quarta-feira, novembro 22, 2006

Artigo de Opinião do Condómino Fura-Redes

O CÓDIGO DAVEIGA

Notas prévias:
(Desde já peço desculpa pela fraqueza e simplicidade do post que se segue, mas atento o meu debilitado estado de saúde não me permite ir mais além, apenas redigindo o texto que se segue, por respeito ao Sr. Blogger e face ao compromisso que perante ele assumi.
Não farei referências aos jogos de ontem – a que acabo de assistir, face à hora a que escrevo este artigo –pois bem sei que serão alvo de tratamento autónomo.
Para além do meu fraco estado, confesso, por um lado, que o condómino Vermelho nunca tratou, e de forma brilhante, o tema que tinha elegido e, por outro, que o tema sucedâneo que tinha – o 3º aniversário do Estádio do Dragão – soçobrou perante o corrupio dos últimos acontecimentos, que tratarei de seguida).

Foi uma quinzena negra para o Futebol Clube do Porto, que culminou com o arresto de bens e com a detenção de um dos seus prestigiados colaboradores, detentor, inclusive, de uma brilhantina da L`Oreall a pevide dourada.
Independentemente do rumo que depois assumiu, quando deixou de ser sério, o certo é que José Brilhantina não pode ser olvidado pelos grandes préstimos com que contribuiu para engradecer o meu clube.
De facto, recordo-me, ainda, quando, ainda sem saber ler o Português de Carrilho, expressando-se com dificuldades como o carralho, conseguiu, no Grão Ducado do Luxemburgo, angariar 35.000 sócios para o Futebol Clube do Porto, dos 5.000 compatriotas que se encontravam naquele País com 25000 habitantes, na altura.
Foi fantástico.
Por todos os favores que o nosso Jonh Travolta nos fez e continua a fazer, o meu muito obrigado.
Depois de terem penhorado a retrete das Antas, José Brilhantina foi alvo de um arresto. Estranho este comportamento da Administração Fiscal de privilegiar estas fontes de …


Mas, o que quero trazer hoje à baila são os segredos que se foram revelando ao longo destes 15 dias e que fui descortinando.
Toda esta história de José Brilhantina permitiu-me com a ajuda de especialistas perceber a real extensão do que se passa.


OS SEGREDOS DE DAVEIGA:


I) – O SEGREDO DA AVOENGA DE JARDEL

Quando Mário Jardel chegou, no Verão passado, a Aveiro estava longe de imaginar que isso seria o início das atribuladas aventuras de José Brilhantina.
Sei que quando Super Mário chegou disse que tinha vindo para recuperar as suas origens.
Na altura, apenas percebi que estava a iniciar-se uma mega-investigação, pois é publicamente sabido que Aveiro se caracteriza por eficazes e profícuas investigações. Aliás, há diversos cartazes a dizer “Só ria, está a ser investigado”.
Todavia, não percebia qual o âmbito da investigação.
Os acontecimentos recentes permitiram-se deslindar tal enigma.
O que está em causa é apenas é quem são os avós de Jardel e, eventualmente, quem poderá ajudar este a pagar os alimentos devidos os seus petizes.
Senão vejamos, basta juntar os sinais.

