quarta-feira, junho 20, 2007

Artigo de Opinião de Miguel Sousa Tavares

1. O Benfica foi opado. Assim mesmo, sem mais nem menos, como qualquer banco ou fábrica de salsichas. É uma OPA amigável, já que o opante diz nada querer para si, apenas ajudar, e todos os notáveis da opada se mostram entusiasmados com a ideia. O entusiasmo é tanto que, apesar de a oferta ser claramente baixa, os «accionistas do coração» são incentivados a desfazerem-se das suas acções a favor do opante.

Cada um sabe de si. Eu, pessoalmente, não veria com bons olhos a chegada de um raider ao FC Porto, portista ou não portista, que quisesse fazer seu um clube que é de todos os de coração azul. Bem sei que os novos tempos, o mercado, a necessidade de concorrência internacional, etc. e tal… Sei tudo isso, mas um clube de futebol é um clube de futebol, não é um banco nem uma fábrica de salsichas. Haveria duas coisas que eu pensaria: se o coração portista do raider fosse assim tão grande como a sua carteira, não perceberia que não tivesse comprado acções logo no início, ao preço de subscrição, e só se tivesse lembrado de comprar quando elas estavam cá em baixo. E eu que, como portista, tinha ido à subscrição por razões do coração, era agora convidado a desfazer-me delas a preço de saldo porque chegara alguém como maior coração e maior carteira que eu?

As razões do coração, invocadas pelos notáveis benfiquistas, resumem-se à esperança de que Berardo esteja disposto a avançar com dinheiro para o Benfica comprar bons jogadores. As suas vagas referências a um «fundo de investimentos» fizeram soar campainhas de esperança em muitos corações benfiquistas — os quais, todavia e como temos visto em tempos recentes, raramente acompanham de perto a razão. Mas talvez alguma prudência fosse de aconselhar: Berardo terá muitas qualidades e uma argúcia fina para o negócio, mas nunca foi conhecido por dar ou acrescentar valor. Para já, as únicas coisas que ele prometeu dar aos benfiquistas foram uma águia de pedra que comprou na China e entradas a preços especiais para ver a sua Colecção Berardo no seu CCB (estará isto previsto também no fantástico acordo assinado com o Governo?). E, por esse pouco que promete dar, já recebeu muito em troca, aquilo que ele mais gosta: notoriedade e popularidade.

Joe Berardo move-se com inteligência e à vontade num mercado bolsista que tem tudo à sua medida: é um mercado puramente especulativo e de dimensão tão pequena que basta um movimento seu ou umas frases deixadas cair no momento certo para fazer evoluir os preços como ele deseja. Foi notável a forma como ele aproveitou a recente Assembleia Geral do BCP, onde se discutia uma proposta de alteração aos estatutos. Tendo comprado as suas acções baratas, anunciou que, se a proposta fosse recusada, no dia seguinte estaria a comprar mais acções do BCP. Resultado: as acções começaram a subir a toda a velocidade («compro hoje por 10 e amanhã vendo ao Berardo por 12»). Só que, no dia seguinte, Berardo não comprou (se calhar até vendeu), porque as acções já não estavam baratas. E ficou sentado em cima de mais uns milhões de mais-valias realizados com uma simples boca produzida a tempo.

Joe Berardo é a ilustração viva da velha frase de Marx de que o dinheiro faz dinheiro. Ele não compra empresas nem as gere. Ele não cria postos de trabalho nem acrescenta riqueza à economia. Limita-se a comprar barato bocados de empresas criadas por outros e a vender caro, quando o trabalho ou o mérito dos outros as valorizaram ou quando os seus movimentos especulativos na bolsa as fizeram subir artificialmente de preço. E, quando o Zé Povinho vai atrás, na ânsia de o imitar e também fazer fortuna da noite para o dia, já ele e o negócio sumiram para outras paragens.

É eloquente do estado de alma do «clube do povo» que a simples notícia de uma OPA tão pouco clara lançada pelo comendador Berardo tenha suscitado tamanho entusiasmo entre as «forças vivas» da nação benfiquista. Mas cada um sabe de si.

