quarta-feira, maio 06, 2009

Revista de Imprensa - Jornais Desportivos, Generalistas e Blog´s

1 - A "cenoura" de hoje dá pelo nome de Shaffer, lateral esquerdo argentino.
E esta acredito que tenha um fundo de verdade.

2 - A Comissão Disciplinar da Liga anunciou, ontem, as decisões disciplinares relativas aos factos ocorridos na final da Taça da Liga envolvendo Pedro Silva, Paulo Bento, Soares Franco e João Moutinho.
Ainda estou banzado com a dosimetria das penas se e quando comparadas com outras situações, tais como as relacionadas com Rui Costa e Katsouranis.

3 - Paulo Bento foi suspenso por 12 dias.
Sinceramente, não alcanço o critério!
Se quando um dirigente desportivo afirma: "Vocês não falam com as pessoas porque não têm carácter. Tenham vergonha das asneiras que fazem, tenham vergonha" merece uma suspensão de 1 mês, parece-me evidente ser completamente desproporcionado aplicar 12 dias a um treinador que diz apenas e tão só: "Estou revoltado pelos jogadores, que queriam muito ganhar esta Taça da Liga. Isto está a ficar demasiado podre e os culpados continuam impunes. Resolvam-se os apitos, resolva-se tudo, os culpados continuam impunes. Se calhar ando a mais nisto" "Pelo menos, espero que nos deixem ir à pré-eliminatória da Liga dos Campeões, porque já em anos anteriores tentaram tirar-nos isso. Perguntem ao assistente do árbitro o que ele lhe disse. Um jogador meu ouviu o assistente dizer várias vezes que não era 'penalty'. Mesmo assim, Lucílio Baptista marcou, porque se calhar era a vontade dele" "uma equipa de onze consegue-se controlar, uma equipa de três com alguns suplentes é mais difícil".
Acrescem a estas declarações os gestos e demais atitudes que Paulo Bento foi, publicamente, protagonista!
Aliás, já dizia Fialho Gouveia na RTP: "O gesto é tudo".

4 - Paulo Bento aludiu a impunidade.
Concordo!
E acrescento imputabilidade diminuída... só assim se pode explicar tamanha discrepância!

5 - Mas, a bizarria não se fica por aqui.
João Moutinho escapou a qualquer sanção da Comissão Disciplinar da Liga, pois o processo disciplinar que lhe havia sido instaurado foi arquivado.
Relembremos o que disse João Moutinho: "O árbitro e o fiscal de linha disseram que não viram. Estive junto deles e ouviu-os dizer isso, não sei o que aconteceu depois, mas marcaram 'penalty'. É uma autêntica vergonha."
Recordemos, agora, o que disse Katsouranis no final do Benfica vrs. Nacional: "É inacreditável. Vi o que aconteceu no jogo, estava perto. Miguel Vítor estava no chão a tentar proteger a cara e nem sabia o que ia acontecer. Nunca nenhum árbitro do mundo anularia aquele golo e este roubou-nos aqui dois pontos. Mas temos de continuar."
É impressão minha ou o sentido das duas declarações é coincidente (acrescente-se que Katsouranis não se expressa em português, mas apenas em inglês e mesmo nesta língua de uma forma rudimentar, através de meia-dúzia de vocábulos. Esta circunstância se não o exime de culpa, devia, pelo menos, tê-la atenuado).
Parece-me óbvio que sim!

6 - É impressão minha ou vergonha na boca de Rui Costa dá castigo e na de Moutinho dá arquivamento?!

7 - James Blake eliminou Frederico Gil do Estoril Open.
Gil tem conhecido uma progressão fantástica, mas o norte-americano ainda não é da sua galáxia.

8 - Num bom jogo de andebol e mesmo com Zaikin, Carneiro e Luís Nunes limitados, o Benfica entrou da melhor forma nas meias-finais do play-off da Liga Halcon ao receber e vencer o Sporting, por 26-24.

9 - O Benfica deu um passo de gigante rumo à final da Taça de Portugal em Futsal, após vencer a Académica, por 7-2, na 1ª mão da meia-final.
João Marçal, com um poker, foi a grande figura do jogo.

3 comentários:

Joao Pedro disse...

O clube está bem e recomenda-se. Reyes quer continuar; Suazo quer continuar; Aimar quer continuar. Os três ases de um baralho de luxo não esmoreceram o seu entusiasmo com os fracassos na Taça de Portugal e na Taça UEFA. Porque sabem que o projecto que o Benfica está a construir e a desenvolver visa devolver o clube às grandes vitórias internacionais.
Nada nem ninguém nos desviará deste caminho que trilhamos e que nos levará ao sucesso. As palavras que foram ouvidas da boca de Vieira, de Rui Costa, de Quique Flores são o espelho da realidade do Benfica: unidos, empenhados e atentos

pachulico disse...

Esta vez concordo inteiramente contigo. Parece-me que os fidalgos de alvalade gozam de um estatuto especial no que diz respeito à comissão disciplinar da liga...são vários os casos que fundamentam esta minha opinião e não se reportam apenas a esta época.

pachulico disse...

Esta = Desta