quinta-feira, março 30, 2006

Como ontem tanto disto se falou...

A razão próxima da constante invocação, no dia de ontem, do Calimero penso ser um artigo do Miguel Sousa Tavares no jornal "A Bola".
Como penso ser de interesse comum a contextualização de tal invocação, aqui fica o sobredito texto na íntegra.

O Sporting Club Calimero

Na Luz, ouvi Co Adriaanse dizer que o Benfica tinha ganho porque tinha sido melhor. Quando será que ouviremos os grandes senhores do Sporting algum dia dizerem coisa semelhante?

1 Nunca assisti, e seguramente nunca irei assistir em dias da minha vida, a um jogo em que o Sporting perca e a culpa não seja do árbitro.
Sucedem-se os presidentes, os dirigentes, os treinadores e os jogadores, e a culpa dos maus resultados nunca é deles, mas sempre dos árbitros.
Já faz parte da cultura sportinguista, está de tal maneira entranhado naquelas almas que já nem se dão conta das figuras ridículas, às vezes mesmo patéticas, que fazem.
A única vez, nos últimos anos, que alguém desafinou na orquestra caíram-lhe todos em cima indignados.
Foi quando Filipe Soares Franco se lembrou de dizer o que toda a gente, menos os sportinguistas, tinham visto: que, no derby lisboeta do ano passado, não foi o Luisão que fez falta sobre o Ricardo, mas o Ricardo que saiu em falso a uma bola alta — coisa que não é assim tão rara.
Agora, a propósito do jogo da Taça com o FC Porto, lá veio o Ricardo dizer que só não ganharam porque «não nos deixaram ganhar ».
O árbitro, pois claro.
Até podia ser que fosse verdade que o árbitro os tivesse prejudicado, mas nem assim isso teria impedido que o Sporting pudesse ter ganho, bastando para tal que tivesse jogado mais ao ataque e não apenas no sistema Liedson resolve, que parece ser o único que conhece; ou que tivesse procurado e criado mais oportunidades de golo, em lugar de se limitar a esperar por um erro do adversário, conforme sucedeu; ou, mais simples ainda, que o João Moutinho tivesse convertido o penalty que o Baía defendeu ou que o próprio Ricardo tivesse conseguido defender apenas um dos cinco penalties convertidos pelos portistas.
Mas não: a verdade fica melhor servida se se disser que foi o árbitro que não os deixou ganhar.
E, então, o que fez de tão terrível o árbitro, Olegário Benquerença? Não assinalou um canto a favor do FC Porto na primeira parte e uma favor do Sporting na segunda; deixou passar um lance duvidoso do Tonel sobre o McCarthy na área sportinguista, que eu não acho que tivesse sido suficiente para penalty,mas que, ao contrário não deixaria de ter sido reclamado como tal pelos sportinguistas; deixou passar uma mão do Pepe que seria penalty, se de facto ocorreu dentro da área, mas que é precedida imediatamente de uma falta do Polga sobre o McCarthy, que permite lançar o contra-ataque; mostrou e bem o segundo amarelo ao Caneira, quando ele, já tudo sanado, resolveu ir meter-se numa discussão entre o Rodrigo Tello e o Raul Meireles, tendo todos logicamente visto o cartão; e expulsou o Bosingwa por uma falta que ele não cometeu. Eis tudo.
É preciso lata, descaramento e total falta de desportivismo para vir dizer no fim que foi o árbitro que não os deixou ganhar.
A obsessão pelos árbitros é tamanha, entre as gentes do Sporting, que, ainda o jogo da Taça mal tinha acabado e já os dirigentes sportinguistas se estavam a queixar do próximo árbitro, para o jogo do campeonato, em casa e contra o pobre Penafiel!
Faz-me lembrar a anedota daquele anarquista que a cada país que chegava perguntava: «Há governo? Se há, eu sou contra.»

2 Quando me acusam de ser um portista faccioso, eu rio-me por dentro.
É que eu, pelo menos, não escondo que sou portista e é nessa exclusiva qualidade que aqui escrevo.
Mas o que dizer dos supostos imparciais e independentes que também escreveram que o Sporting tinha justas reclamações da arbitragem de Olegário Benquerença? Eu, pelo menos, reconheço que o jogo não valeu nada, o Porto não jogou nada e, mais uma vez, Adriaanse demonstrou uma total falta de ideias e de estratégia para ser capaz de ganhar um jogo importante.
Mas eles acaso viram um Sporting dominador, a jogar bem, a criar oportunidades e a não ganhar por culpa do árbitro? Porquê que aos protagonistas do FC Porto nunca ninguém se lembra de perguntar se têm queixas da arbitragem e aos do Sporting são todos questionados sobre isso: o presidente, o vice-presidente, o candidato a presidente, o director do futebol, o adjunto, o treinador e os jogadores, só faltando o massagista e o roupeiro? Porquê que, quando eles se queixam que ficou um penalty por marcar, ninguém tem coragem de lhes lembrar que a jogada começa numa falta que ficou por marcar contra o Sporting?
Porquê que, quando o Ricardo diz que não ganharam porque não os deixaram, ninguém tem coragem de lhe dizer que se ele tivesse conseguido defender um dos penalties, como o Baía fez, podiam ter ganho?
Porquê que quando o Paulo Bento tem o desplante de se queixar da inferioridade numérica, ninguém se atreve a lembrar-lhe que ela durou exactamente um minuto de jogo jogado?
E o que dizer da miserável história inventada pelo Record da bola supostamente atirada pelo Baía à cara do Ricardo?
Olhem bem para a fotografia: vê-se a mão do Baía emposição de quem acabou de lançar a bola devagar na vertical para que o Ricardo a agarre tranquilamente; e vê-se o Ricardo de braços caídos e a desviar a cara. Das duas, uma: ou o Ricardo não tem reflexos para agarrar uma bola que qualquer criança agarraria e então não se percebe que seja um guarda-redes tão extraordinário como dizem que é, ou então fez de propósito para fazer passar por agressão o que só com toda amá-fé do mundo pode ser visto como tal.
Mas, pelos vistos, houve quem quisesse ver isso mesmo.
É gente que, do futebol só gosta de inventar casos e suspeitas e suscitar lamúrias e queixumes de maus perdedores.
É a gente que tem dado cabo do futebol português.
Ainda bem que eu nunca serei presidente do FC Porto.
É que se o fosse, acho que um dia acabava por perder a paciência e retirava a equipa das competições. Deixava os cavalheiros e os regeneradores a falar sozinhos e a dividirem entre si os campeonatos, como nos tempos do antigamente, de que eles têm tantas saudades.

