quinta-feira, dezembro 21, 2006

Antes de férias, Análise ao Benfica/Belenenses

Ontem, foi um dia duplamente feliz.
O Benfica venceu o Belém por 4-0 e em Basquetebol derrotou o Porto por 89-79.
Mas, voltando ao jogo.
O Benfica conquistou os três pontos no jogo em atraso da primeira jornada com o Belenenses, ficando a oito pontos do líder FC Porto, antes da pausa do Natal e do Ano Novo.
Ainda é uma distância considerável, mas, ainda assim, permite entrar em 2007 com uma réstia de esperança.
Esperança essa suportada no evidente acréscimo de qualidade do futebol apresentado pela equipa e num calendário claramente favorável.
O Benfica, na 2ª volta, fará 8 jogos em casa, sendo que dos 7 que realizará na condição de visitante, apenas, os no Restelo e na Madeira, com Marítimo e Nacional, emergem como de grau de dificuldade elevado.
Haja fé!
Fernando Santos repetiu o onze do último jogo, ao passo que Jesus introduziu uma alteração no conjunto que havia derrotado o Marítimo, qual seja a titularidade de Eliseu no flanco esquerdo.
Em bom momento e com a confiança reforçada pelos resultados recentes, o Belenenses entrou de forma descomplexada na Luz e assinou os primeiros remates dignos de nota. Mais do que isso, conseguiu equilibrar e até ganhar alguma vantagem nos duelos a meio-campo, enguiçando o início de jogo do Benfica.
Só que, aos 18 minutos, Gaspar cometeu uma enorme infantilidade, ao jogar a bola com a mão num lance pouco mais do que inofensivo.
Penalty tão indiscutível, quanto desnecessário, que Simão converteu no 1-0.
Estava desbloqueado um jogo que os primeiros minutos anunciavam complicado.
Todavia, quem pensou que o Bélem iria baixar os braços, enganou-se.
A formação da Cruz de Cristo até teve uma boa reacção ao golo sofrido, subindo mais no terreno e criando, consequentemente, alguns calafrios à defensiva do Benfica.
Com Silas a dirigir o processo ofensivo e Eliseu a dar dinamismo à ala esquerda, o Belenenses empurrou o Benfica para a sua área e ganhou cinco cantos entre os 20 e os 25 minutos.
Mas, tirando um aviso de Zé Pedro, por cima, e um corte de Léo após cabeçada de Ruben Amorim, eram escassos os frutos para tanta parra. E, pouco a pouco, o Benfica foi levando o jogo para terrenos neutros.
O intervalo avizinhava-se quando veio a confirmação de que esta era uma noite em que nada podia correr mal ao Benfica: um livre de Karagounis a 30 metros da baliza foi desviado pela barreira. Costinha escorregou e não conseguiu mais do que desviar a bola para a baliza.
O 2-0 liquidava o jogo e tornava-se castigo excessivamente pesado para um Belenenses que até aí tinha feito um jogo de igual para igual.
Com uma vantagem confortável ao intervalo, o Benfica não podia ter começado melhor o segundo tempo.
Até então afastado da área de rigor, Fonseca foi servido por Nuno Gomes, cabeceando com êxito para o fundo das redes.
O golo foi efusivamente comemorado ou não fosse o primeiro do internacional mexicano em jogos oficiais com a camisola das águias.
Antes de Fonseca matar o jogo, Quim tinha evitado o golo dos azuis com uma espectacular defesa para canto.
Já depois de o resultado estar em 3-0, o guarda-redes deu autêntico festival, ao fazer três excelentes intervenções.
Apenas com 40 minutos a separá-lo das férias, o Benfica entrou numa longa contagem decrescente, tanto mais que Quim, em noite abençoada, era garantia de um «zero» absoluto lá atrás.
Todavia, a atitude aberta e destemida do Belenenses, possibilitou o surgimento de espaços que permitiram o ampliar da vantagem.
Após livre de Simão, cabeçada irrepreensível de Katsouranis, fazendo o 4-0.
Tal como disse Fernando Santos: "Correu bem, foi uma vitória justa. O jogo não foi fácil, a equipa do Belenenses é muito bem montada e organizada. As coisas correram bem porque nos momentos certos marcámos golos, tivemos alguma felicidade.
As duas equipas procuraram os golos. Mas é um resultado demasiado pesado para o que o Belenenses fez. O Belenenses também podia ter chegado ao golo, houve mérito do Quim, mas um golo não tinha ficado mal ao Belenenses."
Agora, Férias que bem preciso.
Feliz Natal e Boas entradas.