2.A notícia mais do que previsível da acusação deduzida por Maria José Morgado contra Pinto da Costa e o FC Porto, suscitou uma tamanha onda de euforia entre os inimigos indefectíveis do FCP que levou alguns, até com responsabilidade e capacidade de distinguir as coisas, a saltar entusiasticamente várias etapas, não só dando já a condenação judicial como consumada, como até acrescentando-lhe a pena. Aqui, neste mesmo jornal, houve quem anunciasse «o polvo finalmente cercado», escrevendo que o que mais interessava agora era a condenação desportiva, mais do que a criminal, e incidindo, claro ou sobre títulos ganhos no passado ou «visando os campeonatos a seguir». Não se pode ser mais claro nem mais descarado. Nem mais impaciente.

A acusação da Dr.ª Morgado reporta-se, por enquanto, ao célebre FC Porto-Estrela da Amadora de 2004 e assenta em três provas: uma escuta telefónica, cujo conteúdo foi explicado e contraditado em termos que levaram ao anterior arquivamento dos autos; a opinião de peritos em arbitragem, alguns contradizendo o que na altura haviam dito; e as declarações da testemunha Carolina Salgado. Como já aqui escrevi, nada melhor do que a Sport TV repetir, com aviso prévio, a transmissão desse jogo para que todos possam avaliar o que é um «jogo suspeito» na opinião da magistrada. Não sei porque não se faz uma coisa tão simples como isso…

Quanto ao testemunho da D. Carolina Salgado, esperem até vê-la a depor sem ser no segredo dos deuses, com a protecção do Ministério Público e de alguns civis benfiquistas voluntários da investigação… Esperem até ver a co-autora do livro (a quem a senhora se esqueceu de pagar), a explicar o que foram «as falsidades e invenções» que a forçaram a meter no texto… Esperem até ver um advogado minimamente capaz reconstituir o que foram os seus passos desde que viu desabar a sociedade conjugal que mantinha com o presidente do FC Porto…

3. A boa notícia é que Vítor Baía vai continuar ligado ao FC Porto. A má notícia é que abandonou o futebol, quando, em minha opinião, ainda é o melhor de todos os guarda-redes que por lá estão. Foi, juntamente com Américo, um símbolo eterno da baliza portista. Para sempre me hei-de lembrar da sensação de tranquilidade absoluta que era ver os adversários a cruzarem bolas sobre a baliza do Porto: ainda a bola não tinha partido e eu já podia distrair-me a olhar para outro lado, porque sabia que ela acabaria nas mãos de Baía, com aquele estilo inimitável e aquela calma a recolher a bola no alto que chegava a ser frustrante para os adversários. Dentro e fora do futebol dentro e fora do FC Porto, Baía foi sempre um senhor. Foi um senhor na forma como encaixou a proscrição de Scolari e a falta de solidariedade de muitos dos seus pares. Foi um senhor na criação da Fundação com o seu nome e que, ao contrário de tantas outras, não serve para chamar as atenções nem para fugir aos impostos. Foi um senhor na forma como, remetido a suplente, continuou a ser o jogador determinante do FC Porto no último ano e meio.

Nesta hora de despedida, gostaria de escrever um texto inteiro sobre ele, mas não há necessidade: quem sabe distinguir jogadores de mercenários, cavalheiros de deslumbrados, sabe o quanto Baía significou para o futebol português. E limito-me, assim, a reproduzir o que Lorca escreveu sobre o toureiro António Sanchéz Mejia: «Tardará mucho tiempo en nácer, si és que nace, un andaluz tan claro, tan rico de ventura…»

4Há dois casais mediáticos que estão no topo da minha embirração planetária: o casal Tom Cruise e quem quer que o ature e o intragável casal Victória-David Beckham. David Beckham é um jogador banal, cujo único talento é cruzar bolas e cuja grande contribuição para o futebol foi a criação da moda dos penteados diferentes e tatuagens novas todas as semanas, que qualquer jogador de terceira hoje imita, na esperança de chamar as atenções de um grande. Ela é conhecida apenas pela sua futilidade e capacidade de esbanjar milhares de contos em jóias e roupas em menos tempo do que dura um jogo de futebol, além do orgulho com que declarou nunca ter lido um livro na vida…por falta de tempo! Ver a patética Victória e o imbecil do Cruise a torcerem pelo Real nas bancadas de Chamartin, como se percebessem alguma coisa de futebol, fez-me desejar ainda mais que o Barça fosse campeão. Mas a sorte e uma escandalosa arbitragem a favor do Real não tornaram possível o milagre. «Qué lástima!»

