quarta-feira, março 21, 2007

Redução do Número de Clubes Participantes nas Competições Profissionais

Agora que restam apenas 8 jogos para disputar na Liga Bwin, dispomos já de dados seguros que nos permitem avaliar da bondade da redução de clubes nas competições profissionais.
A reformulação dos quadros competitivos nas competições profissionais nada acrescentou ao futebol em Portugal.
Acrescentou-se competitividade? Não!
Ganhou-se qualidade no futebol praticado? Não!
Aumentou a taxa de ocupação dos estádios portugueses? Não!
Obtiveram-se vantagens económicas? Não!
Sinceramente, não vislumbro qualquer mais valia na solução adoptada!
A diminuição dos clubes participantes nas competições profissionais emerge, em abstracto, como uma solução interessante num quadro de penúria económica, essencialmente porque permite optimizar recursos e criar economias de escala.
Todavia, a redução por si só desacompanhada de outras medidas, mormente estruturais, não se revelou capaz de produzir os efeitos pretendidos.
Penso, mesmo, que contribuiu para agravar o estado já de si lastimável do futebol português.
E porquê?
Porque se perdeu competitividade e decresceu consideravelmente a qualidade do espectáculo!
E porquê?
Pela singela razão que na reformulação dos quadros competitivos, para além da redução do número de clubes participantes nas competições profissionais, se consignou uma outra solução que me parece desastrosa – a descida de divisão de apenas duas equipas.
Perante ameaça tão ténue, a generalidade dos clubes – os que lutam pela manutenção nos respectivos escalões - não hesitaram em diminuir o volume dos seus investimentos.
Aparentemente, esta seria uma opção que contribuiria para sanear financeiramente os clubes.
Contudo, a redução do investimento, tal como nos restantes sectores económicos, conduz à recessão.
Deste modo, a medida da redução revelou-se inferior ao decréscimo das receitas, o que acarretou, ipso facto, o acumular de prejuízos.
Investiu-se menos o que equivale por dizer que se contrataram jogadores e técnicos de pior qualidade.
Piores técnicos e piores jogadores produzem piores espectáculos.
Piores espectáculos atraiem menos pessoas aos estádios.
Menos pessoas nos estádios resultam em menores receitas provenientes da bilhética, mas também de sponsorização e merchandising (da TV não pela simples razão dos contratos terem sido negociados há bastante tempo, alguns mesmo no século passado).
O agravamento da situação financeira da generalidade dos clubes portugueses foi particularmente visível na opção pela partilha da gestão com investidores a que se assistiu de forma directa no Beira-Mar e de forma indirecta no Braga e no Aves, para além do reduzido número de aquisições no mercado de Inverno.
Por outro lado, a redução do investimento redundou no crescimento do fosso existente entre “grandes” e “pequenos”.
A distância pontual entre os 3 primeiros e os restantes clubes regressou aos níveis do século passado.
Os “grandes” mantiveram ou reforçaram os seus orçamentos ao passo que a esmagadora maioria dos “pequenos” os reduziram de forma sensível.
Por outro lado, a redução de clubes participantes nas competições profissionais conduziu à diminuição dos tempos de competição em detrimento dos tempos de treino, o que poderia querer significar um acréscimo de qualidade pelo aperfeiçoamento técnico dos jogadores.
Todavia, a prática demonstra que o treino de per si não resulta em melhorias significativas no apetrechamento técnico do praticante.
A NBA é o melhor exemplo – com 82 jogos na fase regular e sucessivas viagens de avião de longo curso, o tempo de treino é diminuto se comparado com o período de competição.
Onde se pratica o melhor basquetebol? Na NBA!
A criação da Taça da Liga poderá acrescentar espaço de competição e contribuir para diminuir os hiatos competitivos.
A redução dos clubes participantes nas competições profissionais importou uma outra consequência nefasta para o desenvolvimento integral do futebol português, qual seja o aumento das assimetrias regionais.
O futebol profissional concentrou-se no litoral.
Acaso terminasse hoje a Liga Vitalis, Portimonense e Chaves seriam despromovidos o que, ainda, agravaria de forma mais relevante o cenário de concentração das competições profissionais na faixa litoral compreendida entre os Distritos de Braga e de Setúbal.
Bem sei que o futebol é, apenas, espelho da realidade social do País, mas não quero, nem me posso conformar com tal realidade.
É imperativo para a promoção e fomento do futebol e mesmo para a afirmação de muitas cidades e espaços regionais que o futebol se descentralize e se desenvolva de modo harmónico por todo o território nacional.
A redução de clubes participantes nas competições profissionais poderia ter tido um impacto menos negativo ou eventualmente mesmo positivo caso não tivesse sido acompanhada da diminuição do número de clubes a despromover.
16 clubes mantendo-se a despromoção de três ou mesmo alargando-a a 4, seria uma melhor solução porque não indutora de uma redução do investimento.
A redução do número de clubes participantes nas competições profissionais apenas beneficiou a selecção nacional, que dispõe assim de mais datas para trabalhar.
Mais do que a redução do número de clubes participantes nas competições profissionais importava reduzir o número de clubes existentes em Portugal dedicados à prática desportiva do futebol ao nível sénior.
Neste particular, a concentração do futebol sénior em um a três clubes profissionais por Distrito (consoante a sua dimensão), com excepção dos Distritos de Lisboa e Porto, por razões óbvias, produziria efeitos muito mais benéficos ao nível da competitividade e da qualidade das competições profissionais do que qualquer redução do número de clubes.
Reduzir a prática desportiva de alta competição a um a três clubes profissionais por Distrito permitiria optimizar recursos e criar economias de escala.
Não advogo a extinção de clubes, mas apenas uma redefinição do seu “objecto social” – ao invés de se dedicarem à prática do futebol em todos os escalões, cingiriam a sua actividade à formação.
Poderiam até manter a sua actividade ao nível do futebol sénior, mas numa vertente amadora.
Este texto constitui uma alteração no meu pensamento sobre a reformulação dos quadros competitivos, mas resulta da análise que faço da realidade decorrente da redução do número de clubes participantes nas competições profissionais.

