quinta-feira, junho 21, 2007

Breve análise ao Portugal/Itália e à prestação individual dos jogadores utilizados

Portugal perdeu com a Itália nos penalties e viu-se afastado da participação nos Jogos Olímpicos de Pequim.
Esta partida demonstrou que o encontro com Israel foi um mero acidente de percurso, muito determinado pela debilidade do oponente.
Neste jogo exibimos as mesmas insuficiências colectivas e as mesmas virtudes individuais dos encontros precedentes.
Claro está que não chegou para vencer uma Itália apenas cínica.
Aos italianos bastou a sua tradicional matriz de expectativa e uma boa dose de especulação para triunfar como habitualmente.
Brilhantismo zero, eficácia total.
Portugal viveu o fado habitual.
Renovámos o título de melhor equipa do mundo a jogar sem balizas.
Pouquíssimos remates e mesmo esses sem qualquer ponta de eficácia (nem sem guarda-redes na baliza conseguimos marcar)
O desastre da nossa participação ter-se-à ficado a dever ao azar e à actuação dos árbitros.
A carpideira habitual!
Incompetência? Não, nunca!
Desconfio até que Couceiro continuará a satisfazer plenamente…

Análise Individual:

Paulo Ribeiro – Revelou boa presença, especialmente entre os postes.
Ágil e seguro, necessita de jogar para “crescer”

João Pereira – Capaz do melhor e do pior, demonstrou a razão pela qual se viu remetido ao obscurantismo da Liga Vitalis.
A sua inconstância e baixa estatura limitam-lhe a progressão.

Amoreirinha – Definitivamente não é lateral e provou-o à saciedade neste Europeu.
Falta-lhe velocidade e versatilidade para alinhar como lateral e estatura, sentido posicional e concentração para actuar como central.
Agressividade e vontade por si só não chegam.

Filipe Oliveira – Outros demonstraram que é possível adaptar um extremo a lateral.
Todavia, para tal será sempre necessário um processo de aprendizagem, mormente das rotinas defensivas.
Filipe Oliveira ainda não o completou.

Manuel da Costa – Maduro, foi o patrão da defesa portuguesa.
Tem escola e isso sobressaiu no seu sentido posicional, na sua capacidade de sair a jogar com a bola controlada e na sua capacidade de ler o jogo.
Um nadinha mais de concentração e estará pronto para se afirmar definitivamente na alta roda do futebol mundial.

Semedo – Forte fisicamente, constituiu como que uma autêntica parede.
Contudo, faltam-lhe “rins”, sentido posicional, leitura de jogo e cultura táctica para ser mais do que um vulgar central de marcação.

Rolando – Depois de uma excelente época no Belenenses, a sua não titularidade surpreendeu.
Jogou um prolongamento e não comprometeu.

José Gonçalves – É grande, mas não é grande coisa.
Fruto da sua estatura fecha bem dentro, mas não dá profundidade ao flanco, revelando mesmo algumas dificuldades no controlo e no endosso da bola.
Outro a quem faltam “rins” e velocidade para aspirar outros voos.

Antunes – Confirmou a boa época realizada no Paços de Ferreira.
Raçudo, antes que quebrar do que torcer deve ser o seu lema.
Dotado de boa aptidão técnica, capacidade de remate e de cruzamento, para além de revelar capacidade para explorar todo o corredor, demonstra potencialidades para se guindar à condição de titular da nossa principal selecção.
Neste Europeu, sem auxilio no flanco, retraiu-se, preferindo a segurança defensiva em detrimento da audácia ofensiva.

Miguel Veloso – Apenas o melhor de Portugal.
Juntou às virtudes já suficientemente alardeadas na Liga Bwin – Leitura de jogo, excelente capacidade técnica e de remate, capacidade de passe e de organização, robustez física e cobertura da zona central – uma surpreendente eficácia concretizadora em lances de bola parada.
Conferiu fluidez ao processo ofensivo, assegurou e estabilizou a transição defensiva e geriu os ritmos da equipa.
Fruto da sua morfologia, nunca será um jogador rápido, pelo que terá que refinar o seu sentido posicional.
Algo lento a executar, terá que aperfeiçoar este aspecto do seu jogo para se tornar numa referência mundial na sua posição.