39 comentários:

vermelho disse...

amigos:
a propósito deste artigo, aqui fica uma notícia do Correio da Manhã:
"Vítor Baía deixou de ser jogador do FC Porto e a sua saída representa uma poupança superior a três milhões de euros para os cofres da SAD portista. Segundo apurou o ‘Correio Sport’, o histórico guarda-redes dos dragões pode gozar uma ‘reforma dourada’ já que era o elemento mais bem pago do plantel que se sagrou bicampeão nacional, e um dos jogadores mais bem pagos do campeonato português.
Os rendimentos pagos pelo FC Porto a Baía no último ano foram superiores a 3,2 milhões de euros (mais de 640 mil contos na moeda antiga). Quase um milhão de euros a mais do que o jogador mais bem pago do Benfica – Nuno Gomes, com 2,3 milhões. Se dividirmos este montante por 12 meses, o guarda-redes recebia um salário mensal da ordem dos 266 mil euros (mais de 52 mil contos), mais do dobro do que recebe o avançado brasileiro do Sporting Liedson (110 mil/mês).
Trata-se de uma quantia tanto mais avultada se considerarmos que, na época 2006/2007, o guardião apenas foi titular por uma vez, num jogo de má memória para os dragões: FC Porto-Atlético para a Taça de Portugal, encontro que perderam por um a zero e que ditou a eliminação dos campeões nacionais.
O treinador azul-e-branco, Jesualdo Ferreira, utilizou-o ainda no jogo que colocou o FC Porto contra o Desportivo das Aves, de modo a dar a Baía as condições para se sagrar campeão nacional 2006/2007.
O futuro director de Relações Externas da SAD azul-e-branca deixou nos cofres do Estado mais de 700 mil euros de IRS. Face a estes números, conclui-se que Baía pagou uma taxa efectiva de IRS na ordem dos 22%."

VermelhoNunca disse...

Ganhava pouco sem dúvida. Mas o orçamento do FCPOrto indiciava mesmo isso, vencimentos elevadissimos.

JC disse...

Caros Amigos:
Que comentários vos oferece a notícia da Bola que dá como certo o ingrsso de Derlei no SCP?
Apenas vi a capa do jornal, não tendo lido o teor da respectiva notícia, pelo que desconheço os fundamentos da mesma.
Posso, contudo, adiantar que não é contratação que me agrade, como é óbvio.

Também no capítulo das contratações, li algures que o Benfica garantiu o concurso do tal Cardozo, através da compra de 50% do seu passe por 2,5 milhões de euros.
Parece-me uma redução substancial do valor do jogador, que fica assim avaliado em 5 milhões de euros.

vermelho disse...

amigo JC:
quanto ao Derlei, abstenho-me de acrescentar seja o que for ao que já aqui escrevi abundantemente.
Todavia, esta notícia parece-me um remake de uma outra do defeso passado.
Duvido da sua veracidade.
quanto ao Cardozo, parece-me que confundes essa informação com a relativa a Bergessio.
a informação de que disponho cifra a transferência em 8 milhões de Euros por 80% do passe, a pagar em 5 anos, ou seja, 1,6 milhões de Euros ano.
o Cardozo e alguns contornos da sua transferência serão objecto do post de amanhã.

JC disse...

Amigo Vermelho:
Tens razão.
Confundi Cardozo com o Burgesso, já que no Jogo noticiava a aquisição deste argentino conjuntamente com a do paraguaio.
Então temos a aquisição de 80% do passe do Cardozo por 8 milhões de euros e a de 50% do passe do Burgesso por 2,5 milhões.
Se juntarmos o milhão pago pelo Salsa, Coentros e Rabenetes, vemos que o Benfica - a confirmar-se o Burgesso - terá já gasto 11,5 milhões de euros em aquisições.
Os cofres da Luz andam recheados.

Zex disse...

52 mil contos por mês para o Vítor Baía ? Acreditam nisso ? O Sr. Administrador falou em 40 mil contos... Já vi que o Sr. Nunca engoliu...

Antes morto que vermelho disse...

