou que o pode tratar por Nuno Gomes?
Como vê, não parece existir qualquer problema em apelidar o Rochemback de Roca, mesmo que seja o Presidente do SCP a fazê-lo.

VermelhoNunca disse...

Amigo Cavungi, sabe se Gilberto Galdino dos Santos já foi vendido?

JC disse...

E o Quim?
Deve o presdiente do Benfica, sempre que se referir a ele, chamá-lo de Joaquim? Ou pode apelidá-lo de Quim sem que com isso seja conotado como um elemento dos No Name Boys?

vermelho disse...

amigo sempre:
já desconfiava.
abraço.

vermelho disse...

amigo nunca:
se não foi, espero que o seja em breve.
seria um alívio vê-lo transferido.
abraço.

VermelhoNunca disse...

Por falar em Quim, esse jovem também já foi apanhado nas malhas do doping, ainda jogador do Braga.

cavungi disse...

Amigo Nunca,
Espero que Beto seja vendido amanhã conforme prometido.
Quanto ao "Caso Roca" , dizer-lhe que nas respectivas camisolas Petit, Nuno Gomes, Quim,Luisão e Beto tem esse nome impresso.Fábio Rochemback não tem Roca escrito na sua camisola pois não?
Parece que o Exmo Sr Presidente do SCP se estava a referir ao filho mais novo.
O Roca.
Já agora porque não chamar-lhe Roquinha?

cavungi disse...

Amigo Vermelho,
O resultado que mais me satisfez esta jornada foi a derrota caseira do Setúbal.
Para a 2ª liga já!

Costa disse...

Como postei em local diferente, renovo o meu post de outro artigo


Saúdo, também, a chegada do novo condómino Sr. mraimundo.
Seja bem vindo.
Desde já lhe direi que apreciei a sua atitude e a sua imunobenfiquice.
Nem todos são como o Sr.
Já agora gostava de aproveotar esta ocasião e perguntar ao Sr. Vermelho se na última jornada do campeonato, quer o SLB quer a Académica necessitarem de ganhar o jogo para, respectivamente, conquistar o título ou evitar a descida, por quem torcerá?
E à Luz já se pode deslocar?
Abraços.

Costa disse...

Posso garantir que na madrugada de sexta, na mesma operação STOP, onde foi apanhado o Luisão outros foram apanhados com alcool e foram julgados na sexta.
Alguns, pelo menos um deles, já entregou até a carta de condução.
é lamentável.
Admiro a intervenção da PSP que foi imune a esta ou aquela simpatia, critico a intervenção do Tribunal.
Virá agora o Orelhas a dizer que é uma cabala????

VermelhoNunca disse...

A questão para o amigo Botelho Cavungi está no nome da camisola. Estou esclarecido. Não deixe de dormir por causa disso.

JC disse...

Notícia da edição on line de A Bola:

"O Sporting vai oficializar o primeiro passo para o saneamento financeiro ao encaixar hoje 51 milhões de euros fruto da venda de património não desportivo. Agostinho Abade considera que o afastamento precoce da equipa de Alvalade das competições europeias «não afecta as contas» mas alerta o dirigente que «em cada três anos o Sporting terá de participar duas vezes na Liga dos Campeões».

Costa disse...

SR. VERMELHO:

AINDA NÃO RESPONDEU À MINHA QUESTÃO.

Já aqui disse que logo à noite prefere que ganhe o SLB, porque os pontos são mais decisivos para o Benfica do que para a Académica.
O que lhe quero perguntar é se, na última jornada, quando ambos se defrontarem outra vez, se os dois clubes precisarem de ganhar o jogo para ganhar o título (no caso do Benfica) ou para não descer (no caso da Académica), por quem torcerá?
E se o que estiver em causa for o acesso à liga dos Campeões para o Benfica e o não descer para a Académica? Por quem torcerá?

Costa disse...