Manuel Fernandes – Em Inglaterra, cresceu como médio de transição.
Melhorou o seu jogo posicional, a sua capacidade de gestão do espaço e do esforço e a sua capacidade de jogar entre linhas.
Complementou a acção de Veloso, constituindo a “placa giratória” do processo ofensivo da equipa, desdobrando-se nos apoios laterais e distribuindo no último terço.
Revelou algum deficit físico o que o limitou.
Sobressaiu pela invulgar facilidade que patenteou na execução de remates de longa e meia distancia.
Vive uma encruzilhada na sua carreira – ou se afirma em pleno esta época ou corre o risco de se perder como jogador de top.

Moutinho – Couceiro colocou-o na posição 10 e a estrela perdeu brilho.
A 10, Moutinho vive longe do seu habitat natural.
Precioso no equilíbrio da transição defensiva, sublime na capacidade de emprestar profundidade ao processo ofensivo, quer em penetrações verticais, quer em movimentos basculantes para a ala, e na capacidade de jogar entre linhas, actuando na posição 10 Moutinho não consegue explanar o conjunto das suas melhores características.
Moutinho é um médio de transição!
A 10, perde influência e vê a sua capacidade de intervenção e decisão no jogo cerceada, até pelas suas limitações físicas.
Deu mostras de estar fisicamente exaurido ou perto disso, o que, também, o limitou, mas, concomitantemente, deu sempre sinal de todo o seu carácter e abnegação nunca regateando esforços em prol da equipa.

Nani – Outra vítima dos erros posicionais de Couceiro.
É médio de transição e nunca será um ala ou um segundo avançado.
Sabe aparecer na ala, mas não pode actuar agrilhoado à linha.
Sabe aparecer na área, mas não pode viver dentro dela ou nas suas cercanias.
Mais do que não conseguir, não pôde influenciar o processo ofensivo como gosta.
Raramente logrou desenhar as diagonais da ala esquerda para o centro, que são já a sua imagem de marca (à semelhança de Manduca).
Revelou uma auto-estima elevadíssima, a qual, ao contrário do que seria de supor, o prejudicou.
Abusou das iniciativas individuais, esquecendo a dimensão colectiva do jogo.
A sua cabeça esteve mais em Manchester do que na Holanda.
Limitou-se a exibir alguns lampejos de classe, como um pontapé de bicicleta frente a Israel, o que se revelou curto para as expectativas criadas à sua volta.

Ruben Amorim – Fez um jogo e esteve desastrado, talvez devido à função que Couceiro lhe destinou e à circunstância de lhe faltar ritmo de jogo.

Hugo Almeida – Apenas voluntarioso.
A fraca prestação da equipa também não o ajudou, mas o certo é que voltou a falhar numa grande competição à imagem e semelhança do ano passado.

Djalló – A maior decepção deste Europeu.
Passou completamente ao lado da competição.
O “golo” que desperdiçou frente à Itália ilustra fielmente o que foi a sua participação na competição – uma lástima.

Vaz Tê – vítima de lesão, apenas fez um jogo e meio.
Frente a Israel, mesmo fisicamente limitado, a debilidade do adversário permitiu-lhe brilhar.
Alto, forte, agressivo, com capacidade de choque, versátil, dotado de boa técnica, bom jogo de cabeça, continuo a pensar que será o futuro ponta de lança da selecção A.

Varela – Doses elevadas de persistência e labor.
Nunca dá um lance por perdido, sendo o típico jogador “chato” que não dá descanso à defesa contrária.
O que lhe falta em talento, sobra-lhe em abnegação.

João Moreira - A ida para Valência toldo-lhe a evolução.
É muito mais jogador do que aquilo que evidenciou, mas falta-lhe confiança.
Rápido, agressivo e com um drible bastante aceitável, urge que revitalize a sua carreira, sob pena de rapidamente passar a ser apenas mais um jogador indiferenciado.

53 comentários:

JorgeMínimo disse...

