domingo, julho 08, 2007

Artigos de Opinião de Luís Sobral

Manuel Fernandes, o melhor médio em 2007/08

Sei que é uma aposta alta, mas aqui fica: acredito que Manuel Fernandes será o melhor médio da Bwin Liga em 2007/08.
O internacional português está um jogador diferente. Mais forte fisicamente, acrescentou ao bom jogo defensivo que possuía uma capacidade de remate e uma maturidade espantosas.
No recente Euro 2007, Manuel Fernandes esteve sempre entre os mais lutadores e aplicados. Começou mal, como a equipa, mas foi melhorando jogo a jogo. Impressionava a entrega nos treinos e a vontade de fazer bem. Impressionava também a inteligência e frontalidade com que sempre respondeu a todas as perguntas, identificando os problemas da selecção e nunca se escondendo ou colocando em bicos dos pés.
Manuel Fernandes sabe o que se exige a um médio moderno e se exibir a mesma disponibilidade física, o Benfica terá encontrado nele, sem gastar um euro, o melhor reforço da temporada.
A saída de Manuel Fernandes do clube, no passado, permanecerá um episódio mal contado. Se esse momento não tiver deixado qualquer marca, e se nenhuma proposta entretanto surgir, o médio pode arrancar para uma época no Benfica que lhe garanta até um lugar entre os preferidos de Scolari.
Por esta altura, admite-se que Fernando Santos coloque Manuel Fernandes sobre o lado esquerdo do losango, com Katsouranis à direita, Petit nas costas e Simão à frente, antes dos dois avançados. Um local onde terá todas as possibilidades de testar o seu remate. E, digo eu, candidatar-se ao estatuto de melhor médio da Liga.

Derlei: uma boa jogada

A contratação de Derlei pelo Sporting foi um dos melhores movimentos do mercado até ao momento.
O antigo campeão europeu pode formar com Liedson uma dupla atacante única, capaz de colocar a cabeça em água a qualquer defesa. Já se sabe que a um avançado pede-se, antes de tudo, que marque golos. Mas no futebol de hoje, e sobretudo no de Paulo Bento, a defesa começa lá à frente. Nesse aspecto, o Sporting poderá fazer alinhar os dois melhores avançados-defesas da Liga: Liedson e Derlei, trabalhadores incansáveis.
A imagem que Derlei deixou no Benfica não foi entusiasmante. Mas foi menos má do que achavam os benfiquistas que o assobiavam na Luz sempre que falhava uma oportunidade. Se formos por aí, muitos outros poderiam ser assobiados com igual frequência.
Derlei chegou à Luz depois de uma paragem prolongada, precisou de fazer a pré-temporada em movimento e também não ajudou o castigo de dois jogos, logo para cartão de visita. Mas é indiscutível que os últimos jogos foram melhores, apesar de ter terminado com apenas um golo.
Numa equipa formada e em igualdade de preparação com os colegas, aposto que Derlei vai ser de grande utilidade ao Sporting.

As perdas dos grandes


Até agora todos os grandes tiveram uma baixa de peso.
O F.C. Porto perdeu Anderson. O Sporting ficou sem os desequilíbrios de Nani. O Benfica viu partir o seu avançado mais eficaz em frente ao guarda-redes, Miccoli.
F.C. Porto e Sporting ainda receberam milhões de euros. O Benfica preferiu gastar o dinheiro (e muito, por sinal) num paraguaio de nome Cardozo e alguma fama na América do Sul.
Na prática, o Benfica escolheu Cardozo a Miccoli. Trocou o certo pelo duvidoso. Um avançado adaptado e capaz de fazer golos, embora com problemas físicos, por alguém de perfil bem diferente, mas com tudo para provar. E é bom não esquecer que a última «grande compra», o mexicano Fonseca, só durou meia época.
Ao deixar sair Miccoli e Derlei e fazer entrar Cardozo e Bergessio, em teoria o Benfica começa a época um pouco menos forte na frente. Para que estas contas não sejam exactamente assim no final será preciso ir buscar mais alguém e fazer tudo para que os novos se assumam. E dava jeito que Nuno Gomes recuperasse depressa, para não perder a pré-época.