80 comentários:

vermelhosempre disse...

Bom dia..
Neste momento já estou em condições de avançar os onzes de Nacional e Santacruzense para o jogo de logo à noite.
Nacional da Madeira:4-3-3
1-Belman
2- Emerson
3- Fernando Cardozo
4- Belém
5- Alonso
6- Bruno Fernandes
7- Luciano
8- Cléber
9- Chilikov
10- Leandro do Bonfim
11 - Zé Rui

Santacruzense: 5-3-2
1- Diogo
2- Décio
3- Márcio
4- Silvio
5- Nuno
6- Roberto
7- Amilcar
8- Fábio
9- Ricardo
10- Artur
11- Carlos Manuel

FURA-BOLOS disse...

Os clubes chamados pequenos têm bastante utilidade para a lampionagem e consequentemente para a comunicação social, senão vejamos:
A maria amélia está há 10 jornadas sem marcar um golo que seja porque "prefere" jogar a defesa central da equipa contrária, então esse jogo com o beira-mar (por ex.) serve para essa menina marcar 2 golos e falhar 7, no dia seguinte a capa dos pasquins lisboetas vai ser feita á base de fotografias da menina e com titulos tipo " o regresso do goleador"... mas qual goleador?? essa maria alguma vez foi goleadora? alguma vez jogou decentemente?? nunca, a única coisa que fez foi ao serviço da selecção marcar um bom golo á frança, golo esse que lhe valeu um contrato para a falida fiorentina. Outro exemplo desses jogos com os pequenos (que a tvi, desde que seja o benfica a jogar prefere transmitir em vez dos jogos realmente importantes) é aproveitar para utilizar jogadores como o rui-podre costa, que joga 70 minutos de jogo no entanto corre 5 falhando 7 dos 9 passes que faz e no dia seguinte é capa dos pasquins lisboetas com o titulo "o regresso do mestre!, mestre??? de quê??? só se for do engano!!
Agora só me resta esperar pelos comentários do Butt-Head (A. Kavungy) a defender estes jogos com os pequenos e principalmente a dizer bem destes dois grandes "swindles" benfiquistas

JC disse...

Caro Sempre:
Qual dos jogadores do Santacruzense é o meu amigo?

vermelhosempre disse...

Amigo JC, sou o nº3. Abraço

VermelhoNunca disse...

Concordo na generalidade com a opinião do nosso administrador.
Hoje à noite estarei presente num evento a realizar no estádio de Alvalade: o jantas dos capitães. Desde Carvalho a Pedro Barbosa, todos estarão presentes. Será que no clube do Tozé Big Brother isto era possível? Será que Veloso, capitão encarnado durante imensos anos, seria bem recebido? Segundo uma entrevista dele há uns tempos,questões recentes com Néné, Bastos Lopes e Shéu, o clima não seria de certeza o mais agradável, e a digestão seria dificil de fazer.

estar_vivo_e_o_contrario_de_estar_morto disse...

A foto do fura-bolos não engana, ele gosta mesmo é de vergalhos que lhe furem as nádegas...

estar_vivo_e_o_contrario_de_estar_morto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Zex disse...

Srs. condóminos,
Só agora tive oportunidade de ler os comentários de ontem e, consequentemente, os habituais dislates de Kavungy.
Uma vez vai, outra vez também, mas à terceira tenho que dizer. é mais forte do que eu: não se escreve insulto SUEZ, como faz losangi, esse é o nome do canal que liga o mar mediterrâneo ao mar vermelho. Escreve-se SOEZ, quando se quer dizer que é vil, torpe ou ordinário, que era a intenção de Vunge. Quer armar-se aos cucos com palavras caras e depois borra a pintura toda...
Porra, já não aguento tanta ileteracia desse senhor. Esse corrector africano da treta voltou ao ataque ?
Quanto ao Reinaldo, para além de me parecer de puro mau gosto a imagem escolhida, um corrector seria utensílio que não desperdiçaria, certamente, desde que não fosse oriundo do continente africano.

