segunda-feira, março 05, 2007

Antevisão do Chelsea/Porto

O Porto enfrenta, amanhã, uma tarefa hercúlea.
Vencer ou empatar por mais de um golo em Stanford Bridge.
O Chelsea registou um percurso imaculado em casa na fase de grupos da Champions, vencendo os três jogos, com cinco golos apontados e nenhum sofrido.
Em 2004/05, Chelsea e Porto encontraram-se para a Champions e em Stamford Bridge os ingleses venceram por 3-1.
Em Stamford Bridge, sob o comando de José Mourinho, o Chelsea apenas perdeu por uma vez, em 13 partidas disputadas na Champions, precisamente há um ano, na mesma fase da prova, frente ao Barcelona.
Esta foi, aliás, a única vez nas últimas quatro épocas que o Chelsea não se apurou para os quartos-de-final da Champions.
Mestre nos jogos psicológicos, Mourinho já disse que “A história diz que em Stamford Bridge manda o Chelsea. São três anos a ganhar quase sempre em casa e a ser mais forte do que os adversários. Sabemos que, se não sofrermos golos, seguimos em frente, mas vamos jogar com o objectivo de marcar, resolver a eliminatória cedo e tornar as coisas mais fáceis para nós.”
Mourinho pretendeu começar a ganhar o jogo antes dele se iniciar.
Mas, se o segmento factual das suas declarações é verdadeiro, o trecho especulativo parece-me isso mesmo, mera especulação.
Não acredito que o Chelsea entre em campo para marcar, nem para resolver a eliminatória cedo.
Antes pelo contrário!
Penso que o Chelsea fará do calculismo e da expectativa a matriz essencial do seu modelo de jogo.
Entrará contido e à espreita do erro.
Deixará correr o jogo, procurará atrair o Porto para o risco com vista a surpreende-lo em transições rápidas e contra-ataques.
Beneficiando de vantagem na eliminatória, não creio que Mourinho incite os seus jogadores a entrarem a “matar”, a assumir riscos.
Do ponto de vista da eliminatória não se mostra necessário e como tudo o que implique riscos desnecessários Mourinho despreza…
Apenas acelerará o jogo se a tal for obrigado.
No Dragão, quando foi imprescindível acelerou o jogo, fazendo entrar Robben, mas logo que o deixou de ser tratou de colocar um enorme cubo de gelo na partida, promovendo a chamada de Obi Mikel.
É o seu realismo pragmático.
Mourinho manterá o 4x4x2 em losango, por oferecer maior segurança na transição defensiva e por permitir uma melhor e mais cabal ocupação dos espaços.
Será uma equipa compacta, que procurará esconder a bola, sempre com a preocupação de manter o ritmo de jogo em bases lentas, buscando uma construção ofensiva cadenciada e paulatina.
Cultivará a posse e a circulação de bola, muito embora para Mourinho seja sempre mais importante controlar do que dominar.
Makelele-Lampard-Essien-Ballack, por certo, que irão circular a bola, procurando criar espaços sem comprometer a transição defensiva.
Com Terry lesionado, Boulahrouz deverá ser o eleito para o substituir no eixo da defesa.
Dispondo de dois defesas-centrais de raiz, não é crível que Mourinho persista na adaptação de Essien a central.
Deste modo, o Chelsea deverá apresentar Cech, Diarra, Boulahrouz, Ricardo Carvalho e Ashley Cole, Makelele, Lampard, Essien e Ballack, Schevchenko e Drogba.
E como poderá o Porto contrariar o Chelsea?
Antes de mais, não temendo os ingleses.
Qualquer subserviência representará insucesso.
Deverá encarar o adversário olhos nos olhos, sem receio.
Depois, sendo agressivo e demonstrando disponibilidade física.
Disputar cada lance como se fosse o último e como se de cada lance dependesse a vitória.
Depois, pressionar o meio-campo do Chelsea, impedindo-o de pensar.
Depois, impedir as penetrações verticais de Lampard e o seu temível jogo entre linhas.
Depois, apresentando um bloco médio/baixo e compacto.
Há que salvaguardar as penetrações verticais, geralmente em diagonais curtas, de Drogba e Schevchenko.
Há que atacar sem descurar a transição defensiva.
Há que conservar sempre o equilíbrio estrutural da equipa.
O Chelsea lançará o isco da tomada de posições mais altas, mas o Porto não poderá cair nesse engodo.
Há que dar ao Chelsea a iniciativa do jogo, atraindo-o o mais possível para o meio-campo portista, por forma a que suba as suas linhas, permitindo, assim, encarar o momento ofensivo com o adversário desposicionado e com menos unidades no seu meio reduto.
Depois, impondo um ritmo forte na partida, não se deixando enlear pelo ritmo naturalmente pausado que o Chelsea procurará imprimir.
Depois, ser rápido e resoluto na transição ofensiva.
Depois, ter as suas individualidades em “dia sim”.
Pese embora, Mourinho tenha dito que “este não vai ser um jogo decidido por individualidades, estou certo de que serão as equipas a resolver esta eliminatória. É o trabalho colectivo a fazer a diferença e é nesse sentido que temos treinado”, o certo é que um super Pepe, um super Lucho e um super Quaresma podem fazer a diferença em favor do Porto.
Quanto ao onze, Bosingwa é baixa confirmada, o que, desde logo, lança a interrogação sobre a identidade do lateral esquerdo portista.
Lucas Mareque ou Marek Cech são os candidatos.
Se tomarmos em linha de conta o jogo contra o Braga, Lucas Mareque será titular.
Todavia, uma vez que se trata de um jogador que, ainda assim, defende pior que o eslovaco, não será de estranhar que Jesualdo opte por Marek Cech.
No resto, tudo deverá permanecer imutável, apresentando-se o Porto no seu tradicional 4x3x3 com Helton, Fucile, Pepe, Bruno Alves e Marek Cech, Assunção, Meireles e Lucho, Lisandro, Adriano e Quaresma.
A partida será arbitrada pelo italiano Roberto Rosetti, que nunca dirigiu encontros em que o Porto interveio.

