terça-feira, dezembro 15, 2009

A propósito do SLBenfica-Porto - Um Retrato muito curioso de José Veiga por Carlos Severino

Vem aí mais um Benfica-Porto, numa época em que os encarnados sonham com o título que lhes foge desde 2005. Há 4 épocas que é o Dragão a dominar. A última conquista do Benfica foi no ano em que José Veiga era o director para o futebol. A sua influência foi decisiva para o êxito benfiquista. De resto, como foi nas conquistas dos campeonatos ganhos pelo Sporting (2) e pelo Boavista.

Curiosamente, no jogo da época 2004/05 o Benfica até perdeu por 1-0, com Benny Mcharty a gelar a Luz.Veiga, nessa época, só não conseguiu trocar as voltas a Pinto da Costa naquele jogo.

Conheci José Veiga quando em 1995 andava ele por Alvalade a tentar "desviar" Figo dos Leões, num tempo em que o Sporting ameaçava o Porto na liderança do campeonato, muito por influência do antigo nº 7 leonino. Sousa Cintra, então Presidente, nem queria ouvir falar "nesse Vêga"! O caso tornou-se de tal maneira intrincado, que os adeptos leoninos chegaram a querer bater em Figo. Eu fui um dos que se colocou à frente para evitar o pior, conforme retrata a foto de 1ª página da edição de Record daquele tempo. Figo assinou contrato com Inter e Parma, mas acabou por ir parar ao Barcelona, depois de uma "caldeirada" que meteu a UEFA pelo meio. O Sporting não só perdeu o campeonato para o Porto, como recebeu uma quantia ridícula pela transferência de Figo.

Em 99/2000, a trabalhar em pleno com o Sporting, José Veiga trouxe uma série de jogadores como Shemaichel, uns quantos sul-americanos e, também, o italiano Matterazi para treinar a equipa. O investimento foi grande mas os resultados não eram nada satisfatórios. O Presidente José Roquete fez então uma revolução. Despediu o treinador, mudou SAD onde estavam Paulo Abreu e Dias Ferreira, e chamou Luís Duque. Por via de tudo o que aconteceu, Veiga era "persona non grata" em Alvalade.

Após muitas insistências, Veiga conseguiu chegar à fala com Duque. E foi tão convincente com as propostas que fez, não para trazer jogadores mas para "ajudar" na tão almejada conquista do título, que o então Presidente da SAD leonina lhe abriu a porta.

Pelos resultados, a estratégia, toda aplicada na sombra, resultou em cheio. Veiga, qual bom aluno, usou as mesmas armas para combater o seu "professor", que quando deu por ela já era tarde demais. Foi até ao fim para não correr riscos e nem faltou um "incentivo" ao Gil-Vicente para vencer o FC Porto na última jornada, que foi cumprido parcialmente.

O "receptor da mensagem" acabou por satisfazer a pretensão, mas nem foi preciso porque o Sporting ganhou ao Salgueiros. Talvez por isso acabou por ser o único dos Gilistas, que só tiveram o seu "prémio" no ano seguinte após terem recebido e perdido com o Sporting por 2-0, a não ver rigorosamente nada, apesar de ter a fama de até ter bisado no recebimento da compensação. Mas essa é uma "estória" para contar noutra altura com o nome da personagem.

Na época seguinte José Veiga negociou uma "camioneta" de jogadores para o Sporting como J. Pinto; Paulo Bento; Dimas; Bruno Caires entre muitos outros, e depois, por causa dos resultados menos bons dos Leões, virou-se para o Boavista "ajudando", sempre nos bastidores, o Major e seu filho na conquista histórica do campeonato.

No ano seguinte voltou a sua colaboração, de novo, para o Sporting estando na transferência de Jardel para Alvalade e ajudando, de novo na sombra, na conquista de mais um título nacional.

Na temporada de 2002/03 José Veiga vira-se para o Benfica. Começa por retirar força ao Sporting acenando a Jardel com expectativas de uma mudança que deu no que deu. Continuou a trabalhar na Luz e já na época 2004/2005, como Director do Futebol encarnado, consegue levar o Benfica à conquista do título que já lhe fugia há 11 anos, jogando tudo por tudo com os diversos agentes para conseguir o desiderato.

