sábado, outubro 20, 2007

Análise ao Benfica-Setúbal

Estádio da Luz, em Lisboa

Árbitro: Jorge Sousa (Porto)

Benfica: Quim; Luís Filipe, Luisão, Zoro e Miguelito; Katsouranis e Binya; Nuno Assis, Di Maria (Adu, 71m) e Fábio Coentrão (Yu Dabao, ao int.); Bergessio (Mantorras, 71m)

Suplentes não utilizados: Bruno Costa, Miguel Vítor, Romeu Ribeiro e Andrés Diaz

V. Setúbal: Eduardo; Janício, Robson, Auri (Hugo, ao int.) e Adalto; Sandro, Elias e Ricardo Chaves; Leandro Branco, Paulo Roberto (Edinho, 72m) e Matheus (Bruno Gama, 57m)

Suplentes não utilizados: Milojevic, Jorginho, Bruno Ribeiro e Filipe

Ao intervalo: 0-1

Disciplina: Cartão amarelo Miguelito (41m), Janício (63m), Luís Filipe (66m), Elias (70m), Zoro (84m) e Katsouranis (90m)

Marcadores: 0-1, Matheus (11m); 1-1, Adu (93m)

Resultado final: 1-1.




Benfica e Setúbal empataram a um golo, em jogo a contar para a Taça da Liga.
Camacho cumprindo as premissas que enunciara na pretérita sexta-feira - limitações regulamentares, obrigatoriedade de utilização de 5 jogadores que tenham jogado nos 2 últimos jogos, e a perspectiva da Taça da Liga como uma competição própria para rodar jogadores - apresentou uma equipa composta por jogadores menos utilizados - Quim, Luís Filipe, Luisão, Zoro e Miguelito, Binya, Katsouranis, Assis e Coentrão, Bergessio e Di María.
E, diga-se que as melhorias evidenciadas em relação à Amadora foram sensíveis.
Ainda que tenha saído para o intervalo a perder, fruto de um golo de Matheus no dealbar da partida, o Benfica realizou uma exibição bem agradável, à qual apenas faltou a competente materialização.
Outro onze, os mesmíssimos problemas na finalização.
Com excepção do quarto de hora inicial, no qual o Benfica ostentou um futebol confuso, adormecido e sem ideias, os encarnados controlaram de modo integral a primeira metade da partida.
O Setúbal logrou um golo e retraiu-se, ao ponto de terem sido raras as ocasiões em que invadiu o meio-campo defensivo do Benfica.
A posse de bola no final da primeira parte - 69% para o Benfica - elucida do domínio exercido pelos encarnados.
Em desvantagem logo aos 11 minutos, o Benfica reagiu, assumiu o império do jogo e sempre que logrou imprimir velocidade, criou perigo.
Foi assim aos 19 minutos por intermédio de Bergessio, aos 30 por Katsouranis e aos 33 por Nuno Assis.
Nestes lances um dominador comum - Di María, que revelou ser uma mais-valia a actuar na posição 10.
Ao intervalo, Camacho acertou no elemento a sair e naquele que o devia substituir (Yu Dabao entrou para o lugar de um desinspirado Coentrão), mas o certo é que ao derivar Di Maria para a ala esquerda, amputou o processo ofensivo de um organizador e a equipa perdeu fluidez e consistência atacantes.
Ainda para mais, Di María, que se vinha a pautar como um dos melhores elementos em campo, como que se eclipsou.
Aliás e como consequência das alterações introduzidas, o Benfica acercou-se muito menos vezes da área setubalense e com muito menos perigo!
Neste período, o Benfica denotou enormes dificuldades para gizar lances com princípio, meio e fim, jogando mais com o coração do que com a cabeça.
Por seu turno, o Setúbal estendeu-se ligeiramente mais no terreno e num punhado de lances de bola parada, todos com a chancela de Adalto, podia ter ampliado a vantagem, mormente num cabeceamento de Ricardo Chaves que saiu a rasar o poste direito da baliza de Quim.
Perante o obscurecimento de Di María e a inépcia concretizadora de Bergessio, Camacho lançou mão de Freddy Adu e Mantorras.
O cariz da partida pouco ou nada se alterou, mas o certo é que a opção por Adu viria a revelar-se fecunda (Mantorras demonstrou que o seu processo de reabilitação ainda se encontra longe da conclusão).
Isto porque, no período de compensação, Adu fez o empate, num belo remate cruzado, que trouxe um mínimo de equidade ao resultado.