Há uns anos atrás ficámos a saber que Jardel era filho de João Vieira Pinto.
João Vieira Pinto sempre foi tido como filho do Major Valentim Loureiro, histórico presidente dos axadrezados.
Por sua vez, quando João Vieira Pinto foi para Madrid, foi acolhido por Jesus Gyl e Gyl, pai de Futre, sendo, por aquele apadrinhado.
Nessa altura, João Vieira Pinto era afilhado de Gyl e Gyl, meio-irmão de Paulo Futre e, ainda, filho do Major Loureiro.
O Major Valentim Loureiro sempre foi reconhecido como sendo progenitor do ex-vocalista dos Bananas, depois Ban, João Loureiro, que lhe sucedeu no cargo da presidência daquele clube, enquanto o Major Loureiro assumiu a presidência da Liga de Clubes, na qual foi, recentemente, substituído por um outro Loureiro, ignorando-se se este, também, fez ou faz parte dos Bananas.
Assim sendo, o Major Valentim Loureiro passou a ser reconhecido como avô de Jardel, sendo que este era sobrinho de Paulo Futre.
Sucede que, Mário Jardel só ficou a saber destes laços de parentesco quando jogava no Sporting sob o comando de Lazlo Boloni, começando a sofrer com as dúvidas que se lhe deparam e com a impossibilidade de recurso ao “Predictor”, de tal modo que teve necessidade de solicitar assistência médica.
Como se não bastasse, pouco tempo depois Jardel perdia Lazlo Boloni, e a sua árvore genealógica, constante do livro de notas daquele, além de que se viu separado de seu pai João Vieira Pinto.
Jardel sentia-se só, desamparado e decidiu desaparecer, até ao passado verão.
Depois de várias investigações, apurou-se o seguinte:
- Inácio que tinha orientado o pai de Jardel e conduzindo-o à conquista de um troféu, abandonou Jardel em Aveiro, pois conhecia o segredo e não o conseguia manter;
- Lazlo Boloni saiu recentemente do Mónaco, onde era treinador, por não preencher os requisitos mínimos da Princesa;
- Carvalhal, ex-treinador do pai de Jardel, João Vieira Pinto, passou a treinar o Super Mário.
Estes factores terão contribuído para que Jardel, embora tal não fosse pretendido, acabasse por ter acesso a informações confidenciais relativas ao seu pai e que lhe permitisse estabelecer a ligação que faltava.
Com efeito, ficámos, também nós, a saber agora, que João Vieira Pinto foi conduzido pela mão, foi acompanhado, foi representado por José Brilhantina. Era este o seu representante quando João foi para o clube onde viria a encontrar o seu filho.
José Brilhantina referiu expressamente que fez isto porque era amigo da FAMÍLIA. Da família deles todos, claro está.
Deste modo, ficámos a saber que José Brilhantina é, também, pai de João Vieira Pinto e avô de Mário Jardel.
Falta apenas saber se José Brilhantina se apodera do anterior cargo do Major e se passa a ser o maior no XADREZ.
Quanto ao arresto de bens efectuados na residência de José Brilhantina tem apenas como fim reconstituir as relações de parentesco e, simultaneamente garantir o pagamento de alimentos aos netos de José Brilhantina.


II – O TRADICIONAL SEGREDO DO NATAL

É típico deste período.
Milhares de inocentes são confrontadas com a verdadeira identidade do homem vestido de vermelho e branco.
Confesso que não aprecio muito este tipo de brincadeiras. Não me agrada nada alimentar mentiras, principalmente no que diz respeito a identidades. Mas o que é certo é que tal sucede com frequência.

Confesso, também, que desde início que sabia da verdade, e se calhar devia tê-la revelado desde a altura em que soube, porém sempre entendi que não me dizia respeito e que mais tarde ou mais cedo acabaria por se saber.
Pois bem, admito, independentemente de tudo aquilo que agora me acusem, mas sempre soube que o Mantorras era preto.
Prontos, está dito, está escrito, está publicitado, já não há nada a fazer.

Devo, também, adiantar que já algum tempo que andava desconfiado que o Mantorras ia acabar por descobrir, mas o que queria era que não fosse por mim, e isso consegui.
É certo que não pactuo com os meus consócios que, sem mais nem menos, acabaram por revelar tal segredo, mas mais uma vez a culpa foi de José Brilhantina.
De facto, não tivesse ele intimidado alguns adeptos portistas, nomeadamente os que trabalham nas repartições de Finanças (não sei se se recordam, mas na altura referi que o gesto significava que faltava UMA SEMANA para ser objecto de uma inspecção das Finanças – Bingo) e estes não teriam revelado tamanho segredo que vinha sido sendo guardado com imensos parafusos, alguns dos quais pertencentes ao visado.
É pena que Mantorras tenha sido confrontado com tal revelação nesta fase da sua carreira, quando já vinha recuperando a confiança, e já alinha alguns minutos antes de ser levantada a placa de descontos, por exemplo hoje (ontem) foram 4 minutos.

