quarta-feira, dezembro 06, 2006

Artigo de Opinião do Condómino Fura-Redes

Também eu pressionado com imensos afazeres laborais e questões prementes de carácter pessoal, como é do conhecimento do Administrador, farei esta semana um pequeno comentário, pois bem sei que o dia está reservado para as emoções de mais logo da Champions bem como para o rescaldo do jogo do Sporting que á hora que redijo este texto está no seu início (Força Sporting).
Limitar-me-ei a um pequeno comentário sobre a jornada passada e sobre assuntos da actualidade, por manifesta falta de tempo e, também, de inspiração mas não queria deixar de cumprir a obrigação que assumi perante o nosso prezado Administrador.

Depois das jornadas em que os ditos grandes obtiveram resultados idênticos, tempo para a jornada dos derbis.
Primeiro em Lisboa depois no Porto e com resultado coincidente.
Em Alvalade ganhou a equipa visitante; no Porto ganhou a equipa visitada.
Em Alvalade golos na 1ª parte, no Dragão golos apenas na 2ª.
No derbi nortenho duas equipas com quem o Sporting não tinha perdido e de quem o SLB tinha sofrido derrotas com três golos.
Em Alvalade e no Dragão marcaram golos ex-jogadores do Sporting (Simão e Quaresma).
Marcaram, também, jogadores que estiveram quase para, nesta altura, não fazerem parte dos planteis das equipas vencedoras, Simão e Postiga.
Fernando Santos venceu um jogo perante uma equipa de que já foi treinador, o mesmo sucedendo com Jesualdo, embora este tivesse orientado o B.F.C. por pouco tempo.
Paulo Bento e Jaime Pacheco perderam perante equipas que já representaram e nas quais conquistaram títulos nacionais.
Pacheco vê o seu BFC (Bou-te Foder as Canelas) afundar-se, para tal contribuindo um guarda-redes que se devia chamar Tadhim.
Paulo Bento vê o Sporting atrasar-se perante um concorrente directo, sendo certo que nos últimos 3 clássicos em Alvalade, Paulo Bento não saiu vencedor em nenhum deles.
Destaco o lance do segundo golo em Alvalade, o qual se ficou a dever à mesma causa da infidelidade e devolução de cheques sem provisão; ou seja, falta de cobertura, naquele caso de Custódio.

Culpas, e muitas, na derrota do Sporting para a Direcção do Clube verde e branco.
É sabido que para ganhar ao Benfica basta contratar um treinador com 8 dias de antecedência, veja-se os casos do Braga e do Boavista.
O Futebol Clube do Porto safou-se porque apresentou um treinador que tinha resgatado uns diazitos antes mas por pouco quase que não beneficiava de tal benesse, bastava para tanto que Jesualdo tivesse chegado ao Dragão no início da época.
O Sporting arriscou e preferiu apresentar um treinador sem tal habilitação mas que já acompanha a equipa há algum tempo e deu-se mal. Tivesse orientado a equipa o Moniz Pereira e já a sorte seria outra.
Com a saída de José Veiga constatei a existência da síndrome de ilegalidade no SLB.
Tal síndrome, não é novo, embora nunca tenho sido provado cientificamente. Até agora.
O que podemos observar é que existem homens sérios, pagadores de impostos, empresários zelosos que, ao entrarem para a direcção do Benfica, ficam de imediato com este síndrome, o qual se reflecte de várias maneiras, mas os primeiros sintomas são: abertura de contas em paraísos fiscais, evasão fiscal e trafico de influências.
A evolução da síndrome depende do tempo de exposição ao clube e, em casos crónicos como o do Dr. Vale e Azevedo, pode evoluir para roubo e falsificação de documentos.
A propósito queria aqui destacar a abertura de mais uma casa do SLB.
Na verdade, um grupo de detidos no Estabelecimento Prisional de Lisboa vai pôr em prática uma ideia que vinha já sendo equacionada há já algum tempo, uma casa do Benfica dentro desse Estabelecimento.
A ideia começou a ganhar contornos quando o ex-dirigente Vale e Azevedo esteve detido no EPL.
Esta iniciativa prende-se não só com a intenção do SLB bater o recorde de clube com mais associados mais também o de clube com maior número de sócios com quotas em atraso.
O certo é que o Benfica após a saída de José Veiga, e à excepção do jogo contra o Braga, tem ultrapassado os obstáculos que lhe têm surgido.
Além disso, têm sido imensas as manifestações de apreço dos benfiquistas para com aquele seu antigo líder, senão vejamos:
- 1º o caso GoodSTONE;
- depois o Ricardo Stone têm marcado golos e
- a claque “NO NAME BOYS” foi apanhada com uma balança e substâncias estupefacientes, ao que se sabe para apanhar uma grande (e good) stone.
Estou, também, em condições de avançar, esperando que isto não passe daqui, pois trata-se de matéria altamente confidencial, que a Justiça está já no encalce de Luís Filipe Vieira.
Agora, depois da operação GOODSTONE, terão lugar as operações “FIRESTONE” e “BRIDGESTONE”.
Por último e como sentida HO MENAGE a esse homem que fez tanto pelo Vitalício, aqui segue o último dia, passo a passo, de José Veiga no SLB que mão amiga me fez chegar e cuja colaboração agradeço:

8:30h- alvorada;
8:35h - Marco Ferreira chega ao hotel;
8:40h - chega ao hotel a esteticista para tratar das sobrancelhas de Miccoli;
8:41h - o departamento médico é chamado ao quarto de Miccoli para assistir a esteticista, que sofreu uma entrada dura de Petit;
8:42h – o departamento médico é chamado ao quarto de Moretto, que deixou que a embalagem de desodorizante lhe escorregasse das mãos e lhe caísse em cima dos pés;
8:43h - chegam ao hotel os camiões com os bidões de água oxigenada para Beto;
8:48h – Mantorras liga para a recepção do Hotel pedindo que mudem a lâmpada do seu WC pois no seu espelho apenas vê uma dentadura;
8:50h - o departamento médico é chamado para assistir Petit, que sofreu uma entrada dura de Katsouranis, que insiste em dizer bem alto: “só acertei na bola, só acertei na bola”;
8:52h – Léo pede a Alcides que o ajude a descer da cama;
9:00h - pequeno-almoço;
9:05h - Simão acorda;
9:06h - Simão chora por o terem deixado sozinho no quarto;
9:07h – a empregada de limpeza é chamada junto de Moretto, que deixou que a sua chávena de chá lhe escorregasse das mãos;
9:10h - José Veiga chega ao hotel;
9:11h – desaparece da recepção do hotel uma pequena estátua em ouro;
9:15h - Nuno Gomes acorda e vai directo para o salão de cabeleireiro do hotel;
9:30h – o departamento médico é chamado ao quarto de Rui Costa para o auxiliar a levantar-se da cama;
9:40h - o departamento médico é chamado ao quarto de Beto, que se intoxicou enquanto chegava água oxigenada ao cabelo;
9:45h – chega ao hotel o departamento de desencarceramento da PSP para tentar retirar o frigorífico que ficou preso no aparelho dos dentes de Luisão;
10:00h – treino;
10:01h – Nuno Gomes sai do salão de cabeleireiro do hotel;
10:05h – chegam ao hotel os velhotes do centro de dia do Seixal para passarem o dia com Rui Costa;
10:06h – Nelson é levado de emergência para o hospital, depois de ter sofrido entrada dura simultânea de Petit e de Katsouranis, que insiste em dizer bem alto: “só acertei na bola, só acertei na bola”;
10:10h – dois agentes da PSP chegam para assistir ao treino e Nuno Assis, ao vê-los, esconde-se dizendo: “a seringa não era minha, senhor agente, eu juro que a seringa não era minha”;
10:11h – José Veiga chega para assistir ao treino;
10:12h – um adepto que assistia ao treino queixa-se aos dois polícias de que desapareceu a sua carteira;
10:15h – Simão está pronto para entrar no treino;
10:20h – o departamento médico é chamado para assistir um adepto, atingido por um bidão de água que Moretto deixou escorregar;
11:30h – final do treino;
11:31h - Nuno Gomes está pronto para entrar no treino;
12:00h – almoço: Fernando Santos faz a distribuição dos lugares; Kikin Fonseca fica na mesa dos roupeiros;
12:01h – Luís Filipe Vieira chega ao hotel e cumprimenta jogadores e staff: “hum hum, hum hum”;
12:05h – José Veiga pede licença e vai à casa-de-banho;
12:06h – desaparece misteriosamente o tampo da sanita da casa-de-banho dos homens;
12:10h – é colocada na mesa da direcção uma garrafa de vinho tinto;
12:11h – Manuel Vilarinho e Toni dão entrada no hotel; desaparece a garrafa de vinho tinto da mesa da direcção. Manuel Vilarinho e Toni dizem que não podem ficar mais tempo.
12:30h – final do almoço;
12:31h – chega à mesa a sopa passada para Rui Costa;
12:40h – José Veiga diz a Rui Costa para ver que belo pássaro está a passar junto à janela;
12:41h – a sopa de Rui Costa desaparece misteriosamente do prato;
12:43h – Manú chega finalmente ao hotel, mas é impedido de entrar pelo segurança de serviço; motivo: não foi convocado;
12:44h – o segurança de serviço é encontrado esfaqueado junto à recepção;
12:47h – rodada de sueca no bar: bonitos contra feios; estranhamente uma das equipas parece não estar presente;
12:48h – Simão chora por ter sido atingido na cabeça por uma carta que Moretto deixou escorregar das mãos;
12:50h – Kikin Fonseca junta-se aos empregados do hotel na limpeza da cozinha;
12:55h – mudança de baralho de cartas: Mantorras comeu as “dámas” todas do baralho anterior;
12:57h – chegam ao hotel sete prostitutas ucranianas e vão directas para o quarto de Karyaka;
13:00h – Fernando Santos ordena que a sueca termine;
13:01h – começa nova rodada de sueca;
13:30h - saída do autocarro para o estádio;
13:32h – chega ao hotel um carro especial (anti-trepidações) para transportar Rui Costa ao estádio;
13:35h – paragem para mudança de roda do autocarro: Moretto deixou escorregar o corta-unhas pela janela e furou um pneu;
13:45h – chegada do autocarro ao estádio;
13:46h – Manú mistura-se entre os seus companheiros de equipa e consegue infiltrar-se e entrar no balneário;
13:47h – Fernando Santos informa os jogadores do onze titular e ordena que se equipem;
13:48h – os jogadores vão passear pelo relvado para aferir do seu estado;
13:50h - Kikin Fonseca traz finalmente o cesto com os equipamentos;
14:00h – Luís Filipe Vieira dá a palestra perante o plantel: “hum hum, hum hum, hum hum”;
14:15h – Fernando Santos dá a palestra no balneário;
14:16h – jogadores iniciam aquecimento no relvado;
14:30h – Fernando Santos termina palestra no balneário;
14:40h – cão-polícia é levado de emergência para o veterinário por ter sofrido entrada dura de Katsouranis, que insiste em dizer bem alto: “só acertei na bola, só acertei na bola”;
14:45h – fim do aquecimento;
14:46h – Fernando Santos ordena que o aquecimento se inicie;
14:55h - as equipas entram no relvado: José Veiga cumprimenta, com um aperto de mão, o árbitro;
14:56h – o árbitro repara que o seu anel de casamento desapareceu misteriosamente do dedo;
14:57h – Luís Filipe Vieira cumprimenta, com um aperto de mão, o árbitro;
14:58h – o árbitro repara que o seu anel de casamento já está, novamente, no seu dedo;
15:00h – início do jogo;
16:50h – fim do jogo;
16:51h – Rui Costa está pronto para entrar no jogo.

