quarta-feira, novembro 21, 2007

Análise ao Portugal-Finlândia

Estádio do Dragão, no Porto

Árbitro: Lubos Michel (Eslováquia)

PORTUGAL – Ricardo; Bosingwa, Pepe, Bruno Alves e Caneira; Fernando Meira, Maniche (Raul Meireles, 72 m) e Miguel Veloso; Ricardo Quaresma (Nani, 84 m), Nuno Gomes (Makukula, 76 m) e Cristiano Ronaldo.

FINLÂNDIA – Jasaslelainen; Pasanen, Hyypia, Tihinen e Kallio; Kolkka (Johansson, 74 m), Tainio (Yeremenko, 68 m) Heikkinen e Sjolund; Forssell e Litmanen (Vavrynen, 67 m).

Resultado final: 0-0

Cartão amarelo a Sjolund, Hyypia, Forssell, Caneira, Pasanen e Makukula.



Salvou-se o apuramento!
Apuramento este que nem sequer conquistámos, foi-nos oferecido!
Hoje, pela Finlândia, demasiado pragmática e nada ambiciosa!
Ontem, pela Sérvia, demasiado indulgente nos confrontos com as selecções menos cotadas!
Portugal qualificou-se para a fase final do Euro-2008 sem ter averbado uma única vitória nos embates com Polónia, Sérvia e Finlândia!
Tal como em Leiria e na generalidade da fase de apuramento, excepção feita às partida com a Bélgica, Portugal exibiu-se de forma paupérrima.
Como disse JC a propósito da partida com a Arménia: "Jogo muito fraco da nossa selecção, com um futebol desgarrado e sem colectivo. Por vezes, nestas ocasiões, salvam-se as jogadas individuais, mas desta vez nem isso."
Sem colectivo e com as individualidades "ausentes", Portugal não existiu enquanto equipa.
Ofensivamente, de bola corrida, apenas logrou construir um lance de verdadeiro perigo, numa iniciativa individual de Ronaldo mal concluída por Maniche já na segunda metade do encontro, o que espelha bem a aridez do processo atacante português.
Defensivamente, a insipiência técnica dos finlandeses revelou-se um precioso auxiliar na manutenção da inviolabilidade das redes de Ricardo.
A Finlândia raramente ultrapassou o meio-campo luso e nem sequer na dimensão física do jogo conseguiu criar problemas à defensiva portuguesa.
A Finlândia assumiu as suas debilidades e apenas procurou jogar com o erro português.
Nada fez para se qualificar, rectius pouco fez - limitou-se a ser competente defensivamente.
A Finlândia esperou que um acaso lhe trouxesse a felicidade, mas fez muito pouco para ser abençoada com tamanha oblata.
A Finlândia interiorizou a sua incapacidade técnica para discutir o resultado e adoptou um modelo de jogo hiper realista - contenção, expectativa e procura do erro adversário.
Mas, mesmo esta indagação do equívoco português apenas em lances de bola parada de forma a não comprometer o equilíbrio da equipa.
A Finlândia procurou nunca se desposicionar por forma a controlar os movimentos ofensivos lusos, promovendo um jogo de encaixes.
O receio finlândes foi de tal ordem que nem sequer o jogo directo constituiu uma opção.
Hodgson revelou tal temor reverencial dos portugueses que apenas se afoitou no último quarto de hora.
Aí, apelou aos lançamentos longos para a área lusa, mas a inépcia dos seus jogadores condenou tais diligências ao insucesso.
Scolari apresentou um onze inesperado.
Impulsionou a estreia de Pepe, a subida de Meira para a posição 6, o adiantamento de Veloso para interior esquerdo e o regresso de Nuno Gomes ao lugar de ponta de lança.
Estruturou a equipa num 4x3x3 muito posicional e com clara tracção traseira.
Ao abdicar de Simão e ao colocar Veloso a par de Maniche, Scolari prescindiu de uma maior amplitude ofensiva em favor de uma maior segurança defensiva.
Garantiu agressividade e centímetros, em sacrifício da arte.
Uma opção que claramente não resultou e que não se ajustava ao carácter decisivo da partida.
Estrear uma equipa numa "final" é sempre uma opção de extremo risco.
Faltam mecanismos e sobram sempre inconsistências tácticas.
Vá lá que a Finlândia não soube explorar as naturais fraquezas que a selecção nacional apresentou.
Portugal pareceu sempre esperar o despertar de Ronaldo e Quaresma para resolver o jogo.
E como estes se mantiveram nos braços de Morfeu, sobejou letargia.
Conseguimos cumprir os serviços mínimos e conservar um precioso empate que nos guindou à fase final do Euro-2008.


O melhor do jogo, para além do apuramento e do comportamento do público, inexcedível no apoio à selecção nacional, foram as declarações de Mestre Alves à Sporttv.
Imperdíveis.
Estou em crer que quem não viu terá, em breve, oportunidade para o fazer via YouTube.

96 comentários:

VermelhoNunca disse...

Discordo em absoluto com a opinião do nosso administrador. Acho que Portugal efectou uma boa exibição, moldando Scolari a equipa às necessidades do jogo. Sendo a única equipa que fez para ganhar, Portugal, reforçando o meio-campo, protegeu-se de um eventual percalço. Pena é , que com o ex-esposo de Isméria, Portugal jogue sempre em inferioridade numérica. A equipa fica sempre coxa, quando tem um coxo à frente.
Um abraço especial a Tinoco de Cavungi neste dia triste, em que Portugal se apurou mais uma vez para uma fase final do Europeu.

JC disse...

Sem fazer um grande jogo, Portugal exibiu-se ontem a um nível muito acima do que havia estado no penúltimo jogo e produziu um jogo que achei agradável.
A entrada de Pepe (que não acusou falta de ritmo e se integrou bem na equipa) para defesa central deu uma grande consistência à nossa defesa e a subida de Meira para o meio campo, com a subsequente colocação de Veloso mais à esquerda e de Maniche sobre a direita transformou o meio campo inexistente do jogo com a Arménia num outro mais robusto, que impediu os Finlandeses de construirem qualquer tipo de jogada com nexo ofensivo.
Por outro lado, a colocação de Quaresma e Ronaldo mais encostadaos à linha trouxe profundidade ao nosso futebol, a que apenas faltou um Nuno Gomes mais inspirado.
Com um Bosingwa em excelente forma (que grande jogador que está!), Portugal procurou sempre o golo, nunca tendo jogado para o empate e por três vezes esteve muito perto de o conseguir.
Foi admirável o apoio que os adeptos deram à equipa, surpreendendo-me o speaker, nos minutos finais, com o jogo aidna a decorrer, ter aberto os altifalantes e ter começado a incentivar os jogadores (nem sabia que isso era possível).
Na conferência de imprensa, os jornalistas estiveram mal, todos de faca afiada ao Scolari.
Parece mesmo haver algum movimento em surdina para o pôr fora da selecção.

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, refere a questão do ex-esposo de Isméria ter estado desinspirado. Custa-me dizê-lo, mas que falta faz Pedro Pauleta. Quanto à conferência de imprensa, acho que Scolari fez muito bem. Aturar meia dúzia de pseudo-jornalistas, que tal como Cavungi estão desejosos que Scolari tenha um desaire, não é tarefa fácil. Portugal apurou-se e isso custa a muita gente.

vermelho disse...

