terça-feira, março 21, 2006

Para reflexão

Volvidos que estão quase dois anos sobre a realização do Euro/2004, aqui ficam alguns números sobre as médias de assistência nos estádios de futebol em Portugal.
Benfica - 42.338 - 64%;
Porto - 37.255 - 73%;
Sporting - 30.548 - 60%
Vitória SC - 15.143 - 50%
Braga - 11.344 - 37%
Académica - 7.801 - 26%
Fazendo uma comparação em termos de média de assistência por campeonato, podemos verificar, que a Alemanha lidera a tabela classificativa deste ano, e que Portugal, nem aos 10.000 adeptos consegue chegar. Muito pouco... Criámos verdadeiros elefantes brancos...
Alemanha - 39.706
Inglaterra - 33.801
Espanha - 29.201
Itália - 22.431
França - 21.004
Holanda - 16.612
Portugal - 9.919

6 comentários:

Costa disse...

Agradeço também este artigo, mas já não era preciso mais, com o artigo anterior já consigo dormir pelo menos 10 horas.
Assim, e no que me diz respeito, não pretendo mais artigos deste género.
Já estou cá com uma pedrada.
Bem sei que hoje é o Dia Mundial do sono, mas penso que já chega, pois se não não conseguirei participar mais neste blog neste mês.

VermelhoNunca disse...

Caro Vermelho:
A sua análise das médias das assistências compreende que períodos? Esta época está incluída até ao momento?

carlos disse...

Concordo com o amigo Vermelho com a crítica que deixa à criação de vários elefantes brancos por ocasião do Euro 2004.
Não se atentou, na ocasião, nos estádios cuja construção se viria a revelar ou não rentável nem se optou por uma política racional e adequada à nossa situação financeira.
Sempre pareceu claro que se construiram estádios a mais, sendo que bastariam 6 dos 10 construídos ou intervencionados para a realização do campeonato da Europa.
E na escolha desses seis estádios não poderia deixar de se ter optado por aqueles que poderiam oferecer uma adequada rentabilização posterior, analisada, desde logo, à luz das assistências médias por época.
Assim, deveriam apenas ter sido construídos os Estádios do FCP, SLB, SCP, e Coimbra e melhorados os de Guimarães e do Boavista.
O Estádio do Braga foi um tremendo erro, atento o seu custo e o facto de estar perto do de Guimarães (pese embora seja muito bonito), o mesmo sucedendo com o do Algarve - este parece mesmo um perfeito elefante branco no meio do deserto.
Da mesma forma, os estádios de Aveiro e de Leiria não têm justificação, tanto mais que se encontram separados entre si por poucos quilómetros, existindo a meio caminho entre ambas as cidades o Muncipal de Coimbra.
É confrangedor ir a Leiria e ver o Estádio completamente às moscas e inacabado num dos seus lados.
Foi um total desbaratar de dinheiro, previsto e arquitectado pelo mesmo governo socialista que agora nos aumenta os impostos e nos congela as diuturnidades.
Curioso é ver que nesse "grupo" que arquitectou o Euro 2004 marcava presença o Senhor Arguido Carlos Cruz, que veio depois a ser envolvido no processo Casa Pia com um dos Ministros do Governo Socialista de então.
Donde se conheceriam, pergunto eu?

vermelho disse...

amigo vermelho nunca:
o período em análise compreende a presente época desportiva até ao presente momento.
amigo carlos:
não podia estar mais de acordo contigo e parece-me que a resposta à tua interrogação que julgo retórica é, como tal, óbvia.

VermelhoNunca disse...

Amigo Vermelho:
Quero apenas realçar uma questão: a média das assistências pode não significar a média da "casa " vendida, pelo menos no Sporting sei que assim não é. Bilhetes de época contam para casa vendida, mas se ,eventualmente a pessoa não for ao estádio, não conta, claro, para média de assistências. De qualquer modo totalmente de acordo que estamos muitos furos abaixo de outros países. Ainda ontem ouvi dizer que a média de casa vendida em Inglaterra é de 98% das lotações dos estádios...

cavungi disse...

O problema é que os jogos são muito maus.Há equipes (a maioria),que vão ao Dragão, Luz ou Alvalade apenas para defender e perder por poucos.
No máximo deveria haver 12 equipes na 1ª liga + 12 na 2ª.Os jogos seriam mais equilibrados e melhores.
Assim, não há paciência para ir ver o Penafiel, Naval, Paços;Gil etc á luz.