3 E assim, estudadamente, vai-se preparando o ambiente para o Sporting- Porto de 8 de Abril. Vai-se preparando o ambiente propício à nomeação de um Lucílio Baptista ou semelhante.
Há duas coisas que eu seria capaz de apostar acerca desse Sporting-Porto que aí vem: uma, é que o FC Porto não vai acabar o jogo com onze jogadores; outra é que, se o Sporting não ganhar, todo o seu povo vai atribuir as culpas ao árbitro.
Na Luz, depois de perder com o Benfica, ouvi Co Adriaanse dizer uma coisa, com a qual nem sequer concordei, mas que, de forma alguma me irritou: que o Benfica tinha ganho porque tinha sido melhor.
Quando será que ouviremos os grandes senhores do Sporting algum dia dizerem coisa semelhante?

60 comentários:

VermelhoNunca disse...

O artigo deste senhor ao jornal " A Bola" vale o que vale, ou seja, NADA. Dar importãncia a um sujeito que tem a mania que é superior, não faz o meu género. Ele foi um extraordinário jogador de futebol para poder opinar sobre a arbitragem e as incidências da mesma no jogo. Ele e Leonor Pinhão juntos fazem uma parelha de elevada qualidade. O senhor admistrador poupe-nos a artigos desse senhor e conte antes com a nossa humilde colaboração. Claro que ficamos a saber onde o senhor Cavungi se inspira para mandar aqui os seus habituais disparates.

Zex disse...

É preciso dizer mais alguma coisa ?
O Sr. Nunca inspira-se em jornais ou comentaristas para atacar os outros (ex. Coroado, Guilherme Aguiar), mas agora diz que o que o MST diz não interessa a ninguém...
É a verdade ao sabor das conveniências...
Não temos que concordar com tudo o que diz o MST, mas é um ponto de vista que vale como qualquer outro. Naturalmente que, para os srs. do Sporte não interessa sequer que seja divulgado...
Obrigado, Sr. (outra vez) Administrador, pelo serviço que prestou aos colaboradores deste espaço.

carlos disse...

Exmª Snr. Administrador e Colegas Condóminos:
A quem interessar, informo que irá ser hoje publicado o livro de Jorge "Azia" Coroado com o título "O último cartão".
Provavelmente tal livro conterá um capítulo inteiro dedicado ao problema gástrico do Snr. Azia, com vários subtítulos sobre a cura do mesmo.
Presumo que o livro terá muito interesse, sendo certo que acho que não terá interesse nenhum, perante as baboseiras a que esse aziático já nos habituou´.

carlos disse...

Relativamente à postura de calimero que tem vindo a ser aqui invocada, dela me demarco, o que facilmente comprovo invocando o post que aqui deixei publicado por ocasião da análise ao jogo FCP-SCP.
Querer contudo, atribuir tal epitáfio aos sportinguistas como o faz MST e o seguidista Cavungi parece-me redutor.
Quem foi que passou uma semana inteira a queixar-se da arbitragem do SLB-GUimarães?
Quem foi que ainda não se calou com a arbitragem do Benfica-Barcelona?
Quem é que ainda hoje fala no remate do PEtit que entrou ou não entrou na baliza do Baía num SLB-FCP da época transacta?
Só para citar alguns casos...
Por isso, condómino Cavungi, olhe bem para o espelho e veja lá se não tem na sua cabeça um pedaço de casca de ovo (sobre se é preto ou não, o seu próprio nome já nos dá a resposta)

cavungi disse...

É evidente que isso nunca irá acontecer, porque o Sporting é o melhor clube do mundo.Só perde porque "outros não o deixam ganhar.Este MST apesar de não ser do meu clube é, quase sempre, brilhante.Afinal no "roubo no dragão" mais uma vez a montanha pariu um rato.Calimeros?Há duvidas?Se bem que o Calimero não seja tão feio como o Sá Pinto.

VermelhoNunca disse...

Senhor X, eu não me inspirei em nenhum desses senhores. Está a tirar conclusões precipitadas. Sobre Guilherme Aguiar perguntei-lhe se tinha ouvido/visto o que ele disse na Sin Notícas, resposta que o senhor educadamente não me deu, talvez porque não lhe tenha sido conveniente dá-la. Sobre o senhor Coroado a única coisa que referi foi o que ele tinha dito na televisão, em abono da minha opinião sobre o jogo do Dragão. Aliás, ontem mesmo, referi Coroado como o árbitro da azia no jogo de CHaves. Quero também dizer-lhe que ouviu e reprodoziu aqui palavras de Coroado sobre a regra Fifa penalti. Convém que confirme o que diz! Verifique o que diz a lei do penalti e não se precipite a postar a sua??? opinião.

cavungi disse...