Alargamento: uma ideia absurda

A opção de alargar o número de equipas nos campeonatos profissionais parece-me absurda.
Felizmente, também pareceu absurda à maioria dos clubes e ao presidente da Liga, pelo que a ideia (?) do Boavista nem sequer foi votada. E isso foi o melhor que podia ter acontecido a João Loureiro, que saiu da Assembleia Geral a dizer que tinha conseguido que o assunto fosse estudado. Enfim, cada um acredita no que quer.
A primeira pergunta a que importa responder é esta: seria melhor para o futebol? Obviamente não. Traria mais duas equipas para a luta pela descida, provavelmente com maus estádios, jogadores sofríveis e treinadores que não arriscam. Ou seja, haveria mais jogos quase sem público e com escasso interesse.
Seria bom para os clubes pequenos e médios? Claro que não, para estes as receitas aparecem via televisão e nos dias em que recebem os grandes. Ou seja, provavelmente até teriam prejuízo, com as deslocações extra e a organização dos jogos em casa.
E para os grandes? Esses preferem ter mais datas livres para ir jogar à Arábia e preparar os confrontos europeus do que acrescentar jornadas em Portugal.
Ou seja, não existe um único argumento válido para voltar aos 18. Já um campeonato a 14, com uma Taça da Liga forte, merecia ser pensado. Talvez o estudo que tão contente deixou João Loureiro aponte para aí.

29 comentários:

Zex disse...

Não concordo com quase nada do que este lampião porco diz.
Quanto ao Manuel Fernandes, entendo que o Miguel Veloso vai ser muito, mas muito, melhor que ele, pelo que não será o tal melhor médio de 2007/2008.
Quanto à questão do Derlei, acho piada que, de repente, e sem nada fazer, passe de besta a bestial. É uma ideia recorrente na imprensa e não entendo com que base é que isso se afirma. Será só por fazer a pré-época que tudo vai mudar ? Ou será por ser amigo do peito de Liedson ? Desde quando é que a amizade importa no Futebol ? Lembram-se da selecção portuguesa no Euro 84 ? Eram todos amigos, não eram ?
Tanto disparate à solta...
Quanto ao alargamento, nada há a acrescentar ao chorrilho de generalidades debitadas pelo colunista.

E já agora, o que dizer do jogo de ontem contra os habitantes da terra das gambas ? Muito Mau !
Couceiro é, de facto, um digno sucessor de Luís Campos. Como foi possível perder tal desafio. E, ainda por cima, contra dez jogadores.
Nota negativa para Rui Patrício, com evidentes culpas no segundo golo, embora não tenha que ser cruficado pelo resultado negativo da equipa que, diga-se, jogou muito mal !

VermelhoNunca disse...

Não comento o jogo de ontem, porque mais uma vez não vi a selecção Sub-20.
Quanto às considerações sobre Fernandes e Derlei, são opiniões. Em ambos os casos acho que serão exageradas.

vermelho disse...

amigo zex:
dizer que, por incrível que pareça, concordo, na íntegra, com o teu comentário.

JC disse...

Lembram-se quem fez o seguitne comentário sobre o Cardozo:

"Buscam um bom ponta-de-lança que ainda viva escondido da alta roda? Pois bem, destino: Rosário, província argentina. Seu nome: Oscar Cardozo, 23 anos, paraguaio.
Alto (1,93m.) esguio, com grande domínio de bola e rápido a executar em espaços curtos, tem um remate forte e colocado com o seu pé esquerdo.
Canhoto, tanto joga em cunha na área, pois é também exímio a jogar de cabeça, como mais solto, fugindo da área para procurar depois espaços vazios de penetração, embora não seja muito rápido."