Todavia, neste momento outra preocupação me assola, se o Mantorras só agora soube que era preto, será que estará preparado para assumir uma qualquer relação com Filipa Gonçalves?
Será que sabe que ela também não é bem quem ele pensa?
Adiante.

Não percebi porque razão foram catalogados como racistas os simpatizantes do Futebol Clube do Porto que revelaram tal segredo.
Vamos imaginar a situação inversa, o Mantorras passa pelo Veiga quando este está a entrar no Tribunal de Instrução Criminal e diz assim “ uxi, oi ei pá tue Josei tai branco”.
Isto é racismo?
Claro que não, penso eu.
É normal, basta ver a publicidade do restaurador “Olex”, produto predilecto do José Brilhantina “… um preto de cabeleira loira…”(Beto????????).
Lembram-se?
Este reclame foi retirado, foi acusado de xenófobo? Claro que não. Nem podia ser.
Quando a Igreja Católica apregoa que um dos Reis Magos, o Baltazar Mantorras, era preto, significa isto que aquela Igreja é racista?
Evidente que não.
Apenas associam a ideia de racismo de xenofobia ao Futebol Clube do Porto por causa de uma má interpretação de uma prática que ali vem sendo seguida usualmente.
De facto, é usual o Futebol Clube do Porto recorrer ao Black-out, que numa tradução livre significa preto de fora, mas se atentarem bem, tal prática não é seguida literalmente à risca, visando outros fins.
Daí que, tal imputação não seja verdadeira.

Por outro lado, importa atentar nas últimas declarações do Petit da equipa dos pequenos, que diz que o Presidente Orelhas pode dizer o que quiser acerca deles, por que ele é que lhes paga.
Ora bem, assim sendo, como é, se as pequenas que dirigiram palavras ao Mantorras lhes estavam a mandar dinheiro, ao que se sabe moedas, também podiam dizer o que queriam, sendo certo que se ali estavam é porque, além daquelas oferendas, ainda tinham pago o respectivo ingresso.
Daí que não se perceba o queixume e muito menos o lagrimar, cujo significado ainda não tivemos oportunidade de consultar no Dicionário da WIKIVEIGA.

E, se em vez de moedas atirassem parafusos e chaves de fendas, ficaria mais satisfeito o Preto Mantorras?


III) - O SEGREDO DA EMENTA:

Para o jogo de sábado passado, o Benfica prometeu uma grande resposta como em forma de responder ao arresto de que foi vítima José Brilhantina, antes da sua demissão e, posterior, detenção.

E a resposta foi dada.
Na verdade, todos nós nos interrogávamos, quando líamos uma ementa num qualquer restaurante condigno, de onde surgia a designação desse pitéu tão conceituado que é o Frango da guia.
Pois bem, depois de vermos o jogo de sábado, percebemos que na ementa surge aquela inscrição porque a mesma foi originariamente feita por José Brilhantina, licenciado de ter de continuar a frequentar as aulas da 1ª classe do ensino especial de Português no Grão-Ducado, pois, na realidade, o que se pretendia escrever era frango d`águia.
Aliás, tal receita foi alvo de inúmeras homenagens nos relvados deste país ao avô de Jardel

38 comentários:

vermelho disse...

amigo Fura-Redes:
Simplesmente hilariante o teu artigo. Brilhante.
Belas e sonoras casquinadas soltei.
Fabuloso.
Abraço.

Zex disse...

O artigo tem qualidade, está bem escrito, mas é um pouco fastidioso, acabando por peder parte da sua força. é sobretudo um pouco longo para um camionista ler !
Quanto à parte do Mantorras, foi com desilusão que constatei uns temperos de racismo...
Ainda assim, parabéns Sr. Fura-Bolos, ou Reinaldo das Doce, se preferir !
E já agora, houve festival em Moscovo !