22 comentários:

Antes morto que vermelho disse...

não vi o jogo com atenção, mas pareceu-me que tirando o assassino ranis, o resto da lampionada não joga nada... achei estranho o cabeça bicuda ter mandado poucas gasosas...
o que me preocupa é o pasquim, a bola, inventar que o MU está interessado no di maria. mais um assunto para eles "paparem" (que "papam"), e como diz o nunca, o resultado perante o setubal "... não interessa para nada". demostra dos dirigentes (se calhar o "inclinado"), uma capacidade sofrível, para "guiar" os 6M... e o que mais me espanta é que: eles engolem!

VermelhoNunca disse...

Limitei-me a ver o jogo do Sporting, onde o Fátima foi um justo vencedor.
Quanto ao jogo do Setúbal, não posso opinar.

Lion Heart disse...

Estou deveras perocupado.
Se com o Fátima, que tem um Bispo, foi o que foi, agora em Roma, próximo do Vaticano, com Papa a sério e tudo como vai ser?
Confirma-se a tendência dos jogadores para serem anjinhos. E acho que nem o facto de o treinador ser Bento os vai safar. É que inteligentemente a AS Roma, tem o público que vai ser o 12º jogador, já comprou o trio de arbitragem norueguês (13º, 14º e 15º jogadoers) e à cautela ainda tem lá um Bento XVI.

Antes morto que vermelho disse...

rato: está com medo do jogo de roma e "defende-se", já com a arbitragem (não vá a lagartagem levar uma sova), lindo!

JC disse...

Palavras agoirentas de AMB a semana passada, na Tribuna do Bitaite:

"Relativamente ao Sporting - Fátima, o resultado também não será outro a não ser a vitória (folgada até) do Sporting, tenho 100% de certeza."

Estou em crer que o Paulo Bento decidiu perder de propósito com o Fátima, como já haviam feito, aliás, Manuel Machado e Jesualdo Ferreira, para assim evitar a sobrecarga de jogos.
E como o próprio Camacho tentou fazer na Amadora mas o árbitro, maroto, não deixou, para assim obrigar o Benfica a mais uns joguitos.
Parece que com o Setúbal, Camacho também havia dado instruções aos jogadores para perderem mas o Adu, que não percebe espanholês, não compreendeu a mensagem.

cavungi disse...

Um grande fim de semana desportivo este.
Kimi Raikkonen campeão do mundo contra os Batoteiros/Espiões da Mclaren (que não desistem, e querem ganhar na secretaria o que não conseguiram em pista)e a Africa do Sul campeã do mundo de rugby.
Espero que Hamilton seja tantas vzes capeão como David Coultherd...

vermelho disse...

amigo cavungi:
Parabéns pela vitória da África do Sul no Mundial de Rugby!
E associar-me aos festejos de mais uma vitória da Ferrari e da primeira de Kimmi.

vermelho disse...

amigos:
não se esqueçam de formular os vossos palpites no Memorial Zandinga.

JorgeMínimo disse...

Caro Cavungi:
Grande vitória do nosso Kimi contra tudo e contra todos.

Lion Heart disse...

Só os vermelhos lêm o pasquim e as notícias dos vermelhos (benfica e MU)
Para quem dizia que antes morto que vermelho...
O Morto falou ?
Feio.

cavungi disse...

Coulthard!

Antes morto que vermelho disse...

rato: engraçadinho... tipo cavu, dois palermas!

cavu: o alonso não foi roubado?

JorgeMínimo disse...

Caro Primata:
Quem faz 2/3 da época num carro que foi beneficiado por existir espionagem industrial, não-me parece que tenha sido roubado.

Antes morto que vermelho disse...