Caro Sr. Administrador:
Eu sei que o Matraco não fez grande coisa neste europeu, mas daí a omitir a sua presença, vai uma grande distância. Não-se acanhe, diga o que lhe vai na alma e arrase esse gigantone.

vermelho disse...

amigo mínimo:
a apreciação consta do artigo, simplesmente não está bould, o que irei fazer de imediato.

Antes morto que vermelho disse...

«Acho que sou inocente» (Fernando Madureira)
A leitura da sentença do julgamento do líder dos «Super Dragões», Fernando Madureira, e do também membro da claque do FC Porto, Fábio Fonseca, foi hoje adiada para a próxima quarta-feira, depois de terem sido ouvidas testemunhas de acusação e defesa no Tribunal de Matosinhos.

«Acho que sou inocente, mas só o tribunal e a meritíssima juíza poderão dizê-lo. Vou entregar as provas da minha defesa e só depois saberei se sou culpado ou não», disse Fernando Madureira à SIC, antes do início da sessão. «Espero sair daqui completamente absolvido», expressou.

Fernando Madureira e Fábio Fonseca sentam-se no banco dos réus na sequência dos incidentes registados nas bancadas do pavilhão de Matosinhos quando do jogo FC Porto-Ovarense em basquetebol, no passado dia 24 de Maio.

JC disse...

Depois de ter acompanhado toda a qualificação de Portugal para a fase final deste Europeu - cujo apuramento, diga-se, apenas foi conseguido com uma vitória dramática frente à Rússia - José Couceiro parece que tinha pegado pela primeira vez na equipa.
Jogadores fora do seu local, como bem assinala o Snr. Administrador, experiências sucessivas com os laterais, teimosia na utilização de dois trincos indecisão sobre os atacantes, onde apenas Hugo Almeida, desgastado, teve lugar cativo.
Ainda bem que não vamos a Pequim, pois era prémio que Couceiro não merecia.

No capítulo das contratações, a Bola on line deu ontem notícia dos valores da aquisição de Cardozo pelo Benfica:

"Oscar Cardozo é reforço confirmado para as próximas cinco épocas. O Benfica pagou 9,156 milhões de euros por 80 por cento do passe do internacional paraguaio."

9,156 milhões de euros! Muito dinheiro! Não conheço o jogador, não sei se valerá tanto!
A menos que seja mesmo muito bom, parece-me arriscado dar tanto dinheiro por um jogador.
Não sei se não será a aquisição mais cara do futebol português.

Ainda no Benfica, parece que Veiga ainda tenta o empréstimo de Miccolli. Má notícia para os não benfiquistas, pois que Miccolli é, de facto, a par de Luisão e Simão Sabrosa, um dos esteios da equipa.

No SCP, fala-se agora no Vujkcevic para reforço do meio-campo.
Trata-se de um jogador que desconheçia por completo.
Da Wikipédia, retirei a seuinte apreciação:
"Abençoado com uma auto-confiança inabalável, passou 2 anos nos juniores em Belgrado antes de entrar para a equipa principal, marcando e criando golos a partir da sua posição. Foi premiado com a camisola número 10 como reconhecimento da sua popularidade para com os adeptos do Partizan. A sua melhor época no clube foi em 2004/05 onde teve exibições vistosas na Liga nacional e Taça UEFA. Contudo em 2005/2006 Vukčević começou a ser acusado de não jogar para a equipa e de não esta 100% em forma."

Veremos se se conretizará a sua vinda para o SCP que penso ser também por empréstimo.

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, o nosso administrador não referiu ontem que Cardozo seria pago em 5 anos?
Hoje li isto:
"Benfica oficializa Cardozo
Oscar Cardozo é reforço confirmado para as próximas cinco épocas. O Benfica pagou 9,156 milhões de euros por 80 por cento do passe do internacional paraguaio.



AP
A Sport Lisboa e Benfica - Futebol, SAD oficializou a contratação do avançado do Newell´s Old Boys num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários ao início da noite desta quinta-feira.

VermelhoNunca disse...

"Berardo defende Banco do Benfica"

Preparem-se lampiões, a dízima mensal tem de ir para o vosso Banco.