41 comentários:

cavungi disse...

Amigo Vermelho,
Embora a vitória tenha sido incontestada e justa, há que dizer que foi excessiva.
O 3-0 teria sido mais fiel ao que se passou no jogo.
Kikin marcou, aquele que terá sido o ultimo e unico golo oficial ao serviço do glorioso.
Para um avançado é pouco.Muito pouco.
Os oito pontos de atraso do FCP serão todavia irrecuperaveis.
A dúvida é quando se dará a ultrapassagem supersónica ao Sporting.
Talvez na próxima dupla jornada fora da lagaratagem Restelo e Bessa.
Haja Fé.

vermelhosempre disse...

Muito bom comentário do Sr administrador. Acho que este jogo era daqueles que podiam jogar 1000 minutos que não sofreriamos qualquer golo, os Deuses estavam definitivamente do nosso lado, e quando assim é não há nada que corra mal, desde golos às três pancadas a defesas com os olhos. Ainda bem para o benfica.
Força Benfica

VermelhoNunca disse...

O futebol é feito destas injustiças. O Benfica marcou 4 golos, não jogou nada. Fernando Santos diz que deveria ter sido 4 a 28 ( ouvi no directo após o jogo-mais tarde disse que o Belenenses merecia marcar 1). Penalidade duvidosa, golo de Kikin em fora de jogo de Nuno Gomes, que fez a assistência, uma série de faltas inexistentes à entrada da área( Simão a atirar-se constantemente para a piscina), e uma grande noite e Quim, fizeram o resultado.
Parabéns, vão em 3º lugar.

VermelhoNunca disse...

Incontestável a penalidade para o nosso administrador. Mais uma vez assim não é no Tribunal do Jogo:
(+) JORGE COROADO

Gaspar vai em corrida, o corpo passa para a frente, o braço direito fica para trás. Trava a trajectória da bola, comete grande penalidade que o árbitro não hesitou em assinalar, exibindo ainda o cartão amarelo.


(-) SOARES DIAS

É muito duvidosa a decisão do árbitro. Deixa-me muitas dúvidas, pois a bola vai de encontro ao jogador, e o Gaspar tenta tirar o braço, mas não consegue. Não me parece que tenha sido intencional a sua acção.


(-) ROSA SANTOS

Acho que o lance é duvidoso. Não vejo intenção do jogador do Belenenses de tocar a bola com o braço. Decisão errada de Bruno Paixão.


(+) ANTÓNIO ROLA

Gaspar, com o braço direito, impediu que a bola chegasse a Simão. Sendo assim, e fazendo cumprimento da lei, o árbitro sancionou a grande penalidade, no aspecto técnico, e mostrou cartão amarelo ao jogador do Belenenses, no aspecto disciplinar.

VermelhoNunca disse...

Mais outro caso polémico:
(+) Lance típico dos pontapés de canto, em que avançado e defesa entram em contacto. Não me parece existir infracção, ou algo que impusesse a acção do árbitro.