ínfimo: mas essa espionagem nunca ficou bem provada, ou não? qual foi o papel do alonso no meio de tudo?
eu não ligo muito a f1, por a achar monótona e por não ter sportv, gosto muito mais de motogp.
só acho piada ao kimi porque, quando o schumacker recebeu um prémio sem a presença do kimi, e lhe perguntaram onde é que ele estava, o maluco disse que estava a cagar! além de ser apanha do a conduzir bêbado várias vezes.
Eu era fã da Williams, mas houve uns carroceiros que se encarregaram de estragar aquilo tudo: o schumacker irmão (o pior condutos de f1 dos últimos tempos) e o montoya (só valia nos eua).

JorgeMínimo disse...

Caro Primata:
O Alonso directamente não tem culpa, mas a espionagem ficou provada.

JC disse...

Não sei porquê -será da sua condução fria e calculista? será da sua cara de chuchu? será porque não tem pescoço? será por causa do queixo comprido, a parecer filho do Jay Leno? - detesto o Alonso.
Assim, regozijei com a vitória de Raikonen no Campeonato de Fórmula 1.

Antes morto que vermelho disse...

mas quem é o kimi?? um novato! que "pregaminhos" apresenta ele? que experiência possui? voces só gostam dele por ódio/inveja do alonso e por o lewis ser desconhecido... ah! e aquela adoração que muita gente tem pela ferrari, que não se compreende...

Zex disse...

Por que razão não houve palavra alguma para o jogo dos lagartos, sr. blogger ?
Essa mania de V. Exa de só ver vermelho !
Acho graça que certos senhores agora venham falar bem do Kimi. Nunca disseram nada sobre este horroso desporto e agora falam !Andam caladinhos, com a excepção de cafungo, e depois vêm com conversa de merda. Já no ano passado, quando o Liverpool ganhou ao Chelsea na meia final da Champions, a que só alguns chegam, todos vieram festejar !
E quando o Liverpool perdeu com o Marselha em casa, nada se diz !
É muito triste !
Por acaso, valha-nos o Nunca e o N'kama que se distanciaram desta turba (não turbe, como dizem outros) e tiveram personalidade firme.
Do acólito já se esperava, já que é desprovido de vontade desde que nasceu e, por isso, vai sempre na onda que mais interessa, mas do blogger e de Jesus Cristo não contava esta colagem ao o "mainstream" !
Esta conversa do amor pela Ferrari é tipicamente lampião ! Se atentarem, grande parte dos lampiões gostam sempre muito da Ferrari. Bom, mas pelo menos esta última ganha qualquer coisa.
E, já agora, o que é feito do brilhante carro do Benfica de Fórmula 1, ou outra, que vinha, há tempos, na primeira página da bola ?

Antes morto que vermelho disse...

zex: não se esqueça: "A Bola vende fé!" não foram estas as palavras de um idiota benfiquista qualquer?
Se a bola aparecer com uma capa a dizer que o benfica vai participar, na india, num campeonato de corridas de elefantes (em que o elefante vai ser montado pelo Ibrahim Apu, um local, que é sócio lampiuão desde que nasceu)... eles acreditam!

cavungi disse...

Kimi começou em 2001 num Sauber.
Foi vice campeão em 2003 e 2005.
Ganhou com grande mérito em 2007.
A Mclaren desde 1999 que não é campeã nem tem um carro ganhador.
Só o teve quando copiou os Ferraris.Está mais que provado.Os incompetentes.
Tambem gosto do Nhol mas a Ferrari é a Ferrari.
E foi lindo ver o batoteiro do Ron Dennis a enfiar a carapuça do titulo.
O seu protegido, só serviu para que Alonso não fosse campeão.
Se o idiota do puto de reduzisse á sua condição de rookie e de 2º piloto talvez Alonso teria ganho.
Quis competir de igual com um bi-campeão mundial.
Razão tinha o Niki Lauda...

cavungi disse...

O meu desejo é que Lewis Hamilton volte para piloto de testes.E que o Luis filipe seja dispensado em Janeiro...
O pior lateral direito do SLB depois de Okunowo.

Jimmy Red disse...

Devo confidenciar que nunca admirei tanto Fátima como agora. Ando efectivamente a render-me aos seus atributos milagreiros; quem mais tem o condão de pôr um sorriso na cara de um benfiquista após um empate injusto: Fátima, obviamente.
Relativamente à F1, tenho realmente pena que Alonso não tenha conquistado o seu tricampeonato, numa corrida onde foi simplesmente assombroso o domínio da equipa italiana.
Para o ano há mais!