terça-feira, fevereiro 10, 2009

Livro de Reclamações

1 - Intolerável a tentativa de branqueamento do grotesco equívoco de Pedro Proença através da alusão ao pretenso penalty sobre Lucho!

2 - Afigura-se-me não só um ensaio ignóbil como intelectualmente desonesto.

3 - Ver penalty no contacto entre Reyes e Lucho é pretender "basquetebolizar" o futebol!
O toque do espanhol é tão evidente quanto o é a sua insuficiência para derrubar Lucho, pelo que, inexiste qualquer falta merecedora de castigo máximo.

4 - O futebol é um jogo de contactos e, neste particular, afasta-se inexoravel e irremediavelmente do basquetebol.

5 - Chegará a ingenuidade ou o facciosismo ao ponto de acreditar que um jogador, ainda para mais argentino, numa partida disputada em casa e frente a um arqui-rival cogitaria sequer abdicar de um penalty?!

6 - Lisandro demonstra bem que não!

7 - Há umas jornadas, o Benfica deslocou-se ao Restelo.
Na segunda metade, Júlio César toca em Suazo, o hondurenho continua a jogada e apenas alguns metros depois cai.
Todos foram, unânimes, em considerar estarmos perante uma simulação grosseira de Suazo.
Confesso que não percebo o critério de quem neste lance asseverou não ser penalty, apesar do contacto, e agora clama penalty no lance entre Reyes e Lucho, porque houve contacto?!

8 - Desta vez, o branqueamento começou mesmo durante a partida.
Se não fosse tão lamentável, seria um inevitável momento de esplendoroso humor.
Foi muito triste assistir ao servilismo de Rui Orlando durante a transmissão da Sporttv.
Aqui fica uma transcrição da desfaçatez com que abjurou em escassos minutos.
Quando aconteceu o tal lance entre Reyes e Lucho, afirmou o recto comentador:"E a verdade é que Lucho González sofre uma entrada de Reyes, mas o primeiro impulso é positivo. Ele acredita que tem possibilidades de conseguir atirar à baliza do Benfica, ou fazer com que um companheiro seja servido e, portanto, não caiu na tentação que muitas vezes os jogadores têm de se deixarem cair e fazer-se ao penálti, não é? Cá está o lance outra vez... ele tira o adversário do caminho, sofre um toque de Reyes, eventualmente, não suficiente para o derrubar, não suficiente para o retirar do lance, como de facto não foi, não é?
A verdade é que em muitas destas circunstâncias os jogadores não ajudam nada à verdade do jogo e, muitas vezes, deixam-se cair.
Portanto merecerá aqui um forte aplauso Lucho González, porque é uma atitude de fair-play, uma atitude positiva desportiva."
Depois quando sucede o vilipêndio do minuto 70, Rui Orlando diz: "Não toca. Não toca. Não há grande penalidade."
Volvidos cerca de 10 minutos, a partida é interrompida para assistência a Reyes e surge repetição da farsa.
E Rui Orlando, o que terá dito?
"E neste jogo, enfim, acaba aqui por emergir uma ideia que tem a ver, falámos nisso no momento em que Lucho González sofre uma falta que era grande penalidade, no início da partida. Segue a jogada,não a conclui e o árbitro não marca a falta e portanto, no fundo, digamos, não ajuizou também em função da queda do jogador, e ajuizou mal. Agora ajuizou em função da queda, e ajuizou mal." (transcrição retirada do blog "tertúlia benfiquista", cuja fidedignidade comprovo).
Simplesmente, lamentável!

9 - Mas, o branqueamento não se ficou por aqui.
Muito pelo contrário!
Usou-se, uma vez mais, uma solução concentrada de carbonato de sódio ou potássio muito potente.
Havia que fazer crer que o árbitro errou em igual medida para os dois lados.
Vai daí e toca de polvilhar os programas de discussão televisiva com lances cirurgicamente escolhidos para satisfazer o propósito.
Primeiro, elegeu-se uma entrada de Sidney sobre Lucho.
Sidney pisou o pé de Lucho - cartão amarelo!
Segundo, seleccionou-se uma disputa entre Fucile e David Luiz.
David Luiz e Fucile chocam, tão só.
É verdade que David Luiz levanta o pé, mas retira-o antes do embate com Fucile.
Apenas lixo tóxico, que nem embalado por facciosismos bacocos, apresenta susceptibilidade para servir o desiderato.