Quanto ao tema de hoje.
Puro exercício de bacoquismo !
Não tenho nada a dizer a cataventos que mudam de opinião consoante o lado da brisa !
A redução dos clubes não serviu para nada, como se previa...

E quanto às inenarráveis declarações do guarda-redes belga, nada a dizer ?

Lateralmente, boa sorte para o Márcio, não para o VermelhoSempre. Ainda bem que não vai jogar Ávalos, esse carniceiro de primeira água !

JC disse...

Márcio Sempre:
Boa sorte para o jogo.
Arrebentem com o Nacional.

VermelhoNunca disse...

Condómino Zex, tenha atenção que Alexandrino Tozé Brother de Cavungi poderá queixar-se ao seu guru. Verifique que ontem, em relação ao post colocado pelo administrador, a opinão de Cavungi foi zero. Disse nada em relação ao tema. Limitou-se a fazer queixinhas, algo a que já nos habituou.
Quanto às declarações do belga, estou com Scolari: em campo daremos a resposta.

samsalameh disse...

Uma boa análise feita pelo Sr. Administrador.
"Na realidade", se não fossem as 3 equipas da frente, este campeonato já era. A luta pela não descida de divisão é quase nula, o mesmo acontece por um lugar na Taça Uefa que para alguns clubes não compensa, pois sabem que se perderem logo na 1ª fase da eliminatória só têm prejuízos.
Pode ser que a Taça da Liga ajude em alguma coisa, mas tenho as minhas dúvidas.
A Taça da Liga será ainda pior em termos de assistência nos estádios que a Taça de Portugal.
Ou fazem como o campeonato escocês que até aprecio: 12 clubes na I Liga com 4 voltas e aqui sim teríamos estádios cheios, pelo menos o da Luz!!!

Este tipo de calendário de jogos que temos agora apenas beneficia os jogadores, fazem menos jogos, têm mais folgas e podem ir curtir a noite mais vezes com o Carlos Martins, o César Peixoto e o Miguel!!

Já não posso concordar que tenha vindo beneficiar a selecção, Sr. Administrador. Veja os resultados brilhantes a que temos assistido...

vermelhosempre disse...

Obrigado pelo apoio, mas marcar uma estaca de 2,03mt não vai ser nada fácil, aliás vai dar-me muito trabalho.

VermelhoNunca disse...

Condómino Salame, discordo de si em relação ao apuramento para a Taça Uefa. A luta aí está aberta.
Em relação às noitadas, posso garantir-lhe que o nome Carlos Martins está a mais na sua análise.

Zex disse...

E o Luisão não deveria constar da lista ?

VermelhoNunca disse...

O Luisão ? Porquê? Não entendo!!!

VermelhoNunca disse...

Sei de um que deveria ter lugar cativo na lista. Joga (alinha, embora não jogue nada) no clube do bairro, o seu nome tem 5 letras, começa por D, e mais não digo.

samsalameh disse...

O Luisão apenas foi apanhado por que foi buscar o Carlos Martins à Docapesca quando este se encontrava em amena cowboiada de copos com os seus amigos da faina da pesca do carapau...Para mim, aquela barba do "El Gordo" Martins não engana...tenta imitar o Mourinho, mas ele é de facto um homem da lide das redes do mar...Porque dos campos de futebol, é o que se vê!!!

JC disse...

Ontem estive impedido de participar no blog por ter estado sem net.
Não pude, assim, opinar sobre o calendário dos três grandes até ao final do campeonato.
Se me fosse permitido, gostava de o fazer agora, até porque as discussões, neste blog, estão a descambar para o insulto gratuito.

Assim, acho que o Benfica tem o calendário mais difícil dos três e o SCP o mais fácil.
De facto, não me tinha apercebido da quantidade de jogos dificeis que os encarnados têm ainda para disputar, até porque aqui foi sendo dito que o Benfica era a equipa que tinha a 2ª volta mais fácil, o que fui dando de barato.
Vendo os jogos que faltam ao Benfica, constato que, afinal, tem alguns bem complicados.

A começar logo, como é óbvio, pelo jogo com o FC Porto.
Depois, vai a Aveiro, que não sendo, em teoria, problemático vai encontrar um Beira-mar em crescendo e a necessitar urgentemente de pontos para fugir à despromoção.
Depois, recebe o Braga, de quem levou 3 golos na 1ª volta, jogo sempre difícil.
Segue a deslocação à Madeira para defrontar o Marítimo, cujo grau de dificuldade é evidente.
Depois, recebe o SCP.
E só os três últimos jogos se podem considerar fáceis, com a Naval e a Académica em casa e a deslocação ao Setúbal.

No SCP, vislumbro apenas dois jogos difíceis: As saídas à Luz e a Braga.
O resto, bastante acessível:
recebe Beira-mar, Marítimo, Naval Setúbal e Belenenses e vai a Coimbra.

O FCP, tem, como jogos complicados, três saídas, à Luz, ao Bessa e a Paços de Ferreira.
O resto, muito acessível: recebe Setúbal, Belenenses, Nacional e Aves e vai a Coimbra.