67 comentários:

VermelhoNunca disse...

Ontem, numa troca de opiniões com Cavungi, disse aqui que o senhor Paulo Costa não tinha interrompido o jogo no lance que motivou a expulsão de Liedson. Ontem verifiquei o contrário. De facto apitou, antes mesmo de Nani centrar a bola.
Depois da interrupção do jogo o árbitro reenicia a partida com um pontapé de baliza. Erro técnico, suficiente para o Sporting protestar o jogo. Se o Sporting basear a sua defesa neste factor ganhará o protesto.

Zex disse...

O êxito do protesto não dependerá do que o árbitro escrever no relatório ?
Poderá ser comparado o que o árbitro escreve com as imagens televisivas ?
Os castigos aplicados no jogo ficam a valer ou perdem o seu efeito ?
A resposta a estas questões poderá ter importância destacada para que o protesto tenha sucesso !

VermelhoNunca disse...

Condómino Zex, o árbitro pode escrever o que quiser, mas se considerou agressão de Liedson, nunca pode recomeçar um jogo com pontapé de baliza. As imagens televisivas servirão de prova, penso eu. Quanto à questão dos castigos, não faço ideia.

vermelho disse...

amigo nunca:
concordo contigo.
erro técnico.
todavia, não me parece que esse erro tenha tido qualquer influência no decurso do jogo ou no resultado.
assim, cumpre sindicar os regulamentos no sentido de averiguar se um erro dessa natureza, determina a repetição do jogo.
Não tenho muito tempo hoje, mas prometo tentar ver o que dispõe os regulamentos a este propósito.
abraço.

vermelho disse...

amigos nunca e zex:
o árbitro não pode reiniciar a partida com um pontapé de baliza, porque o jogo estava parado quando Liedson cabeceia para fora.
o árbitro devia ter reiniciado o jogo com um pontapé livre a punir a falta de Liedson.
quanto ao castigo, se se determinar a repetição do jogo, é como se nada tivesse acontecido.
o árbitro não terá escrito nada sobre esta situação que o amigo nunca aqui traz, pois que ela não respeita a quaisquer castigos ou factos anómalos ocorridos no decurso do jogo e estes são os aspectos que o árbitro consigna no seu relatório.
mesmo que as imagens televisivas não possam servir de prova, resta sempre a prova testemunhal.
abraço.

VermelhoNunca disse...

Alguns erros desse senhor Costa, segundo o jornal insuspeito, A Bola:
04/12/1998- Salgueiros ganha ao Sporting com uma penalidade não assinalada sobre Simão e vários erros no campo disciplinar;
08/01/2002. Alverca/Sporting para a Taça- 3 expulsões a jogadores do Sporting exageradas e uma penalidade não marcada sobre Jardel;
07/10/02- Contra o Moreirense o Sporting ganhou mas mais uma penalidade ficou por marcar, bem como no capitulo disciplinar esteve mal;
23/10/2005- Contra o Gil Vicente, estreia de Paulo Bento, escreveu a Bola que duas penalidades ficaram por marcar a favor do SPorting( uma delas recordo-me bem que o defesa gilista pensando que estava num jogo de rugby, numa reposição lateral, subiu, subiu e cortou a bola com a mão).
Este senhor não passa de um vigarista, que leva o trabalho bem encomendado.