Exactamente, foi o Luis Sobral, que agora diz:

"Na prática, o Benfica escolheu Cardozo a Miccoli. Trocou o certo pelo duvidoso. Um avançado adaptado e capaz de fazer golos, embora com problemas físicos, por alguém de perfil bem diferente, mas com tudo para provar. E é bom não esquecer que a última «grande compra», o mexicano Fonseca, só durou meia época."

Um espanto, este Sobral.

Outro espanto é Couceiro. Não vi o jogo, mas já se previa o descalabro.
Espantei-me como ainda assim a selecção conseguiu o apuramento.
"A culpa é de todos", diz ele, mas engana-se: a culpa é dele!

VermelhoNunca disse...

AMigo JC, essas considerações sobre o ontem esmagado Cardozo, não foram proferidas por Freitas Lobo?

vermelho disse...

amigo JC:
Não foi Sobral, foi Luís Freitas Lobo, vulgo o meu guru.

VermelhoNunca disse...

Exacto, amigo Vermelho, bem me parecia.

vermelho disse...

amigos:
já que se fala de jogadores e Luís Freitas Lobo, aqui fica a sua opinião sobre Purovic:
"MILAN PUROVIC
País: Montenegro
Idade: 22 anos (7/5/85)
Clube em 2006/07: Estrela Vermelha
Época - Clubes - Jogos - Golos
2004/05 – Buducnost Podgorica 25/11
2005/06 – Estrela Vermelha – 24 /11
2006/07 – Estrela Vermelha – 22/6

Avançado elegante, com grande capacidade atlética e um remate potente e colocado, com o pé direito. Busca espaços, fora ou dentro da área, escapa aos seus marcadores, e remata muito bem. Não é muito veloz mas, agressivo, movimenta-se com grande inteligência. Destaca-se também a cabecear. Pode jogar sozinho no ataque ou com outro avançado a seu lado (fez dupla com Zigic). O seu futebol cresce quando se aproxima da área."

JC disse...

Têm toda a razão.
Não foi Sobral mas Freitas Lobo quem fez tais considerações sobre o Cardozo.
As minhas desculpas.

JC disse...

Já que se fala de Purovic, não sei o porquê da insistência em Maxi Lopes por parte dos diregentes do SCP.
Purovic parece-me um valor mais seguro do que o espampanante Maxi Lopez.
Além disso, e ainda que obrigasse a um investimento superior, pois que viria, em princípio, a título definitivo e não por empréstimo, teria um salário muito mais baixo e sempre passaria a fazer parte dos quadros do SCP.

vermelho disse...

amigo JC:
Não conheço Purovic, por isso não me atrevo a compará-lo com Maxi Lopez.
Quanto a Maxi Lopez, partilho em absoluto da opinião aqui veiculada pelo amigo nunca na semana passada:
"Não me convence o jogador. Veremos se resulta em Portugal. A nível fisico poderá colmatar alguma falta que temos. A nível técnico acho-o limitado. "

VermelhoNunca disse...

Não conheço Purovic. O preço pedido não me parece demasiado alto, embora seja arriscado dizer isto, porque Purovic pode não passar de uma Pura nódoa.

JC disse...

Amigo Nunca:
Uma pura nódoa não parece ser, pois que marcou nas últimas três épocas 28 golos, 17 dos quais no Estrela Vermelha - que não é uma equipa qualquer, como se sabe - e é internacional montenegrino.
Aliás, e ao que li, Benfica e Porto já o tiveram referenciado o ano passado.
Mas nunca o vi jogar, por isso não poderei opinar mais que isto sobre o seu valor.

VermelhoNunca disse...

Concordo consigo amigo JC. Foi um exagero a expressão que utilizei.
Vamos é esperar por uma solução breve, para termos o plantel todo à disposição o mais rapidamente possível.

JC disse...