Grande novidade esta que o ressabiado pensa que está a dar. Era do conhecimento geral (excepto para analfabetos, surdos e ressabiados-tresloucados), que o vitor baía ganhava muito dinheiro, mas também era do conhecimento geral que, grande parte do seu ordenado, era paga por 1 patrocinador do fcp que, por sinal, também esteve envolvido no regresso do Grande Baía.
Tresloucado! Mais atenção a essas noticias desinteressantes!!

Antes morto que vermelho disse...

nunca: essa hipotética contratação do Derlei será verdade?

Antes morto que vermelho disse...

nunca: além das 2 internacionalizações que esse cardozo teve pela (fortissima) selecção do paraguai, que mais dados há sobre o marreta (tirando a usual resposta á questão: "Como se define como jugador?")?

VermelhoNunca disse...

Vamos a ver, condómino Zex. Você sabe quanto ganhava Baía? Ou sabe e diz, ou então reconhece que não sabe e acha que ele não ganharia esta enormidade.
Inclino-me mais para a versão apresentada pelo condómino Macaco.
Quanto a Derlei: não sei se é verdade. Reconheço que vingará mais facilmente no Sporting que no Benfica, pelo modelo de jogo que o Sporting apresenta. Mas não seria uma aposta minha.

VermelhoNunca disse...

Isto é o Benfica:
"Benfica pede aos adeptos que se vistam de vermelho no sábado
No próximo sábado, às 21H00, no Pavilhão Açoreana Seguros, disputa-se o segundo jogo da grande final do play-off da 1ª Divisão entre o Benfica e o Sporting.

Os encarnados, através do site oficial, desafiam todos os adeptos benfiquistas a trazerem para o encontro uma camisola vermelha, com o objectivo de "pintar" as bancadas do pavilhão.

O encontro pode ditar o campeão caso o Benfica seja o vencedor, ou adiar a decisão para domingo em caso de vitória leonina."

Após investimentos brutais nas modalidades amadoras, embora vários deles cobertos por bons patrocinios, resta-lhes a esperança de conquistarem o título de futsal. Imagino a capa da Bola de domingo, se os lampiões ganharem o jogo de sábado, o que não é um dado adquirido, como muutos já pensam.

VermelhoNunca disse...

Este homem é de facto um benfeitor:
"Joe Berardo revelou hoje que, se ficar com mais de metade do capital da Benfica Futebol SAD, venderá as restantes acções aos outros accionistas pelo mesmo preço a que as comprar na Operação Publica de Aquisição (OPA). "Como tive que fazer uma OPA maior, se eu tiver sucesso e se ficar com mais de 50 por cento do capital, vou pôr à venda as acções aos outros accionistas ao mesmo preço que eu comprar", disse o empresário madeirense à agência “Lusa”. Sublinhando que o clube "não pertence a uma pessoa, pertence aos accionistas", Joe Berardo sublinhou que o Benfica "não está à venda nem a russos, nem a americanos, nem a chineses, nem a indianos". Mas, quando questionado sobre se a sua OPA sobre a Benfica Futebol SAD era um investimento de longo prazo, limitou-se a afirmar: "Estou a comprar porque as acções tiveram uma desvalorização fenomenal num mês, de 50 por cento. Estou a comprar para ajudar". Joe Berardo anunciou sexta-feira uma OPA sobre 60 por cento do capital da Benfica Futebol SAD, propondo-se comprar as 9.000.001 acções de categoria B a 3,5 euros e colocando como condição de sucesso a aquisição de pelo menos metade destas acções ordinárias, o que lhe conferiria 30 por cento do capital da sociedade. Na terça-feira, uma fonte da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) disse, no entanto, à agência “Lusa” que o regulador do mercado já tinha notificado o empresário para estender a OPA a 85 por cento do capital da empresa."

VermelhoNunca disse...

"Isto, porque, segundo o artigo 30 do decreto-lei número 67/97, aplicável às sociedades desportivas em geral, "a participação directa do clube fundador no capital social não poderá ser, a todo o tempo, inferior a 15 por cento nem superior a 40 por cento do respectivo montante". Significa isto que, de acordo com a lei, o Benfica apenas poderá vender até 25 por cento de acções de categoria A (que serão depois convertidas em acções de categoria B), ficando obrigado a manter uma participação directa de, pelo menos, 15 por cento do capital da SAD"

Amigo Vermelho, a ser assim, o Sassá Mutema será dono do clube, ou acha que existem bloqueios da parte da Sad do benfica?