Zex disse...

Uma coisa é segura: o Sporting nunca falha por culpa própria !
Chega a ser ridículo !

JC disse...

Ontem tive um dia bastante atarefado que não me permitiu comentar as incidências da jornada.
Apanho, assim, a carruagem em andamento.
Penso que se pode questionar a real vantagem para o SCP, na repetição do jogo.
Ou seja, o SCP empatou em Leiria, sendo que merecia a vitória, pelo que jogou e pelas oportunidades de golo perdidas.
Será que, caso o jogo venha a ser repetido, o SCP o ganhará desta vez?
É que, às tantas, arrisca-se a perder o jogo, hipótese nada remota depois de tudo o que eu já vi suceder ao SCP desde que me conheço.

VermelhoNunca disse...

Claro que falha por culpa própria. Ridiculo é você afirmar isso. Não confunda as coisas. Este senhor a par do outro Costa não passam de vigaristas, que cumprem a rigor o que lhes é encomendado.

vermelho disse...

amigo zex:
concordo contigo.
abraço.

vermelho disse...

amigo nunca:
dos outros costas - para além deste, ainda, há o rui (irmão) e o antónio.
abraço.

VermelhoNunca disse...

Quando me referia a Costa, amigo Vermelho, referia-me ao António, que sonegou ao Sporting uma entrada directa na Liga dos Campeões, num jogo contra o Nacional da Madeira, há 2 anos atrás, numa das maiores roubalheiras que vi, desde que assisto a jogos de futebol.

JC disse...

A propósito do Chelsea-FCP, disse o Jesualdo Ferreira sobre o José Mourinho:

«Mourinho tem cinco ou seis anos de treinador e nesses anos construiu uma carreira de sucesso se entendermos que os resultados que conseguiu podem ser atestado como o melhor treinador de sempre do futebol português, isso é verdade. Na minha perspectiva acho que a sua competência é inquestionável mas também entendo que um treinador se faz ao longo de muitos anos e a constância desses resultados nas mais diferentes situações, vão poder fazer dele o melhor treinador de sempre mas daqui a uns anos.»

Realço esta parte: "um treinador se faz ao longo de muitos anos".
Quererá o prof. dizer, com isso, que o melhor treinador português é ele, Jesualdo Ferreira, pois que tem bastantes anos como treinador, apesar de nunca ter ganho nada?
Que os resultados já alcançados pelo Mourinho, sem paralelo em outro treinador luso (apenas Artur Jorge dele se aproxima) não contam?
O que contam são os anos de treinador?

Uma saída muito infeliz do Professor com mais anos de Treinador em Portugal mas que nunca ganhou nada.

cavungi disse...

Amigo Nunca,
Afinal o jogo estava interrompido, como eu disse.è que eu tento ser incisivo nas minhas apreciações.
Admitindo que há erro técnico, é uma vergonha nacional o SCP pedir a repetição do jogo porque em vez de um livre contra o SCP o arbitro assinalou um pontape´de baliza.è um aproveitamento rasca e oportunista de quem se diz acima destas questões.
Além do mais, o SCP merecia e podia/devia ter ganho o jogo.
Jogou melhor mas pela milésima vez FALHOU.
E quando falham de quem é a culpa?
De todos e mais alguém excepto é claro de Paulo Bento e sus muchachos.

cavungi disse...

Amigo Zex,
No caso ignobil de haver repetição! do jogo, quando acontecerá?Dada a celeridade da justiça desportiva e não só.
No final da época?
Liedson será despenalizado em tempo útil?
Se a repetição do jogo for no final da época, o resultado servirá para apuramento para a taça intertoto?
Liedson foi bem expulso?
O pontapé é intencional?
Foi com força suficiente par aquilar da sua intencionalidade?
Pinto da Costa subornou Liedson para ele dar um pontapé em Rossato?
Rossato é uma contratação falhada do SCP?
Estas questões terão que ter respostas em breve não achas?

vermelho disse...

amigo cavungi:
concordo em absoluto com o 1º dos teus comentários de hoje.
abraço.

cavungi disse...