Exacto, amigo Nunca.
Que venha depressa o tal avançado, seja ele qual for, e que se defina de vez a situação do Caneira.

Caro Zex:
Já que fala na selecção portuguesa do Euro 84, protagonista de um dos melhores jogos da equipa nacional que vi, contra a França de Platini, passei este fim-de-semana pela RTP Memória durante um zaping e surpreendi a repetição de um interessantíssimo jogo da nossa selecção contra a poderosíssima equipa de Malta, em 1987.
Dispenso fazer qualquer comentário ao interesse televisivo da repetição deste jogo.
O que pretendia sublinhar era a quantidade de cromos que na ocasião compunham a nossa selecção.
Jesus (Guarda Redes), Dito, Jorge, Frasco, Manuel Fernandes, Jorge Plácido, Skoda (???), Nascimento, Adão e outros que não me lembro eram alguns dos jogadores que integravam a equipa das quinas.
Que miséria!
Que deserto que a nossa selecção atravessou naquela ocasião do pós Euro 84 e antes da chegada da "geração de oiro" de Figo e companhia!
É preciso ter presente o que era a nossa equipa nessa altura para se perceber o valor de Portugal actualmente e o quanto evoluímos, como equipa e em termos de qualidade individual dos jogadores.

vermelho disse...

amigo JC:
Esses jogadores só faziam parte da nossa selecção devido ao caso-Saltillo, que redundou na indisponibilidade de 21 dos 22 convocados para o Mundial em representar a selecção (a excepção foi Álvaro Magalhães).

vermelho disse...

amigo JC:
Essa selecção era, de facto, inenarrável, a começar no seleccionador - Rui Seabra - e no treinador - Júlio Cernadas Pereira “Juca”.
Outros nomes, mais ou menos, obscuros do nosso futebol conheceram a glória no pós-Saltillo:
Lúcio, Costeado, Carvalho, Miguel, Alberto (pelo regresso já com uma provecta idade), Parente Jaime das Mercês, Vado, Gilberto e Coelho.

VermelhoNunca disse...

Amigo Jc, para análise, aqui deixo umas palavras de Ribeiro Telles:
"O homem forte do futebol leonino falou também sobre Caneira e Maxi López. Disse que a SAD continua empenhada em assegurar as contratações de ambos, mas aproveitou para criticar o Governo e a sua política fiscal. «O Sporting já manifestou vontade de ter Caneira, enquanto Maxi López é uma das possibilidades para um lugar que Paulo Bento entendeu ser necessário reforçar. Os dois, por acaso, têm um problema que é parecido. Em Espanha, para se procurar trazer talentos e tornar o campeonato mais competitivo, existem taxas fiscais que permitem pagar melhores salários. No nosso país só se pensa assim quando a Selecção ganha ou quando as pessoas vão aos estádios. O nosso campeonato perde qualidade quando em Espanha temos de competir com taxas de fiscalidade na ordem dos 25 por cento, contra os 40 por cento em Portugal. E o futebol, hoje em dia, é uma actividade que assume importância cada vez maior na balança de transacções correntes, movimentando muito dinheiro para o fisco», lembrou. "

JC disse...

Amigo Vermelho:
Só assim se percebe, de facto, o resultado desse jogo, que foi realizado no Funchal: 2-2.

JC disse...

Para os interessados, terminou já a 2ª etapa da Volta a França, com a seguinte classificação final (5 primeiros):
1. Steegmans
2. Boonen
3. Pozzato
4. Hunter
5. Feillu.

Lion Heart disse...

Quem eu gostava mesmo era do Milevsky do D. Kyev, que também esteve referenciado (ou ainda estará...)
Quanto ao Portugal-Gâmbia, foi a trampia que já se esperava. Curiosidade para ver qual será desta vez a desculpa do Scolari em relação ao afilhado, mas estou mesmo a ver que será algo do género "Gentchi, o Brasiu tambéim ficou em térceiru (voz em falsete) aí... (retomando o normal) tudo béim"

Zex disse...