Amigo JC:
O que aconteceu não é possível e Portugal será devidamente penalizado pela UEFA.
Neste caso, os fins justificaram os meios...

Quanto à conferência de imprensa, perguntar somente se sabes quais as questões que os jornalistas colocaram ao Scolari!

p.s. amigos Nunca e JC espanta-me que a vossa bitola qualitativa se satisfaça com a exibição de ontem!

VermelhoNunca disse...

Amigo Vermelho: a questão exibicional não pode ser separada do cumprimento dos objectivos. Ontem, Portugal esta proibido de perder. Montou Scolari uma estratégia para que isso sucedesse. E foi cumprido o plano traçado.
Para que me interessa fazer um grande jogo e depois perder. Faz lembrar Peseiro no Sporting, que grandes jogos efectuou, mas que nada ganhou. Pragmatismo, se possível aliado a uma boa exibição, que levem a bons resultados, com os objectivos atingidos. Essa é a receita. E ontem a receita foi aplicada, com sucesso.
Veja o caso da Inglaterra. Estava em condições parecidas com as nossas, sendo a única diferença a de que a Croácia estava já apurada. Não cumpriu. Nós cumprimos.

JC disse...

Amigo Nunca:
Nuno Gomes não é, na minha opinião, um ponta de lança que renda a jogar sózinho.
Nuno Gomes é mais jogador para jogar na companhia de outro avançado.
Penso que Hugo Almeida será, definitivamente, o ponta de lança da selecção.
Ontem, pareceu-me que a selecção "renovada" começa a tomar forma.
A defesa parece-me encontrada. Ricardo Carvalho talvez não consiga reentrar.
Na frente, Ronaldo, Quaresma e Hugo Almeida serão os titulares.
No meio campo, Veloso e Deco são imprescindiveis.
Fica a faltar o terceiro homem do meio campo, que não sei ainda quem possa ser.

JC disse...

Amigo Vermelho:
Não ouvi o início da conferência de imprensa mas apanhei a fase final, onde ouvi ainda algumas perguntas, do tipo:
"não acha que Portugal foi apurado sem brilho?"
"o que sente por não ter conseguido ficar em 1º lugar do grupo"
"Foi este o jogo mais difícil da sua vida?"

Não terão sido bem estas as palavras mas o sentido das perguntas era aproximadamente este.

vermelho disse...

Amigo Nunca:
Não vejo que uma coisa tenha que ser incompatível com a outra.
Então, ontem nem por sombras!
Era possível compatibilizar o apuramento com a exibição.
Aliás, a estratégia de Scolari ao colocar um onze novo em campo e com clara tracção traseira comportou enormes riscos, que só a inabilidade finlandesa não soube aproveitar.
A Finlândia é tão fraquinha que me confrange constatar contentamento com a nossa produção de ontem.
Sofrer como sofremos nos últimos minutos era absolutamente desnecessário, assim tivessemos apresentado outra qualidade em termos ofensivos.
Já para não falar que com estes adversários devíamos ter conseguido o apuramento há muito tempo.

vermelho disse...

Amigo JC:
e achas que não são perguntas legítimas?

VermelhoNunca disse...

AMigo JC, concordo consigo em relação ao ex.esposo de Isméria. Nessa perspectiva, para mim, simplesmente esse atleta nunca jogaria. O amigo Vermelho defendeu recentemente a sua inclusão na selecção porque ele tinha marcado 4 golos nos 2 últimos jogos que fez. Acho que isso não passa de contabilidade de vão de escada. Não conta para nada.
Posso , por exemplo, dizer-lhe que o Sporting não perde há 38 anos contra o Leixões fora. Pois, só que apenas efectou 8 jogos nesses anos todos.
Quanto à falta de Carvalho e DEco, totalmente de acordo. Comparo isso à nossa equipa sem Polga, Moutinho e Liedson. Portugal sofre do mesmo mal, acrescido que para o caso do avançado ainda não temos solução, sendo que para Polga e Moutinho, temos dos nomes de Carvalho e Deco.

Zex disse...

Exibição razoável, principalmente na segunda parte da equipa portuguesa, quando Ronaldo resolveu jogar um décimo do que faz no Man U.
A táctica apresentada por Scolari foi bem pensada, mas exigia-se, ainda assim, mais ousadia.
Boa estreia de Pepe.
Bom jogo de Bosingwa. De facto, está feito um grande defesa direito. mas alguém tem que lhe explicar que o futebol não é atletismo...
Quaresma médio.
Veloso fraquito, o que é pena, quiça devido à sua nova posição.
Ronaldo bem, na segunda parte.
Nuno Ribeiro do Benfica esteve muito mal. O pior, uma vez mais. Não entendo a sua chamada à titularidade, quando havia Makukula no banco de suplentes. De facto, como diz Nunca, a equipa com este jogador joga com dez jogadores. Não acerta uma. Sempre fora do jogo. Quando toca na bola só joga para trás. O remate que tem com o pé esquerdo na segunda parte, em recarga a cabeceamento de Bruno Alves, é patético. A todos os títulos, lamentável !
Eu não vou tão longe ao ponto de ter saudades de Pauleta, que entendia ser fraco, mas Makukula certamente que faria bem melhor no jogo de ontem.
Não há dúvida de que era exigível uma vitória contra uma fraca selecção que nada fez para merecer qualquer outra coisa. Mas, o que é certo é que a qualificação foi conseguida e esse era o objectivo primordial. Não houve brilhantismo, só pragmatismo.
Não entendo as lamentáveis perguntas feitas a Scolari durante a conferência de imprensa. O jornalismo desportivo português é mesmo de fraca qualidade. Todas, mas mesmo todas, as perguntas foram feitas de forma irónica ou a bater na selecção ou nas opções do treinador. Será que a imprensa depois de ter rejubilado e ejaculado com o frentismo antiportista de Scolari (já refreado, diga-se), já está farta do seleccionador.
Confesso que também já estive nesse barco do ódio. No entanto, após o Mundial tive que reconhecer uma evidência: os resultados.
É um seleccionador com uma carisma assinalável e resultados muito bons, pelo menos para aquilo que estávamos habituados.
Agora uma coisa me preocupa. o futebol desta selecção já nada tem a ver com o de 2004 e mesmo com o de 2006. E a jogar assim, nada vamos fazer de relevante no Euro 2008...

JC disse...

Amigo Vermelho:
São perguntas insinuantes.
Num momento de festa pelo apuramento, tais perguntas são criticas veladas à campanha de Portugal e, logo, ao Scolari.
O seleccionador tem vindo a ser contestado em surdina por certos sectores e essas perguntas, ontem, traduziram essa contestação.
Scolari esperava que houvesse satisfação pelo apuramento e viu apenas insinuações.
Por isso, comprendi perfeitamente que se tivesse enervado.
Acho que o jogo de ontem era um jogo extremamente perigoso, apesar de ser em casa e contra um equipa teoricmaente acessível, pelo que o importante era ter o controlo do jogo durante toda a partida, manter os finlandeses longe da nossa área e jogar concentrados, para evitar um golo fortuito.
Isso foi inteiramente conseguido e o objectivo principal foi alcançado.
Ontem, o momento devia de ser de festa.
Balanços e análises fazem-se daqui apra a frente.
Ontem os jornalistas quiseram logo questionar o treinador pelos momentos menos bons da selecção - que existiram, note-se! - em vez de se associarem à festa.
Estiveram mal!