Ou seja, quatro jogos difíceis para o Benfica se quisermos excluir o de Aveiro: FCP, SCP, BRAGA - todos em casa - e Marítimo: fora.
Dois difíceis para o SCP (saídas à Luz e a Braga).
Três difíceis para o FCP (saídas à Luz, Bessa e Paços de Ferreira.

Resta concluir que o campeonato está longe de estar decidido e que poderemos ter um final de bastante interessante, com perdas de pontos por parte de todos os candidatos ao título e com incertezas mesmo até à última.

VermelhoNunca disse...

Analisando a sua opinião, ao contrário do que ontem referi, sou levado a concordar consigo amigo JC. Por acaso, antes do jogo do FCPorto contra o Sporting, estive para lançar uma questão ao blog: se o Sporting ganhar todos os jogos até ao final do campeonato pode ser campeão?

cavungi disse...

Batem Forte,
Fortemente.
Como quem chama por mim.
Será Cavungi, será Gente?
Gente não é certamente,
E no Cavungi,
Não se bate assim.

JC disse...

Amigo Nunca:
Eu, não sei porquê, sempre estive convencido que o SCP iria ter uma 2ª volta muito difícil e o Benfica uma 2ª volta fácil.
Mas vendo os jogos que faltam verifico que é exactamente ao contrário.
Provavelmente alguns dos jogos mais difícieis do SCP já se realizaram, nomeadamente as saídas a Paços, Boavista e Porto.
E dos jogos que faltam apenas já so faltam os do FCP e do Braga.
O Benfica, pelo contrário, tem tido jogos fáceis e os mais difíceis estão todos concentrados a partir de agora.
No cômputo geral, a 2ª volta seria mais difícil para o SCP, mas ao que parece o maior número de jogos mais difíceis já foram disputados.

cavungi disse...

Amigo Zex,
Sei que v.exa é um erudito.Uma especie de CSI.Camionista Super Informado.
No entanto precipitou-se ao analisar mais um erro ortográfico do Cavungi.
Eu bem sei que soez é soez e não suez.
Todavia, o meu amigo não entende a arte das entrelinhas.
Quando escrevi suez, quis dizer por outras palavras, Terrorista.
Como?
Suez é um canal no egipto.
Egipto é um país árabe.
Os árabes como sabemos são terroristas.
Daí o Suez.
Terrorista = Suez.
Soez era muito fácil.
Suez só para mentes brilhantes.

VermelhoNunca disse...

Isto estava no caminho certo, eis que surge o agitador. Quem entra agitado está sujeito a sair escaldado. É um aviso que lhe faço amigo Tozé Big Alexandrino Brother de Cavungi Pinhão.

cavungi disse...

Amigo Vermelho,
Sou pela redução.
12 Clubes a 4 voltas era o ideal para a nossa liga.
Nas duas primeiras voltas 22 jogos.
Nas duas voltas seguintes dez jogos.Duas serie de seis equipas.As seis primeiras jogam entre sí e lutam para o titulo.
As seis ultimas jogam entre sí e lutam para não descer.
32 jogos muito mais emoção e certaente mais público.
Eu preferia jogar 4 vezes com o SCP e ou FCP por epoca, do que 2 com o SCP/FCP e 2 com o Aves.

JC disse...

Caro Nunca:
Se ganhar todos os jogos, parece-me que sim, que o SCP ainda pode ser campeão.
Fica, porém, dependente do resultado dos rivais, que terão forçosamente de perder ambos 6 pontos (a menos que o SCP vá ganhar à Luz por 3-0 ou mais, em que ao Benfica terá apenas de perder 5 pontos.)

Uma questão também interessante de se colocar neste momento é a de saber qual o resultado que mais inetressa ao SCP no próximo SLB-FCP?
Empate, derrota do SLB ou derrota do FCP?

cavungi disse...

Amigo Barbasnunca,
Tens razão.Nada disse do calendário.
mas digo hoje.
Concordo com o Jus.
O SCP tem até ao fim o campeonato mais fácil.
Certamente já não perde o 3º lugar para o Braga.
De entre os candidatos ao titulo, penso que o FCP tem vida mais facilitada do que o SLB.

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, vitória lampiã nunca. Seja em que condições, Nunca.

VermelhoNunca disse...

Amigo Alexandrino Tozé de Cavungi: a arrogância dos seus posts faz-me lembrar alguns politicos da nossa praça. Você tem jeito para tal, como se pode comprovar, quer pela alternância dos seus comentários, quer pela rispidez com que trata os "adversários". Sabe que hoje está em 2º. ontem esteve em 6º ( não foi à Europa, recorda-se?). Tenha calma, porque ainda se pode queimar e , garanto-lhe que eu serei um dos que lhe deitarei fogo.

cavungi disse...

Amigos Barbasnunca,
Alexandrino,Barbaridades,Inverdadesainda percebo.
Mas porque Tozé de Big Brother?
Porquê Tozé?

cavungi disse...