Reconheço caro Carlos, que de entre todos os bloguistas Verdes, o sr é sem dúvida o mais isento.Reconheça tambem que eu pouco ou nada me queixo dos Arbitros.Aliás sobre o Ben-Bar e do pretenso penalty, nada disse.Penso até que não é intencional.
É no entanto um facto que os Sportinguistas, quando perdem, e felizmente perdem muitas vezes, se queixam sempre do arbitro.Uns Calimeros.Aliás o Paulo Labião apenas se queixou do Spo-Mar (1-1) e do jogo do Porto.Que perdeu.Dos outros 8 ou 9 nada disse.Ganhou.Esperto este Paulo Labião .Um Senhor.

cavungi disse...

O sr Nunca evocou aqui essa Brilhante Jornalista que é Leonor Pinhão.
Num dos seus ultimos artigos, faz esta pergunta curiosa a proposito do Leria-Sporting: Há Manacas em Leiria"?
O sr Nunca saber-me-á responder?

carlos disse...

Condómino Cavungi:
Antes de mais, deixe-me que lhe diga que o considero um dos mais respeitáveis condóminos deste blog e um dos seus principais animadores.
Deve é ter a memória curta.
Pouco ou nada se queixa das arbitragens?
Queixa-se como os outros, isto é, quando perde.
Só para lhe lembrar, veja esta parte do seu comentário ao artigo do Snr. Administrador a propósito do jogo SLB-Guimarães, para a Taça de Portugal:
"Em segundo lugar, concordo no esencial com a brilhante análise do Sr Vermelho aos jogos de ontem.
Foms mais uma vez indecentemente ROUBADOS".
O ROUBADOS em letra maiúscula é da sua autoria.

Costa disse...

Se o Calabote ainda por aí andasse, nada disto se passava e o Benfica lá continuaria a ganhar repetidamente os seus (doutros) campeonatos.
Agora, o Benfica conquista os campeonatos ciclicamente, assim num ciclo de 15 em 15 anos.
Sei bem que é triste acabar de se perder um campeonato.
Acabar de ser eliminado da Taça.
Principalmente da Taça, deve custar muito a um benfiquista ser eliminado da Taça, para já não falar em perder uma final da Taça de Portugal.
Há lá coisa mais triste de que ser eliminado ou perder um troféu que é disputado no campo de treinos do SLB?
Tudo isto existe, tudo isto é triste, mas subsiste.
O Calabote deu lugar ao Calote, e as coisas complicaram-se.
O Benfica assemelha-se, assim, ao Fado.
É triste, sombrio, vive de lamúrias e do passado.
Têm a mania que são uma figura, uma referência nacional, mas ninguém tem o mínimo interesse por isso.
Mas lá continuam a invocar e a evocar o passado, sempre a preto e branco, cores tão ligadas ao Fado.
E continuam a fazer barulho e a fazer barulho.
Todo o vosso passado se veste de feitos incolores, tipo xailes negros e coisas afins.
Todo o vosso discurso é trsite.
Ele são dívidas, ele são presidentes fora da lei, sõ dirigentes fiscalmente perseguidos, são jogadores que usam restaurador "olex", agora o simão faz publicidade ao "skip", o Nuno Gomes aos hamburguers; o Kariaca prefere ir para um bairro de leste.
Haja paciência!
Não têm um simples campo de treinos.
Vão buscar jogadores ao Casa Pia.
Têm Alvarinhos e outros canecos em cargos directivos.
Aquele quadro do Malhoa com um borrachola qualquer numa mesa é, afinal, o retrato de um típico dirigente do SLB, recordando o passado, indignado e revoltado com o lamentável presente.
É assim, o SLB, triste, triste, como o fado, sendo que dentro dos vários géneros deste, seria um fado 31 (pois é só 31 naquele clube).
Tudo isto existe, tudo isto é triste, tudo isto é o Benfica, um mero fadinho, que não passa da Mouraria.

Zex disse...

Sr. Nunca precipitado, como sempre.
a) eu não vi o Sr. Coroado a falar na televisão sobre penalties;
b) eu não afirmei nada de definitivo quanto à lei do penalty. Disse que "segundo tenho ouvido". Não me armei em especialista de arbitragem. Reveja as suas notas;
c) Ouvi um especialista de arbitragem a falar sobre o tema há algumas semanas num programa desportivo da RTPN, numa segunda feirae ele é que mencionou essa regra. Se ela é verdadeira ou não, desconheço. Por essa razão escrevi "segundo tenho ouvido".
d) a invocação que V. Exa. efectuou do Coroado e do Guilherme Aguiar era para confirmar os seus pontos de vista.
Portanto, não brinque comigo !
Como calcula, concordo com 80 por cento dos escritos do MST ! E essa é uma liberdade que V. Exa. não me pode retirar.
Uma coisa lhe solicito, uma vez mais, seja mais atento a ler os comentários que escrevo e não se precipite como ora aconteceu.
Cumprimentos.

VermelhoNunca disse...