Amigo Vermelho,
Deixando de lado o futebol extra 4 linhas e passando ao futebol propriamente dito, o que dizer do sorteio da TP?
4/5 equipas muito iguais com as mesmas hipoteses de vitória final, embora pense que de todas, será o Sporting..... de Braga a ter uma ligeira vantagem sobre a concorência.
Nas meias finais teremos certamente dois jogos muito equilibrados, mas eu aposto numa final Sp.Braga-Beira-Mar.
E tú?

vermelho disse...

amigo sábio cavungi:
eu, ao contrário de ti, aposto numa final Sporting-Belenenses.
mas, retomando o sentido das tuas linhas precedentes, direi que o que importa, hoje, passadas 48 horas sobre o jogo, é discutir se o Liedson foi bem expulso, se o Liedson fez falta sobre o Rossato à entrada da área antes de se embrulharem e se, face à resposta necessariamente afirmativa em relação às perguntas precedentes, se pode considerar que o Sporting foi prejudicado em Leiria.
eu penso que não! e tu?
abraço.

JC disse...

Cá está o Mestre Prof. Sábio Cavungi a fazer mais um exercício de futurologia, que tãos bons resultados tem dado no Espaço Karamba.
Professor Fathi, Mestre Karamba, Dr. Sissé, Astróloga Maya e meso Falecido Prof. Zandinga: podem ir para a reforma!
A partir de hoje não terão quaisquer hipóteses face à concorrência demolidora do Mestre Cavungi.

Jorge Mínimo disse...

Caro Cavungi:
Folgo em saber que já recuperou do cú em sangue da semana passada. Contudo, acho que temos mais do que fazer, do que estar a aturar as suas idiotices. O meu amigo está cada vez mais parecido com o Rui Santos. Farta-se de falar, mas não diz nada de jeito. Limite-se a fazer os prognósticos do Karamba (pelos vistos é bom) e deixe-nos em paz.

Zex disse...

Sr. Mínimo,
Não me diga que também vai "protestar" contra os comentários do Cavungo ?
É que no seu clube, quando não se gosta de alguma coisa "protesta-se"...
Ao menos no meu, "dá-se fruta" !

Zex disse...

Notícia de última hora:
"Invasão de calimeros num conhecido blog da nossa praça. Aceitam-se protestos contra tal presença" !

Jorge Mínimo disse...

Caro Zex:
No seu clube dá-se fruta,rebuçadinhos e meias de leite e ao meu clube não resta mesmo mais nada a fazer, do que protestar.

Jorge Mínimo disse...

Em relação ao protesto, não concordo. Coisas mais graves se passaram em 2004/2005 e nada se fez.

VermelhoNunca disse...

Os iluminados deste blog devem pensar que somos todos parvos. Não acham estranho o jogador Rossato vir ontem aos microfones da TSF dizer porque apanhou o amarelo. É muito normal isto acontecer.

vermelho disse...

amigo nunca:
nisso estamos de acordo.
nada normal, mas isso não significa que o Sporting tenha sido prejudicado.
deve ter sido o bartolas que, no cumprimento de ordens superiores, lhe mandou dizer isso.
abraço.

vermelho disse...

amigos:
aqui fica um artigo de opinião de Luís Sobral sobre o "caso Liedson":
"Primeiro os factos.

1. Rossato fez falta sobre Liedson, fora da área.
2. Liedson também carrega Rossato, para ganhar posição, já na área. Ambos caem.
3. Rossato, na queda, deixa o pé. Fica a ideia de que o objectivo é atingir Liedson.
4. Liedson dá um pontapé em Rossato. O leiriense demora a perceber que foi atingido. Ao de leve. Cai, levanta-se, cai de novo. Demasiado teatro.
5. Precisámos de algum tempo e muitas repetições para compreender exactamente o que se passou.
6. O auxiliar sinalizou o pontapé de Liedson, de tudo isto o mais visível, de facto. E tem de se aceitar que o auxiliar só veja o momento de Liedson.
7. Liedson foi expulso.

Até aqui tudo mais ou menos normal.

A partir daqui começam os verdadeiros problemas.

1. Paulo Costa mostra a Rossato um amarelo que ninguém compreende. As imagens não mostram o brasileiro a protestar, pedir cartão para Liedson ou entrar em campo sem autorização.
2. No dia seguinte, coisa nunca vista, Rossato apressa-se a dizer que sim senhor, viu muito bem um cartão amarelo, pois protestou com o árbitro. Espera-se que seja norma, a partir de agora, os jogadores divulgarem os seus comportamentos «menos correctos».
3. Entretanto, o Sporting protesta o jogo, Paulo Bento lembra que não chegou ao futebol ontem. Clube e treinador acabam por contribuir para mais um episódio de suspeição.
Na prática, Paulo Bento deve lamentar que o seu jogador tenha perdido a cabeça e tenha passado despercebido aos árbitros o gesto de Rossato. Caso saiba mais do que isso, deve dizê-lo publicamente, suportado em provas, ou endereçar o caso às autoridades competentes. Como se viu no passado, sempre que um treinador grita «investigue-se» nada acontece e passa, a partir daí, a ser perseguido pelo eco do que afirmou.
Dito isto, acho que o relatório do árbitro deveria ser tornado público e o significado do cartão amarelo a Rossato devidamente explicado. Quem dirige o futebol português, nomeadamente a arbitragem, deve ser o primeiro a pretender que os critérios sejam claros, objectivos e a incompetência punida."
abraço.