(-) Houve situação para que o árbitro ajuizasse tecnicamente e marcasse a infracção. Neste caso, ficou por marcar uma grande penalidade, mas é extremamente complicado ver este tipo de falta.
(-) Luisão agarrou Dady, não há dúvida. Ficou por marcar uma grande penalidade. O árbitro não teve critério.
(+) Na marcação do canto, e dado que, nestas circunstâncias, há com frequência contactos físicos, aceito a decisão do árbitro.

VermelhoNunca disse...

E ainda outro:
(+) É o estilo de jogar de Luisão, e a sua envergadura é pouco ortodoxa, por vezes transmite ideia de alguma brutalidade na forma como salta e se faz às jogadas. O futebol não é propriamente um jogo cortês. O árbitro não tinha nada que assinalar neste lance

(-) Situação tirada a papel químico do que aconteceu aos 32’. Luisão agarra o jogador do Belenenses. Apesar de ser complicado avaliar, dado que estão muitos jogadores juntos, a falta deveria ter sido assinalada.
(-) Ficou por marcar outra grande penalidade. Neste tipo de lance, é frequente o contacto entre jogadores. Os árbitros devem tomar mais atenção a este tipo de jogadas.
(-) É mais um lance em que, no meio de um aglomerado de jogadores, Luisão salta sobre o adversário e, simultaneamente, o puxa na zona do pescoço. Pelo que vimos na televisão, ficou por marcar uma grande penalidade contra o Benfica.

VermelhoNunca disse...

Como podem comprovar, foi uma vitória justa e imaculada! A vergonha habitual. E não comentam o fora de jogo de Nuno Gomes no golo de Kikin!

VermelhoNunca disse...

O espirito de grupo do Benfica:
O central brasileiro Anderson, do Benfica, não escondeu, esta manhã, antes de partir de férias para o seu país, o estado de espírito em que vive e não podia ser mais claro e frontal: quer sair do clube da Luz e pretende falar com a direcção para resolver a sua situação. O jogador disse mesmo que o técnico Fernando Santos sabe da sua intenção de sair e procurar outro clube. Reconhecendo que a dupla habitualmente titular, o internacionais Luisão e Ricardo Rocha, brasileiro e português, respectivamente, está a jogar e a entender-se bem, Anderson, aparentemente sem qualquer ressentimento, admitiu a razão do treinador, mas quer jogar. Assim, o jogador já pediu ao seu empresário que lhe arranje clube, na Europa ou no Brasil. “Não há nada de concreto, mas a minha vontade é de seguir a minha vida. Estou triste, mas não quero atrapalhar a vida de ninguém e também não quero que ninguém atrapalhe a minha”. Neste quadro, é bem possível que o jogador já não volte à Luz.

JC disse...

Caros Condóminos que ainda por aqui se mantêm:
Assistiu-se ontem a uma das maiores injustiças que tenho visto no futebol.
O Cavungi diz que o resultado de 3-0 teria sido mais fiel ao que se passou no jogo.
Tem toda a razão.
Uma vitória de 3-0 do Belenenses era, de facto, o mais justo.
O Benfica chega ao 2-0 de uma forma perfeitamente gratuita.
Começa por um penaltie duvidoso.
Depois, não é marcado um penaltie nítido do Luisão sobre o Gaspar, que foi impedido de saltar e derrubado pelo Cabeça Deformada.
E depois o Benfica marca o 2º golo da forma que todos vimos, 2º golo este que vai, seguramente, integrar o lote dos 10 golos mais caricatos sofridos este ano.
Na 2ª parte, assistimos a um massacre do Benfica por parte do Belenenses e àquela que foi provavelmente a melhor exibição do Quim, desde que começou a jogar futebol.
Enfim, a continuar assim até já admito que o Benfica possa vir a ser campeão.

VermelhoNunca disse...

Totalmente de acordo amigo JC. Os casos duvidosos do jogo são mais que muitos, mas o senhor Paixão, imbuído do espirito natalício, resolveu brindar o Belenenses com um roubo vergonhoso. Mais uma escandaleira.

JC disse...