Senhor X:
Ninguém se precipitou. O senhor é que normalmente se comporta como um anormal, aliás o que é evidente em vários posts que colocou no ar ontem. Ou está com um ataque de amnésia? O senhor faz ataques a torto e a direito, apontando em qualquer direcção. Recorde-se que o senhor é adepto de um clube que paga 500 euros de renda mensal pelo campo de treinos do Olival, que tem um presidente que vive na penúria, sendo dono de várias empresas, mas que curiosamente não estão sem seu nome, que tem uma SAD que está sob suspeita de um seu director( lucros dos últimos anos voaram, tipo Petite do benfica contra o Braga), que teve um treinador que ao impossibilitar um adversário de proceder a um lançamento lateral disse que para ganhar vale tudo, mas mesmo tudo. Como posso dar crédito a um jornalista/escritor que é um louco pelo FCPorto e ainda por cima recebe dinheiro para dizer os disparates que lhe apetece?
Repito para o senhor administrador que mais válidos são os nossos comentários do que qualquer um desses pensadores( posso também colocar no ar artigos de José Serrano do Jornal "Sporting", e aí, os senhores vão chamar-lhe de fanático).
Senhor Vungi, recorde-se do empate do Sporting em Barcelos, como Paulo Bento como treinador. Falou do árbitro? Mas faça um esforço de memória e pense no que lá aconteceu.
Um abraço ao Barbas.

Holtreman disse...

Também sou apreciador, em geral, das opiniões do MST. E concordo em parte com a que foi publicada. De facto, muito se queixa o Sporting dos árbitros e outros factores externos. Por vezes de forma ridícula (Dias Da Cunha). Outras vezes com razão.
No entanto, recordo-me de muitos jogos em que treinadores e dirigentes do SCP, assumiram de forma clara a justiça e superioridade do adversário (por ex. final da UEFA).
E, em relação ao mesmo assunto, o que dizer do génio Mourinho??
Srs. Zex e MST, que serão talvez os mais acérrimos adeptos do José e do Chelsea - aquele patriotismo ridículo - não dizem nada?
As incoerências do Sr. Zex aqui neste espaço, são já a sua imagem de marca.

Holtreman disse...

Sr. Conático Qualesma Meireles Paco Nassa, se gosta de fazer múltiplos palpites (Espaço Karamba), poderia ser mais discreto e não desvirtuar tão claramente as regras do jogo. Nem o Cunha Leal é dá tanta bandeira.

Zex disse...

Anormal é V. Exa., Sr. Nunca !
Trate-me com respeito que é o que eu faço para consigo.
Se não consegue manter um tom elevado no debate, vá pregar para outra freguesia !
Não venha para cá armar-se em guardião do Sporte. Ninguém pode dizer nada do seu clube que V. Exa vem logo a seguir, nesse seu estilo belicista, defender o seu clubezinho. Ridículo.
Discuta com nível, não se comporte como os adeptos do Bfica, de que se tem vindo aqui a falar.
Aprenda com o Condómino Carlos, também adepto do seu clube...
Já agora, Sr. Cavungi, explique melhor essa questão so Manacas em Leiria. Estar-se-ia, a comentadora, a referir a Costinha, guarda-redes do Leiria ? Será que foi um frango intecional ?

VermelhoNunca disse...

Senhor X:
O que significa anilha?

Jorge Mínimo disse...

Sr. Cavungi:
Já agora peço-lhe que diga se o golo do Benfica com o Sp. Braga também foi marcado pelo Manaca. Por muito menos no ano passado o seu pasquim preferido tirou um golo ao Liedson.

VermelhoNunca disse...

Senhor X:
E levar na anilha, o que significa?
É uma expressão sua, ou também estarei a precipitar-me?

Zex disse...

Sr. Nunca:
Este é um excerto do comentário que ontem aqui deixei:
"Ao que parece, segundo tenho ouvido, a regra da intencionalidade da mão já não existe, conforme determinou a FIFA. E, sendo assim, basta que a bola embata na mão, dentro da área, para haver penalty. Se assim for, pelo menos o do Thiago Motta é penalty."
"Ao que parece", "segundo tenho ouvido". Tenho a certeza que V. Exa. está familiarizado com o significado destas expressões.
Não há muito mais a dizer...

Jorge Mínimo disse...

Sr. Zex:
A anilha é o sítio onde o Petit foi mordido?

Zex disse...

Sr. Nunca:
Como faz questão de insistir, refiro que, como já disse, me excedi. Já tive oportunidade de me penitenciar noutro local e reitero essa penitência.
As palavras nem sequer foram dirigidas a V. Exa, pois não ?
E isso confere-lhe legitimidade para o insulto, não tendo V.Exa. nada a ver com o assunto ?
Se tem dignidade, retrate-se, como eu o fiz.
Ou será que o "Berbigão" se trata de mais um alter-ego de V. Exa, como tantos outros ? Se assim fôr, as desculpas têm que lhe ser endereçadas.

VermelhoNunca disse...

Senhor Z:
"Ninguém se precipitou. O senhor é que normalmente se comporta como um anormal"
Isto faz de si um anormal? Foi isto que eu escrevi. Chamei-lhe anormal? Se assim pensou ou interpretou é um problema seu. Assim como o amigo gosta de jogar com as palavras, eu também o sei fazer. Esta é a sua técnica de lançar atordoadas, técnica essa inspirado no dirigente máximo do seu clube, o PAPA.

cavungi disse...

Amigo Carlos, permita-me que o trate assim.
Escrevi Roubados,é um facto. mas tambem escrevi no mesmo post que mesmo assim era obrigação do SLB ganhar em casa ao 17º classificado.Como com a Naval.Constatar um facto (Golo ilegal) é uma coisa, outra é estar constantemente a desvalorizar as vitórias alheias com factores externos.O SLB não ganhou á naval e ao Vitória por DEMÉRITO.Os arbitros desses jogos estiveram ao nivel habitual da Superliga.Maus.

