quarta-feira, fevereiro 04, 2009

Benfica-V. Guimarães 2-1

Constituição das Equipas e Avaliação Quantitativa do Desempenho

CARLSBERG CUP - MEIAS-FINAIS
Estádio da Luz, em Lisboa
Hora: 21:15
Árbitro: Artur Soares Dias (Porto)

BENFICA - Quim (3), Miguel Vítor (3), Sidnei (3), Luisão (3), David Luiz (2); Katsouranis (3), Carlos Martins (3), Ruben Amorim (3), Reyes (3), Aimar (4) e Cardozo (4).

Suplentes: Moretto, Maxi Pereira (3), Jorge Ribeiro, Yebda (-), Di Maria (0), Mantorras e Nuno Gomes.

Treinador: Quique Flores.

V. GUIMARÃES - Serginho (4), Andrezinho (3), Moreno (3), Gregory (1), Lionn (3); João Alves (2), Flávio Meireles (3), Fajardo (3), Nuno Assis (3), Desmarets (3) e Marquinho (3).

Suplentes: Nuno Santos, Milhazes, Custódio (-), Danilo, Carlitos (1), Wênio e Roberto (3).

Treinador: Manuel Cajuda.

Sistemas Tácticos

Benfica

V. Guimarães
Modelos de Jogo

Benfica

Posse e Circulação de Bola; Domínio da Partida; Bloco médio/alto; Assumir Iniciativa de Jogo.

V. Guimarães

Expectativa; Bloco médio/baixo; Transições Rápidas.

Principais Incidências da Partida (fonte: www.record.pt)

23' - Remate de Cardozo à trave. Livre de Reyes, do lado direito, com o paraguaio, de cabeça, a atirar fora do alcance do guardião minhoto. Na continuação da jogada, David Luiz 'enche o pé' mas atira muito ao lado.

26' - Cardozo volta a 'cheirar' o golo. Desta vez chega ligeiramente atrasado a um cruzamento vindo da direita.

27' - Grande defesa de Serginho, após um 'tiro' de Cardozo à entrada da grande área vitoriana.

33' - Cardozo volta a tentar, agora na marcação de um livre directo (após pequeno toque de Carlos Martins). A bola passa perto do poste.

47' - Remate de Fajardo, após boa solicitação de Nuno Assis, com a bola a passar perto do poste.

48' - Grande passe de Aimar, a isolar Cardozo. O paraguaio dominou mal a bola e não conseguiu o remate.

56' - Bom cruzamento de Maxi Pereira, na direita, a pedir a intervenção dos companheiros na zona central. Chegaram todos atrasados...

69' - GOLO DO BENFICA... GREGORY na própria baliza. Canto de Carlos Martins e lance infeliz do jogador vimaranense que cabeceou para a sua rede.

88' - GOLO DO BENFICA... AIMAR. Bem desmarcado pelo grego Katsouranis, o argentino ficou isolado e acertou bem o pontapé.

89' - Jogada individual de Di María (com os colegas à espera do passe), com o remate a sair ao lado.

90' - GOLO DO VITÓRIA... DESMARETS.

Destaques

Melhores em Campo

Benfica

Aimar - Para além de ter alardeado uma condição física até hoje ignota, polvilhou a sua exibição com deliciosos pormenores de classe, dos quais o golo e o passe a isolar Cardozo foram os exemplos maiores.

Cardozo - Completou a triologia de bolas aos ferros da baliza com um magnífico cabeceamento à barra.
No mais, revelou-se solto e disponível, assumindo-se como o farol ofensivo da equipa.

V. Guimarães

Serginho - Sem hipóteses nos golos, revelou segurança e concentração.
Um digno sucessor de Nilson.

Piores em Campo

Benfica

Di Maria - Completamente inconsequente!
Na parte final da partida, houve um lance de contra-ataque do Benfica que ilustra na perfeição o que é, hoje por hoje, Di Maria:
Executou uma diagonal curta para o centro, desembaraçou-se de dois adversários e, quando tinha Reyes completamente isolado na esquerda, rematou disparatadamente à baliza!
Total ausência de discernimento e, consequentemente, de critério!

David Luiz - Quase sempre desconcentrado, nunca encontrou o tempo de entrada aos lances.
Não aportou profundidade ofensiva ao flanco, nem segurança ao bloco defensivo.

V. Guimarães

Gregory - Assinou um excelente golo na sequência de um soberbo golpe de cabeça... na própria baliza.

Arbitragem

Exemplar!

Comentário

Não há três sem quatro!