Só para se ter uma ideia do massacre de ontem à noite na Luz, veja-se a cronologia dos lances criados pelo Belenenses e a quantidade de defesas impossíveis do Quim:

5'Cruzamento de Eliseu e disparo de Dady, com perigo para a baliza de Quim.
22'Disparo de José Pedro, a rasar a baliza de Quim.
26'Livre batido por Silas, directamente para as mãos de Quim.
29'Disparo de José Pedro, contra a defesa encarnada.
30' Livre batido por Silas, com muito perigo para a baliza de Quim, fora do alcance da bola.
31' Canto batido por Silas e... novo canto favorável ao Belenenses.
47' Disparo de longe de Eliseu, mas Quim estava atento
48' Grande defesa de Quim, a evitar o golo do Belenenses, após desvio de Sandro Gaúcho.
56' Mais uma defesa espectacular de Quim, após cabeceamento de Dady e de cruzamento de José Pedro
63' Bola ao poste esquerdo da baliza de Quim! Cruzamento de Ruben Amorim e Dady a rematar ao poste. Quim fez-se ao lance e ainda tocou na bola.
72' Quim defende com os pés e evita o golo do Belenenses, após mais um remate de Dady
82' Mais uma grande intervenção de Quim, após remate de José Pedro.

Agora acrescente-se a isto um penaltie duvidoso a favor do Benfica, um não assinalado a favor do Belenenses e um golo do Benfica com o Nuno Goems fora de jogo e está explicada a goleada de 4-0 do Benfica.

VermelhoNunca disse...

E o nosso amigo Vermelho acha muito justa a vitória encarnada, talvez excessiva, o Cavungi acha que 3 a 0 era justo e o Engenheiro acha que deveria ter sido 4 a 2!!
Acho que devem pensar que andamos todos a dormir...

JC disse...

Amigo Nunca:
Destaco estes lances:

48' Grande defesa de Quim, a evitar o golo do Belenenses, após desvio de Sandro Gaúcho.
56' Mais uma defesa espectacular de Quim, após cabeceamento de Dady e de cruzamento de José Pedro
63' Bola ao poste esquerdo da baliza de Quim! Cruzamento de Ruben Amorim e Dady a rematar ao poste. Quim fez-se ao lance e ainda tocou na bola.
72' Quim defende com os pés e evita o golo do Belenenses, após mais um remate de Dady
82' Mais uma grande intervenção de Quim, após remate de José Pedro.


Palavras para quê?
É um artista português.
O resultado mais justo era 4-2, diz o Imbecil.
Só se fosse a favor do Belenenses.
Devem pensar que andamos a dormir.

vermelho disse...

amigo nunca:
consegue ver foras de jogo onde eles não existem, mas já não consegue ver uma carga em campo aberto sobre o guarda-redes.
diferentes cores, diferentes olhos.
ninguém, mas ninguém se refere ao hipotético fora de jogo de que falas.
porque será?
abraço.

p.s.: quanto ao penalty, para além da generalidade da imprensa afirmar a sua existência (apenas os dois casos que citas opinam em sentido contrário, que eu saiba), basta ver as imagens para constatar que a bola embate no braço do Gaspar.
Gaspar deixa o braço para trás.

amigo jc:
quando uma equipa vence outra por 4-0, dizer-se que se assistiu a uma das maiores injustiças de sempre, só se for para rir.
conforme disse na minha análise, o Benfica foi feliz, mas daí a ter sido uma injustiça a sua vitória?!
marcar 4 golos deve querer significar algo, não?!
eficácia na finalização é relevante, não?!
o guarda-redes faz parte da equipa, não?!
quantas oportunidades de golo claras teve o Belém?
Num ponto concordo contigo:
Foi de facto um massacre!
Vencer por 4-0 não pode deixar de ser sinónimo de massacre.
abraço.
p.s. quanto ao lance que falas do Luisão, é mais um daqueles lances de área que a ser assinalado penalty redundaria na existência de, pelo menos, uns 10 por jogo.
Dependeria, apenas, do número de cantos e livre laterais nas imediações da área.
Todos se agarram uns aos outros.
Por outro lado, trata-se de um lance em que os jogadores se agarram mutuamente, não sendo possível definir quem o faz primeiro.
Por fim, dizer que se trata de um “penalty televisivo”, ou seja, apenas as câmaras de televisão o revelam.
No campo, são lances indecifráveis.
Alvitrar o assinalar de penalty nestes lances só de quem nunca jogou futebol a nível oficial.