10 - Esta segmentação da realidade procurou reescrever a história e apagar um conjunto relevante de lances que tiveram como protagonistas jogadores portistas.
Aos 2 minutos, Bruno Alves tenta agredir Suazo com um pontapé.
Vermelho directo!
Alguém viu imagens deste lance? Não!
Na primeira parte, Fucile pontapeia Reyes na face.
Como há bola na jogada, cartão amarelo (sucede que apenas à sétima falta o uruguaio viu cartão amarelo).
Alguém viu imagens deste lance? Não!
Aos 57 minutos, Fernando derruba Suazo e na sequência Lucho pontapeia e pisa Suazo.
Vermelho directo!
Alguém viu imagens deste lance? Não!

11 - Muita discussão, tanta polémica, mas silêncio sobre o comportamento de Lisandro!
Depois admiram-se do quão diferente é o futebol inglês!
Fowler ou Wenger nunca teriam lugar no nosso pequenino futebol que, ao invés de verberar, ovaciona efusivamente a pantomina de Lisandro.

12 - Para quem nas últimas duas décadas viu um abdómen ser transformado em mão, um jogador ser considerado em fora de jogo após um passe de um adversário, um lançamentos de linha lateral a ser executado dentro de campo, umas quantas simulações dos jogadores da casa serem ardilosamente tidas como penaltys, umas quantas expulsões de jogadores do Benfica incompreensíveis e umas quantas grandes penalidades contra a equipa da casa serem perdoadas, só pode compreender o "erro" de Pedro Proença.

13 - Tão ou mais grave que o delito de Proença foram as declarações de Jesualdo sobre o jogo e o lance da grande penalidade a favor do Porto.
Tragicamente esquizofrénicas.

14 - Como já o haviam sido após o Sporting-Porto para a Taça da Liga.
O Porto foi goleado e Jesualdo afirmou ter cumprido os objectivos que estabeleceu para a partida?!

15 - A selecção nacional joga com a Finlândia, esta quarta-feira, um particular de preparação para o decisivo embate com a Suécia.
Analisemos a convocatória de Queirós:

Guarda-Redes

Eduardo e Daniel Fernandes

Se com a chamada de Eduardo concordo plenamente, pois que o considero o guarda-redes com melhor desempenho no que vai jogado de Liga Sagres, já com a convocatória do Keeper do Bochum não posso deixar de divergir.
Preterir Beto parece-me, profundamente, iníquo.

Defesa Direito

Miguel

Convocar Miguel não é, propriamente, uma surpresa, mas a ausência de Bosingwa é-o.
E sendo-o não se alcançam razões justificativas.

Defesa Central

Bruno Alves, Rolando e Pepe

Pepe e Bruno Alves assumem-se como escolhas lógicas e naturais face ao impedimento, por lesão, de Ricardo Carvalho.
Pelo contrário, prescindir de Fernando Meira em favor de Rolando apenas se percebe numa lógica de renovação.
Zé Castro ou Nunes seriam outras possibilidades.

Defesa Esquerdo

Paulo Ferreira e Gonçalo Brandão

O futebol português padece de um deficit estrutural de laterais esquerdos.
Queirós reconheceu-o e procurou encontrar soluções de raiz.
Chamou Antunes, mas rapidamente concluiu que a adaptação de Paulo Ferreira seria um mal menor.
Gonçalo Brandão insere-se na lógica "Indiana Jones em busca do lateral esquerdo perdido".
Marco Ramos do Lens e Tiago Pinto podem ser os senhores que se seguem.

Médio Defensivo/box to box

Maniche, João Moutinho, Tiago e Meireles

Petit renunciou à selecção e Veloso ao futebol, pelo que escasseiam outras opções.
Seguindo o tal princípio de renovação, Ruben Amorim, Bruno China e Ruben Micael são nomes equacionáveis.

Alas

Cristiano Ronaldo, Nani, Eliseu e Duda

Quem tem Ronaldo, Nani, Quaresma e Simão, não necessita de ensaiar quaisquer outras soluções!

10

Deco e Danny

O universo da escolha coincide com o universo dos seleccionáveis

Ponta de Lança

Hugo Almeida e Orlando Sá

O outro problemas estrutural do futebol português.
Também, neste particular, Queirós busca novas e mais eficazes soluções.
Nuno Gomes, Postiga, Makukula ou Edinho seriam as opções mais óbvias para acompanhar Hugo Almeida.
Queirós preferiu o inesperado Orlando Sá.
Trata-se, apenas, do 5º avançado do Sp. Braga!
Já, agora, por que não Anselmo ou Éder?!