O Benfica derrotou o V. Guimarães, por 2-1, e encontrará o Sporting na final da Carlsberg Cup.
Quique Flores conseguiu, por fim, alcançar a sua primeira final e o Benfica manteve a tendência de vitória nos confrontos com os minhotos nesta temporada.
A par da clara subida de condição de Aimar e Cardozo, estes terão sido os aspectos positivos de uma partida excessivamente lenta e disputada a meio-campo.
Quique introduziu algumas alterações, as mais relevantes das quais foram os regressos de Quim e Reyes à condição de titulares.
Com excepção do período de tempo compreendido entre os 20 e os 30 minutos da primeira parte e evidentemente dos golos, assistimos a um jogo "sem balizas".
A partida iniciou-se sob o signo da mansidão e assim continuou até ao tal ciclo entre os 20 e 30 minutos.
Até aí, imperou o equilíbrio e a ausência total de intensidade.
Inesperadamente, um lance de bola parada que culminou com um cabeceamento de Cardozo à barra despertou o Benfica da letargia em que vivia e catapultou-o para 10 minutos de um fulgor exibicional que o deviam ter conduzido à vantagem.
Assim não sucedeu e as equipas recolheram aos balneários igualadas a zero.
No reinício, mais ritmo e maior intensidade.
Nos primeiros 15 minutos, ainda que se tenha mantido a aversão pelas balizas (a excepção foi um remate perigoso de Fajardo logo aos 47 minutos), verificou-se um acréscimo sensível na qualidade do futebol praticado.
Infelizmente, foi sol de pouca dura e, rapidamente, regressámos ao registo de indolência e brandura da metade inicial.
Aos 69 minutos, como Cardozo se estava a exibir em plano diferenciado dos demais, Quique Flores decidiu substituí-lo.
Mas, ironia das ironias, paradoxo dos paradoxos, acto contínuo, o Benfica inaugurou o marcador!
Não que a troca de Cardozo por Di Maria tenha tido algo, ainda que remoto, a ver com a superioridade no resultado conquistada pelo Benfica.
Um puro golpe de fortuna, que evitou críticas maiores à asnática opção do espanhol.
Gregory ofereceu a vantagem ao Benfica e, ao contrário de situações similares acontecidas esta época, o Benfica soube administrá-la com astúcia e eficácia.
Ao invés de baixar as suas linhas e entregar a iniciativa ao adversário, o Benfica incrementou a posse de bola, subiu a pressão e arquitectou rápidas e incisivas transições.
Deste modo, em vez de sofrer, infligiu padecimento e alargou a sua vantagem numa recuperação de bola no meio-campo adversário que terminou num remate de classe de Aimar.
Pensou-se que o encontro estava sentenciado, mas, aproveitando uma desconcentração colectiva do Benfica, o V. Guimarães reduziu e a incerteza regressou.
Até final, Reyes e Carlitos desperdiçaram excelentes oportunidades de golo e, assim, o resultado não conheceu alteração.

27 comentários:

VermelhoNunca disse...

Conseguiu por fim o senhor Enrique atingir uma final, são palavras do administrador. Se acrescentarmos as criticas às substituições, nota-se algum descontentamento perante o homem das Flores, antes anunciado como um grande treinador.
Em relação ao jogo, não comento, não vi.

Zex disse...

Vi só a primeira parte do jogo do Benfica. O que vi, achei mto pobre e o Sr. Cajuda foi ao reduto do seu clube de coração fazer figura disfarçada de corpo presente. Sem gdes alaridos, sem grande oposição. O normal.
Na parte que vi, o Benfica jogou mal e assim perde no Dragão. Se calhar na segunda parte melhorou...

Quanto à outra meia final.
Exibição miserável da equipa B do FCPorto. Foram quatro podiam ter sido oito. Uma penalty fantasma que ninguém viu e um penalty evidente e estúpido iniciaram a "débacle" portista. Na segunda parte, o Sporting foi avassalador. Resultado sem discussão !
Uma nota para os comentadores: Nuno Luz, afilhado de Sousa Cintra com comentários vergonhosos contra o Porto; José Augusto Marques, ou Cabeças, lampionismo primário, e comentários errados.
O comentário de que estavam a jogar cinco jogadores do Porto que tinham jogado a Supertaça, e relevência posterior que lhe deram é incrível. E quantos titulares do jogo de Braga jogaram ?
Não há paciência !

VermelhoNunca disse...

Condómino Zex, ficou no entanto a imagem da política de contratações do FCPorto. Há vários jogadores que ontem actuaram, que foram caros e nada jogam.
Para jogadores como Sapunaru ou Benitez, mais vale apostar em jovens portugueses.
As declarações do treinador adjunto do seu clube são uma vergonha.