Holtreman disse...

Exacto Sr.Zex,
O Sr.Z-incoerente-Ex, defende-se sempre nesses termos comuns nos meios júridicos (deve ter personalidade júridica...) e também da imprensa, que permite dizer tudo o que se pensa, sem nunca fazer uma afirmação concreta. "Parece que...", "Ouvi dizer...", " Terá dito...", "Terá feito..." etc...
Será que o Sr. não tem opinião própria?? Não é capaz de fazer afirmações baseadas nas suas profundas convicções??? Ou nem sequer tem convicções??
Será que é tudo "isto e aquilo e tal.. e ouvi dizer..."...Bolas Sr.Zex!!! Liberte-se de uma vez por todas e diga o que pensa sem recorrer a subterfúgios...Vá lá, que ninguem lhe faz mal.
Um abraço.

M.P.R.Holtreman

VermelhoNunca disse...

Senhor Vungi:
Verifico que está moderado no seu discurso. Isso que diz são balelas. Seguramente que o amigo deve ter uma relação com o senhor X, uma vez que o estilo é idêntico. Lança a confusão, desmentindo-se pouco depois, fala do que não sabe, emite opiniões que não são suas, mas de uma qualquer mulher de cineasta chulo que vive à conta dos impostos de todos nós. Pense por si e diga o que pensa, não venha com argumentos bacocos para cima de nós.

cavungi disse...

Amigo Zex:
MANACAS! Diz bem.Anos Oitenta.
Manaca era um jogador do Sporting que foi emprestado ou vendido ao Vitória de Guimarães.No ano seguinte na penultima jornada amrcou um autogolo absolutamente ridiculo num V.Guimarães-Sporting (0-1) que deu o titulo ao SCP.Intencional ou não a duvida subsiste até hoje.....
Costinha Autogolo no Leiria-Sporting (0-1).Intencional ou não a duvida subsiste até hoje.....

Jorge Mínimo disse...

Força Zex, desembuche o Calimero que há em si!

VermelhoNunca disse...

O senhor Vungi tem esse problema, vive em permanente dúvida. Duvida da qualidade de Moretto, duvida do qualidade da comida do Barbas, duvida dos serviços do táxista Jorge Máximo, duvida do clublismo de Jorge Veiga, duvida de tudo e todos. Acha que foi propositado diga. Ou está à espera de ler um artigo da senhora Botelha, esposa do cineaste chulo? Ou de ler um artigo do autor de Equador?

Jorge Mínimo disse...

Caro Cavungi:
Fica-lhe mal estar a servir de papagaio da Pinhão, tinha-lhe em melhor conta. Nota-se que nem sequer se lembra desse autogolo do Manaca que ficou para a história, porque nunca diria que tinha sido um golo ridículo.
Fale do seu Benfica que talvez saiba alguma coisa, porque do Sporting já deu provas que não sabe nada e que as suas opiniões são no mínimo suspeitas.

Zex disse...

Volta Muceque, estás perdoado !

cavungi disse...

Atoardas,amigo Nunca atoardas.Sou preto (como v.xas pensam) mas sei escrever....

cavungi disse...

Sr Minimo,
Seja bem aparecido.Pensava que se tinha afogado nas lagrimas que deitou no Dragão.

VermelhoNunca disse...

Senhor Vungi:
Atordoadas são confusões, eu nunca chamaria boateiro-atoardas, ao senhor X

Zex disse...

Sr. Holtreman:
Não entendo a referência a termos jurídicos.
É arte que não domino.
A minha profissão é camionista !

Jorge Mínimo disse...

Caro Zex:
Nisso tem razão. O seu ataque boçal ao sr. Berbigão foi de camionista.

carlos disse...

Condómino Gi:
Não venha com essa do Costinha em Leiria.
Quem considera esse lance um autogolo do Costinha é quem quer tirar mérito ao golo do Nani.
O remate é do Nani, e bola tabela em Costinha e entra na baliza.
Ou será que quando a bola bate no poste e entra o golo é do poste?
Se o Costinha não tivesse tocado a bola, ela ia direitinha para o Liedson, que só tinha de a empurrar para dentro da baliza.
E ainda por cima considerar esse pretenso autogolo intencional, então é quem só vê mesmo fantasmas em todo lado.
Se fosse assim, o que dizer da (não)intercepção da bola do GR do Gil Vicente no GV-1; SLB-3?
Será que não poderemos pensar que foi intencional? Que o GR do Gil deixou propositadamente a bola passar-lhe por baixo do pé para o golo do Benfica?
E o que dizer do jogo do Estoril-Benfica o ano passado?
Quantos Manacas lá terão estado?

Sousa disse...

caro carlos se bem depreendo do seu post, dado que se afirma sportinguista, a sua interrogação final resulta da sua convicção de que o auto-golo do Manaca foi intencional.
Penso que aquilo que insinua é a existência de jogadores do Estoril comprados no jogo em que defrontaram o Benfica no ano passado.
Se assim é ao apelidá-los de Manacas está a assumir igual condição para o ex-jogador do seu clube.
Será que percebi correctamente?
Corrija-me se me engano.

Holtreman disse...

Tanto se tem falado do Manacas..Será qie alguém sabe o que é feito desse senhor??
Pois eu sei. Investiu no Turismo Rural.

www.recantodosmanacas.com.br

cavungi disse...