12 comentários:

JorgeMínimo disse...

Caro Sr. Administrador:

Um penalty mal marcado é grave, mas não decisivo. Como exemplo disto temos o penalty assinalado contra o Sporting na Madeira, com o Nacional. O Rui Patrício defendeu e o Sporting acabou até por empatar o jogo quando o perdia. O que é decisivo, é um "fiscal de linha" assinalar golo, numa bola em que não há certeza que tenha entrado. Aí, por mais que se queira já não há nada a fazer. Foi dada vantagem a uma equipa em relação à outra.

antes morto que vermelho disse...

dasssssssssss, este conjunto de escarros, vómitos e arrotos, são de um autêntico mestre da grunhice!
impressionante!!
as barbaridades de tueba ao lado "disto" são autênticas pérolas, um grunhet como eu, ao lado destes espasmos anais, é o mesmo que me chamarem pitagoras!

impressionante!!!! este bermelho é o bynia da loucura descontrolada.

antes morto que vermelho disse...

é inquietante a loucura de bermelho... alguém lhe dê uns prozac's ou então com uma bigorna na mona.

VermelhoNunca disse...

Inacreditável e lamentável.
E Calimeros são os outros!!!

JC disse...

Não tendo assistido ao jogo entre o FCP e o SLB, não posso ajuizar dos demais lances aqui trazidos à colação pelo Amigo Vermelho.
Sobre os lances que vi, já ontem emiti opinião.
Ao tomar agora conhecimento dos demais lances que o Amigo Vermelho enuncia, foi, de facto, uma verdadeira palhaçada a arbitragem do Snr. Pedro Proença.
À imagem do que já tinha sucedido no SCP-FCP para a Taça de Portugal.

No mais, concordo inteiramente com os comentários feitos à convocatória de Queirós, o "alimentador da vaca".
Preterir Beto, do Leixões, é incompreensível, e mesmo deixar Quim de fora não me parece justificável.
Também estranho as ausências de Bosingwa, Meira, Nuno Gomes e Postiga.
E a ideia de levar Orlando Sá, da equipa B do Braga, só pode ser anedota...
Eliseu nem sequer conheço e quanto a Duda, não percebo a ideia, quando na selecção pontificam tantos e tão bons estremos.

LionHeart disse...

E como consta na imprensa pasquinal de hoje, Duda vai ser dcefesa esquerdo e Pepe trinco.

E o burro é quem?
Não sei, mas dou uma ajuda. Como a selecção é uma vaca, mal se descubra o burro pode fazer-se o presépio, embora fora de horas, já mais carnavalesco quer natalício.
Sugiro Madail para Nossa Senhora.

Jimmy Jump disse...

Amigo Vermelho, faço meu o teu livro de reclamações.
É de facto medonho verificar a enormidade de mentecaptos amaricados que vociferaram a existência de um penalty que ficou por marcar no lance de Lucho.
Por razões óbvias amigo Vermelho jamais se poderá imputar o ónus da desonestidade intelectual àqueles sujeitos.

Há que sublinhar a postura de Jesualdo no futebol português (desde que chegou ao Porto) sobretudo pela sua coerência, por aquilo que representa. Os expoentes máximos recentes da mesma estão patenteados em três situações:
1- Análise ao mergulho de Lisandro que aos olhos do sujeito supra só foi possível pela existência da mão de Yebda no abdómen do argentino.
Contraria as leis da física, todavia em conformidade com a figura de Jesualdo;
2- As suas declarações, seguidamente à abada que a equipa b do Porto levou em Alvalade;
3-A fugidinha amuada, quando o jornalista da RTP lhe confrontou com o facto de o Porto ter sido beneficiado em Braga.

As palavras de Orlando são simbólicas relativamente à persistência do famigerado lápis azul na pertença cultura democrática e abnegada dos nossos jornalistas.

Quanto a Queirós amigo Vermelho, dizer que apesar de não apreciar as suas qualidades enquanto treinador o mesmo não poderei dizer dos seus atributos criativos.
Só com tamanho engenho se poderia obter tal convocatória.
Infelizmente, nem todas as invenções se aguentam de pé.

VermelhoNunca disse...