VermelhoNunca disse...

"O Conselho de Administração da SAD encarnada confirmou, ontem à tarde, a transferência de Oscar Cardozo, por meio de um comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). A SAD encarnada informou, neste documento, a entidade que regula a bolsa de valores da contratação do internacional paraguaio, tendo assinado, com o futebolista, um contrato válido para as próximas cinco temporadas. O comunicado revela ainda que a SAD do Benfica investiu cerca de 9,156 milhões de euros na aquisição de 80 por cento dos direitos desportivos do avançado que jogava no Newell's Old Boys, da Argentina. "

Alguém deduz daqui que o jogador é pago em 5 anos, em suaves prestações?

JC disse...

Amigo Nunca:
Penso que sim, que o Snr. Administrador tinha falado num pagamento faseado do Cardozo por cinco anos.
Essa notícia que refere - que eu já tinha visto - não só avança com um valor superior para o negócio como parece inculcar a ideia de que o pagamento foi feito de uma vez só.
Como digo anteriormente, ou Cardozo é mesmo bom jogador ou então o Benfica está a fazer um negocio muito, muito arriscado.

VermelhoNunca disse...

Exacto amigo JC. Ao ler o teor do comunicado à CMVM, deduzo que o Benfica investiu a verba de imediato, e não em suaves prestações.

JC disse...

Mais dados sobre Vukcevic:

"SIMON VUKCEVIC, médio de 21 anos, internacíonal montenegrino.
Actual número 10 do Saturn, 13.° classificado do campeonato da Rússia, já teve Itália como um destino provável. Em 2006 trocou o Partizan de Belgrado pelo clube russo por cerca de sete milhoes de euros.
Os melhores elogios têm acompanhado o nome de Vukcevic nas últimas temporadas. O médio destacou-se pela Sérvia-Montenegro no Campeonato da Europa de sub-21 de 2004, onde atingiu a final (com a Itália, vencedora do torneio) e ascendeu a promessa do futebol europeu com apenas 18 anos de idade. Considerado um jogador cerebral, tecnicamente muito dotado e com estilo ofensivo bastante vincado, Simon Vukcevic encerra qualidades interessantes.

No Saturn explora a criativa posição 10, que também é o número da sua camisola. Pelos russos acumula já 25 jogos, tendo apontado apenas um golo. Entre 2003 e 2006 serviu a equipa principal do Partizan de Belgrado — ingressou no clube aos 16 anos, transferido do FK Podgorica —, ganhou experiência nas taças europeias, assinalou presenças em 53 jogos e marcou 13 golos.

O remate é uma característica deste montenegrino mas é a capacidade de pensar jogo e a forma criativa como alimenta o ataque que destacam Vukcevic num quadro de talentos em emergência no futebol europeu. As características do jogador já cativaram interesses em Itália e foi surpreendente a transferência do atleta para o Saturn no ano passado. Mas o potencial de Simon Vukcevic sobressaiu bem nos cerca de sete milhões de euros que o emblema russo teve de pagar ao Partizan para fechar negócio. Na Rússia especula-se que o médio ocupa um lugar de ouro na grelha salarial do Saturn — ordenado de 600 mil euros por época, eis o último número atirado à praça pública —, clube com o qual termina contrato em Dezembro de 2010."

VermelhoNunca disse...

Referir apenas ao nosso administrador, que me abstenho de comentar o seu artigo, pois ontem, mais uma vez, não vi o jogo. Vi pouco desta prova, mas o que vi, permite-me qualificar Couceiro como uma nulidade. A única coisa boa que tem é ser sportinguista e ter no seu nome Peyroteo.

JC disse...

Amigo Nunca:
Não sei se será bom Couceiro ser sportinguista. Há sempre o risco de, por esse facto, ir parar ao SCP para um qualquer tacho.

VermelhoNunca disse...