Vermelho disse...

Amigo Zex:
Não vi o Sporting-Porto, pelo que não o posso comentar.
No entanto, sempre me posso pronunciar sobre a questão que o amigo Nunca levanta - a política de contratações do Porto.
Ontem, alinharam Sapunaru, Stepanov, Benítez, Madrid, Tomás Costa, Guarín, Mariano e Farías, jogadores adquiridos nas duas últimas épocas.
Se a exibição foi miserável como dizes, então parece-me ser de concluir que o recrutamento portista não foi o mais acertado.
Abraço.

VermelhoNunca disse...

E as verbas em causa, amigo Vermelho? Quantos milhões foram gastos nestes, ditos, reforços?

Vermelho disse...

Amigo Nunca:
Com estes jogadores, cerca de 15 milhões de Euros.

JC disse...

É óbvio que o FCP não jogou com a sua equipa principal.
No entanto, também não foi uma vulgar equipa B que esteve em Alvalade.

Nuno, Tomas Costa, Mariano e Pedro Emanuel - pelo menos estes - foram titulares no jogo da Taça de Portugal onde o FCP eliminou o SCP nas grandes penalidades.

Sapunaru, Guarin, Benitez e Farias jogam com frequência na equipa principal do FCP, sendo muitas das vezes suplentes utilizados quando não titulares.

E Tarik, apesar de não jogar com frequência esta época - nem percebi bem porquê - era o ano passado jogador fundamental da equipa do FCP.

Por outro lado, o SCP jogou sem alguns titulares.
Patrício, Caneira, Abel, Carriço, Rochemback e Liedson não alinharam - Roca entrou a meio da 2ª parte.

Acresce que, fazendo contas de cabeça, o custo da equipa do FCP que jogou ontem ascende a valores muito próximos dos 20 milhões de euros, seguramente superior ao custo total do plantel do SCP.

Farias, Mariano e Stepanov custaram cada um 4 milhões de euros e Tomás Costa 3,2 milhões de euros.
Guarin custou 3 milhões de euros por 50% do passe e Sapunaru 2,5 milhões também por metade do passe.

Faltaram os pesos pesados mas o SCP também jogou algo desfalcado.
O FCP, mesmo descansando as suas peças mais importantes, poderia ter apresentado uma equipa mais equilibrada e mais rotinada em Alvalade.

Não o quis fazer, levou no toutiço.

JorgeMínimo disse...

Cavalheiros:

O que é de registar nesta meia-final da Taça da Liga, é a total falta de respeito da tripeirada pelo meu clube. Tenho muita pena que o Sporting, talvez a mando do treinador, ou por ainda não ter jogado no Dragão, não ter massacrado até ao fim e corrido os Andrades com uma derrota ainda mais pesada, que no fundo seria o que verdadeiramente mereciam estes novos perús inchados da nossa liga. Cada vez mais se parecem com os lampiões!! Começo a ficar farto de tal gente!!! Se tivessem um jogo da Champions de certeza que não mandavam a segunda equipa, como é cá e eles mandam em tudo, fazem aquilo que querem.

antes morto que vermelho disse...

o jogo dos bois nem vi, e como esperava foi com o patrão a e*rabar o escravo...
sobre o jogo do fcp, pouco vi, mas do que vi, reparei num roubo de igreja (o primeiro penalty) e numa cambada de jogadores que, se alguma vez burraldo tiver que recorrer a eles está bem lixado.
os comentários do cabeças e do nuno "viado" luz, um escandalo, ao nivel da lementação de bermelho ontem: ressabiados, anti-portistas primarios, porcos, baixos, enfim escarros de um verde lagarto, á solta na pocilga da sic.
(juro que este ano quando vir o cabaças na festa do colégio da minha filha, vou lá escarrar-lhe para a tola e dar-lhe uma biqueirada nos tomates)

VermelhoNunca disse...

Transcrevo a opinião de um jornalista do Record:
"Como pode pertencer ao plantel do FC Porto? Quem o contratou devia ser preso.A derrota não foi mais pesada porque o Sporting demorou que tempos a perceber que era por ali. Veio de comboio para Lisboa. Devia ir a pé para a Invicta"

A quem se refere este jornalista?

Zex disse...