Amigo Jus,
No próximo SLB-FCP interessa-me a vitória do SLB.

vermelho disse...

amigos:
só agora me posso juntar a vós dado que fui ao médico a uma consulta de desabituação tabágica.
Deixei de fumar, vamos lá ver até quando.
antes de mais, dizer Força Santacruzense, Márcio vais meter o Chilikov no "bolso"!
quanto ao calendário, dizer que independentemente da valia dos adversários que cada um dos grandes tem que enfrentar até final, o momento psicológico, a posição na tabela classificativa e a distância para os rivais serão determinantes.
abraço.

Zex disse...

E eu atiro-lhe gasolina para cima, sr. Nunca !
E se o blogger estiver por perto também leva...

Zex disse...

Sr. blogger,
Ao invés, fazia-lhe bem uma consulta de psiquiatria, atentos os disparates que anda a postar !
Anda pela "tabagia", menos mal...

VermelhoNunca disse...

Tozé Big Brother é o actual companheiro de João Malheiro e da nova associada do seu clube, a Dona Carolina. São estas figuras que representam o seu Benfica.
Condómino Zex, a ideia da gasolina parece-me boa, e podiamos aproveitar o desconto do cartão de supermercado Benfica para irmos à Repsol, sempre nos saía mais barato.

VermelhoNunca disse...

Condómino Zex, quer ver outra Barbaridade do nosso condómino Tozé de Cavungi: diz ele, que queria o campeonato a não sei quantas voltas, com não sei quantos clubes, que levaria mais gente ao estádio. Ora o nosso Brother não põe os pés na Luz, quer seja pelo frio, pela hora do jogo, pelo vento, pelo nevoeiro, pelo conforto do sofá, pela transmissão televisiva,por aí adiante. Só lá vai quando alguns condóminos fazem 600 Kms ( único modo daquele campo da bola encher). E dessas vezes vai à bola para não dar parte fraca, porque a sua vontade seria estar em casa, com as pantufas calçadas a consultar o dicionário Porto Editora para não nos brindar com os habituais erros. Quantas vezes se queixou ele do preço dos bilhetes? Ora se houvesse vários confrontos contra o FCPorto e contra o Sporting, achará o Barbaridades que os preços baixariam?
Amigo Cavungi, um conselho simples: pense!

Cuto disse...

Adoro o futebol mas, ao mesmo tempo, tenho de reconhecer que o futebol continua a não merecer o meu apoio.Vejamos.De uma das vezes que viajei para o estrangeiro em 2005, fi-lo para Copenhague.No mesmo avião viajava um professor da Universidade de Coimbar que ia fazer uma conferência a uma Universidade em Copenhague e o Sr. Vitor Pereira que ia ser observador de um arbitro que ia apitar um jogo internacional.O Professor Universitario viajava em classe economica e o Vitor Pereira em 1ª. Estes são os valores que quem manda no "mundo" e os vários governos deste mesmo mundo pertendem transmitir.É mais importante um elemento da FIFA ou da UEFA,(veja-se a vergonhosa postura que os governos, nomeadamente o nosso ,assumiu a quando da visita do antigo presidente da Fifa,joão Havelange)que o representante da cultura de um qualquer País.O futebol tem servido e continua a servir para os governos constituirem uma valvula de escape às frustações e "males da vida" que os povos vão sofrendo.Assim, enquanto discutimos o próximo Benfica/Porto,o "crucial" facto de quem será o próximo campeão de liga Bwin, não discutimos a subida brutal dos impostos o esmagamento que este governo fez do nosso já fraco nível de vida e o continuo aprofundar do fosso existente entre os mais ricos e os mais pobres.O emprobecimento da classe média que este governo acentuou sou foi possível porque entre outras coisas o futebol serviu de distracção.Por tudo isto sinto-me mal por gostar tanto de futebol.

vermelho disse...

amigo cuto:
não podia estar mais de acordo.
a triologia dos "f" voltou e em força!
há que entreter o povinho!
abraço.

cavungi disse...

Amigo Nunca.
Era só a minha opinião.
Quanto mais equilibrio houver, penso que haverá mais espectaculo.
Uma opinião é só uma opinião.
O sr tem direito às suas, eu às minhas.

vermelho disse...

amigo nunca:
já não é a primeira vez que dizes que o Estádio da Luz só enche com adeptos de fora de Lisboa!
pois é, é verdade!
é, precisamente, aquilo que, entre outros aspectos, diferencia o Benfica dos outros clubes - a sua dimensão nacional!
abraço.

VermelhoNunca disse...

Amigo Cavungi, claro que cada um tem direito à sua opinião. E até achei interessante a sua ideia. Só o critico quando fala em levar mais público aos estádios, mas entendo agora que estava a falar de um modo geral, e não pensando em si próprio, uma vez que você não os frequenta. Não se melindre, estamos apenas a debater.

JC disse...

Amigo Vermelho:
Um conselho:
Não pense que deixou de fumar.
Pense que, por ora, vai estar uns tempos sem o fazer, dois, três dias que sejam.
Chegado a esse momento, pense em ficar outro tanto sem fumar.
E assim sucessivamente.
Um dia de cada vez.
É o conselho que lhe dou, antes de eu próprio ir fumar um cigarrinho ao vão das escadas - no meu gabinete, que partilho com um colega, não fumo.

vermelho disse...

amigo jc:
o meu pensamento é, precisamente, esse!
um dia de cada vez!
bom cigarrinho!
abraço.

cavungi disse...