Estará o Sr. Administrador já sofre o efeito de calmantes para aguentar as emoções do jogo de logo mais, por forma a não experienciar certo e determinado tipo de emoções?

vermelho disse...

amigo costa:
estive num funeral do pai de uma amiga minha.
perceberá agora porque razão não lhe respondi.
quanto à sua questão, a resposta é simples:
pela académica.
o benfica ostenta tantos títulos, que um a mais ou a menos, pouco significará.
já a briosa se descer põe em risco a sua própria sobrevivência.
abraço.

JC disse...

Amigo vermelho:
Gabo-lhe a paciência para responder sempre ao Senhor Costa, cuja presença aqui - já percebemos - serve apenas para o azucrinar.

JimmyJumpReloaded disse...

Em exibiçao esta semana nos cinemas alvalaxia: o coxo que definitivamente, nao quer ser lagarto!

vermelho disse...

amigo jimmy:
genial.
abraço.

Costa disse...

Sr. Vermelho:

Lamento o sucedido e, perdoe-me as interpelações mas desconhecia o sucedido.
Encerro aqui a minha participação por hoje, a fim de que se recompnha.
Abraço e força.

Sr. JC.
Cada um terá o seu papel neste blog, eu limito-me a colocar as questões que me parecem pertinentes.
Acho que o Sr. Administrador não pretende unanimidade neste espaço.
Penso eu.

vermelho disse...

amigo costa:
tudo bem.
não sabia, nem podia saber.
abraço.

JimmyJumpReloaded disse...

Substituiçao na judiciaria: entra soares Franco sai Ribeiro Teles! E bom ver este Sporting com esta dinamica de banco!!O PAulo Bento que aprenda...

VermelhoNunca disse...

Condómino Saltitão, já fez a sua apreciação relativa à prestação de Carlos Sousa no Dakar? O amigo diz que eu falo muito em precipitação, mas você é que precipita inverdades aqui no blog.

JimmyJumpReloaded disse...

Esclareça me por favor qual foi a inverdade que disse relativamente ao Carlos Sousa e em que me momento e que me precipitei?

VermelhoNunca disse...

JimmyJumpReloaded said...
Entao o estupido do CArlos Sousa abandonou o seu co-piloto a meio do deserto?
Recorda-se disto seguramente condómino Saltitão...

JimmyJumpReloaded disse...

Recordo me perfeitamente! Infelizmente, continuo sem perceber qual das partes nao e veridica??

JimmyJumpReloaded disse...

...e em que momento me terei precipitado?

VermelhoNunca disse...

Quando postou essa informação aconselhei-o a não se precipitar. Essa informação foi totalmente desmentida, quer pela organização, quer por imagens transmitidas pelo reporter RTP na prova. Digo-lhe mesmo que tive acesso telefónico a um piloto de motos português que infelizmente já desisitu, mas que continua na caravana, que me desmentiu imediatamente essa informação. Ou seja, o condómino Saltitão leu essa informação na Bola Online, que por sua vez a teria ido buscar ao site do Dakar, mas ambos estavam errados. O que o condómino Saltitão deveria ter feito era posteriormente ao seu 1º post, colocar outro que reporia a verdade da questão.

VermelhoNunca disse...

O facto de considerar o carlos Sousa estúpido, é a sua opinião e à mesma tem direito. Quanto ao abandono do co-piloto, estamos conversados!

JimmyJumpReloaded disse...

...acreditarei no que viu e nos seus contactos fidedignos! Peço desculpa entao pelo meu comentario desprestigioso em relaçao ao piloto em questao! Contudo, o meu comentario foi fruto de duas situaçoes:
1- o facto de no país onde actualmente me encontro ter efectivamente passado essa informaçao;
2- posteriormente ter confirmado a noticia no jornal A Bola;

Devo igualmente dizer que a ser verdade tal situaçao nao me surpreenderia de maneira alguma!E afinal de contas que e que anda a fazer esse beto no meio do deserto?...

VermelhoNunca disse...

Estamos então esclarecidos, não me leve a mal quando lhe digo para não se precipitar, eu mesmo caio inúmeras vezes no mesmo erro. A Bola Online deu essa notícia, é verdade. Eu na altura já sabia que não era verdadeira. No entanto a Bola Online mais tarde deu também a verdadeira versão dos factos.

samsalameh disse...

...a um ponto do Sporting!!!