Zex disse...

Já agora: Gil y Gil e não Gyl e Gyl

vermelho disse...

amigo zex:
parabéns pela vitória e pela excelente exibição em Moscovo.
o apuramento parece-me garantido.
abraço.

vermelho disse...

amigos:
farei em jeito de comentário, uma breve apreciação ao jogo de ontem do Benfica.
continua a montanha russa.
ontem, no decurso do próprio jogo.
primeira parte de bom nível, segunda sofrível (foi mesmo um longo bocejo).
vitória muito fácil, tal a mansidão do adversário.
Mais um balão de oxigenio para o Imbecil.
abraço.

VermelhoNunca disse...

Muito bom Condómino Fura-Redes.
Todos os capitulos estão com imensa piada. Gostei muito da parte do Mantorras!
O FCPOrto obteve uma brilhante vitória, mas daí a dizer que tem a apuramento garantido...a ver vamos.

VermelhoNunca disse...

Não sabir que Henry não jogará no Dragão. Isso é bom para o FCPorto.

vermelho disse...

amigo nunca:
digo que o apuramento me parece garantido, porque o porto apenas será eliminado pela conjugação de resultados que vejo como de todo em todo improváveis.
teria de perder e o cska teria que ganhar em Hamburgo.
primeiro, em casa e perante um arsenal a quem basta o empate e sem henry, não me parece que perca.
segundo, jogando fora e tendo que assumir o jogo, não me parece que o cska vença.
trata-se de uma equipa cuja matriz táctica assenta na expectativa e no contra-ataque e que, como tal, sente enormes dificuldades quando chamada a assumir a iniciativa do jogo(como ontem se viu).
abraço.

Zex disse...

"Um racista gosta de conversa racista" Parece-me óbvio !

VermelhoNunca disse...

Concordo contigo Vermelho. São favoráveis as perspectivas, isso é uma realidade.

VermelhoNunca disse...

O Mantorras é preto, isso é uma evidência, não é racismo.
Desapareça condómino Zex e poupe-me a essa sua conversa da treta!

JC disse...

Mais um excelente artigo do Fura- Redes.
Pena que tenha sido escrito à pressa, como ele próprio diz, de forma que o português não é o mais correcto.
De qualquer forma, Fura-Redes demonstra, uma vez mais, ser Brilhante.
O que levanta a seguinte interrogação:
Não será o próprio Fura-Redes familiar do José Brilhantina e, por consequência, do Jardel e do Mantorras?
Vejamos:
Assim como o Brilhantina, também o Fura-Redes é sócio de longa data do Porto.
Por outro lado, demonstra profundos conhecimentos da árvore genealógica do Jardel, pelo que, não estando por dentro das investigações, só poderá resultar de conhecimento de causa.
Acresce que escreve sempre grandes artigos, o que indicia grande instrumento - traço genético comum com o Mantorras, ao que consta.
Aliás, o próprio Zex parece saber alguma coisa sobre esta matéria, ao cahmar o Fura-Redes de "Reinaldo das Doce".
Podemos pois concluir que as investigações ainda não se devem dar por findas, e o epílogo final pode ser surpreendente.
Não nos esqueçamos que o Snr. Administrador já aqui disse ser irmão do Fura-Redes, o que nos leva a pensar que será também familiar de todos eles.
Aliás, a isso não será estranho o facto de o Snr. Administrador trabalhar em Aveiro na área da investigação e poder, pois, estar por dentro de toda esta tramóia.
Este assunto promete e as revelações finais poderão ser imprevisíveis.

VermelhoNunca disse...

Um autêntico enigma em perspectiva.

vermelho disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
JC disse...