Antes morto que vermelho disse...

nunca: mas o derlei a seguir a ter tido aquela lesão contra o alverca, nunca mais foi ninguém, incluindo os últimos tempos passados no fcp. Foi por não estar a jogar nada que tentou tomar conta do balneário do fcp, o que ditou a sua "deportação" imediata do clube.

JC disse...

Amigo Nunca:
O caro amigo que está ligado, parece-me, a estas operações financeiras bolsistas, explique-me uma coisa:
estando as acções do Benfica cotadas, neste momento, a mais de 4 euros, como é que os accionistas as irão vender a Berardo por apenas 3,5 euros?
Assim também eu as comprava!
Comprava acções que valem 4 euros e muito por apenas 3,5 euros e logo de seguida desatava a vendê-las por 4 euros e ganhava 0,5 euros em cada acção!
Acha o caro amigo que haverá accionistas que venderão as suas acções ao Berardo por valor inferior ao da sua cotação do momento, sendo que as venderão sempre por valor inferior àquele pelo qual as compraram, isto é, 5,00 euros?

VermelhoNunca disse...

Depende ,amigo JC, de quem as vende. Se ele tiver sucesso na compra das acções do Vilavinho, do Quim Oliveira ( parece que Vieira diz que não vende, o que se entende, uma vez que mais de metade das que possui são garantia do papel que enfiou no clube), pode Sassá Mutema dispensar a compra de mais acções, uma vez que garantirá a maioria do capital.

vermelho disse...

amigo nunca:
o Benfica já disse que não vendia!

VermelhoNunca disse...

Macaco, concordo plenamente que Derlei não é mais o jogador que foi no FCporto, Apenas referi que, na minha opinião, acho que Derlei terá mais hipóteses de ter sucesso no Sporting que no benfica. Mas, repito, eu não assinaria com ele.

VermelhoNunca disse...

Amigo Vermelho, se o Benfica não vende, se Vieira não vende...estaremos perante uma pura especulação bolsista?

vermelho disse...

amigo nunca:
qual maioria do capital?
o Benfica dispõe de 40% directos e mais 10,15 indirectos através da SGPS.
Como já disse que não vendia, Berardo nunca pode aspirar a ter a maioria do capital.
Por outro lado, tem de comprar todas as acções pertença de accionistas que queiram vender.

VermelhoNunca disse...

Amigo Vermelho, o Benfica não vende, mas a CMVM obriga a Berardo lançar a OPA a 85 % do capital da empresa. Se o Benfica não vende, o que andamos aqui a fazer???

vermelho disse...

amigo nunca:
Berardo aspira a ter no máximo 30% do capital para, como já disse, tomar posição na gestão.
Nesse momento, pode negociar a criação do tal fundo de jogadores ou outras medidas de gestão que entenda como úteis aos seus interesses (não acredito em filantropias).
Todavia, esta OPA pode visar outra coisa bem mais simples.
Quando o Benfica foi admitido à cotação disse que iria verificar-se uma valorização da SAD no momento em que a Benfica Estádio for integrada no seu património.
Assim, Berardo com a OPA pode apenas ter por objectivo tomar uma posição privilegiada aquando do aumento de capital que coincidirá com a incorporação da Benfica Estádio.
Obtida essa posição privilegiada e realizado o aumento de capital, Berardo venderá as suas acções com as naturais mais valias daí resultantes.
aliás, penso mesmo que pouco tempo depois do aumento de capital, existirá uma OPA de capital estrangeiro.

vermelho disse...

amigo nunca:
o que andamos a fazer em todas as OPA´S.
Com a PT passou-se o mesmo.
Accionistas houve que não venderam e a OPA fracassou.
Uma OPa não tem necessariamente de conduzir à aquisição pelo ofertante da totalidade das acções.
aliás, por isso mesmo no prospecto se estabelece um limite para que a oferta seja válida.
Berardo estabeleceu-o e bem nos 30%, ou seja, na meta que, racionalmente, lhe é possível atingir.
Se Berardo conseguir que 30% do capital venda as suas acções, a OPA concretizar-se-á.
Caso contrário, não e mesmo os que disseram que vendiam não encontrarão comprador na pessoa de Berardo.
Berardo nunca aspirou ao controlo maioritário da SAD, pois não ignorava que o Benfica não vendia.
Berardo queria era assumir uma posição relevante no capital social.
Veremos se o consegue ou se para o conseguir não terá que rever a sua oferta em alta, atentas as cotações dos últimos dias.