Amigo Cuto,
O Salazar plantou a mediocridade.
A Abrilada fertilizou-a.
Guterres fê-la florescer.
Agora temos todos que a colhêr.
O sistema educativo das ultimas décadas falhou.Um país sem educação, não pode ser um País.
Assim temos o País que merecemos ter.
Um País mediocre.Feito de gente mediocre.Que não gosta de trabalhar.Que luta e exige os seus direitos mas esqueçe quase sempre os seus deveres.
"Venha a nós o vosso reino" é a nossa mentalidade.
E lá vamos todos cantando e rindo...

cavungi disse...

Amigo Nunca,
Este ano fui ver o Austria de Viena, o Manchester United, oCeltic, o PSG, e vou com o amigo Zex ver o FCP.Felizmente desisti de ir o Boavista.(Tinha Tickets).
Gosto de grandes jogos.Não tenho muita paciência para ir ver o Benfica-Aves ou Paços.Não tenho.O espectáculo é pobre.
Se houvesse melhor futebol iria mais vezes.É só isso.

VermelhoNunca disse...

Eu sei bem da implantação do benfica. E sei bem que o campo da Luz só enche quando os adeptos encarnados afluem à cidade. Embora ache estranho, porque, como se recorda , chegámos a debater a distribuição geográfica dos sócios do Benfica, e é em Lisboa que se encontra a grande maioria, que não se deslocam ao campo. Mas acho que a afluência de benfiquistas a Lisboa caracteriza bem o seu clube- o clube das romarias, imagem também transmitida pelo seu presidente quando referiu que ia para a Luz com o farnel e o garrafão de tintol.

cavungi disse...

Pobre Fura-Bolos,
Reparei agora, que nos brindou com uma bela foto da sua linda face.
V.exa é bastante fotogénico.Pena é que tenha um nariz tão grande.

JC disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
VermelhoNunca disse...

Foi a 4 jogos amigo Cavungi. Não acha demasiado? Em quantos desses esteve em companhia do nosso admministrador, eventualmente após ter sido desafiado aqui publicamente a deslocar-se ao campo da Luz. Fala em bons espectáculos, mas o Benfica/ Aves pode ser um bom espectáculo. Depende da sua equipa, da equipa adversária, que pode ter capacidade inferior mas valorizar o jogo, e depende da equipa que veste de preto, amarelo ou encarnado. Essa sua teoria não colhe. Aliás dos jogos que viu, recorde-se que pelo menos 2 foram maus, muito maus.

JC disse...

Podemos ir mais atrás, amigo Cavungi.
Podemos ir aos tempos da "gloriosa" instituição da República em Portugal.
Ou mesmo ao período do pós-Descobrimentos.
Desde que começou a chegar o ouro do Brasil que este País ficou cego com a riqueza fácil e se perdeu para sempre...

JC disse...

Aliás, amigo Cavungi, o mesmo sucedeu ao Benfica e aos seus adeptos.
Desde o seu período épico dos idos anos 60, com os Calabotes e afins incluídos, que os benfiquistas cegaram com os êxitos fáceis alcançados e vivem à sombra desse passado, alegremente, cantando e rindo.

cavungi disse...

Amigo Nunca,
Eu só acho que reduzir de 18 par 16 não é suficiente.
A redução devia ser para 12 clubes com um play-off final.
"Somos belo país, pequeno na europa, grande e dilatado nos outros continentes" disse o provavel vencedor dos Grandes Portugueses.
Não podemos ter um campeonato com as mesmas equipas da Gbr;Ita; Fra ou Ale.
Mas peço-lhe mil desculpas por ter a minha opinião.
É só a minha opinião.Não tem grande importância.

cavungi disse...

Amigo Jus,
O tal Calabote oi o arbitro da final com o Real Madrid?
Ou foi o arbitro da final com o Barcelona?
Não me recordo agora.

vermelho disse...

amigo nunca:
pelo teu comentário perpassa um sentimento de altivez, sobranceria e de desdém em relação a nós os "provincianos".
"sei bem que o campo da Luz só enche quando os adeptos encarnados afluem à cidade"?!
Cidade????
Depois, falas em romarias e em farnéis e vinho tinto.
Em que Portugal vives tu?
Parece-me que o amigo é partidário da célebre frase “Portugal é Lisboa e o resto é paisagem”.
abraço.

vermelho disse...

amigo cavungi:
o Calabote foi o árbitro de todos os jogos que o Benfica disputou antes do 25 de Abril!
Sem ele não teríamos ganho nada!
Por azar, no jogo que o tornou célebre não conseguiu levar-nos ao título.
Dessa vez falhou, mas nas outras não!
Viva o Calabote!
Viva as Comissões de Arbitragem de antes do 25 de Abril compostas por membros do Sporting e do Belenenses!
Viva a Direcção Geral de Desportos cujos membros eram "obrigatoriamente" leões!
Viva as figuras gradas do antigo regime que sucessivamente foram dirigentes do Sporting!
Abaixo o único clube que antes do 25 de Abril teve um Presidente operário!
Abaixo o clube que o regime obrigou os jornalistas a designar de encarnados!
Abaixo o clube que nos seus estatutos sempre consignou eleições democráticas para os seus órgãos sociais ao contrário dos outros!
Abaixo o clube cuja imagem se associou sempre à luta anti-fascista!
abraço.

cavungi disse...