VermelhoNunca disse...

Estou de acordo com o artigo publicado. Entretanto o Sporting coloca a hipótese, se o relatório do árbitro confirmar as palavras de Rossato, de agir contra Paulo Costa, por este falsear o relatório de jogo.

vermelho disse...

amigo nunca:
sinceramente, não percebo de que forma poderá ter sustentação essa afirmação de falsificação do relatório se neste se consignar versão coincidente com a trazida a público pelo Rossato.
abraço.

JC disse...

Numa primeira versão posta ontem a circular, o cartão amarelo do Rossato deveu-se à sua entrada em campo sem autorização.
Agora, a versão oficial é a de que viu o cartão por protestos.
Em que é que ficamos?
Quais protestos, afinal, se o Rossato não protestou com ninguém??
depois de vistas as imagens ontem, confirmo que o Rossato não foi atingido nas costas mas numa das pernas, já sobre a zona da nádega.
Fiquei também com a ideia que o pontapé não foi pontapé nenhum mas um "chega para lá" do Liedson, que, depois de cair, levou com o jogador em cima.

Entretanto custa-me a perceber como é que se dá de barato que o Liedson vai levar dois jogos de castigo, quando o Nuno Gomes, por ter também pontapeado um adversário no jogo SCP-SLB, levou apenas um jogo de suspensão.
O lance não é do mesmo nível?
Até me parece que o do Nuno Gomes é mais grave, porque se tratou de uma agressão gratuita sem qualquer falta a antecedê-lo.

vermelho disse...

amigo jc:
a tua versão é, no mínimo, fantasiosa.
remeto para o artigo do luís sobral.
quanto ao nuno gomes, dizer que a questão foi abordada pela CD da Liga e por este órgão foi dito que o que conta para efeitos de castigo é aquilo que o árbitro escreve no relatório.
o lance do nuno gomes foi qualificado pelo árbitro como jogo violento e não agressão.
assim, de acordo com a jurisprudência da CD da Liga, foi punido com 1 jogo.
jogo violento - 1 jogo;
agressão - 2 jogos;
tem sido esta a jurisprudência da CD da Liga.
este ano, apenas, Cesinha foi castigado com 1 jogo após agressão.
abraço.

p.s. quanto ao Nuno Gomes, dizer que foi o único jogador que foi punido com 2 jogos após ter sido expulso por acumulação de amarelos no Bessa.
abraço.

VermelhoNunca disse...

Porque o Sporting baseado nas imagens televisivas, quer demonstrar que Rossato nunca falou com o árbitro, provando assim, se ele escrever no relatório o que o jogador relata, que há falsificação do relatório.

vermelho disse...

amigo nunca:
duvido que existam imagens que documentem todo o percurso do Rossato desde que foi agredido até que reentrou em campo.
abraço.

VermelhoNunca disse...

Não sei amigo Vermelho. Logo veremos. Que tudo isto cheira a esturro, disso não tenho dúvida.

Jorge Mínimo disse...

Caros Condóminos:
Esta discussão não leva a lado nenhum. Está-se a fazer muito barulho por nada, no fim a montanha vai parir um Cavungi e o Sporting não vai protestar o jogo, o Liedson fica dois jogos sem jogar e o campeonato vai continuar.
O importante para o dia de hoje é o jogo do FC Porto em Londres. Espero que o FCP esteja à altura e que consiga eliminar o Chelsea. Não vai ser fácil, mas não é impossível, basta fazer o mesmo resultado que o Fulham (2-2) e os quartos-de-final são atingidos.

Zex disse...

Esta versão do Sr. JC é profundamente fantasiosa !
Então uma patada ou coice equivale a um "chega para lá".
na minha opinião, o Liedson foi bem expulso !
O Sporting até podia ganhar o jogo que expulsão teria sempre que ser aplicada.
Percebe-se o que o Sporting quer. Um joguinho de castigo para o Liedson, claro. E que o mesmo jogue no Dragão. Por isso este foguetório todo. Esta enorme pressão tem só esse objectivo !
Aqui estou com Mínimo, espero que o Liedson jogue mesmo e que, ainda assim, o Sporting perca. Desse modo, acabam-se os permanentes "bodes expiatórios"...

JC disse...