Antes morto que vermelho disse...

nunca: e o que é que é esse madeiro/populista? Um especulador!!

JC disse...

Garantida a contratação de Romagnoli pelo SCP:

"Acabou o braço-de-ferro entre o Sporting e o Veracruz, clube ao qual Romagnoli está contratualmente ligado. A SAD verde e branca e o emblema mexicano chegaram finalmente a acordo e Pipi vai vestir de verde e branco nas próximas três temporadas.
O acordo foi conseguido por um milhão e 250 mil euros e, deste modo, o argentino vê satisfeita a vontade de continuar em Alvalade, de tal forma que há muito tinha chegado a entendimento com os responsáveis leoninos, em relação às condições contratuais."

JC disse...

Ao saber da notícia da aquisição de Cardozo por 8 milhões de euros -custo de 80% do passe - pergunto o seguinte:
Não era esse o preço fixado pela Juventus para a compra do passe do Miccolli?
Se sim, porque não optou o Benfica por adquirir em definitivo o Miccolli, valor seguro e um jogador muito querido dos adeptos, em lugar de ir gastar idêntico valor por um jogador desconhecido e que se deconhece o que renderá no Benfica?

VermelhoNunca disse...

Artista Sassá Mutema:
"Joe Berardo emenda a mão em relação a Rui Costa
Joe Berardo, autor de uma Operação Pública de Aquisição (OPA) sobre a Benfica SAD disse hoje que houve "um mal-entendido" nas suas declarações sobre Rui Costa, mas reafirmou uma estratégia de contratação de futebolistas mais jovens. "Foi um mal-entendido. Eu conheço o Rui Costa e tenho grande admiração por ele", afirmou à agência “Lusa”, dois dias após o “Diário Económico” ter publicado declarações suas, com um insulto em inglês, nas quais questionava a razão pela qual Rui Costa não regressou ao Benfica quando tinha 25 anos. Rui Costa, 35 anos, voltou ao Benfica no início da época passada, após ter deixado o clube em 1994 para cumprir 12 temporadas em Itália - sete na Fiorentina e cinco no Milão -, mas o regresso ao clube do coração foi marcado por várias lesões, que o afastaram largas semanas dos relvados. "O que eu quis dizer foi que o futebol do Benfica, para ser ganhador, tem que ter um novo sangue. Os dirigentes do Benfica também têm que ter um novo sangue. É necessária uma equipa jovem para ganhar também a nível europeu", referiu hoje o empresário madeirense. E Joe Berardo deu um exemplo de como o Benfica se deve posicionar no mercado caso seja constituído um fundo para a contratação de jogadores, o qual, como afirmou na edição de terça-feira de um diário desportivo, deveria ser "no mínimo" de 50 milhões de euros. "Se eu tivesse um fundo, eu não queria comprar um jogador de 30 e tal anos, que depois não tem valor de mercado", sustentou, concluindo: "Isso não quer dizer que o Rui Costa não tenha um valor incontestável. Tem, tal como tem o Eusébio que, no entanto, já não é jogador".

E chama-nos a atenção para o facto de Eusébio já não ser jogador, não fosse alguém na bancada do curral da Luz gritar pelo nome do Pantera.

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, será pela comissão a pagar a Veiga?

JC disse...

Se é por isso, então é muito grave.
Como pode o Benfica ter gasto 8 milhões de euros por 80% do passe de um jogador - Cardozo - quando pelo mesmo valor tinha garantido a continuidade do "ídolo com provas dadas" Miccolli?
Estranho é não ter ouvido ainda nenhum benfiquista a insurgir-se contra isso.

vermelho disse...

amigo JC:
Cardozo tem 24 anos, assinou por 5 anos e será pago em idêntico período.
Miccoli tem 28 anos e não poderia assinar por um período idêntico àquele que fez o Cardozo, o que por conseguinte inviabilizaria o pagamento da sua transferência pelos tais 5 anos.
Como disse supra, o Benfica irá pagar 1,6 milhões de Euros ano pelo passe do Cardozo nos próximos 5 anos, o que se torna bem diferente de desembolsar essa quantia a pronto ou num período de tempo curto.
Por outro lado, em termos económicos, a amortização do passe de Miccoli não se afigura de todo possível, ao contrário do de Cardozo.
Contudo, penso que seria possível negociar nova cedência temporária com a Juve.
Segundo consta, Miccoli estará para ser apresentado em breve como reforço do Porto.
Veremos os desenvolvimentos.