Amigo Vermelho,
Eles não sabem do que estás a falar.Nos seus clubes só há uma opinião.A do clube.E Este tem paredes de vidro.
Não sabem que " o Benfica é uma associação genéticamente democrática e não há nada a fazer.E ainda bem.O nosso colectivo alberga com igual generosidade as mais diferentes tendencias de opinião e os mais contraditórios afectos.Não só é democrático com o Benfica tem uma qualidade extraodinária, porque única entre nós.O benfica tem sentido de humor sobre sí próprio.Tenho orgulho nisso.
Podemos rir-nos do barbas.Penso até que nos rimos mais dele do que os outros.
Mas enfim isto para quem geralmente tem eleições por cooptação não é perceptivel.

vermelho disse...

amigo cavungi:
não podia estar mais de acordo contigo!
abraço.

VermelhoNunca disse...

O País é inculto, é atrasado, por aí adiante. Mas quem é o País? Não é o Benfica uma nação, para os adeptos lampiões? Não são o espelho da Nação? Tem aí a perfeita descrição do que é o adepto benfiquista.

JC disse...

Amigo Cavungi:
há quanto tempo foram essa finais que está a falar?
Mais de 40 anos.
É pecisamente isso que quero dizer.
Vivem na sombra dessas conquistas de outrora.
Já foram os maiores mas já não o são há muito, muito tempo.
Esteja descansado que também não é o SCP.
Quem tem dominado o panorama do futebol português nos últimos 20 anos, internamente e externamente, tem sido o FCP.
Mas os benfiquistas continuam iludidos com os recordes do Guinesse e com a lista dos mais ricos do Mundo!
E porque são, de facto, muitos, julgam ser os maiores.

VermelhoNunca disse...

Amigo Vermelho, quem falou em farneis e garrafões de tintol não fui eu, foi o presidente do ser clube.
Quanto ao Benfica democrático, quero apenas dizer-lhe que o conceito de democracria deve depender consoante a vontade, uma vez que quem preside ao seu clube é o maior ditador que alguma vez passou pelo dirigismo desportivo. Atreva-se a ir a uma assembleia geral do seu clube dizer mal do presidente. Aliás nos tempos do condenado Azevedo se passava a mesma coisa. Democracia para o amigo Cavungi é colocar o voto na urna. Para mim não é.

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, essa ideia que coloca é correcta, mas transmitir isso a um lampião e fazer com que ele entenda não é tarefa fácil. Deixe-os viver das glórias do passado.

cavungi disse...

Amigos Nunca e Jus,
Mudando de assunto interminável.
O que acham da cara do fura-bolos?(Ou bolo furado, nunca saberemos).
A mim parece-me que tem um grande nariz.

vermelho disse...

Amigo nunca:
Eu provinciano te digo que para mim a democracia não se esgota no voto, antes pelo contrário.
A democracia social é a dimensão que mais valoro.
Todavia, a vertente eleitoral da democracia não é alienável.
Prescindir dela na designação dos corpos sociais de um clube de futebol não é sinónimo de democracia.
Num clube de futebol, a democracia do voto é a única que releva.
E mesmo essa com o advento das Sad´s perdeu importância.
Alvitram mesmo certos dirigentes que perderá toda a importância, pois que ponderam perder o controlo maioritário das Sad´s.
Se e quando acontecer, então a democracia será erradicada dos clubes de futebol.
Abraço.

JC disse...

Amigo Cavungi:
Vejo-o - com muita preocupação, deixe-me dizer-lhe - muito atento à cara do Fura-Bolos.
Entusiasmou-se com a fotografia?
Não é bom sinal.

E alguém saberá de quem se trata esse fura-bolos?
Algum novo heterónimo?
Desta vez não suspeito de ninguém.
O Snr- Administrador terá alguma indicação de quem seja?

VermelhoNunca disse...

Quero apenas dizer-lhe que não me assusta que as Sad's sejam dos clubes apenas em minoria.
Na democracia do futebol existe o voto. Mas mais para além disso deve existir. Deve, nos locais próprios debater-se, discordar, ripostar, discutir ideias. Isso no seu clube, que é tão democrático, segundo Cavungi, não é permitido. Fascismo. Foi eleito democraticamente,e exerce como um fascista.
Quanto à foto do novo condómino parece que ficou algo desfavorecido, mas acho que ele quis dedicar a foto a alguém aqui do blog. É apenas uma impressão minha, nada mais.

vermelho disse...

amigo jc:
desconheço em absoluto quem seja.
abraço.

VermelhoNunca disse...

Eu em absoluto desconheço. Pensei que fosse algum amigo de Cavungi, porque não o larga.

vermelho disse...