Snr. Administrador:
Apenas analiso a informação disponível.

vermelho disse...

amigo jc:
obrigado por me revelares os familiares que não sabia ter!
abraço.

vermelho disse...

amigo jc:
bem sei, mas foi um favor que me fizeste.
vivia no obscurantismo, mas agora já conheço melhor a minha árvore genealógica.
sempre pensei que Jardel e Mantorras tinham algo em comum: uma grande cabeça.
e, agora, tudo começa a fazer sentido na minha cabeça.
abraço.

JC disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
vermelho disse...

amigos:
mais desenvolvimentos no caso joão pinto - notícia do Público:
"O Sporting entregou à Polícia Judiciária todos os documentos que demonstram que José Veiga foi o destinatário da verba adicional paga pelo clube no quadro da transferência de João Vieira Pinto.
O Sporting forneceu também às autoridades a documentação existente nas contas da SAD que justifica aquele pagamento como sendo uma "comissão de transferência" ao jogador, além de outros documentos atestando que já haviam feito pagamentos a Veiga para a empresa a que este estava ligado, localizada numa zona franca do Reino Unido.
Também Jorge Baidek, o ex-funcionário da Superfute que acompanhou o negócio de João Pinto, disse ao PÚBLICO que o empresário do jogador era efectivamente José Veiga. "O Veiga era o intermediário. Foi ele que tratou de tudo. Mas o João Pinto acompanhou todos os passos decisivos da negociação", assegurou.
Os dirigentes do clube, por seu turno, sustentam que essa verba (cerca de 3,3 milhões de euros) foi uma exigência de José Veiga e que pensavam ser o reclamado pelo jogador pela cedência dos direitos de imagem ao clube de Alvalade. Acrescido, naturalmente, dos seis milhões e meio de euros que constavam no contrato de quatro épocas que João Pinto assinara com o Sporting.
Foi com base nessa informação e depois de ter recolhido o depoimento de João Pinto - o jogador alegou desconhecer a existência da verba e garantiu nunca a ter exigido ao Sporting - que a Polícia Judiciária admitiu a existência do crime de burla. A lesada seria então a SAD de Alvalade que teria sido induzida em erro pelo ex-empresário, pagando mais do que o jogador exigia.
Entretanto, continua na posse do Sporting a última prestação da verba acordada para a contratação do jogador (referente aos direitos de imagem), que nunca foi solicitada para pagamento nem por José Veiga nem pelo jogador. São cerca de 850 mil euros que deveriam ter sido pagos já em 2004, mas que nunca foram reivindicados pelo ex-dirigente do Benfica ao contrário das prestações anteriores. Segundo o PÚBLICO apurou, os responsáveis do Sporting só emitiriam a ordem de pagamento mediante a entrega de um recibo e este não chegou a dar entrada em Alvalade, por razões desconhecidas.
Como recebeu apenas dois recibos de José Veiga, a última prestação nunca foi debitada nas contas da SAD. O primeiro dos quatro pagamentos, em dólares americanos, terá sido feito por cheque, levantado nas instalações da SAD."
abraço.

VermelhoNunca disse...

Já tinha lido esse artigo. Até Baidek diz que Veiga agiu como empresário. Enfim, é mais uma cabala.

cavungi disse...

Amigo Fura Rdes,
Um exelente artigo acerca de um Dragão de Ouro.
Também concordo consigo.Se pagaram ao Man-Torres , podem chamar o que quiserem ao homem.Desde que, não o chamem Branco.Que isso é mentira.
Boas melhoras.

cavungi disse...

Ontem ouví as declarações de Veiga:
"os dirigentes do Sporting que DIGUEM para onde foi o dinheiro."
Diguem ?
Outra pérola " isto é um imbrólio".
Imbrólio?
Um doutor, este nosso ex-dirctor geral.

cavungi disse...

Amigo Nunca,
Em principio o Porto passa.Mas não esquecer que o Arsenal também sabe fazer contas. O empate pode não chegar ao Arsenal para passar caso o CSKA ganhe em Hamburgo.
Não joga o Henry?E depois?
também não jogou em Manster e Adbaneyor marcou e ganharam.
Vamos ver se não borram a pintura no Dragão.

vermelhosempre disse...