VermelhoNunca disse...

Condómino Zex, na fase final do Europeu , a postura será diferente. O efeito Scolari, a nível de espirito de grupo, com os jogadores a coabitarem durante 1 mês ou mais, potencia muito melhor as qualidades de Scolari. Aguardemos por essa altura. Porque mais uma vez estamos lá.

vermelho disse...

Amigo JC:
Entendido!
Ontem seria momento de pura bajulação, adoração e agradecimento ao grande Scolari por tudo quanto fez por esta desgraçada Nação, que se não fosse o incomensurável contributo desse grande guru brasileiro, por certo, não se qualificaria.

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, mais uma vez de acordo. Nesta fase de apuramento existiram momentos maus, com escolhas erradas , com más exibições. Agora, na hora da consagração pelo objectivo atingido, aparecerem os marretas do costume a cilindrarem o homem, sinceramente. Só faltou no meio deles, o nosso companheiro Tinoco ce Cavungi.

JC disse...

Caro Zex:
Concordo inteiramente com a análise de Vossa Excelência, como facilmente se percebe da leitura do meu anterior comentário.
Ou muito me engano ou os portistas ainda se hão-de tornar nos maiores adeptos do Scolari!
Também acho que a jogarmos assim não vamos fazer grande campanha no Euro 2008.
Mas até lá ainda há tempo de preparar melhor este novo conjunto.
Não nos esqueçamos do bom futebol que as equipas de Scolari apresentam quando isso é verdadeiramente importante: nas fases finais!
Não foi Portugal considerado no Munidal de 2006 a equipa que praticou o melhor futebol?
E os nossos artistas não hão-de sempre de jogar mal!
Ronaldo, Quaresma, Veloso e Deco em forma, com Nani e João Moutinho de reserva, e com um Hugo Almeida finalizador, e com uma defesa como ade ontem que transborda segurança hão-de propiciar bons espectáculos seguramente!

VermelhoNunca disse...

Amigo Vermelho, resultados. Goste ou não goste. Para futebol espectáculo existem as consolas de jogo. Compreendo que o amigo não esteja habituado a isso, uma vez que no seu clube os resultados nunca acompanham os objectivos traçados. Mas mais uma vez, Scolari, atingiu o que era exigível. E não se trata de bajular, trata-se apenas de constatar que ele tem atingido patamares a que não estávamos habituados.

JC disse...

Amigo vermelho:
Nada disso!
Nada de bajulações!
Falei em satisfação pelo apuramento!
Ontem era dia de festa pela selecção, pelos jogadores, por todos nós!
Não de agradecimento a Scolari, a quem nada temos de agradecer pelo apuramento! Fez a sua obrigação!
Não tinha era de ser criticado ontem!
As críticas ao que Scolari fez de mal façam-se depois!
Ontem não!

PS: Penso que o publico nortenho recebeu ontem muito bem a selecção e Scolari.
Houve algum receio do que se poderia passar no Dragão mas os portistas, que tão criticos são do Scolari, portaram-se ontem com grande dignidade e receberam muto bem a selecção!
Apoio do princípio ao fim!
Desconfio que a próxima coluna de opinião do MST tocará esta tecla e mostrará um maior apoio da sua parte ao Filipão!

JC disse...

Amigo Nunca:
Acho que o estimado Cavungi, no conforto da sua casa e de robe enfiado, foi dos que mais festejou o apuramento da selecção!

Antes morto que vermelho disse...

ontem quando o jogo acabou e vi aqueles festejos patéticos dos tugas, lembrei-me logo do nunca, sócio fundador do C.A.S (clube dos amigos do scolari), também a festejar e a rezar ao socolari: "socolari que estás no céu... a seguir estou convencido que subiu o marques de pombal e de lá efectuou um vistoso strip-tease!

Mas que jogo de merda! a "poderosa" filandia nula (em termos ofensivos) com portugal a jogar para o empate, contra uns toscos! miséria!! socolari e lesma-ranhosas para a rua!!

e hoje para acabar vi o socolari a insultar portugal, os jornalistas e tudo o que lhe aparece á frente, a culminar com um amuo (tipo bermelho) abandonando a conferência de imprensa, miséria!! mas este cavalo se for a belém dar uma pera no cavaco o "país" perdoa-lhe e a lesma-ranhosa ainda vai pedir mais apoio. só tenho pena que o povo do norte não tenha apupado o soco e a equipa!

vermelho disse...

Amigo Nunca:
Claro que não estávamos habituados a ser 2º numa fase de qualificação para um Europeu!
Nas últimas duas qualificações, fomos primeiros!
Mas, quem sou eu para contestar o que quer que seja em relação a Scolari - o homem conseguiu resultados!
Se denegriu a imagem do País, se é mal educado, se é um exemplo de arrogância e prepotência, se não consegue lidar com a liberdade de expressão, se não consegue articular uma frase com princípio, meio e fim, isso não interessa.
O que interessa é que conseguiu resultados!
Perdeu com a Grécia duas vezes na mesma competição e sempre na condição de visitado;
Perdeu com a pior selecção francesa dos últimos anos;
Conseguiu ficar em 2º lugar numa fase de apuramento para um Europeu, num grupo que contava com as super potências Polónia, Sérvia e Finlândia, às quais não ganhou um jogo;
Conseguiu colocar Portugal no pote 3 do sorteio da fase final do Euro-2008;
O homem é uma benção!

Antes morto que vermelho disse...

zex: "No entanto, após o Mundial tive que reconhecer uma evidência: os resultados" 4º lugar no mundial é bom?? com a italia a jogar para o empate e a frança a não jogar nada? e tendo portugal os jogadores que tem e que tinha??

VermelhoNunca disse...

Amigo Vermelho, para a sua azia, aconselho uma ida a águas.
Macaco, fique sabendo que eu não ligo nada à selecção. Pode comprovar isso junto de condóminos que me conhecem pessoalmente. Não concordo é com estes ataques a Scolari, quando ele operou uma revolução a nível de resultados no nosso futebol, Apenas isso.

Antes morto que vermelho disse...

bermelho: mas os c.a.s. contentam-se com muito pouco! para eles perder com a grécia na final, por exemplo é um feito só ao alcance de poucos... e empatar em casa com a filandia, o que será?

VermelhoNunca disse...

Macaco, tem toda a razão: 4º lugar no Mundial é mau. Quantas edições houve da prova? A quantas fomos? Poupe-me...

Zex disse...

Duas questões gostaria de colocar:
1 - Será que o blogger não se encontrava entre os jornalistas da conferência de imprensa ? A sua postura é exactamente a mesma !
2 - Diz o mesmo senhor que Portugal perdeu com a pior França dos últimos tempos. Não foi esta equipa que eliminou o superfavorito Brasil ? Não foi esta equipa vice campeã do mundo ?

E sr. JC, não acredito que MSTavares dedique uma linha a elogiar Scolari ou a selecção. Vai bater, como o blogger, até à morte. Aliás, basta ler o que escreveu N'Kama, seu seguidor impiedoso...

Antes morto que vermelho disse...

nunca: "revolução a nível de resultados no nosso futebol," quais?

vermelho disse...

Amigos:
Voluntários para a Tribuna do Bitaite, há?

Zex disse...