Esta lagartada vai de mal a pior !
Estas declarações do dirigente, citadas por um certo senhor que não conheço, são inacreditáveis.
Tal como foi o choradinho para não taxar os prémios dos jogadores após o Mundial !
É preciso ter lata !
Os dirigentes do Sporting estão mesmo muito mal. Na semana passada a inacreditável resposta ao colunista MST, hoje esta parvoíce.
Vá lá, diminuam os impostos para nós possamos comprar o Super Maxi !
Mas como os disparates provêm dos meninos das gravatas, netos do Visconde Delapeida, tudo se pode dizer !
Já ninguém se lembra dos anos e anos em que, grande parte dos clubes, nem sequer pagavam impostos e faziam-se contratos paralelos com todos os jogadores, para fugir ao Fisco ?
E daquele clube que não pagou impostos durante muito tempo e deu uma acções chinesas em garantia ?

Não me venham agora com estas falinhas mansas !
As condições são estas.
Se não querem retirem-se.
Ainda ontem, no diário As, um dos argumentos utilizados para que o Kaka fosse anunciado, pela trigésima vez, como reforço do Real Madrid, era que em Itália recebia menos porque a taxa de imposto era de 30 %, ao contrário de Espanha, em que rondava os 25 %.

O que dirão os dirigentes dos clubes da Finlândia, da Dinamarca ou da Suécia...

VermelhoNunca disse...

Falou a voz da inteligência saloia. No seu estilo amuado não sabe conversar,e insulta a torto e a direito. Como ainda por cima tem a mania que é esperto, nem entende o que Ribeiro Telles pretende dizer.
Enfim, vou seguir os estatutos, e ignorar crianças.

Lion Heart disse...

Caro zex: Por isso é que não se podem ter certos luchos, não é?

JC disse...

Caro Zex:
Parece-me que, desta vez, não lhe assiste razão nas críticas que faz ao Miguel Ribeiro Telles.
Os jogadores de futebol das nossas equipas, para receberem o mesmo, líquido, que os seus colegas que alinham em Espanha - por exemplo - têm de ter ordenados superiores, 15% mais elevados.
Ou seja, os clubes portugueses, já de si mais fracos economicamente que os espanhóis, vão ter de pagar mais 15% de ordenado para que os jogadores recebam o mesmo que receberiam se jogassem em Espanha.
Daí as críticas de Miguel Ribeiro Telles, com as quais eu concordo, pois que delas resulta um evidente enfraquecimento da posição negocial dos nossos clubes.
Como se está a ver agora com o SCP e os casos Caneira e Maxi Lopez.

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, os comentários do amuado não passam de provocações baratas. Ele nem se deu ao trabalho de ler o que Ribeiro Telles disse.
Provocou, bazou.

JC disse...

Estou a ver que sim, amigo Nunca.
Zex é um verdadeiro sniper.
Talvez se tivesse sido Pinto da Costa a queixar-se da fiscalidade para o futebol Zex Sniper tivesse uma diferente opinião.
Eu como me farto de pagar milhares de euros de impostos para o Estado, de IRS, IMT, IMI, IVA, IVVA e ainda por cima me vejo com uma diuturnidade congelada há dois anos por este Governo autista, compreendo perfeitamente o desabafo de Ribeiro Telles.
Talvez o Zex Sniper não sinta ess asfixia, provavelmente por ter os seus negócios domiciliados numa qualquer "off shore".

cavungi disse...

Meus caros:
Penso que a fiscalidade sobre os futebolistas/equipas chegou finalmente a um nivel decente.
Os pobrezinhos pagam muito imposto?
Bem feito!
Já vêm é com muitos ano0s de atraso.
Vigaristas!

cavungi disse...

Quanto ao chulo Couceiro um só caminho:
A Forca!!!