Fantasioso, caro Amigo Vermelho, é tudo o que se tem passado à volta desse lance.
E o caro amigo não comentou o facto de ontem ter circulado a versão de que o amarelo ao Rossato se ter ficado a dever à sua entrada em campo sem autorização e hoje já se dizer que foi por protestos.
Parece que se tentou arranjar uma primeira justificação para o amarelo e depois, ao verificar-se que não ia colar, partiu-se para os protestos, sempre difíceis de provar (as imagens não gravam o que o jogador diz ao árbitro)

Jorge Mínimo disse...

Caro JC:
Não fale dessa versão, que ontem deu um grande "sururu" aqui no blog.

VermelhoNunca disse...

Para hoje à noite estou claramente pelos portugueses. Penso que o Chelsea tem mais portugueses que o FCPorto, que desejo que saia humilhado de Londres, especialmente pelas declarações completamente cretinas do seu treinador.

JC disse...

Eu admito a expulsão do Liedson como justa.
Assim como admitia que se entendesse o lance como um "chega para lá".
Para mim um pontapé é desferir uma pancada, não é um encosto do pé à perna.
E foi isso que a mim me pareceu. Um encosto do pé à perna do Rossato, que nem sentiu nada!!!!

É, aliás, o que resulta do tal artigo citado pelo Amigo Vermelho:

"4. Liedson dá um pontapé em Rossato. O leiriense demora a perceber que foi atingido. Ao de leve."

LEVE PONTAPÉ. O JOGADOR NEM PERCEBEU O QUE SUCEDEU. SIMULA PONTAPÉ NAS COSTAS. FAZ TEATRO.

vermelho disse...

amigo JC:
estou contigo.
o fantasiosas, também, têm sido as versões trazidas a público sobre o lance.
ninguém, publicamente, sabe o que o árbitro escreveu, mas as versões do relatório têm sido mais do que muitas.
independentemente daquilo que o árbitro disser sobre o amarelo ao Rossato, reafirmo o que disse antes "o que importa, hoje, passadas 48 horas sobre o jogo, é discutir se o Liedson foi bem expulso, se o Liedson fez falta sobre o Rossato à entrada da área antes de se embrulharem e se, face à resposta necessariamente afirmativa em relação às perguntas precedentes, se se pode considerar que o Sporting foi prejudicado em Leiria.
eu penso que não! e tu?
no mais, faço meu o mui douto comentário do condómino Zex.
abraço.

vermelho disse...

amigo JC:
não me admiro que o Rossato não tenha sentido nada, pois que a envergadura do Adis Abeba assim o determina.
abraço.

JC disse...

Amigo Vermelho:
Não vi o jogo, pelo que não sei se o SCP foi ou não prejudicado pela arbitragem.
Mesmo que o tenha sido, não foi por isso que não ganhou o jogo.
Não ganhou pelas oportunidades de golo que não concretizou.
A expulsão pareceu-me justa, como já disse, embora tenha sido daqueles lances que também admitia que não tivesse sido exercida acção disciplinar.
Não há agressão violenta e tudo resulta duma jogada de envolvimento físico entre os dois jogadores.

O que importa é que de uma vez por todas se definam critérios e que os lances passem todos eles a ser ajuízados da mesma forma.
Lances como este uma vez dão falta outras vezes não;
Bolas na mão à queima-roupa umas vezes dão falta outras vezes não;
Pontapés umas vezes sã considerados jogo violento outra vez são entendidos como agressão.

A este propósito, se o árbitro do SCP-SLB escreveu no relatório que o pontapé do Nuno Gomes foi jogada violente e não agressão, então favoreceu deliberadamente o jogador do Benfica.

vermelho disse...

amigo jc:
desculpa, mas não concordo.
não há qualquer agressão de Nuno Gomes a Moutinho!
Há, isso sim, uma entrada por trás despropositada.
jogo violento, portanto.
abraço.

JC disse...

Amigo Vermelho:
Não houve um pontapé do Nuno Gomes ao João Moutinho, esse sim desferido, até, com intensidade?

Cuto disse...