N'Kama,
4º lugar num Mundial é Muito Bom.
Nos tempos de hoje, é histórico.
Eventualmente concordo com V. Exa quanto ao caso da Grécia, mas quanto ao Mundial, nem pense.
Foi histórico !

VermelhoNunca disse...

Condómino Zez, não, nada disso. Sempre que nos defrontam as outras equipas, ou são más, ou estão em péssima forma. Portugal com Scolari só fez maus resultados. A questão de sermos apurados para as fases finais, algo a que nunca falhámos, não passa de incompetência alheia.
Portugal, na perspectiva de alguns deste espaço, só pode ser Campeão Europeu ou Mundial. Tudo o que seja abaixo disso é culpa de Scolari.

JC disse...

Amigo Vermelho:
Ofereço-me para o Bitaite.

vermelho disse...

Amigo Zex:
A França bateu o pior Brasil dos últimos anos;
Recordas certamente a 1ª Fase da França no Mundial - adaptando do detergente, pior, mais pior não há!

Confirmo que me encontrava no Dragão e que fui eu que instiguei os jornalistas a fazerem aquelas perguntas tão incómodas para Scolari!
"não acha que Portugal foi apurado sem brilho?"
Isto nem pertence à categoria das perguntas, mas sim das constatações de factos.
"o que sente por não ter conseguido ficar em 1º lugar do grupo"
questão nada futeboleira e de resposta muito difícil, pois que tem por base uma premissa claramente falsa.
"Foi este o jogo mais difícil da sua vida?"
outra questão futeboleira, que o clima de tensão que perpassou pelo jogo e a reacção de Scolari nos minutos finais e após o jogo não torna nada óbvia.
Tudo perguntas muito difíceis!
Não houve miminhos e o "minimo" ficou triste, né!

JC disse...

A 1ª derrota com a Grécia na fase final do Euro 2004 foiculpa do Scolari.
A equipa foi mal formada.
Scolari emendou a mão e substituiu alguns jogadores e Portugal subiu muito de produção.
Depois, na final, nova derrota.
Imprevisível, tremenda desilusão. Ninguém esperava.
Não creio ter sido culpa do Scolari.
A equipa não funcionou.
Os jogadores estavam perros.
Labreca tremeu.
O público cedo se calou.
Penso que todos - público e jogadores - acusaram a responsabilidade do momento e por isso a equipa não esteve ao seu nível habitual.
Não culpo Scolari por essa derrota.

vermelho disse...

Amigo JC:
OK.
Obrigado.

vermelho disse...

Amigo JC:
Nem tu, nem eu!
Aliás, como já aqui disse, sempre que Portugal ganha, é mérito de Scolari.
Quando perde, é demérito dos jogadores.
Isto aplica-se ao jogo da Final com a Grécia e a todos os outros que eu supra referi.

Antes morto que vermelho disse...

zex: "Foi histórico !" será que lhe tenho que relembrar os jogadores da selecção?

VermelhoNunca disse...

Claro Amigo Vermelho. A França bateu o pior Brasil, Portugal ganhou à pior Holanda, a Itália isto e aquilo...não há saco, né!

JC disse...

Amigo Vermelho:
França pode ter sido a pior França dos últimos anos mas ainda assim foi Vice-campeã do Mundo!
E para chegar ao confronto com a França, Portugal derrotou a super-favorita Inglaterra, que apresentava, seguramente, a melhor equipa dos últimos anos!

Antes morto que vermelho disse...

""O burro sou eu"

Mas você deseja resposta anjo da guarda?

Burros são os mais de 50.000 adeptos do clube da federação que encheram o estádio ontem à noite, pagando mais de 15 euros para ver um conjunto de jogadores a demonstrarem o que não é uma equipa.
Burros são os mais de 50.000 adeptos do clube da federação que tão bem o receberam numa cidade que você enxovalhou.
Burros são os mais de 50.000 adeptos do clube da federação que enchem o estádio sempre que esse clube cá vem jogar, não ligando ao ostracismo a que são vetados em termos de numero de jogos e ainda pior no preço dos bilhetes, sabendo todo o país que aqui na Invicta se ganha bastante menos que na Capital.

Burro é Mourinho por ainda não ter reclamado os prémios de apuramento para o Mundial de 2006 e pelas exibições no Euro 2004, pois como ontem se viu só no tempo em que era a sua equipa que jogava no clube da federação, é que esse clube dava mostras de ser uma equipa, e não um conjunto de rapazes liderado pelo mesmo prepotente há 3 anos e que nada demonstra.

Burro é e será sempre o guarda redes de Sevilha, o Bétis, que num jogo que nada teve para fazer ainda consegue falhar duas intercepções de cruzamentos.

Burros são e têm orgulho em ser os dois assalariados da RTP que mais uma vez demonstram o ódio que sentem a tudo que lhes lembre o F.C.Porto, dizem esses anormais que Quaresma foi assobiado no jogo de ontem, não repararam ou não quiseram reparar, esses dromedários, que na jogada em questão o público estava a assobiar os jogadores da Finlândia, como de resto fizeram durante quase todo o jogo.

Burros são os jornalistas lusos que continuam a adorar o anjo da guarda como se este fosse o Messias. Em países onde os jornalistas os têm grandes, já vi jornalistas saírem a meio ou a nem sequer comparecerem a conferências de imprensa, e isso acreditem que iria afectar e muito a postura do anjo da guarda, pois caso não tenham feito contas, muito do dinheiro destinado a manter por cá o anjo da guarda advém de receitas publicitárias, e essas receitas diminuem e muito se o homem não aparecer nos jornais e televisões a dizer as suas habituais tontarias....

Burros são aqueles que o apoiaram quando você agrediu a soco (tentou porque nem aí você acerta) um jogador após o término de um jogo. Por isso não se queixe de não o apoiarem ainda mais do que já fazem.

Burro não é Madaíl nem você anjo da guarda que muito se têm governado com a concordância do povinho que de futebol pouco sabe, o povinho do clube da federação...

Parece que lá se conseguiram apurar no grupo mais forte de toda a História do futebol mundial, num honroso segundo lugar, glória aos Azeris, aos Arménios, aos Cazacs, à poderosíssima Belgica, à renovada Sérvia, honra especial à Finlândia esse portentado do futebol mundial, e parabéns sentidos à Polónia. Só espero que o facto de o clube da federação não ter ganho um único jogo aos 3 primeiros do grupo (excluindo o próprio clube obviamente) tenha sido apenas para enganar os olheiros que por aí andavam a espiar para o Euro, e não um sinal de fraqueza...

Antes morto que vermelho disse...

"Não foi esta equipa que eliminou o superfavorito Brasil ? Não foi esta equipa vice campeã do mundo ?" brasil esse que apresentou o pior futebol de sempre nos mundiais...
a final foi "um hino ao futebol"

vermelho disse...

Amigo Nunca:
Não sou eu que o digo!
Basta ler as apreciações que foram feitas pela imprensa!
Mas, digo-te que peço desculpa por ter tido a veleidade de tentar colocar os "feitos" de Scolari na sua verdadeira dimensão!
Viva Scolari, o grande guru brasileiro.
Obrigado Scolari por tudo o que fizeste por nós e desculpa qualquer coisinha por só serem 200 que levas para casa.
Vamos tentar arranjar mais.

Antes morto que vermelho disse...