Claro que a política de contratações do clube é muito má !
Há que pagar a muito comissionista...
Isso não está em causa.
No entanto, não concordo o furibundo mínimo, que aqui não vinha há um mês, quando diz que foi falta de respeito. Foi uma opção do clube, criticável ou não. Houve o cuidado de ligar ao Soares Franco. PC esteve a seu lado na tribuna. O FCP não quer saber da prova. O Sporting quer. Pode-se discordar, mas são opções !
Desrespeito pela prova, sim, mas não pelo Sporting.
E como se pode comparar a Champions com a Taça da Cerveja ?

Penso que comparar a equipa do princípio ou do meio da época com a que é titular, no momento presente, não faz muito sentido.
É a minha opinião !
Jesualdo entendeu fazer descansar os 11 que actualmente são as suas primeiras escolhas e lhe dão mais garantias. São 11, uma vez que Mariano, actualmente é, felizmente, suplente, tendo sido titular contra o Belenenses, apenas porque Lisandro estava em risco de ver o quinto amarelo e não jogar contra o Benfica. Mas entra sempre é certo.
É verdade que o Sporting não jogou com alguns titulares. Abel, Carriço, Patrício e Rochemback que me lembre agora.
Agora, falar em Liedson é bacoco. Nunca jogaria, está lesionado !

Zex disse...

Sapunaru ?

VermelhoNunca disse...

Não,condómino Zex.

VermelhoNunca disse...

Eliseu, Gonçalo Brandão e Orlando Sá, chamados à selecção!!
Este tipo anda a fazer experiências nesta fase do campeonato?
E o burro sou eu!

JC disse...

Para quem quiser mandar umas valentes casquinadas, aqui fica a convocatória do Gravatas Queirós para o próximo jogo da selecção:

Guarda-Redes:
Daniel Fernandes (VFL Bochum 1848)
Eduardo (SC Braga)

Defesas:
Bruno Alves (FC Porto)
Gonçalo Brandão (AC Siena)
Pepe (Real Madrid)
Miguel (Valência CF)
Paulo Ferreira (Chelsea FC)
Rolando (FC Porto)

Médios:
Deco (Chelsea FC)
João Moutinho (Sporting CP)
Maniche (Atletico Madrid)
Raúl Meireles (FC Porto)
Duda (Málaga CF)
Tiago (Juventus FC)
Eliseu (Málaga CF)

Avançados:
Danny (FC Zenit)
Hugo Almeida (Werder Bremen)
Nani (Manchester Utd)
Orlando Sá (SC Braga)
Cristiano Ronaldo (Manchester Utd)

Já não tenho pachorra para este gajo.
De jogo para jogo, saem e entram cinco, seis jogadores novos.
Agora é Orlando Sá, Eliseu, Duda, Gonçalo Brandão....
Como é que este gajo quer arranjar mecanismos, a mudar constantemente os jogadores?

Quanto é que este gajo ganha mesmo?

JC disse...

Amigo Nunca:
Estamos em sintonia...

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, após a saída de Scolari, isto ficou entregue a este animal. Como você diz, e bem, não há pachorra.

JorgeMínimo disse...

Cavalheiros:

Esta convocatória é sem comentários, a fazer lembrar aquelas do 1º ano do Scolari, só que nessa altura não havia fase de qualificação para disputar.

Lion Heart disse...

Gostaria de esclasrecer os Exmos condóminos deste espaço que a convocatória queiroziana tem a ver com o facto de o jogo, ao contrário do que foi anunciado, não ser particular e contar para a Carlsberg Cup.

Lion Heart disse...

Caro Nunca:

Farias?

JorgeMínimo disse...

Caro Vermelho Nunca:

Stepanov?

VermelhoNunca disse...

Não, nenhum desses está correcto.

JC disse...

Já não restam muitos mais.
Benitez?
Mariano?
Guarin?
Tomás Costa?

VermelhoNunca disse...

Benitez é a resposta correcta.

antes morto que vermelho disse...

nunca: benitez é o maior perna de pau que passou pelo fcp. ele e balboa são os maiores mistérios na liga sagres...
os bois também têm comissionistas a "enfiar" gato por lebre, se bem que neste caso, balboa foi consideravelmente mais caro!

darcheville: tomas costa é bom jogador, recordo-lhe um dos golos do fcp em alvalade, que é todo de uma jogada iniciada nele, depois de um tal grimi ter feito testes para a companhia nacional de teatro.
farias é também um dos maiores barretes da liga sagres, se bem que foi consideravelmente mais caro que o "perna de pau" do fcp!

antes morto que vermelho disse...

não acho a convocatória do queiroz má! quem é que falta?

bloguista disse...

Boa tarde,

Visitem o novo site de prognósticos desportivos e participem. Em breve teremos concursos com prémios.

http://apostamos.pt.vu