Por acaso, não ignora que se o seu clube perder o controlo maioritário da SAD, o amigo perde a oportunidade de eleger o Conselho de Administração da Sad e não mais será tido ou achado no que ao futebol do seu clube diz respeito!
O direito de veto não se estende à gestão corrente do futebol!
Quanto ao debate não me posso pronunciar, dado que não participo nas assembleias gerais do meu clube.
Todavia, com excepção dos tempos de obscurantismo e ditadura de Vale e Azevedo, inexistem relatos que o documentem!
O que diz não é, nem nunca foi confirmado por ninguém!
abraço.

JC disse...

Notei que esse fura-bolos chama Kavungi - com K - ao Cavungi e o Zex num post hoje também o chamou Kavungi - com K.
Indiciará alguma coisa?

JC disse...

Zex said...
Srs. condóminos,
Só agora tive oportunidade de ler os comentários de ontem e, consequentemente, os habituais dislates de Kavungy.

vermelho disse...

amigo jc:
vou tentar confirmar informaticamente essa desconfiança.
abraço.

FURA-BOLOS disse...

Boi Alexandrino "butthead" Kavungy:
Tenho um nariz grande é das mentiras (ou direi mesmo dos arrotos) que saem dessa fossa mal lavada, essa sua mania que faz poemas enojam a qualquer um... porque não vai ver os jogos da lampionagem de há 40 anos? já agora pode escolher para companhia o cabeça bicuda, porque ouvi dizer que o kabrão é rabinossauro.
Já que tanto falou do meu nariz, não quer dar uns beijinhos, pode ser com o cabeça bicuda!!

cavungi disse...

Amigo Jus,
Estiveste bem na investigação.
Fura-Bolos said.
"Agora só me resta esperar pelos comentários do Butt-Head (A. Kavungy) a defender..."
Perguntei hoje a Zex se ele sabia quem era e a sua resposta foi."não confirmo nem desminto.Eu não sou".
Não me pareceu muito convincente.

VermelhoNunca disse...

É uma boa perspectiva amigo JC.
Quanto ao caso democracia no Benfica, amigo Vermelho, recordo-lhe apenas declarações do seu presidente em relação a membros da direcção que discordaram dele, em que este afirmava que quem estava em desacordo com ele só queria protagonismo. Ou seja, a politica actual no benfica e com este presidente é: quero, posso e mando. Nas assembleias gerais não lhe sei dizer se são contratados jagunços, como no tempo de Azevedo, mas irei tentar informar-me.

cavungi disse...

Meu deus Fura-Bolos!!!
Que pilinha tão pequenina tens tú.
És deficiente?

VermelhoNunca disse...

Atenção, Fura também chama Kavungi de Alexandrino. Serei eu?

cavungi disse...

Amigo Nunca.
Não.Tú não descerias tão baixo.
Também não escreves com K nem com Y.
No entanto chamar-me Alexandrino e dizer coisas do tipo "pasquins lisboetas", Rui podre Costa etc, só pode efectivamente ser um de "nós".
O animal, não iria logo no seu 1º post meter-se comigo utilizando as armas já habituais no blog.
Quem quer que seja não sabe criar um alter-ego como deve ser.
Falhou.
Eu logo desconfiei porque não costumo tratar mal os outros bloguistas.Tirando o barbasnunca raramente te trato por outro nome que não seja o já carinhoso Nunca.

cavungi disse...

Amigo Nunca,
Para além disso criou um alter-ego meio gay.
Com fotos de homens nús e bonecos do mal etc.
Um autêntico pederasta.
Vou ignorá-lo daqui para a frente.

VermelhoNunca disse...

Ok amigo Cavungi, não sou eu, rendo-me. Não sei quem é , nem faço ideia. Atenção que esta nossa paz é só até amanhã de manhã.
Abraço

Zex disse...

Caro JC,
A dedução é boa, em relação a Kavungy, mas errada.
Utilizei esse nome porque foi como o Reinaldo apelidou o Bombo de Festa Cavungi no post de ontem. Era para continuar o achincalhamento, só por isso.
Não acredita ?
Não sou reinaldo !
Gosto de insultar Cavunge, é certo, mas não da forma que o amigo de Laura Diogo faz.
Por outra via, discordo da imagem utilizada, como em tempos aqui disse ao malogrado Costa.
Se continua incrédulo, devo dizer-lhe que às 18h22m, hora do post, estava numa sessão de fisoterapia com início às 18h, junto de António Gaspar, o amigo de Mantorras e também de Jorge Andrade, Simulão, Maniche, etc.

drácula disse...

Caro Fura-Bolos.
Tú és a maior aberração que um dia aqui passou neste espaço.
Pela tua foto és completamente roto.
Não tens piada nenhuma, e por isso deves rir-te sózinho.
Sem falar no facto que escreves ainda pior que o cavungi.
Doce não se escreve com Ç. ó imbecil.
És pouco estúpido és.
Grande anormal me saiste.
Pões essas fotos apaneleiradas as quais ficam ao alcance dos miudo que muitas vezes querem ler o blogue ó boi.