"Portugal, na perspectiva de alguns deste espaço, só pode ser Campeão Europeu ou Mundial", com os jogadores que tem e com o futebol praticado pelos outros países... diria: "Obviamente!"

Antes morto que vermelho disse...

e o "I swallow... from scolari" do luis baila?

Antes morto que vermelho disse...

jean claude: "super-favorita Inglaterra, que apresentava, seguramente, a melhor equipa dos últimos anos..." ou a equipa mais decadente dos últimos anos?

Antes morto que vermelho disse...

in Marca: "Portugal sufrió para conseguir el punto que le metió anoche en la Eurocopa de 2008. Fue un puntazo de sufrimiento, y de partido. Un empate a cero nunca supo mejor para los de Scolari, sobre todo viendo el asedio en los minutos finales de Finlandia, que se jugaba directamente la clasificación..."
"En concreto, dos acciones de verdadero infarto tanto para portugueses..."

Zex disse...

N'Kama,
Copiar textos alheios é tarefa fácil que, em tempos, até o blogger fazia, até ser desmascarado pelo defunto Costa.
Ao menos tenha a decência de colocar entre aspas, ou como diz Cavungi, comas, os textos primários que aqui vem apresentar.
Tanto disparate junto !

vermelho disse...

Amigo JC:
A mesma que agora não conseguiu o apuramento para o Euro-2008!

Antes morto que vermelho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Antes morto que vermelho disse...

"Aproveitem a oportunidade: rua com o bronco

Devo desde já esclarecer que o Sr. Scolari, "ex-campeão do mundo", como os seus apóstolos lusos insistem em relembrar, nunca foi um treinador do meu agrado. Para além da aura de justiceiro que os adeptos do SLB e do SCP lhe atribuiram (por hostilizar o FCP e afastar alguns dos seus jogadores da equipa nacional), da lógica de "capelinha" (seleccionar sempre os mesmos, independentemente do seu desempenho) e de alguns amuos supostamente disciplinadores (o caso do afastamento do Maniche é só o mais recente), o que entendo é que o homem é um treinador ao nível da mediania portuguesa (tipo Nandinho Santos, Inácio, Vítor Manuel e semelhantes).

Sim, claro, venceu o Mundial mais mal jogado dos últimos 30 anos... com a selecção do Brasil. Mas alguém se lembra do jogo de equipa desse conjunto? Eu lembro a insistência nos dois médios defensivos, a roubalheira frente à Bélgica e alguns rasgos de génio do Ronaldo e do Ronaldinho.

Quanto ao "muito que já deu ao futebol nacional", convirá relembrar algumas coisas que eu já tive a oportunidade de dizer em 2004 e em 2006: a selecção do Sr. Scolari começou por ser a equipa anti-Porto (Baía banido, por exemplo), das glórias em queda (Couto, Rui Costa e Figo em acentuada degenerescência competitiva) e do futebol improvisado. Uma equipa que não precisou de passar pela fase de qualificação do Euro 2004 (por ser o país organizador) mas que, casmurramente, a despeito dos dois gloriosos anos que o FCP teve por essa altura, não tinha lugar no onze inicial para o Deco, nem para o Maniche e, obviamente, também não tinha lugar nos mais de vinte convocados para aquele que foi eleito como o melhor guarda-redes europeu em 2003/2004.

O primeiro "grande contributo para o futebol português" foi colocar em campo, após a derrota inaugural, os jogadores que venceram a Liga dos Campeões, ou seja, fazer aquilo que toda a gente minimamente inteligente exigia há já muito tempo: colocar o Ricardo Carvalho no centro da defesa, o Nuno Valente à esquerda, e usar o triângulo do meio-campo portista. Aliás, fruto da forma articulada como este meio campo actuava, essa foi a única altura em que se notou alguma organização na equipa nacional do Sr. Scolari. Mas o mérito não era dele... era de um Sr. chamado José Mourinho. Mais: apesar deste "presente" que o teimoso brasileiro só aceitou depois de se ver em apuros, insistiu sempre nos "seus" como, por exemplo, um Pauleta que foi um nulidade absoluta ao longo do Euro 2004, com os resultados que se conhecem.

Depois do desmembramento da equipa do FCP, do auto-afastamento do Rui Costa e do "agora não me apetece porque eu apareço depois para jogar o Mundial 2006" do Luís Figo (mais um brilhante exemplo de como o brasileiro é "imune às pressões" e é um "disciplinador"...), a selecção do Sr. Scolari ficou entregue a um grupo de jogadores com lugar cativo e às habilidades da então emergente estrela mundial que dá pelo nome de Cristiano Ronaldo. "Fio de jogo"? "Organização ofensiva?" Nada! Avançamos pela qualificação graças a um grupo sobre o fraco (a 2ª equipa supostamente mais forte era uma Rússia em acentuada crise) e fizémos um Mundial na Alemanha sem brilho, não obstante a fantástica classificação. Para quem não se lembra, começamos por vencer Angola com dificuldade, batemos acagaçadamente o México (nota do autor: informação corrigida com o contributo de um leitor) e vencemos o Irão. Depois avançamos penosamente, com jogos muito sofridos e quase sem marcar golos, até sermos arrumados por uma selecção ainda mais cínica (a França) e humilhados no jogo de 3º e 4º lugar. Em suma, como se costuma dizer, neste Mundial "foi muito melhor o resultado do que a exibição".

Infelizmente, o Sr. Madaíl convenceu o brasileiro de que o SLB ia ser o seu fim como treinador e que mais valia continuar a ganhar 30 mil contos por mês na preguiça que é ser seleccionador nacional - e o homem foi ficando. A imprensa, obediente e submissa, rejubilou, tal como todos os anti-portistas deste país. Pelo meio, o Sr. Scolari tentou vender-se aos ingleses, mas o pessoal achou isso muito "normal" (como o soco de ontem...).

Finalmente chegados ao apuramento para o Euro 2008, com a necessidade evidente de renovar a selecção, Scolari insiste na tese do "clube Portugal", isto é, o Deco pode estar a meter nojo durante 90 minutos que jogará sempre, idem para o Meira, para o Ricardo, etc. etc. - são os "seus". Experimenta um ou outro "novo" jogador, sem grande lógica de continuidade e ao arrepio de qualquer aferição do nível de desempenho registado nos clubes (Nani, Antunes, R. Meireles, Moutinho e Quaresma foram sempre usados episodicamente e sem critério - entraram depois de muita insistência e, com assiduidade, sairam sem se perceber porquê).

O murro? Pois, o murro. Acho que é uma agressão indesmentível, fruto do desvario (tenha ou não acertado no Sérvio), e deve ser punida, tal como o foram as do Sá Pinto, do Abel Xavier e a do João Pinto, entre outras. Mas o pior de tudo foi a maneira desavergonhada como este Sr. mentiu, negando ter agredido e atribuindo o seu acto à suposta defesa do Quaresma. O pedido de desculpa posterior, borrado com a insistência na tese de que tentou impedir uma agressão ao cigano, é só mais um exempo da falta de carácter deste Sr..

Resumindo: não reconheço outro "legado" ao Sr. Scolari que não o da falta de ambição e de competência para colocar uma equipa a jogar futebol colectivamente (nesse aspecto, até um treinador de 5ª categoria como era o Humberto Coelho fez melhor). Como tal, sem crucificar o Sr. por este episódio lamentável, porque toda a gente tem um momento mau, agradeço tão somente que aproveitem a oportunidade para o despachar (como brilhantemente fizeram com o Couceiro e com o Paulo Sousa). Obrigado.