Sr Lazaro.
Demolidor.Brilhante a comparação.Obrigado e bem haja.

carlos disse...

Caro Condómino Lázaro:
Penso que saberá a resposta à questão que me colocou.
Obviamente, não.
Apenas segui a argumentação e terminologia do Cavungi, importada da Leonor do Fruto das Pinhas, para expressar o meu raciocínio.
Ou será que quando se fala nos Calabotes da arbitragem se admite que o Calabote beneficiou, efectivamente, o Benfica?

cavungi disse...

Caro Condómino Carlos,
De facto o Exmº Sr Calabote terá "beneficiado" o Benfica num jogo com o Atlético, prolongando-o em mais 15 minutos.Até o SLB desfazer a igualdade.Mas eram as regras de então:Quem marcar ganha.isto em 1956.....

Sousa disse...

Peço humildemente desculpa, mas não percebi o que quis dizer com "Ou será que quando se fala nos Calabotes da arbitragem se admite que o Calabote beneficiou, efectivamente, o Benfica".
Esclareça-me porque não vi qualquer referência a Inocêncio Calabote neste espaço.
Penso que a expressão a que se refere e que, sinceramente lhe digo, desconhecia, será utilizada, em exclusivo, por Sportinguistas e Portistas.
Assim, atenta a filiação clubística de quem a profere, penso que, efectivamente, pretenderá o seu utilizador dar-lhe o significado que referiu.
Essa invocação do Calabote para além de descabida, porque fora de qualquer contexto, é a arma de arremesso a que recorrem leões e dragões à míngua de argumentos.
Acaso nesse famoso Benfica/Cuf o clube da Luz beneficiou alguma coisa com o resultado? Não me parece, pois o Porto foi campeão.
Os penaltys, as expulsões e o tempo de desconto constituíram erros da equipa de arbitragem? há que diga que sim e quem diga que não. Permance a dúvida.
Eu não vi, não era sequer nascido.
Penso que nenhum dos membros deste blog o era.
Do que li permaneci na dúvida.
O último relato do jogo que li foi no Record, insuspeito jornal leonino, no qual se concluia pela justeza da arbitragem de Calabote.
Calabote foi irradiado sem que no acórdão que o condenou a tal pena se refira, em algum momento, que tivesse sido corrumpido.

carlos disse...

Então o Snr. Calabote, que até foi irradiado, não beneficiou o Benfica, o Manaca, que marcou um auto-golo, como tantos que são marcados no futebol, já beneficiou o SCP?!?!?
Não queira deduzir da minha utilização deste nome na resposta ao Cavungi, para tentar demonstrar que era abusivo e completamente desproprositado dizer-se que o Costinha agiu intencionalemnte, que eu admito que o Manaca ajudou voluntariamente o SCP.
Se por um lado se critica as queixas das arbitragens dos responsáveis sportinguistas quando o SCP perde, por outro lado tentam-se desvalorizar as vitórias do SCP invocando-se pretensos auto-golos intencionais.
Mas quando a coisa lhes bate à porta, já tudo é normal, como normal parece ter sido a arbitragem do Rio Ave-Benfica e o jogo com o Estoril o ano passado.

Sousa disse...

Do teor do meu último comentário penso que se infere em que medida Calabote não beneficiou o Benfica.
Reafirmando direi que não houve beneficio pois que o resultado daquele jogo não conduziu à vitória do Benfica no campeonato.
Era isso que se discutia naquela jornada.
O auto-golo do Manaca beneficiou o Sporting na medida em que lhe permitiu sagrar-se campeão nacional nessa época.
Mais claro não consigo ser.
Não desvalorizei, em circunstância alguma, as vitórias leoninas, como poderá ver da análise de todas as minhas intervenções neste espaço (tarefa para a qual parece talhado pois que frequentemente cita comentários anteriores de outros participantes).
Com estima e consideração.
Até à próxima.
Francisco Lázaro.

Costa disse...

Car Francisco Lazaro:
O Calabote que não era assim tão inocêncio, se calhar foi irradiado porque teve muito tempo ao sol.... à espera de alguns trocos, por parte da águia d`ouro.
Tanto sol apanhou e tantas vezes lá foi apanhar sol, que só por isso ficou/foi IRRADIADO, sem que, como saiba, tenha, mais tarde, aceite em ser acolhido como cobrador/porteiro da àguia de latão.
Ou, també, não tem conhecimento disso?

VermelhoNunca disse...

Senhor Lázaro, quando se refere ao jornal Record como pasquim sportinguista, está a referir-se à época de Calabote ou actualmente?

Ronaldinho disse...

O Tuga Típico:
-PROFISSÃO: Funcionário público

-IDADE: 43 anos

-ALTURA: 1,62 m (sem sapatos, porque com sapatos, que é o que
interessa,1,66 m)

-PESO: 83,4 Kg

-OLHOS: Castanhos (verdes no verão)

-SINAIS PARTICULARES: Bigode

-NOME DA MULHER: " A minha esposa chama-se JULIA e é uma senhora que se dá
ao respeito, por isso nada de porcarias ao pé dela..."

-SINAIS PARTICULARES DA MULHER: 123-96-148 (mas era cá um avião quando era
nova... agora, realmente, está um bocadinho gasta...)

-FILHOS: 1,5 (1 legitimo, mais 0,5 a dividir com o marido da amante)

-CLUBE: Benfica

-ÍDOLO: Luis Filipe Vieira. (se o homem fosse desonesto, já o tinham
prendido...vocês e que tem dor de corno !!!!!)