JC disse...

Amigo Vermelho:
Quantas oportunidades de golo claras teve o Belém?

Estas:
48' Grande defesa de Quim, a evitar o golo do Belenenses, após desvio de Sandro Gaúcho.
56' Mais uma defesa espectacular de Quim, após cabeceamento de Dady e de cruzamento de José Pedro
63' Bola ao poste esquerdo da baliza de Quim! Cruzamento de Ruben Amorim e Dady a rematar ao poste. Quim fez-se ao lance e ainda tocou na bola.
72' Quim defende com os pés e evita o golo do Belenenses, após mais um remate de Dady
82' Mais uma grande intervenção de Quim, após remate de José Pedro.

Abraço.

vermelho disse...

amigo jc:
viste o jogo?
os lances que citas, para além de não corresponderem à verdade, não constituem todos oportunidades claras de golo!
dos que citas, estes terão sido oportunidades claras de golo:
"48' Grande defesa de Quim, a evitar o golo do Belenenses, após desvio de Sandro Gaúcho.
63' Bola ao poste esquerdo da baliza de Quim! Cruzamento de Ruben Amorim e Dady a rematar ao poste. Quim fez-se ao lance e ainda tocou na bola. "
os restantes não são claras oportunidades de golo.
aliás, como supra disse, um deles até está truncado, qual seja o último, pois que o livre de José Pedro não foi defendido por Quim, mas sim ao lado.
Assim, o 4-2 alvitrado pelo Imbecil, talvez, fosse realmente o resultado certo!
Abraço.

JC disse...

Amigo Vermelho:
Vi a primeira parte e deixei de ver o jogo depois daquele golo anedótico do Karagounis.
Vi o resumo dos lances de perigo do Belenenses nas notícias.
E tirei aqueles lances do insuspeito jornal A Bola, que me pareceram de acordo com o resumo que tinha visto.

VermelhoNunca disse...

Amigo Vermelho, quantas oportunidades de golo criou o Benfica? Verifique a posição de Nuno Gomes no golo de kikin. Não é por ninguém a referir que deixa de ser fora-de-jogo.

vermelho disse...

amigo jc:
golo anedótico do Karagounis?!
lá estão vocês a adjectivar lances do Benfica da forma como não o fazem em relação a qualquer outro clube!
é um golo igual a tantos outros!
a bola bate na barreira e trai o guarda-redes!
este ano, o Benfica sofreu o primeiro golo no Dragão dessa forma e não vi qualquer comentário teu adjectivando o golo de anedótico?!
abraço.

vermelho disse...

amigo nunca:
não será por ninguém a referir que não será fora de jogo, mas deverá querer significar algo ninguém a referir, certo?!
não insultemos a inteligência uns dos outros, p.f.
o benfica, pelo menos, 4 criou e concretizou.
o belem criou 2as e não concretizou nenhuma.
os amigos no ano passado e este ano quando ganham 1-o e o adversário criou mais oportunidades de golo que o SPorting, desvalorizam esse aspecto e afirmam quem marca é quem ganha.
E estamos a falar de 1-0.
borrifam-se para a justiça do resultado.
Hoje, abespinham-se com a pretensa iniquidade do resultado.
Haja coerência!
Não sejam desonestos intelectualmente!
abraço.