Poncio Monteiro"

VermelhoNunca disse...

Voltemos ao nosso campeonato. O SLPombal vem de um resultado positivo. Ou será que o Boavista é que teve um mau resultado? Mérito do SLPombal: nenhum. Apenas o pior Boavista deste século que se deixou perder no Curral.

JC disse...

Meus amigos:
Não me vão agora dizer que a Inglaterra recheada de estrelas que até tinha, finalmente, um guarda redes que não era frangueiro - ao contrário do actual - e treinada pelo idolatrado Erikson não era uma das melhroes selecções do Mundial e favorita a ganhar o campeonato!

Antes morto que vermelho disse...

porra zex, as aspas estão lá, só que a de fecho está adiantada. esteja descansado que não tenho como objectivo produzir textos da qualidade dos seus e do bermelho (pode não se perceber a ponta de um corno, mas as palavras "eruditas" estão lá)... obviamente que o texto não é meu, aliás o meu q.i. nem me permitiria produzir um texto sequer... se necessitar digo-lhe de onde fiz o "copy paste" (isso sei fazer), seu amigo de socolari!!!

VermelhoNunca disse...

Claro Macaco, Scolari ganhou o Mundial, mas foi, nas palavras de Pôncio Monteiro, que você e Vermelho apoiam certamente, o pior Mundial dos últimos 30 anos.
Aliás o melhor Brasil de sempre ganhou o quê? Recorda-se de Espanha? Qual foi o campeão do Mundo? Mas mesmo esse campeão do Mundo, não o foi justamente. Apenas defrontou o adversário em pior forma de sempre, e assim conseguiu o título.

Antes morto que vermelho disse...

(amigo de socolari) nunca: ainda por cima este pior boavista do século, é sempre treinado pelo mesmo palerma!! será coincidência que este anormal nunca lá tenha feito nada e esteja sempre lá (não me venham com as carreiras do boavista na champions, que não jogavam a ponta de um corno, antes arreavam até partir)? ou será que o palhaço espreita uma oportunidade para treinar (destruir) o fcp?

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, não. A Inglaterra no Mundial era só a pior de todos os tempos. A Rússia, actual apurada no grupo da Inglaterra para o Europeu, quando foi goleada em Alvalade, em fase de apuramento para o MUndial, era só a pior Rússia de que há memória.

JC disse...

Amigo Vermelho:
Confirma por favor se recebeste o meu Bitaite.

E diz-me, também, se o salamaleshe te contactou para lhe emprestares o teu bilhete de época da AAC para ir ver comigo o AAC-SLB no sábado.

JorgeMínimo disse...

Caros Condóminos:
Não gostei do jogo, não gostei da equipa inicial e não gostei do resultado. Aliás, se ainda estivesse no primeiro mês sem fumar, teria sucumbido à tentação e voltaria a fumar. Aqueles últimos dez minutos, contra uma equipa ridícula, foram maus de mais, não dá para acreditar!!!
Em relação aos jogadores, gostei do Bosingwa, do Veloso, do Pepe e da segunda-parte do Quaresma. O melhor momento do jogo foi, sem sombra de dúvidas, a substituição do Nuno Gomes, o maior "bluff" de sempre do futebol português. Felizmente que este optou por jogar no Benfica!!

JC disse...

Para quem não se lembra, era esta a equipa da Inglaterra que Portugal eliminou:

1-Paul Robinson; 2-Gary Neville, 5-Rio Ferdinand, 6-John Terry, 3-Ashley Cole; 7-David Beckham (19-Aaron Lennon) (15-Jamie Carragher), 8-Frank Lampard, 16-Owen Hargreaves, 4-Steven Gerrard, 11-Joe Cole (21-Peter Crouch); 9-Wayne Rooney.

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, confirma-se que era a pior selecção inglesa de todos os tempos.

vermelho disse...

Amigo JC:
A equipa é a mesma que agora não conseguiu o apuramento para o Euro-2008.

p.s. falei com o João na 3ª Feira e disse-me que não vinha.
tal como já te havia dito antes, os bilhetes de época estão à tua inteira disposição para os entregares a quem quiseres.
Só te peço que me contactes até amanhã, pois que há mais candidatos.

JC disse...

Amigo Mínimo:
Nos primeiros 5 minutos dos últimos 10, Portugal recuou, de facto, perigosamente, e por pouco Bruno Alves não fazia um auto-golo.
Acho que foi também nesta ocasião que o Ricardo teve uma saída das dele, chocando com Makukula e largando a bola, "as usual"
Mas nos últimos 5 minutos do jogo, Portugal subiu de novo no terreno e acabou o jogo junto à grande área da Finlândia, não tendo esta equipa voltado a importunar.
Foi na ocasião em que o "speakar" do Dragão, seguindo certamente ordens do Pinto da Costa, ligou os altifalantes e gritava: ""Portugal! Portugal!".

JC disse...

Amigo Vermelho:
Se até logo à noite não te disser nada sobre os bilhetes, podes emprestá-los a quem quiseres.

VermelhoNunca disse...

Ontem, em jogo decisivo, foi esta a equipa inglesa, amigo Vermelho:
1-Scott Carson
2 Micah Richards
6 Sol Campbell
5 Jolean Lescott
3 Wayne Bridge
10 Shaun Wright-Phillips
4 Steven Gerrard
7 Gareth Barry
8 Frank Lampard
11 Joe Cole
9 Peter Crouch

VermelhoNunca disse...

Compare as duas equipas amigo JC. Como diz o nosso administrador, temos de ser rigorosos. Quantos jogadores são repetentes, da pior Inglaterra de sempre, a que nós defrantámos, e a de ontem?

vermelho disse...

Amigo JC:
Eu não digo que todos os resultados alcançados por Scolari são maus.
Vocês é que dizem que são todos bons.
No teu caso excepcionas a 1ª derrota com a Grécia.
Até um empate em casa com a Finlândia conseguem glorificar.
Enumerei um conjunto de resultados de Scolari, que me parecem não serem merecedores de grandes encómios!
Antes pelo contrário!
Quando dele se faz o grande guru que nos guindou a um patamar de excelência nunca visto, peço desculpa mas não concordo.
Então, nesta fase de qualificação conseguiu superar todas as expectativas ao ficar em 2º lugar numa fase de apuramento para um Europeu, num grupo que contava com as super potências Polónia, Sérvia e Finlândia, às quais não ganhou um jogo, para além de ter colocado Portugal no pote 3 do sorteio da fase final do Euro-2008.

VermelhoNunca disse...

POr sectores: a defesa, incluindo o guarda-redes, é toda , repito, toda nova!
O meio campo já não: Gerard e Lampard repetem. Na frente de ataque repetem Crouch e Joe Cole.
Ou seja, 4 jogadores da pior Inglaterra de sempre jogaram ontem, no jogo totalmente decisivo para a Inglaterra.

vermelho disse...

Amigo Nunca:
Desculpa, mas o apuramento não se ganha ou perde num jogo!
Uma qualificação é um conjunto de jogos e neste conjunto de jogos se fizeres um onze mais utilizado verás que as diferenças entre uma equipa e outra são de pormenor.
Nas estrelas não há qualquer diferença - são precisamente as mesmas

vermelho disse...