Aprecio este senhor e a sua paixão pelo Getafe, embora treine só e apenas o Maior Clube do Mundo:

"O treinador do Benfica, Quique Sánchez Flores, admitiu que pode regressar a Espanha 'a qualquer momento', bastando para tal que coincida a sua vontade com 'a necessidade' de qualquer equipa da Liga espanhola, 'em qualquer momento de qualquer temporada', frisou.

Quique, que tem contrato com o Benfica por mais uma época, esteve na órbita do Atlético de Madrid e também surgiram rumores de que poderia ingressar no Getafe. Em declarações ao portal Terra, Quique explicou que mantém uma 'grande amizade' com o presidente Ángel Torres: 'O que vivi lá foi algo mágico e não há motivo para escrever uma página diferente'.

Zex disse...

Este post é o mais nojento de sempre.
Trata-se de um escrito ressabiado, mentiroso, parcial, triste, arrogante e viscoso.
Não o vou comentar mais porque não merece tal o nojo que do mesmo emana.
Uma enorme falta de respeito e uma grande desilusão !
Para mim, foi a gota de água deste espaço moribundo.
Agora só Betclick !
Adeus

VermelhoNunca disse...

Para os especialistas da arbitragem, que aqui desenterraram o baú das lamentações, aqui coloca a opinião, que várias vezes o administrador publica, em defesa da sua opinião:
"18' Há grande penalidade no contacto entre Reyes e Lucho na grande área do Benfica?
Jorge Coroado

-

Reyes pisou e prendeu o pé direito de Lucho, fazendo penálti. O médio portista não foi artista, procurando jogar a bola e não ficar no solo como outro faria. Nas grandes penalidades não há lei da vantagem.
Rosa Santos

-

Aqui sim. O árbitro deveria ter marcado penálti, atendendo a que houve contacto. É verdade que o jogador do FC Porto não caiu, mas nas grandes penalidades não se dá lei da vantagem. Erro grave.

António Rola

+

Lucho sofreu um ligeiro toque no pé, desequilibrando-o. No entanto, não o impediu de continuar com a bola e em perfeitas condições de a jogar. Concordo com a decisão do árbitro ao nada assinalar.


Palos vistos há mais adeptos do basquetebol...

JC disse...

Estou a notar alguma susceptibilidade no condómino Zex.

Se os demais condóminos dizem o que lhes vai na alma sobre os lances polémicos nos vários jogos de futebol, quando os respectivos clubes estão em causa, terá de se admitir - penso eu - que o Amigo Vermelho também manifeste o que sente sobre esses mesmos lances.
Não vislumbro qualquer falta de respeito por parte do Snr. Administrador mas apenas um desabafo seu - e está no direito de assim desabafar!

JC disse...

Afinal, o Benfica tem só 2,9 milhões de adeptos, e não 6 milhões.

"Benfica o clube português com mais adeptos

Um estudo divulgado esta quarta-feira, levado a cabo pela empresa alemã «Sport+Markt», comprova que o Benfica é o clube português com mais adeptos. Porém, os «encarnados» ocupam apenas o 32.º posto desta hierarquia a nível mundial.

Segundo o estudo, levado a cabo junto de 9.600 adeptos de futebol 16 países diferentes, o Benfica tem 2,9 milhões de adeptos, seguido do FC Porto, que é 44.º, com 1,9 milhões. O Sporting surge na 47.ª posição, com 1,8 milhões de adeptos.

No topo está o Barcelona, com 44,2 milhões, seguido do seu «rival» Real Madrid, com 41 milhões.

Eis o «ranking»:
1. Barcelona, 44,2 milhões
2. Real Madrid, 41 milhões
3. Manchester United, 37,6 milhões
4. Chelsea, 25,6 milhões
5. Zenit São Petersburgo, 23,9 milhões
6. Liverpool, 23 milhões
7. Arsenal, 21,3 milhões
8. AC Milan, 21 milhões
9. Bayern, 19,8 milhões
10. Juventus, 17,5 milhões
11. CSKA Moscovo, 11,1 milhões
12. Inter Milão, 10,3 milhões
13. Olympique Lyon, 9,4 milhões
14. Olympique Marselha, 9,4 milhões
15. Galatasaray, 9 milhões
16. Spartak Moscovo, 8,1 milhões
17. Fenerbahce, 7,3 milhões
18. Wisla Cracovia, 6,5 milhões
19. Ajax, 6,5 milhões
20. Dínamo Moscovo, 5,7 milhões
(...)
32.º Benfica, 2,9 milhões
44.º FC Porto, 1,9 milhões
47.º Sporting, 1,8 milhões