-ÓDIO: A RTP1 (não a vejo, porque é dos gajos. Só vejo a SIC e a TVI que
são nossas ! )

-DESPORTO PREFERIDO: Morfar.

-PRATO FAVORITO: Pezinhos de coentrada e pudim Molotof.

-RECORD PESSOAL: Cuspidela de 4,4 m (vento regular), (Foi lindo pá, a
verdinha parecia que tinha asas....)

-SITUAÇÃO IDEAL PARA FAZER AMOR: O que é isso?

-SITUAÇÃO IDEAL PARA FAZER AMOR: Ah! Já entendi!...Como eu gosto mesmo é ao
Domingo... a ver o Domingo Desportivo...

-FRASE PREFERIDA PARA A COMPANHEIRA: "Mas a conversa já chegou à cozinha?"

-PERFORMANCE SEXUAL: 3,84 minutos no acto (record alcançado duas vezes, a
primeira em 3-07-1975 e a segunda no dia 4-05-1996, e não precisei para
nada dessa porcaria do Viagra!...."

-DIMINUTIVO DA SOGRA: Cabra.

-PENSAMENTO SOBRE O SOGRO: "Até que era um gajo porreiro..."

-PENSAMENTO SOBRE A VIDA: "Desde que haja comidinha na mesa e que o Benfica
não perca (sinais dos tempos...), estou-me a cagar para o resto....

-POSIÇÃO SOBRE OS BOMBARDEAMENTOS: " Rebentem as fronhas aos monhés!"

-MUSEU FAVORITO: Elefante Branco (Trombinhas para os conhecedores, vou la
para ver as estátuas...não sei se tás a ver!!!)

-HOBBY preferido: "adoro encontrar-me com uns amigos para podermos
conversar sobre gajas e futebol" (enquanto isso coço a minha "tomatada" ou
então afasto as cuecas de um pintelho que se entalou no elástico..que
sensação!)

-O QUE MAIS GOSTA EM PORTUGAL: Amália (sempre),Salazar (se o homem cá
tivesse andavam todos na linha,Cavaco silva (É dos nossos,pá , ainda volta,
desta vez pra Presidente), Bárbara Guimarães (Viste-me aquela tranca
pa?....)

-O QUE MENOS GOSTA EM PORTUGAL: "Esta merda esta a ficar cheia de pretos
pá... deviam mas era mandar os gajos para a terra deles..."

-JORNAL PREFERIDO: A Bola ("Ao Sábado, na sanita, a ler A Bola, eh
pá...isso é que é viver!!!)

-LOCAL DE FÉRIAS IDEAL: "O Correia foi a Cuba de ferias, sem a patroa e diz
que aquilo é à fartazana..."

-LOCAL DE FÉRIAS: " Havias de ver a roulote que tenho no parque da Costa,
aquilo é um luxo, e no Verão com o adiantado para as sardinhadas fica um
mimo, se não fosse no ano passado, uns "Manjericos" a refilar com o cheiro,
aquilo era o Paraíso... e ainda há gajos que vão para as Caraibas,
tansos!...":

-GRANDES ASPIRAÇÕES NA VIDA :"Benfica campeão ( que saudades! ), um Jipe ,
uma mota-de-água e um telemóvel dos que tiram fotografias "

Holtreman disse...

Já que se fala tanto em Calabote, e para quem não sabe, aqui vai a história, com excertos de entrevistas do próprio Inocêncio. Gostaria que reparassem na declarações deste Sr. que estão realçadas com letra maiuscula.

-------------------------------

Era um domingo muito especial, o de 22 de Março de 1959, em termos de futebol, quer-se dizer. O calendário era outro, e o Campeonato Nacional da I
Divisão da época 1958-59 vivia, nesse dia, a sua última jornada. E que jornada! Benfica e Porto, empatados em pontos e nos jogos disputados entre
si, eram os únicos candidatos ao título. A separá-los, na corrida, apenas uma diferença de quatro golos favorável aos «azuis e brancos»
Para se tornarem campeões, os «encarnados» teriam de ganhar o último encontro por uma vantagem superior em quatro golos
àquela que os portistas conseguissem.
O Benfica recebia na Luz, com casa cheia, o Desportivo da CUF, do Barreiro. O Porto, pela sua
parte, enfrentava o Torreense, em Torres Vedras, a transbordar.
Inocêncio João Teixeira Calabote, árbitro da Comissão Distrital de Évora, foi escolhido para apitar o Benfica-CUF.
O Estádio da Luz estava à cunha. Os responsáveis «encarnados» admitem que atrasaram o mais possível a entrada da
sua equipa no relvado, de forma a poderem beneficiar do conhecimento do
resultado em Torres Vedras.
Apesar do esforço dos homens do Barreiro, a primeira parte correu de feição
para as aspirações do Benfica, que chegou ao intervalo a vencer por 4-0. Aos 58 minutos de jogo, o cufista Quaresma reduziu para 5-1, colocando assim o
FC do Porto em vantagem. Mas o Benfica, em tarde inspirada, não tardaria a
fazer os 6-1.
Os últimos minutos, segundo relata a Imprensa da época, foram «dramáticos»
nos dois campos. Primeiro, na Luz, Mendes fazia os 7-1, dando o título ao
Benfica. Depois, em Torres, Noé marcava o segundo golo do Porto, empatando
de novo a contenda entre os dois grandes. E, a vinte segundos do final desta
partida, Teixeira elevava a marca para 3-0, colocando a faixa de campeão ao
peito dos «azuis e brancos».
Na Luz, os «encarnados» deram tudo por tudo ao longo dos seis derradeiros
minutos da partida (dez, com os descontos) mas não conseguiram voltar a
marcar. Por um só golo (81-22 contra 78-20), o FC do Porto, na altura
treinado por Bela Guttmann sagrava-se campeão nacional.