As "estórias" que se contam podem ser realidade ou ficção, mas José Veiga tem o mérito de ter conseguido ser o verdadeiro e único adversário à altura de Pinto da Costa, após ter aprendido como se faz com o Presidente dos Dragões.

Veiga "roubou" 4 títulos ao Porto com 3 clubes diferentes! Mas por onde anda agora? No entanto quem continua na mó de cima, mesmo contra ventos e marés, é Pinto da Costa e, como quase sempre, sem adversário o que acentua, ainda mais, o mérito que tem nos êxitos do FCP.

O Benfica-Porto do próximo domingo vai definir muito do futuro do campeonato.

Se o Benfica pode viver sem Veiga, pode. Mas não é a mesma coisa.

8 comentários:

editor69 disse...

Também foi Veiga que deu a vitória aos Aliados na 2ª guerra mundial...yeahhhh right!

JJJ disse...

Veiga deu um título ao BEnfica???? LOL

Ou será que foi Trapattoni e o Apito Dourado?

Mestrecavungi disse...

Nesta história só se fala de gente pouco recomendável.
Se relerem bem o artigo não há um unico nome que seja merecedor de algum credito!
Que trsiteza este pobre e podre futebol português!
De qualquer modo sempre prefiro que o Benfica viva sem Veiga.
Ele qsf todo!

Jaime disse...

Ou seja, podemos ser um clube corrupto desde que ganhemos campeonatos?
Tenham paciência, mas o Benfica não é isso e não queiram fazer dele o que não é...

No.Worries disse...

Sinceramente é uma história sem o minimo interesse para o Benfica e para os benfiquistas, mas o autor do texto e dono do blogue é que sabe.

O estranho (só espero que o autor do mesmo não sinta necessidade de explicar!) é alguém que escreve num blogue sobre o Benfica, que em principio deverá ser do Benfica, o que andava a fazer por alvalade ao ponto de proteger um jogador do zmerding!
Se calhar não é só o veiga que não tem clube fixo...

Esta tirada então é digna de qualquer andrade corrupto:
"No entanto quem continua na mó de cima, mesmo contra ventos e marés, é Pinto da Costa e, como quase sempre, sem adversário o que acentua, ainda mais, o mérito que tem nos êxitos do FCP"

hehehehe, mas quem escreveu isto esteve em coma nos ultimos vinte e tal anos? Esteve fora do paìs?!? Sabe que esse corrupto pagou viagens a árbitros? Lhes forneceu putedo? Os recebeu em casa para um café e um envelope? Manipula adversários e comunicação social duma forma vergonhosa? è este o mérito do desgastado dirigente? Ou é este tipo vitorias forjadas que quer para o maior clube deste país?!?
Só faltou dizer que o sonho era ter o peidoso corrupto como presidente do Benfica e o veiga como director desportivo...

Com benfiquismo destes os adversários podem dormir descansados...

No.Worries disse...

Desculpa mas só depois de publicar o comentário é que vi que o texto é de um tal severino... como essa referência está no titulo e não no fim, não tinha percebido.

Portanto mantenho o meu comentário anterior, óbviamente sem as referências ao autor do blogue que não é o autor do texto patético.

De qualquer forma, eu enquanto benfiqusita jamais colocaria um texto destes no meu blogue.

Tony disse...

Este artigo não pode ser levado a sério e o tempo que vou usar a comentá-lo dedico-o a ao grande Senhor que está a desempenhar as funções (com muita categoria) do protagonista.
Vamos começar pelo princípio e dizer que não tenho conhecimento de o actual Director Desportivo ter problemas fiscais, ter suportado qualquer outro clube de invergadura e saber menos de futebol do que o seu antecessor.
No que diz respeito a o Benfica ter ganho o campeonato em 2005 acho estranho depois de uma análise tão detalhada ter omitido um facto muito importante - Nesse ano os árbitroa andavam todos AI TIA, AI TIA devido às investigações do Apito Dourado.
Se o Benfica podia viver sem Veiga - claro que podia mas com muito mais tranquilidade!

vermelhosempre disse...

Este snr Severino é um verdadeiro ATRASADO MENTAL...