VermelhoNunca disse...

4 oportunidades do Benfica? Uma penalidade mais que duvidosa, 3º golo fora de jogo, duas penalidades contra por assinalar. Estamos no Natal, dá para perceber!

cavungi disse...

Amigo Vermelho,
Debate-se aqui o futebol dos pequeninos.Coitados tiveram azar.Mereciam ganhar etc e tal.A vitória moral, tão ao gosto dos adeptos do nosso futebolzinho.O costume.
Levaram 4!
Levaram Forte!
Levaram Duro!
Mas claro foram roubados.O Espirito calimero com sabor a pastel de belém.
Se não conseguem marcar de baliza aberta, (gosto do Dady), e se sofrem golos de toda a manreira e feitio, o que é que se há-de fazer?
Uma equipa assim é que merece ganhar.Pois bem.
Levaram 4!
Levaram Forte!
Levaram Duro!
Um dia o celebre Prof Luis Campos Levou 6-2 do Benfica.No fim queixou-se do arbitro porque o 2º golo do Benfica etc e tal.
Haja decoro.

VermelhoNunca disse...

Dei-lhe os parabéns senhor Cavungi, por atingir o 3º lugar, ao momento. Ganhou, acabou. Roubou, mas é Natal. Como disse Mourinho, para ganhar vale tudo!

VermelhoNunca disse...

Foi ao estádio amigo Cavungi? Quantas pessoas estavam na Luz( houve brinde aos sócios com bilhetes a 5 euros)?

cavungi disse...

O Belem criou 242 oportunidades.Marcou Zero!Nabos!Incompetentes!
O Gloriosso criou 4 oportunidades e espetou 4 lá para dentro!
Eficácia.Excelência!De gala.
Pimba.Toma lá ,vai buscar ó Costinha de merd*.!
Uma nota de rodapé:
O Quim recebe ordenado para defender tudo o que conseguir.Cumpriu bem a sua missão.Merece o subsidio de Natal.
Ou será que o Benfica tem que jogar sem guarada redes?

VermelhoNunca disse...

Amigo Cavungi, fala muito em calimeros, mas fixe uma coisa: estou a fazer uma colectânea dos seus comentários em que fala do árbitro, depois, quando eu decidir publicá-la, não se envergonhe.

cavungi disse...

Amigo Vermelho,
Achas que a lagartagem, sabendo que estão só com 3 pts á maior já estão tão nervosos, que transformam uma derrota de 4-0 numa vitória moral?
Desta nem o Cunhal se lembrava.

vermelho disse...

amigo nunca:
um lance que dá golo, constitui uma oportunidade de golo, certo?!
uma coisa decorre da outra, certo?!
é um silogismo simples?!
não insultemos a inteligência uns dos outros, p.f.
abraço.

cavungi disse...

Não fui.Sei que estavam 49.847 pessoas presentes mais 78 adeptos do Belenenses.

vermelho disse...

amigo cavungi:
os sportinguistas se não estão, deviam estar nervosos com a 2ª volta que os espera.
numa 1ª volta em que o seu calendário foi o inverso do Benfica, apenas averbaram mais 3 pontos.
Veremos o que farão agora.
abraço.

vermelho disse...

amigos:
está confirmada a transferência de Diego, ex-braga, emprestado ao Penafiel, para o Porto a troco dos passes de Adriano, Ezequias e dinheiro.
abraço.

JC disse...