Já lá esteve amigo JC.

vermelho disse...

amigos:
hoje não tenho muito tempo, pois que terei que me deslocar para São João do Estoril ao final da tarde por forma a participar amanhã no casamento do nosso estimado condómino Samsalameh.
Ainda assim, aqui ficam algumas notas sobre o que foi dito:
Cardozo - pagamento em 5 anos referido pela generalidade da imprensa.
Na comunicação à CMVM inexiste qualquer referência ao modo e ao tempo de pagamento.
Estas transacções não são solvidas de imediato.
Cerca de 2 milhões ano não me parece um investimento de monta, mas se foi caro ou barato, ver-se-á pelo rendimento do jogador.
O Benfica adquiriu um homem de área, jogador de que não dispunha no plantel e do qual carecia faz alguns anos, desde Van Hoojdonk.
Aliás, este Cardozo apresenta características muito semelhantes ao holândes - bom jogo de cabeça, remate forte e colocado e especialista na execução de bolas paradas.
Quanto ao VUKCEVIC, tenho dele um conhecimento superficial, pois que apenas o vi actuar uma vez.
É bom de bola, alinha na posição 10, mas também pode fazê-lo como interior, especialmente esquerdo.
É o típico dez dos balcãs - muito bom com a bola nos pés, mas pouco empenhado defensivamente.
Como a generalidade dos jogadores das suas características, vive de intermitências.
Está em baixa no seu clube, mas trata-se de um jogador com pedigree.

vermelho disse...

Como exemplo aqui fica a notícia de ontem do Jogo:
"Oscar Cardozo já é jogador do Benfica.
Ao fim de uma autêntica maratona negocial, José Veiga – que esteve reunido com Eduardo López durante quase toda a noite – acertou, com o presidente do Newell's Old Boys, o pagamento faseado (durante cinco anos) de oito milhões de euros por 80 por cento do passe do impressionante ponta-de-lança paraguaio Óscar Cardozo. Ultrapassadas as divergências financeiras – que, em certa altura, chegaram mesmo a condicionar o acordo –, o director-geral do Benfica só pôde respirar de alívio quando, já em Buenos Aires, viu o próprio Júlio Grandona, presidente da Federação Argentina de Futebol, ratificar o documento assinado, poucas horas antes, por Eduardo López, dando início à burocracia necessária para o pedido do certificado internacional do atleta."
O valor de 9,156 milhões resulta do assumir do pagamento das obrigações fiscais pelo Benfica.

VermelhoNunca disse...

Desde já os parabéns ao condómino Salame.
Depois referir que não estou nada convencido desse pagamento a 5 anos. Se assim fosse, o comunicado à CMVM deveria referir que o investimento foi de 2 milhões de euros, mais coisa menos coisa. Mas também é compreensível que o Benfica tenha de gastar o dinheiro, pois o empréstimo obrigacionista que lancou a isso obrigava.

JC disse...

Relativamente ao Cardozo, recolhi esta informação da Wikipédia:

"Cardozo chegou ao Newell's na segunda metade da época de 2006 por um valor que ronda os 900 mil euros depois de ter marcado 17 golos pelo Nacional no Torneo de Apertura. No Newell's juntou-se aos Paraguaios Diego Gavilán, Santiago Salcedo e Justo Villar. Tornou-se num sucesso imediato marcando 11 golos em apenas 16 jogos no Torneo de Apertura. Devido ao bom desempenho, Cardozo foi premiado como Futebolista Paraguaio do ano, em 2006.

Cardozo começou a época de 2007 brilhantemente. Em 8 jogos marcou 5 golos pelo Newell's tendo criado uma oportunidade de poder aparecer na Copa Libertadores. O seu desempenho não passou despercebido na Europa, clubes como Valencia, Werder Bremen ou SL Benfica mostraram interesse recentemente. Espera fazer parte da selecção paraguaia para a Copa América de 2007.

Na sua estreia pela selecção contra o México, Cardozo marcou também o seu primeiro golo e único do jogo."

vermelho disse...