Amigo Nunca:
Eu não disse, em momento algum, que se tratava da pior Inglaterra dos últimos tempos.
Apenas disse e é um facto que se trata da mesma equipa que não se qualificou para o Euro-2008.

vermelho disse...

Amigos:
Para ilustrar os grandes resultados de Scolari, aqui fica:
"O empate com a Finlândia representou o quinto jogo consecutivo sem ganhar para a Selecção Nacional: a última vitória foi obtida a 25 de Junho, em Nuremberga, sobre a Holanda (1-0, golo de Maniche), em jogo dos oitavos-de-final do Mundial. Seguiu-se um empate com a Inglaterra (o desempate por penalties serve para definir quem segue em frente mas não atribui vitória no jogo), três derrotas, com a França, Alemanha e Dinamarca e agora novo empate no arranque da campanha de apuramento para o Euro-2008.
Este registo iguala as piores séries dos últimos 30 anos, registadas em outras três ocasiões. É preciso recuar aos anos entre 1973 e 1975 para encontrar uma sequência pior, de oito jogos sem vitória. Essa não é, entretanto, a pior marca da equipa portuguesa, que entre 1949 e 1953 esteve 13 jogos seguidos sem ganhar.
Registo ainda para outras duas séries negras, entre 1961/1962 e entre 1957/1959, com sete derrotas consecutivas. "

VermelhoNunca disse...

"Nas estrelas não há qualquer diferença - são precisamente as mesmas"-palavras suas, amigo Vermelho, referindo-se à Inglaterra. Pois então verifique as estrelas de Portugal no Mundial e as que jogaram ontem. Mas a culpa é de Scolari.

vermelho disse...

Amigo Nunca:
A maior de todas e aquela que verdadeiramente desequilibra - Ronaldo - jogou.
Aliás, se para vencer a Finlândia Portugal precisa de todas as suas estrelas, estamos mal, muito mal mesmo.
Observando o que têm sido os desempenhos da nossa selecção, nos quais qualquer sentido colectivo tem estado ausente, percebo a importância que dás às estrelas.
Todavia, é, precisamente, neste particular que a acção de um treinador ganha importância - construção de uma equipa!
E isso Portugal não teve em toda a fase de qualificação.
Por isso quando não apareceram os talentos, não ganhamos.

vermelho disse...

Amigo JC:
Recebido.
Muito obrigado.

JC disse...

Amigo Vermelho:
Eu não digo que todos os resultados obtidos por Scolari são bons!
Digo apenas que o seu trabalho ao serviço da selecção tem sido muito bom!
E que os resultados negativos obtidos nas fases finais, tirando a derrota da 1ª jornada com a Grécia, não são culpa dele!
Penso que muito dificilmente qualquer outro treinador conseguiria os resultadeos que Scolari conseguiu!
Quanto ao ter ficado em 2º lugar no grupo de apuramento ou ao empate de ontem, não dou grande relevo a isso, pois que o que interessava era o apuramento.

E quanto às más exibições que tem produzido ultimamente e aos resultados obtidos nesta fase de apuramento, há que ter em conta dois factores:
as sucessivas lesões de jogadores importantes e a renovação de jogadores que foi sendo feita durante esta fase de apuramento condicionaram, como é óbvio, as exibições da equipa.
Uma nova equipa tem vindo a ser construida durante este ano e meio e essa construção parece-me concluida.
Faltará definir o terceiro elemento para o meio campo - estando Veloso e Deco seguros - e ver até que ponto Ricardo Carvalho ainda tem lugar na equipa principal.
No mais, temos uma equipa muito jovem, que nos dá garantias, pelo menos, para os próximos campeonatos da Europa e do Mundo.
Garantias de apuramento e de boas participações.
Boas participações que, na minha opinião, serão sempre atingir, pelo menos os quartos de final e entrar com expectativas de poder ganhar!
Onde é que isso se via no passado?
Nunca!

vermelho disse...

Amigo JC:
Pois não.
Nós nem sequer ficámos em 3º no Euro-2000, curiosamente a última competição em que participámos antes de Scolari assumir o comando técnico da selecção.

vermelho disse...

Amigos:
Até amanhã, que agora vou para uma reunião.
aquele abraço.

VermelhoNunca disse...

E no Mundial 2002, em que lugar ficámos, amigo Vermelho?

Antes morto que vermelho disse...

nunca: não seja quadrado! há algum mérito do socolari, mas é normal que se lhe exiga muito mais! pelos excelentes jogadores que tem á disposição, e pelo nível menos bom que, actualmente, apresentam as principais equipas europeias e mundiais. quer exemplos?

JC disse...

Amigo Vermelho è ou não verdade que no Mundial de 2006 POrtugal foi considerado a equipa que melhor futebol praticou?
Não é legítimo, pois, atacar-se o Scolari pelas más exibições da Selecção.
Nesta campanha, é certo que a selecção tem jogado muito mal.
Mas como tenho repetido várias vezes, as causas disso encontram-se no facto de se ter renovado toda a equipa e de sucessivas lesões de jogadores importantes.
Além de que alguns jogadores estão em nítida má forma.
Não é justo dizer-se que Scolari é o responsável pelo mau futebol exibido.
Pois se já demonstrou saber pôr uma equipa a jogar o melhor futebol do Mundo!

JC disse...

Amigo Vermelho:
O Europeu de 2000 não foi o último campeonato em que participámos antes de Scolari ter vindo para treinador de Portugal.
O último foi o Mundial de 2002, onde obtivémos 3 derrotas com os colossos Estados Unidos (por 3-0 acho eu), Coreia do Sul e já nem sei mais quem.

VermelhoNunca disse...

Macaco, agora já acha que há algum mérito no Scolari. Há pouco queria mandá-lo para a rua. Depois fala em excelentes jogadores que a selecção tem. Diga-me quem para si são os exclentes jogadores.
Scolari formou um grupo forte para o Euro e para o Mundial, apoiado em valores seguros, em vozes de comando dentro da equipa. Já não os tem. Figo era o expoente máximo, não apenas como jogador, mas como comandante dentro de campo.
Hoje é diferente. A equipa não tem essas referências e isso não se arranja de um dia para o outro.
A renovação tem sido feita aos poucos, mas não se faz da noite para o dia. Veja o grupo de jogadores do Mundial e o que ontem se equipou.

JC disse...

E mais, amigo Vermelho:
Tenho 45 anos de idade (é verdade! F***-se, quase meio século!) e nunca me lembro de Portugal entrar para uma fase final de um campeonato do Mundo ou da Europa com expectativas de ser campeão!
Agora, com Scolari, em todos os campeonato em que participamos, todos os portugueses esperam ganhar!
Onde é que antes se via isto?
Nunca!

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, obrigado por me ter elucidado quanto à campanha de 2002no Mundial. É que ao ler o nosso administrador pensei que não tinhamos ido a essa prova, uma vez que ele apenas falou do Euro 2000.

VermelhoNunca disse...

Exacto amigo JC. Não ir a fases finais era normal. Hoje o mínimo exigível é ser campeão. Haja paciência!

Antes morto que vermelho disse...

jean claude: a que melhor futebol praticou... e ganhou alguma coisa?

JC disse...