Amigo Vermelho:
O Benfica marcou, ganhou.
O Belenenses não marcou, perdeu.
O futebol é assim, como sabe, melhor que eu.
Agora podemos considerar a vitória justa ou injusta.
Como reconheço que foi injusto o empate que o Benfica consentiu em Paços de Ferreira, pois que falhou inúmeras oportunidades para resolver o jogo, também me sinto à vontade para considerar que O Benfica ganhou ontem com injustiça em face do jogo que produziu e das oportunidades que o Belenenses criou.
Se não nunca se poderia dizer que determinada vitória é justa ou injusta.
Todas as vitórias eram justas!
A de ontem do Benfica não o foi!
Muito menos pelos números alcançados.
Importa que diga, em termos de honestidade intelectual, que acho que o penaltie foi penaltie e que não reparei, no lance do golo do Kikin, se o Nuno Gomes estava ou não fora de jogo.
Aí secundei o amigo Nunca.
No mais, não posso deixar de manter o que disse:
O golo de Karagounis é extremamente feliz e o Quim fez das melhores exibições da vida dele.
O Belenenses sofreu pesado castigo para a sua ineficácia atacante.
Mas o que conta é o resultado e aí o Benfica ganhou e somou mais três pontos.
Aliás, o jogo de ontem foi extremamente parecido com o passado Académica-Marítimo a que ambos assistimos no Municipal de Coimbra: uma equipa, a Académica, a jogar e a criar oportunidades de golo e outra, o Marítimo, a marcar.
Nesse jogo, como no de ontem, senti tremenda injustiça do resultado.
Mas é assim o futebol.

VermelhoNunca disse...

Veremos amigo Vermelho, veremos. Fora o Sporting sofreu 3 golos, em Aveiro, ganhou todos os jogos, menos esse que empatou.

VermelhoNunca disse...

Amigo Jc, no jogo da Académica o resultado, para o amigo Vermelho foi injusto. Ontem já não o foi...é Natal!

cavungi disse...

Amigo Nunca,
Não me costumo queixar do arbitro!
È muito raro fazê-lo.
Se o fiz foi porque tinha uma razão muito forte para o fazer.
De ceteza absoluta.

VermelhoNunca disse...

amigo cavungi, depois veremos as vezes que se queixou. Você até faz pior, desconfia deles antes dos jogos!!

cavungi disse...

Amigo Jus, Nunca e Vermelho.
Vou para casa.
Um Santo Natal para voçês e um 2007 em grande!
Um Abraço
Cavungi Herbstmeister.

VermelhoNunca disse...

Abraços Cavungi. a caixa de mail, para variar está cheia.

vermelho disse...

amigo nunca:
com que adversários?
abraço.

amigo jc:
pelo menos, já passaste de anedótico para extremamente feliz!
louvo a diferente adjectivação!
desculpa, mas comparar a justiça da vitória do Marítimo em Coimbra com a do Benfica ontem na Luz não me parece correcto.
Foram dois jogos perfeitamente distintos.
Primeiro, no resultado.
Para mim, uma vitória por 4-0 não pode nunca ser injusta.
Na justiça da vitória, factores como a eficácia ofensiva não podem deixar de ser considerados.
segundo, o belem não produziu nem de perto nem longe o mesmo caudal ofensivo da briosa ou beneficiou de igual número de oportunidades claras de golo que a Académica.
A Briosa beneficiou de 3as oportunidades de golo com o seu jogador isolado perante o guarda-redes, o belém 1a.
As diferenças são imensas.
O benfica foi feliz, já o disse.
Agora, extrapolar daí para a injustiça da sua vitória parece-me claramente excessivo.
abraço.

vermelho disse...

amigo cavungi:
igualmente.
tudo de bom.
abraço.

vermelho disse...

amigos jc e nunca:
tenho que me despedir de vós por hoje.
espera-me uma "peladinha" com o meu filhote.
irei perder, mas será, por certo, uma enorme injustiça (lol).
a ti, amigo nunca, renovar os meus votos de um Feliz Natal para ti e para a tua família.
Tudo de bom.
a ti, JC, até já, às 19h30, lá estarei para requisitar, de imediato, a companhia de uma loura.
posso pedir, também, para ti?
encontrei, hoje, na Bertrand, o venceslau.
Confirmou que ía e pareceu-me em grande forma.
abraço.