Milhões de pessoas "amam" o futebol.Nenhum jogo é tão apaixonante nem tão "viciador" como o futebol. É por isso ele é tão perigoso. Antes do 25 de Abril era preciso que a capital fosse reconhecidamente quem "mandava" e onde tudo se decidia.Foi o período em que as equipes da capital,os chamados grandes, ditavam a sua lei.Quem melhor servia em cada altura o poder era o vencedor.O "sistema" estava monta-
do para ser assim.Todos,arbitros, dirigentes,associações e Federação sabiam que era assim e a todos servia ser assim.Veio o 25 de Abril e o futebol fora das 4 linhas,estremeceu mas, logo se adaptou e à semelhança do resto do país e como diz o ditado, mudou-se alguma coisa para que tudo ficassa na mesma.Os mesmos dirigentes reciclaram-se e montaram um novo sistema.Faltava-lhes o "beneplacito" do poder.Em nome de um Norte "democratico" por oposição a um sul esquerdista.Em nome de uma democarcia moderna e europeia o Norte viu chegar a sua hora e liderou e implementou o novo sistema.Foram os "chitos" do Pinto da A F. Porto.Foi o despudor do Pinto da Costa no modo como internamente dominava tudo e todos.Enfim foram alguns anos de ,realmente, alguns "chitos".Mas
esqueceram-se os do Norte que o poder é volatil e que é necessário ,quanto maior for a parcela que dele detemos,que nos adaptemos constantemente.Nada fizeram.Mantiveram a mesma arrogancia,as mesmas caras, e o mesmo sistema.É óbvio que o poder tinha de voltar à capital.Voltou e cada vez será mais dificil de lá sair.Por tudo isto ,eu que amo o futebol cada vez gosto menos deste futebol.Do futebol dos interesses,do comercio, da televisão.Do futebol onde os interesses de toda a especie sobrelevam o unico interesse que devia prevalecer,o da ética e o da credibilidade.

vermelho disse...

amigo jc:
não, não houve!
abraço.

amigo cuto:
muito bom o teu comentário.
abraço.

cavungi disse...

Amigo Vermelho,
Só agora posso responder ás tuas pertinentes questões.
E a resposta é NÃO.
O sporting não foi prejudicado em Leiria.
Porque?
Porque a 1º falta á entrada da área é feita por Liedson,
Porque Liedson agride Rossato e porque quando isto acontece o jogo estava já interrompido, logo não poderia haver penalty como queriam os sportinguistas numa 1º fase.
Se jogo recomeçou com pontapé de baliza e não com uma falta contra o SCP, como deveria queixam-se os calimeros de quê?
Que o arbitro não marcou uma falta CONTRA eles?
Está tudo maluquinho ou quê?

cavungi disse...

Amigo Minimo,
Tenho bastante pena que uma mente brilhante como a sua, apenas consiga sustentar a sua argumentação no insulto barato e gratuito.
É pouco.Muito pouco para quem se quer fazer ouvir.(ou houvir?).
Sendo assim, dou por terminada unilateralmente as minhas trocas de ideias com v.exa, que pelos vistos não está á altura de uma discussão salutar e livre de remoques insipidos e vazios de interesse.
Passe bem.
Pase até muito bem.

VermelhoNunca disse...

Amigo Barbaridades Iluminado de Cavungi: ou você não sabe ler, ou não o quer fazer. A questão da marcação do pontapé de baliza veio à discussão em virtude do eventual protesto do Sporting se poder basear em erro técnico do árbitro. E se o árbitro recomeçou o jogo com pontapé de baliza em vez de assinalar falta após a expulsão de Liedson, errou tecnicamente. Como o amigo apenas quer lançar disparates, continue a fazê-lo, mas não conte comigo para essa dança.

cavungi disse...

Amigo Vermelho,
Pensas que está na hora da lagartagem polir o caixão e passea-lo mais uma vez pelas ruas de Lisboa?
O futebol está de luto?
Porque não joga Farenud?

cavungi disse...

Amigo Zex,
Qualquer Portista quer que Liedson só "leve" um jogo.
Porquê?
Porque nunca marcou um golo ao FCP.
Tanto alarido porquê?
Que jogue.

dracula disse...

DEIXEM GUIAR O MANTORRAS!

Jorge Mínimo disse...

Caro Cavungi:
Já sei que está amuado, seguindo o exemplo do seu novo ídolo e não quer falar comigo, mas só quero rectificar uma coisa. O Liedson marcou no ano passado no Dragão para a taça.

JimmyJumpReloaded disse...

Absolutamente risível o protesto do jogo por parte dos lagartos!; Que figura de urso fazem estes betos do Esporting, que não conseguem nunca assumir as sua próprias fraquezas, debilidades e inferioridade em relação aos dois verdadeiros candidatos ao titulo!; uma espécie de caniche, pequenininho todavia arisco, ciumento e respondão!

Relativamente ao lance polémico, é o etíope o único a fazer falta, depois de Rossato ter ganho posição, o levezinho agarra-o, conseguindo deste modo adiantar-se ao brasileiro do UDL, posteriormente embrulhando-se os dois! No seguimento do lance o etíope agride Rossato, nas costas, nas pernas, onde quiserem! Agride, ponto final. O amarelo ao leiriense, derivará concerteza da falta de “testículos” (como diria o tirano madeirense) dos árbitros portugueses, que achou que não poderia expulsar um jogador do Esporting sem admoestar outro da equipa contrária. Uma espécie de compensação.