Amigo Nunca:
Recorda-se qual era a terceira equipa do nosso dificílimo grupo do Mundial de 2002 com a qual perdemos honrosamente, além dos EUA e da Coreia do Sul?

JC disse...

AMB:
Não. Nada ganhou.
Mas as criticas agora dirigidas ao Scolari têm a ver com as más exibições da equipa, que, se ler os meus anteriores comentários, verá porque entendo que sem razão.

Agora ficamos frustrados por sermos "só" a 4ª melhor selecção do Mundo ao passo que anteriormente raramente nos apurávamos para as fases finais!

VermelhoNunca disse...

Amigo JC:
Aqui tem

D Equipo Partidos jugados Ganados Empatados Perdidos Goles a favor Goles en contra Puntos
República de Corea 3 2 1 0 4 1 7
Estados Unidos 3 1 1 1 5 6 4
Portugal 3 1 0 2 6 4 3
Polonia 3 1 0 2 3 7 3

JC disse...

Vejo agora que afinal não perdemos os 3 jogos no Mundial de 2002.
Ganhámos 4-0 à Polónia.
Perdemos 3-2 com os EUA e 1-0 com a Coreia do Sul.

VermelhoNunca disse...

E os respectivos resultados:
Partido Fecha Equipo local Resultado Equipo visitante
14 04 junio República de Corea 2:0 (1:0) Polonia
16 05 junio Estados Unidos 3:2 (3:1) Portugal
30 10 junio República de Corea 1:1 (0:1) Estados Unidos
32 10 junio Portugal 4:0 (1:0) Polonia
47 14 junio Portugal 0:1 (0:0) República de Corea
48 14 junio Polonia 3:1 (2:0) Estados Unidos

vermelho disse...

Amigo JC:
Como a reunião ainda não começou, aqui estou de novo.
O Mundial de 2002 foi tão mau que até me esqueci!
Erro meu, do qual, desde já, me penitencio.
Portugal até que os seus jogadores ultrapassaram as fronteiras do nosso País, nunca conseguiu grandes feitos ao nível de selecções.
Na década de 90 começou o exodo e os resultados começaram a aparecer.
Realço o exodo, pois que jogadores de grande qualidade sempre tivemos.
para além de termos ganho experiência internacional, a revolução das mentalidades deu-se e começamos a participar assiduamente nas fases finais das grandes competições.
Os Europeus são disso exemplo - 4ª participação consecutiva!
Dispomos agora de um naipe de jogadores de grande qualidade, que actuam nos melhores clubes europeus e, como tal, a medida das nossas aspirações subiu e muito.
Lembro que aquando da nossa participação no Euro-2000 ou no Mundial 2002 as expectativas eram tão altas quanto o foram para o Mundial 2006.
O Euro-2004 é um caso singular pois que foi a única vez que organizamos uma competição internacional.

p.s. quando dizes que os resultados na fase de qualificação não te interessam, eu penso precisamente o contrário, pois que aqueles determinaram a nossa colocação no pote 3 do sorteio, com as naturais consequências danosas que daqui podem advir.

vermelho disse...

Amigo JC:
De que forma foi qualificado o desempenho da selecção em 2002?
Péssimo!
Ainda que tenhamos ganho à poderosa Polónia, coisa que não se verificou nesta fase de qualificação.

Não me conformo que se considere muito bom termos ficado em 2º lugar num Euro que organizámos.
Conseguimos perder duas vezes com a Grécia!

Não me conformo que se considere muito bom termos ficado em 4º lugar no Mundial quando defrontámos na meia-final uma França envelhecida e a praticar o seu pior futebol dos últimos anos.
Tivemos uma oportunidade histórica de chegar à final.

Não me conformo que se considere muito bom termos obtido a qualificação para o Euro-2008, num grupo que contava com Polónia, Sérvia e Finlândia e no qual, para além de termos sido 2º, não conseguimos ganhar um único jogo àquelas selecções.

JC disse...

Amigo Vermelho:
De todas as fases finais em que participámos, houve duas antes da era Scolari em que considero que estivémos bem: o Euro 1984 e o Euro 2000.
Em qualquer uma delas, tinhamos um naipe de excelentes jogadores - para mim, a selecção de 1984 foi talvez a melhor que tivémos - mas ninguém esperava que ganhássemos esses campeonatos.
Agora, entramos sempre a achar que temos equipa para sermos campeões!
Foi esta mudança de mentalidades e este apoio incondicional que Scolari conseguiu do público português que me fez seu adepto, a par também dos bons resultados obtidos, sem os quais não seria possível tal mobilização.

JC disse...

Amigo vermelho:
Que interessa uma classificação brilhante para uma fase final?
Portugal teve-a para o Mundial 2002, sob o comando de António Oliveira, terminando em primeiro no seu grupo, à frente da Irlanda, sem derrotas, e deixando a Holanda pelo caminho.
Porque ficou com um bom ranking, calhou-lhe um grupo facil na fase final.
De que valeu isso?
De nada, como nos lembramos!

Antes morto que vermelho disse...

nunca:continuo a querer manda-lo para a o juraci do ipaguaçu lá na feijolandia!
essa cena dos liders e de um grupo forte é bullshit. só digo que tem que se exigir mais ao soco, muito mais!
e nunca mais voltar ao miserabilismo de outros tempos.

jean claude: dassss, este marreta (o soco) é mesmo o maior, tem dos melhores jogadores do mundo, era preciso ser muito incompetente para não estar qualificado, lembro-lhe que também o oliveira e o humberto coelho qualificaram a equipa "de todos vós".

sobre o mundial da coreia, há várias razões que explicam o desastre de portugal, a começar pela imposição da nike em que o figo (todo roto) jogasse! passando pelo facto do nulo ter estado ao seu melhor, principalmente de ter sido titular e muitas mais coisas. se bem que foi o pior mundial de todos os tempos, basta ver que o brasil a 45% foi campeão e a alemanha rotissima foi á final...

VermelhoNunca disse...

Disse aqui o nosso administrador que a França de 2004 era uma equipa envelhecida. Vejemos: contra Portugal na meia-final da prova:
Fabien BARTHEZ (GK)
Eric ABIDAL
Patrick VIEIRA
William GALLAS
Claude MAKELELE
Florent MALOUDA (
Zinedine ZIDANE (C)
Thierry HENRY (
Lilian THURAM
Willy SAGNOL
Frank RIBERY

NO jogo de ontem contra a Ucrânia:
Sébastien Frey
François Clerc
William Gallas
Lilian Thuram
Eric Abidal
Franck Ribéry
Claude Makelele
Lassana Diarra
Sidney Govou
Thierry Henry
Karim Benzema

Se verificarem temos como novidades o guarda-redes Frey, depois temos Clerc, Diarra, Gouvou e Benzema. Sairam Barthez, Zidane, Sagnol,Malouda e Vieira.
Mantêm-se os jovens Henry, Makelele, Thuram, Gallas, tudo crianças.
Veja-se a equipa de Portugal que actuou contra a França nessa prova:

RICARDO (GK)
FERNANDO MEIRA
COSTINHA
LUIS FIGO (C)
PAULETA
MIGUEL
NUNO VALENTE
RICARDO CARVALHO
CRISTIANO RONALDO
MANICHE
DECO
Quantos jogadores jogaram ontem destes? Ricardo, Meira, Maniche e Ronaldo.

cavungi disse...

Obrigado Scolari!