sexta-feira, novembro 03, 2006

Antevisão da Próxima Jornada

O Benfica recebe o Beira-Mar na Luz.
Jogo de prognóstico claramente favorável ao Benfica.
Outro resultado que não a vitória constituirá duro revés na consolidação da equipa.
O Benfica deverá apresentar a mesma equipa que derrotou o Celtic, não sendo expectável, pelo menos, por ora, que Karagounis seja chamado ao onze inicial.
Fernando Santos deverá introduzir o grego apenas na 2ª parte da partida, por forma a que recupere o ritmo de jogo.
Fernando Santos estruturará a sua equipa no já habitual 4x4x2 em losango, alinhando com Quim, Nélson, Luisão, Ricardo Rocha e Léo, Petit, Katsouranis, Nuno Assis, Simão, Nuno Gomes e Miccoli.
O Beira-Mar chega à Luz fortemente moralizado pelo empate obtido frente ao Sporting.
Inácio deverá manter inalterados o modelo e o onze que apresentou no jogo contra o Sporting, prescindindo, uma vez mais, de Jardel.
A falta de mobilidade de Jardel assim o obriga, numa equipa que apostará deliberadamente no contra-ataque como matriz essencial do seu processo ofensivo.
No mais, forte contenção defensiva com os onze jogadores atrás da linha da bola.
O Porto desloca-se a Setúbal para defrontar um Vitória submerso em problemas.
Toni tem sido alvo de forte contestação por parte dos jogadores.
Quarta-feira o treino teve, apenas, a duração de 20 minutos, face à letargia evidenciada pelo plantel.
Quinta-feira, os capitães Sandro e Nandinho, ao que tudo indica, foram despromovidos à equipa B, num sinal claro de reforço da autoridade do treinador.
Fala-se, novamente, em salários em atraso.
Uma conjugação de factores que não deixarão de influenciar negativamente o rendimento desportivo da equipa.
Perante este cenário, o favoritismo do Porto emerge claramente reforçado.
A convulsão interna vivida no Vitória potencia a já de si gritante diferença de valores entre as equipas.
Ainda assim, este jogo encerra a curiosidade de rever Nélson ao mais alto nível após diversas épocas no obscurantismo do banco de suplentes.
Amuneke, Varela e Lourenço assumem-se como jogadores capazes de causar problemas à defensiva azul e branca, assim disponham de espaços para explorar a sua velocidade.
Janício, Auri, Hugo e Adalto deverão formar o quarteto defensivo, à frente do qual devrão alinhar Binho, Julien e Bruno Ribeiro.
O Porto deverá manter-se fiel à estrutura pós-Anderson, com Assunção, Lucho e Meireles no triângulo do meio-campo, não sendo, contudo, despiciendo pensar na titularidade de Jorginho em detrimento de Assunção.
Quanto ao mais, tudo como dantes - Hélton deve conservar a titularidade, tendo à sua frente Bosingwa, Pepe, Bruno Alves e Fucile.
Por outro lado, a frente de ataque deverá ser composta por Quaresma, Postiga e Lisandro.
Jogo de claro favoritismo azul e branco.
Em Alvalade, o jogo grande da jornada.
O Sporting recebe um Braga muito moralizado pela vitória frente ao Liberec.
A série de 4 jogos sem vencer por que passa o Sporting poderá intranquilizar os seus jogadores, assim o 1º golo leonino tarde em surgir.
Paulo Bento deverá ser bastante mais comedido na rotatividade que tem imprimido, em vista da importância do jogo e da valia do adversário.
Assim, as alterações deverão cingir-se a uma na linha defensiva - Abel por Tello - e a uma na linha intermediária - Paredes por Farnerud - isto partindo do princípio que a "reeducação sócio-desportiva" de Nani continuará.
A troca de Djállo por Alecsandro não deixa de ser uma possibilidade dotada de alguma consistência.
No mais, o 4x4x2 em losango é para manter, até porque inexistem alternativas suficientemente sólidas.
O Braga apresenta-se em Alvalade com os níveis de confiança em alta, mas dizimado por uma onda de lesões.
Para além dos impedimentos pré-existentes à partida contra o Liberec, Marcel engrossou a lista de clientes do departamento médico.
Se a tais maleitas juntarmos o castigo de Maurício, verificamos que Carvalhal pouco mais de onze jogadores terá à sua disposição.
Caso Marcel recupere, o onze do Braga deve ser o mesmo apresentado frente ao Liberec, alinhando com Paulo Santos, Luís Filipe, Irineu, Nem e Pedro Costa, Madrid, Ricardo Chaves e Vandinho, Maciel, Marcel e Cesinha.
Caso não recupere, deverá ser substituído por Matheus, repetindo, deste modo, o onze da segunda parte do jogo com os Checos.
Seja como fôr, a qualidade e a profundidade do plantel do Braga são sinónimo de um onze competitivo, que se deslocará a Alvalade para discutir o resultado.
Jogo em que o favoritismo não pode deixar de ser atribuído ao Sporting.
A Briosa faz, hoje, 119 anos.
Recebe, Domingo, o Estrela numa partida de crucial importância.
Uma derrota ou mesmo um empate podem ser o fim da linha para Manuel Machado.