É triste não saber empatar!...

vermelho disse...

amigo sábio cavungi:
muitos estarão desejosos de reeditar esse triste espectáculo.
esse e um com que a Briosa, infelizmente, pactuou, associando-se ao "luto".
o futebol está, efectivamente, de luto.
está de luto, porque um jogador foi bem expulso.
está de luto, porque um árbitro cometeu um erro técnico aparentemente insignificante, mas que constituiu um crime de lesa futebol.
está de luto, porque tem dirigentes Magoos.
está de luto, porque se patrocinou uma direcção da Liga que tudo iria mudar, mas que talvez por ser chefiada por um dirigente Magoo e Político nada fez.
está de luto, porque um jogador agride outro e o que se discute é a forma, errada, como o árbitro reatou o jogo, branqueando-se o comportamento arruaceiro do infractor.
está de luto, porque em vez de analisar os erros próprios se enfatizam pseudo erros alheios, que tudo encobrem.
está de luto, porque os dirigentes Magoos se dizem diferentes dos outros e ao primeiro desaire desatam a comportar-se como todos os outros.
razões não faltam para o futebol estar de luto, mas seria fastidioso enumerá-las todas neste instante.
abraço.

vermelho disse...

amigo jimmy:
excelente o teu comentário!
abraço.

vermelho disse...

amigo drácula:
belas casquinadas soltei ao ler o seu comentário.
abraço.

salvatrucha disse...

Caro Amigo Vermelhonunca.
Disse que o Sporting-Nacional de 2005 foi uma das maiores roubalheiras a que assistiu.
Permita-me discordar.
Eu assiti, ao vivo e a cores, á maior roubalheira de um jogo de futebol.
Foi em 1981 num Sporting-Kaiserslautern apitado por um gentlement inglês, com nome de realizador de cinema:John Carpenter.
Mas a história da roubalheira encerra em sí só, uma outra mais hilariante que se tiver paciência passarei a contá-la.
Contou-me um amigo de Silva Resende.
Numa atitude de charme, os dirigentes Leoninos de então,convidaram o referido senhor para uma ambientação á noite Lisboeta, e vai daí levaram-no a "comer fruta" numa conhecida boite da capital.
O senhor foi, mas nada comeu, e no dia seguinte assaltou Alvalade!
Não sabiam os dirigentes Sportinguistas que o homem(?), pegava de empurrão!
Ofendido, o invertido desatou a prejudicar o Sporting.
A minha pergunta é:
Quem prejudica o Sporting é paneleiro?
Este é o meu "mathesis Megiste" de hoje.
Forte abraço

vermelho disse...

amigo salvatrucha:
posso confirmar a sua história.
pelo menos, também, me a contaram assim.
abraço.

cavungi disse...

Amigo Jimmy,
Realmente é triste nem sequer saber empatar.
Que empatem, mas com dignidade não achas?

JimmyJumpReloaded disse...

Agradeço o teu elogio amigo Vermelho.

cavungi disse...

Amigo Jimmy,
"uma espécie de caniche, pequenininho todavia arisco, ciumento e respondão!"
É talvez a melhor defenição de um Sportinguista!
Bem hajas.

cavungi disse...

Amigo Vermelho,
Com este empate, arrancado a ferros, perdemos o Reboque!
Está descontrolado e já lhe levamos uma curva de avanço.
Abraço , até amanhã.

salvatrucha disse...

"O futebol está de Luto"
Um poema brilhante amigo vermelho.
Parabéns.

cavungi disse...

Amigo Vermelho,
Faço minhas as tuas belas palavras.
O futebol mal jogado e perdedor está mesmo de luto.

JimmyJumpReloaded disse...

Amigo Cavungi, em parte, até percebo a frustração que invade a lagartagem. Estes estariam concerteza à espera de ver em Leiria o mesmo filme que viram em Alvalade aquando do Esporting-Nacional, ou seja, perante uma equipa que pura e simplesmente estava a recusar-se a jogar futebol os jogadores e adeptos lagartos estariam à espera que o arbitro inventasse um penalty fantasma (que seria naquele lance em que o etíope é expulso) ou que permitisse que o Bueno se encavalitasse num jogador do Leiria para fazer um golo à Benji por forma a obterem um resultado de 1-5.
Assim continuariam a ter aquela sensação de serem os maiores.

E como eles gostam dessa ilusão!