Como previa, o padrinho continua a segurar o afilhado e as razões do insucesso radicam na falta de sorte:
"Nestas decisões por penalties é mesmo assim. Acho que faltou um pouco de sorte. Não fizemos um golo e nos penalties a Itália ganhou. O jogador italiano (Pellè) foi feliz no penalty que marcou, como o Postiga já tinha sido por Portugal. Se a bola não tivesse entrado a história podia ser diferente, mas ele teve mérito.
Não é desilusão. Portugal foi sexto e há países com selecções muito fortes que nem estiveram cá, como a Espanha e a França. Temos de tirar lições nestes momentos. Acho que toda a gente fez o que podia, mas lembrem-se que não estávamos a jogar contra equipas com jogadores só com uma perna."
Esta afirmação final é fantástica.
Só um iluminado para a proferir.

vermelho disse...

Condóminos Lisboetas:
Alguém quer aparecer no "Mira", em São João do Estoril, para jantar logo à noite?

JC disse...

Declarações muito, muito infelizes, do selecionador nacional Filipe Scolari.
Não percebo esta defesa inglória do José Coveiro.
Que queria o Scolari?
Que todas as selecções da fase final do europeu fossem como Israel?
Ainda bem que Pellé concretizou o penaltie e nos pôs fora dos jogos Olímpicos!

VermelhoNunca disse...

AMigo Vermelho, agradeço o seu desafio, mas tenho o aniversário de um amigo hoje à noite.

JorgeMínimo disse...

Caro Vermelho:
Obrigado pelo convite, mas amanhã tenho que me levantar muito cedo.

vermelho disse...

amigos nunca e mínimo:
ok. fica para a próxima.

vermelho disse...

amigos:
viram a vergonha que foi a nossa eliminação pela Suiça ontem no Mundial de Hóquei?
batemos no fundo.
A saudades que tenho de Ramalhete, Picas, Piruças, Chana, Vítor Hugo, Franklim, Realista, José Carlos, Luís Ferreira, Vítor Fortunato, Pedro Alves, Paulo Alves, Rui Lopes, entre outros.
A modalidade está em franca crise e com excepção de Reinaldo Ventura e a espaços de Caio e Tó Sílva não se vislumbra um talento que se aproxime daqueles que referi.
Lastimo profundamente que assim seja!

VermelhoNunca disse...

Não vi, mas sei do resultado. Vergonha, sem dúvida. O hóquei perdeu muita da projecção que tinha no passado, onde grandes nomes atraíam multidões.
Ramalhete, Júlio Rendeiro, Xana e Livramento. Esta equipa do SPorting é dos meus tempos de Juve Leo. Grandes tempos.

JC disse...

Caro Amigo Vermelho:
A melhor equipa de Portugal em hóquei patisn, considerada a melhor equipa de sempre do Munod, assentava no seguinte cinco do SCP:
Ramalhete, Júlio Rendeiro, Xana, Sobrinho e Livramento.
Era uma delícia vê-los jogar!
Livramento era um senhor, a quem dificilmente conseguiam tirar uma bola.
Da actual selecção, como dizes, apenas Reinaldo Ventura se aproxima do valor daqueles mágicos do hoquei patinado.

VermelhoNunca disse...

Claro amigo JC, omiti o Sobrinho na equipa de sonho do Sporting

JC disse...

Caro Nunca:
Faltou-te referir o Sobrinho.

Antes morto que vermelho disse...

... o "velho" Sobrinho, o homem do bigode, que que batia em tudo quando mexia

Antes morto que vermelho disse...

E também convém não esquecer o saudoso Cristiano (outro homen de bigode, mas neste caso era ruivo)...

Antes morto que vermelho disse...

nunca: "ó é ó á o Sporting vai ganhar ao Voltregá!"

JorgeMínimo disse...

Caro Primata:
O Sporting foi campeão europeu com o Villanueva.

vermelho disse...

amigo JC:
a equipa que mais saudades me deixou foi aquela que foi campeã mundial em 82.
Extraordinária!
Ganhei gosto pelo hóquei a partir daí, ao ponto de ter feito na minha infância uma colecção de cromos da modalidade.

vermelho disse...