14 comentários:

cavungi disse...

O Beira Mar nunca perdeu na Nova Catedral.Há sempre uma 1ª vez para tudo.Espero que seja já no domingo que a equipa do horrivel sr. Inácio seja derrotada na Luz.O SCP ganha por um golo ao Braga.O FCP não perde em Setúbal desde 1983.Mais uma vitória dos azuis em casa amiga será o mais normal e habitual.Este fim de semana ganham os três grandes.

VermelhoNunca disse...

Concordo com Cavungi. Acho que a normalidade vai imperar e ganharão os 3.

carlos disse...

Anda toda a gente a concordar com toda a gente.
Por isso é que este blog anda tão sossegado.
E ninguém diz nada sobre o arquivamento, pela Liga, da queixa apresentada contra o Katsouranis por ter fracturado o peróneo ao Anderson?
Onde andam os adeptos do FCP?

vermelho disse...

amigos:
impera de facto a paz e a concordia.
Quanto à decisão da Liga, dizer que se trata de uma decisão que versa apenas o pedido de instauração de um processo sumarissímo ao Katsouranis, o qual foi indeferido, mas, concomitantemente, foi instaurado inquérito disciplinar.
aqui fica a notícia: "A Comissão Disciplinar decidiu que não existia razão para abrir um processo sumaríssimo a Katsouranis, por ser entendimento generalizado de que a falta, a ser assinalada, mereceria apenas cartão amarelo.
Com base nesta análise, a CD negou também outra pretensão portista, a de ver Katsouranis suspenso pelo tempo que Anderson estivesse fora dos relvados, o que se prevê aconteça até ao início de 2007. Esta pena só poderia ser aplicada se fosse detectada intencionalidade de Katsouranis em provocar uma lesão grave.
Na prática, a CD negou razão aos principais argumentos do F.C. Porto. Mas decidiu abrir inquérito disciplinar, de forma a aprofundar a análise do tema e para que, eventualmente, possa ser trazida mais matéria para análise."
abraço.

vermelho disse...

amigos:
já agora, em mais uma tentativa de animar a discussão, o que me dizem das premonições do vovozinho vidente?
abraço

cavungi disse...

O pretenso processo a katsouranis só podia ser arquivado.O Andersson é que caiu mal.
Já agora amigo vermelho quem é o vôvôzinho vidente?

vermelho disse...

amigo cavungi:
presumo pelas tuas palavras que não leste o texto que anderson enviou aos jogadores, treinadores, médicos e dirigentes do Porto.
Nesse texto, referia-se a eles como maninhos, paizinhos e vovozinhos.
como o treinador de 60 e tal anos que nunca ganhou nada tem idade para ser avô do anderson penso que o epíteto vovozinho seria para ele.
como o treinador de 60 e tal anos que nunca ganhou nada informou o mundo que tem premonições...
abraço.

carlos disse...

O Anderson falava em vovozinhos, no plural.
Um era o Jesualdo o outro o Baía.
Quantos às premonições do Jesualdo estão ao nível das premonições do Fernando Santinhos quanto à amostragem de uns cartões a jogadores do Benfica num jogo qualquer - penso que contra o Estrela da Amadora.
Aliás, ambos se equivalem bastante:
São benfiquistas, têm mais de 50 anos, nunca se riem e têm queda para adivinhos.

cavungi disse...

Sabes amigo vermelho, eu não costumo ler comunicados de jogadores de futebol doutros clubes, e que ainda por cima não são titulares.Daí estar "a sleste do paraíso".
Quanto á costela de Zandinga que pelos vistos o treinador de 60 e tal anos e que nunca ganhou nada, tem de momento,penso que é tipo João Pinto: Prognósticos só no fim do jogo.
Então o imbecil II, só depois de o Andersson se ter lesionado (quase sozinho, diga-se)é que vem dizer que já sabia, etc e tal?
É pior que o Prof.Herculano Quintanilha.

cavungi disse...

Amigo Carlos,
Não esquecer que ambos tem queda para as derrotas...

VermelhoNunca disse...

Eu apareço pouco e a polémica desaparece. Sem se vangloriar, dá-me ideia que faço falta aqui.

cavungi disse...

Tu amigo Nunca, fazes falta em qualquer lado.

VermelhoNunca disse...

Tu também africano. Um abraço

cavungi disse...

Africano sim.Mas branco.