«Na manhã seguinte, em Évora, preenchi o relatório do jogo, que mandei para
a Comissão. TINHA ASSINALADO TRÊS PENALTIS E EXPULSADO TRÊS JOGADORES DA CUF. CREIO QUE NÃO HOUVE MAIS NADA A .»
E se escrevi no relatório que prolonguei a partida durante
quatro ou cinco minutos foi porque entendi que o devia ter feito e porque
foi esse o tempo que o meu relógio realmente marcou. E qual é o relógio que
conta?»
Aplicaram-me a pena máxima só
porque o meu relógio, pretensamente, não tinha o rigor de um cronómetro
acima de qualquer suspeita.»

Ronaldinho disse...

O que o Calabote queria era um relógio com um grande BADALO!

Holtreman disse...

Ronaldinho,
Esse tipo de "post", envie por e-mail para os seus amigos e poupe espaço deste blog para algo que faça parte do contexto.
Ainda por cima não tem piada nenhuma.

VermelhoNunca disse...

Sr: Holtreman:
Como se pode comprovar a teoria de Lázaro está correcta. O senhor Calabote não deu nenhum título ao benfica, pois o FCPorto foi campeão.
É de facto incrível a leitura que os adeptos do clube do Barbas fazem dos factos. O homem roubou escandalosamente, mas como o clube dele e do Barbas não tirou proveito disso, o roubo passou incólume para o senhor Lázaro e seus companheiros. Permanece a dúvida senhor Lázaro, mas de dúvidas percebe o senhor Vungi.

cavungi disse...

Sr Holtreman, o sr dignifica, tal como o condómino Carlos, o Adepto Sportinguista.
Bem Haja.
Já o sr Calabote não deveria ter sido irradiado pois na altura não havia Swatch...

Ronaldinho disse...

Sr. Holtreman:
Tá com problemas de espaço? Também quer um relógio com badalo?

Ronaldinho disse...

Eis o porquê da Televisão ter o dever de transmitir mais jogos do Benfica...

Tudo fica compreensível se atendermos a alguns dados estatísticos:

Quando os jogos do F.C.Porto são televisionados:
* a produção da industria em Porto cai 22%
* o movimento do comércio em Porto cai 35%
* o movimento dos restaurantes cai 40%
* o movimento nas ruas de Porto cai 89%
* os shoppings têm queda de movimento de 62%
* os clubes sociais, os hipódromos, a bolsa de valores e as lojas
finas: queda de 96%
* diminui em 89% a circulação de veículos das marcas Porsche,
Mercedes, Ferrari, Maserati, Volvo,Jaguar,Cherokee, Audi, Honda,BMW...

Quando os jogos do SPORTING são televisionados:
* o movimento dos cinemas, museus e fóruns culturais diminui 80%
* a produção dos membros do Governo e da Assembleia da República diminui 68%
* o Presidente da República manda dizer que não está
* o Presidente da Comissão Europeia manda dizer que não está
* o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa manda dizer que não está.
* o "lobby" de Macau que manda no PS fica temporariamente inactivo
* as lojas maçónicas fecham
* o pretendente ao trono e os monárquicos dizem palavrões
* o "opus dei" entra em reunião à porta fechada
* em resumo, o País fica ingovernável.

Quando os jogos do BENFICA são televisionados:
* os assaltos à mão armada diminuem 67%
* redução de 42% dos assaltos nos semáforos
* os assassinatos caem 44%
* o movimento de travestis diminui em 99,9%
* os sequestros sofrem uma redução de 58%
* as revoluções nas cadeias caem 91%

Assim se entende a preferência por transmissões de jogos do BENFICA...

Ronaldinho disse...

O meu último post é dedicado ao halltremané!

Holtreman disse...

Ronaldinho,
Mais um e-mail que todos nós já recebemos há anos. Se tem computador ou internet há pouco tempo, divirta-se e partilhe essas "novidades" com os seus amigos. Caso contrário terei de chamar o Ronaldão e logo fica a saber o que é um badalo.

cavungi disse...

Sr Ronaldinho o senhor nem como palhaço tinha emprego.
Vá jogar ao spectrum que deve ser seu contemporaneo.

Ronaldinho disse...

O Sr. Holtreman conhece o badalo de um tal Ronaldão e o Cavungi não fica atrás, por isso se este não fica atrás, o Ronaldão é capaz de facturar.
Divirtam-se os três.

cavungi disse...

Ronaldinho!
O que tu #%& e depois "#@ deves gostar%$»mas não tens {[§€ por isso&#$€@.

carlos disse...

Condómino Holtreman:
Agradeço-lhe por ter publicado o relato histórico do episódio do famoso Inocêncio Calabote, que desconhecia em pormenor.
Prestou, o amigo condómino, um inestimável serviço público.
Também serviço público tentou prestar, ao que parece, o dito Calabote, pelo menos para o público da Luz, mas o seu esforço foi inglório.
Deliciosa a explicação do Inocêncio para a pena máxima que lhe aplicaram.
Essa pena nada teve a ver com os 3 penalties, as 3 expulsões nem com os 10 minutos de descontos.
Coitado do homem: não tinha um Ómega.