amigo nunca:
tive agora ocasião de ler o teor do comunicado do Benfica à CMVM, sendo que não é exactamente igual ao aqui anteriormente referido.
"COMUNICADO
O Conselho de Administração da Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, ao abrigo do Artigo 248º do Código dos Valores Mobiliários e do Regulamento da CMVM nº 24/2000, informa que adquiriu os direitos de inscrição desportiva do
jogador Oscar Cardozo ao clube Newell’s Old Boys, tendo celebrado com o referido atleta um contrato com a duração de cinco épocas desportivas.
Nesta operação a Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, investirá cerca de 9,156 milhões de euros, correspondentes a aquisição de 80% dos direitos desportivos do atleta.
O Conselho de Administração
21 de Junho de 2007."
O uso do futuro - investirá - não me parece casual, indo ao encontro daquilo que a generalidade da imprensa referiu como prazo de pagamento do passe de Cardozo.
Lamento que o teor do comunicado tenha surgido truncado neste blog.

VermelhoNunca disse...

Amigo Vermelho, o que eu aqui coloquei, devidamente entre aspas, foi retirado do site da Bola e do Jogo. Fiz o clássico copy-paste.
Quanto ao uso do futuro no verbo investir, acho que nada significa. Pode ser um negócio a pagar em suaves prestações ou não, até porque o Benfica ainda nada terá pago. Portanto, sendo em tranches ou por inteiro, investirá é sempre o termo correcto.

JC disse...

Amigo Vermelho:
A informação que eu aqui tinha postado relativo à compra do Cardozo, onde dizia que o Benfica pagou 9.156 milhões de euros, foi retirada da edição on line da Bola.
Os termos do comunicado que agora publicas, parecem permitir a sua leitura no sentido de que o pagamento não foi feito de uma só vez mas sim, como dizes, faseadamente.

JC disse...

De qualquer forma, o Benfica arrecadou recentemente cerca de 20 milhões de euros de um empréstimo obrigacionista, dinheiro esse que disse ser todo ele para investir na equipa de futebol, pelo que dispõe seguramente do dinheiro necesário ao pagamento imediato do passe de CARDOZO - ou melhor, de 80% do seu passe.
Embora, como e lógico, seja preferível pagá-lo em suaves prestações.

VermelhoNunca disse...

Parabéns ao Cardozo que somou mais uma internacionalização pelo Paraguai, num jogo em que, pasme-sem foi titular. Mas...há sempre um mas, foi substituido. Terá sido a 3ª internacionalização?

Antes morto que vermelho disse...

minimo:... mas eliminou o Voltregá! ou não?

JorgeMínimo disse...

Caro Primata:
Julgo que não foi nesse ano.

Antes morto que vermelho disse...

in ABola: "Luís Filipe Vieira e Joe Berardo estão juntos no Centro Cultural de Belém, onde vão almoçar e, previsivelmente, discutir o futuro da OPA lançada pelo empresário madeirense a 85 por cento da Benfica SAD, entre outros temas da realidade «encarnada».

Vieira e Berardo não prestaram declarações à chegada a Belém, mas devem fazê-lo após o almoço, durante o qual poderão ser delineadas estratégias conjuntas para o futuro do Benfica.

Recorde-se que o conhecido empresário madeirense, autor de uma OPA (Oferta Pública de Aquisição) sobre 85 por cento da Benfica SAD, avançou ontem com a hipótese de «criar um banco, em parceria com uma instituição, com o dinheiro que sobrar de um aumento de capital a fazer no futuro»."

Incrível!! Lindo!! Bullshit arrotada por bullshiters... mais areia para os olhos dos 6000000

JC disse...

Amigo Vermelho:
Manuel Fernandes sempre ficará na equipa do Benfica?
Na afirmativa, e caso conseguissem também novo empréstimo do Miccolli, penso que - este ano sim - teriam uma grande equipa.
Saiba o Imbecil conduzi-la.

vermelho disse...

amigo JC:
O Jogo garante que sim e eu espero que se concretize.
Seria a "contratação" que mais me contentaria.
Miccoli, também, se diz que caso não fique na Juve, virá por empréstimo para o SLB.
Falta contratar um médio de transição e, na minha opinião, um lateral esquerdo para que o plantel fique completo.

VermelhoNunca disse...

Já compraram lateral direito?

JC disse...