VermelhoNunca disse...

Amigo JC: Cardozo é internacional duas vezes. Repito: 2 Vezes!!!. Leu algum jornalista a levantar esta questão? Falam que é forte, alto, poderoso pé esquerdo, marcou 20 golos no campeonato argentino, mas não vai à selecçãO??? Estranha situação.

JC disse...

Amigo Nunca:
Eu nem estou a pôr em causa o valor do Cardozo.
Admito que possa ser um bom ponta de lança.
O que questiono é a preferência pelo paraguaio em lugar da continuidade do "piccollo bombardier", sendo que desportivamente, o Miccolli me parecia um valor bem mais seguro do que Cardozo.
Não acredito que, bem negociado, o Benfica não conseguisse um acordo com a Juventus sobre a forma de pagamento do jogador.
A sensação que me ficou é que o Benfica se desinteressou pelo Miccolli.
É óbvio que, financeiramente, a contratação do Cardozo poderá ser mais frutuosa para o Benfica, atenta a idade do jogador.
Mas não é Miccolli um valor desportivo seguro? Não é o italiano, a par de Simão e de Luisão, o jogador mais querido dos adeptos?

Antes morto que vermelho disse...

cardozo: vai ser o salvador da pátria (e do bolso do veiga)!

JorgeMínimo disse...

Aparentemente o Derlei vem mesmo para o Sporting. Não concordo com esta aquisição,o Derlei como jogador acabou, desde que teve aquela lesão no FCP e não traz mais valia, além de ser um jogador caro.

Antes morto que vermelho disse...

temos que ver uma coisa: os "comissionistas" também têm que comer, também têm que ter á mesa o bife, as batatas e o sumo, e não é a aparecer na televisão a dizer mal do pinto c. e que não deve nada ás finanças, que se ganha dinheiro. O negócio do "comissionista" é intermediar as compras de jogadores, e o veiga (que coitadinho, já só tem jogadores-refugo em "carteira"), vai buscar o cardozo (esse goleador que foi duas vezes á fortissima selecção do paraguay, uma vez quando jogaram um particular com o Haiti e a outra vez entrou a 3 minutos do fim contra a Bolivia), para ganhar algum.
Com o Rato Piccolli não lhe "tocava" nada...

JC disse...

Amigo Mínimo:
Estamos de acordo quanto ao Derlei.
mas vamos com calma.
Para já, ainda são só especulações.
Pode ser uma manobra do empresário do Derlei e do seu empresário a ver se o SCP se chega à frente.
O Derlei tentou a todo o custo ficar no Benfica e como não conseguiu e não deve querer voltar para a Rússia, poderá estar agora a lançar a escada ao SCP.

JorgeMínimo disse...

Caros Condóminos:
Apresento-vos o Oscar Cardozo.

http://www.youtube.com/watch?v=vYFsCeBFj1Q

JC disse...

Amigo Mínimo:
Ou muito me engano ou o Miccolli, apesar de ter menos de metade da altura do Oscar - embora seja tão pesado como ele - valia o dobro do paraguaio.
Obrigado, Benfica, por teres preferido, pelo mesmo preço, o Cardozão ao Miccolli

VermelhoNunca disse...

"Benfica
Berardo: «OK, peço desculpa a Rui Costa»
Joe Berardo pediu esta tarde publicamente desculpa a Rui Costa. O empresário não quer mais polémicas com o jogador do Benfica que diz admirar.



ASF
Berardo quer colocar um ponto final no assunto com este pedido público de desculpas feito esta tarde através da RTPN: «Se for necessário terei um encontro com o homem e cara-cara pedir-lhe-ei desculpas. Não poderia ter dito aquelas palavras nem sobre ele nem outra pessoa qualquer. Peço directamente desculpa ao Rui Costa, homem que conheço bem, tenho até uma grande admiração, deu grandes alegrias ao Benfica. OK, de maneira nenhuma quis ofender o homem "

Este Sassá é o máximo.