8 comentários:

JC disse...

Só mesmo um artigo do Fura-Redes para me animar um pouco da hecatombe de ontem à noite.
Á qual, aliás, já devia estar habituado.

vermelho disse...

amigo Fura-Redes:
O humor de sempre numa prosa de inegável qualidade (muito embora, o segmento final do texto fosse já conhecido quer na sua versão original quer na sua versão adaptada).
abraço.

samsalameh disse...

Muito bom, mesmo muito bom!!! Há que tentar alegrar alguns adeptos depois de terem visto a 2ª versão do "Logicamente com Tranquilidade" que passou ontem à noite num dos cinemas do Spartáxia!!!

vermelhosempre disse...

AHAHAHAHAHAHA.... muito bom mesmo, mas o que eu gostei mais foi das bocas ao Moretto.

Sporting alê

Braguilha disse...

Grande Furão

Você é demais. Hilariante, verdadeiro humor ardente. Esqueceu-se de referir que a inauguração da Casa do Benfica no Estabelecimento Prisional de Lisboa terá o seguinte programa:

9h- conferência subordinada ao tema "Como gerir um clube desportivo no dealbar do séc. XX: metodologias de sucesso". Prelector Dr. Vale e Azevedo

18.30h- Coffee break para um contacto mais individualizado e troca de experiências

19.30h- Workshop: "Motivar rapazinhos a correrem mais" animado pelo Imbecil

20h- Jogo convívio entre
Glórias do SLB/Glórias do EPL

20.02h-Beberete

22.34- Troca de autógrafos entre os presentes

23.59- Chega Rui Costa na viatura especial do serviço de reumatologia para mostrar a mística e descerrar a lápide.

anonimo mais conhecido disse...

Voto a favor da casa SLB na EPL

cavungi disse...

Amigo Furão,
Bela adaptação do texto original.Belas casquinadas soltei com o texto.
Abraço.

cavungi disse...

Pergunto-me bastas vezes, com que cara de pau, falam os adeptos portistas de cadeias e tribunais?