O Record dá Burgesso como definitivamente contratado:

"Depois de ter alcançado o acordo com o grupo de empresários que detém o passe de Bergessio, o Benfica garantiu igualmente o entendimento com o jogador para um contrato de quatro temporadas.

Garantido Óscar “Tacuara” Cardozo, homem de área, Bergessio é atacante mais móvel que complementa o futebol do internacional paraguaio.
A par da mobilidade, o futebolista ainda marca golos com alguma frequência, podendo ser um apoio importante às capacidades goleadoras de Cardozo.
As águias desembolsam 2,5 milhões de euros por metade do passe de um jovem (22 anos) cobiçado por Boca Juniors, River Plate e San Lorenzo."

Contudo, hoje ao almoço ouvi na Antena 1 o presidente do clube onde jogava a dizer que Burgesso não sai, porque accionou a cláusula de opção, tendo já depositado a respectiva verba.
Na notícia dizia-se, contudo que tal clube tinha dívidas para com o jogador, o que poderia facilitar a sua saída.

vermelho disse...

amigo nunca:
Nélson e Zoro serão os jogadores para o lugar, sendo que a hipótese Eduardo Ratinho ainda não está posta de lado.

JC disse...

Amigo Vermelho:
O médio de transição poderá ser o Nuno Assis, que regressa este ano.
Ou Nuno Assis não bem é médio de transição?
Confesso a minha ignorância neste aspecto.

JC disse...

Amigo Vermelho:
Zorro não é central?

vermelho disse...

amigo JC:
Para além de Nuno Assis é preciso outro.
Petit, Katsouranis, Karagounis, Nuno Assis, Rui Costa e Simão, são os garantidos.
Manuel Fernandes uma hipótese muito consistente e faltará um outro médio para completar o lote de 8 que entendo necessário para o meio-campo.
A próxima época será muito mais exigente do que aquilo que foi a presente.
Sendo ano de Europeu, o campeonato termina mais cedo e, como tal, as pausas competitivas serão menores.
Por outro lado, haverá mais uma competição.
Mais jogos em menos tempo, exigem plantéis com grande profundidade.

vermelho disse...

amigo JC:
o Zoro tanto joga a central, como a lateral direito, como a trinco.
No Messina jogou mais como lateral direito do que como central.

JC disse...

Amigo Vermelho:
Sendo oito o número de jogadores necessários para o meio campo - como tu, também entendo assim - o SCP poderá ter já esse número constituído.
Moutinho, Miguel Veloso, Pereirinha, Romagnoli, Farnerud e Paredes transitam da época passada, Izmailov parece garantido e Vukcevic é uma forte hipótese.
Fica é tapada qualquer hipótese de integração de jogadores provindos dos juniores.
Que acha, amigo Nunca?

JC disse...

Couceiro agarra-se ao lugar:

"Quando se pergunta sobre a sua continuidade, o técnico é claro. «Não percebo porque não. É o mesmo que perguntar-vos se estão a fazer um trabalho suficiente para continuar ao serviço dos vossos jornais. Não foram os resultados que queríamos, mas somos a sexta equipa da Europa em 51 países, não me parece que seja assim tão mau.»

Agora, Couceiro vai concentrar-se nos sub-20. Para já, fica uma análise curta: «Os sub-21 são uma equipa mais madura, mas os sub-20 não perderam até agora. Vamos ter o verdadeiro exame agora no Mundial.»".

Depois de ter enterrado os sub-21, vai agora preparar-se para enterrar os sub-20.
Forca Couceiro! Fuck him!

VermelhoNunca disse...

Qual é o valor de Simão no mercado? Este Vieira é um lírico:
"Se é um jogador que vale mais de 20 golos por época, não temos qualquer problema em despender esse dinheiro», esclareceu Vieira à saída de um almoço com Joe Berardo, em Belém, aproveitando para recordar a polémica contratação de Simão Sabrosa, que em 2001/02 custou 13 milhões de euros aos «cofres» do clube da Luz.

«Também nos criticaram muito pela verba que pagámos pelo Simão e, hoje, toda a gente sabe qual é o seu valor no mercado», referiu, rematando: «Queremos que o Simão continue na nossa casa e isso é o mais importante».