terça-feira, janeiro 17, 2006

Mercado

Foi, hoje, anunciada a contratação de Marcel pelo SLB.
Para além de enfatizar o fétiche de Vieira, Veiga e Koeman pela letra M - dos cinco reforços de Inverno apenas Laurent Robert apresenta nome não iniciado por aquela letra - cumpre tecer algumas considerações sobre a valia deste jogador.
Tal como muitos outros, entre eles o meu amigo Carlos, muitas foram as tardes em que vociferei nas bancadas do Cidade de Coimbra em direcção ao Marcel - tantos impropérios lhe lançamos, tantos e clamorosos golos ele falhou.
Vi jogar Marcel em muitos jogos e a imagem que dele guardo é de um jogador com capacidades físicas muito acima da média e dotado de um fortíssimo e bem direccionado pontapé.
Penso que as considerações acerca do valor de Marcel foram muito empoladas pelos media, sendo que a generalidade da opinião pública nelas foi acreditando, limitada que estava a visionar os resumos das partidas.
Marcel, enquanto jogador da Briosa, demonstrou ser um jogador lento, pesado, limitado nas suas movimentações, perdulário e com um jogo de cabeça limitado para a sua estatura.
Espero e desejo que Marcel, na flor dos seus 24 anos, evolua a ponto de se tornar um clone assemelhado a Adriano de quem se reivindica comparável.
Jogando num esquema de dois pontas de lança, mais fixo na área, com outra motivação, poderá entorpecer o seu deficit de mobilidade e potenciar o que de melhor o seu futebol tem para apresentar - presença física e potencia de remate.
Marcel terá que melhorar e muito o seu ratio de produtividade, pois que foram mais do muitos os jogos em que necessitou de várias oportunidades para concretizar.
O seu jogo de cabeça, verdade seja dita, foi pouco ou nada explorado ao serviço da Briosa, mas quando o foi não deixa saudades. Espero que seja só uma impressão... (não marcou qualquer golo de cabeça ao serviço da Briosa...).
Não se trata de um valor seguro, mas sim de uma aposta num jogador com escola de selecção brasileira e com predicados físicos e técnicos bastante aceitáveis.
Uma aposta de risco, concluo eu.

2 comentários:

Vermelhona disse...

Tou esfuziante pela brevidade da sua resposta, Camarada Vermelho, bem vejo que está sempre atento. Gosto disso. Mas fico temerosa pela sua análise do nosso novo recruta. Oxalá, seus receios, desta vez, não se concretizem.
Beijos e agradecida pela prontidão do seu comentário.

carlos disse...

Não acredito em bruxas mas que as há, há...
O que se passa, afinal?
Como é que a Académica empresta???? ao SLB o seu melhor jogador???
O que se passou com a contratação do Moreto?
Como é que se contrata um jogador (Fontes) a uma equipa (Setúbal), com quem se diz ter boas relações, e depois, atendendo a que não iria ter lugar no plantel principal, se empresta o mesmo a outra equipa (Paços de Ferreira), concorrente da primeira, em vez de se deixar o gajo jogar até final na outra equipa (Setúbal)?
E o que se passa com as contratações do Robert, Manduca e Marco Ferreira? Três jogadores para a posição do titularíssimo Simão?
Só se compreende se este estivesse para ser vendido....
Mas então garantia-se primeiro a venda do Simão e depois é que se avançava para as outras contratações!!
E como é que o Benfica, que foi campeão o ano passado, contrata 12 jogadores novos para este ano sem que praticamente ninguém tenha saído (os que sairam nem contavam para a equipa, à excepção do Dos Santos?)
Será que temos o benfica transformado num entreposto comercial de jogadores?
Que nuvem envolve estas contratações do Benfica?
E com que dinheiro é que se estão a pagar estas contratações e respectivos ordenados?
Gostava de perceber estes mistérios...