Amigo cavungi esqueceu-se de outra pérola do Veiga: " Ou os responsáveis do sporting contam o que se passou na verdade ou FAREI-O eu..
Saudações

cavungi disse...

Amigo Sempre,
Sem dúvida.farei-o eu.Um "must".

cavungi disse...

Noticia Dn de hoje:

"SPORTING SEM DOCUMENTOS QUE JUSTIFIQUEM PAGAMENTOS A VEIGA"

Agora DIGUEM lá !Vá Diguem!

JC disse...

Amigo Cavungi:
DEIA a notícia toda do DN.

"A defesa do ex-director desportivo do Benfica estará, no entanto, em risco, uma vez que os investigadores da Direcção Central de Investigação da Corrupção e Criminalidade Económica e Financeira (DCICCEF) terão conseguido traçar o rasto ao dinheiro que saiu do Sporting, cruzando esta informação com outra recebida das autoridades inglesas relativamente às movimentações bancárias da empresa. Com esta informação, a investigação acabaria por ligar José Veiga à Good Stone"

Good Stone é a empresa onde foi depositado o dinheiro.
O artigo do DN é interessante, pois refere que a própria casa do Veiga não está em nome dele mas de uma empresa off shore, denominada Andersen.

vermelhosempre disse...

Este vendedor de castanhas está sempre bem informado, deve ser da leitura dos jornais que servem de cone às castanhas...

VermelhoNunca disse...

Amigo Cavungi, as suas fontes andam a secar. Está a desiludir-me!

vermelho disse...

amigos:
vamos lá falar das hipóteses do Sporting no jogo desta noite.
abraço

VermelhoNunca disse...

Segundo o condómino Cavungi o Inter não vale nada. Claro está que até hoje ,em todas as competições em que participa, só perdeu 2 jogos: contra o Sporting e contra o Bayern. Penso mesmo que vem numa grande sequência de vitórias seguidas. Assim sendo, se o Sporting sacar um empate é um muito bom resultado. As dificuldades são imensas, mas como sempre acredito.

JC disse...

Também acho que um empate em San Siro era um bom resultado para o SCP.
Principalmente tendo em conta que o SCP está privado dos seus melhores avançados.
Acho que o SCP, se jogar como jogou em Munique e no jogo da 1ª volta em Alvalade, com o Inter, tem possibilidades de não perder o jogo.
Mas, como é habitual em mim, não acredito que o SCP consiga evitar a derrota.
Só com muita concentração, muita pressão, muita arte, muita inspiração de um ou dois jogadores e muita sorte o SCP evita a derrota.

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, eu sou o outro lado da balança, você descrente eu crente. Força Sporting

JC disse...

Amigo Nunca:
Passo sempre por grande sofrimento nos jogos do SCP, particularmente naqueles em que o SCP pode fazer um resultado positivo, como hoje.
Na grande maioria das vezes nem sigo os jogos todos.
Vou ligando a televisão a medo ou ouvindo pedaços do relato radiofónico para saber da marcha do marcador.
Curisosamente, quando estou mais tranquilo é quando tudo aponta para um resultado negativo - como sucedia no jogo de Munique.
Aí, estou descansado, pois não há nada a perder.

VermelhoNunca disse...

Amigo JC: hoje para mim vai ser um sufoco, pois não poderei ver o jogo, estando no emprego à hora do desafio, e uma vez que o jogo dá na Sporttv, não dá para ver. Isso para mim é que me vai custar. Quanto ao resultado, posso dizer-lhe que convivo bem com a derrota. Mas acredito sempre na vitória, sempre!

Braguilha disse...

Caro Furão

Brilhante artigo, ao nível do que nos habituou. Muito bom. Realmente uma investigação genealógica interessante que nos faz ver que, ao fim e ao cabo, somos todos irmãos uns dos outros, embora haja alguns mais irmãos que outros. Só não pecebo o azedume do camionista zécora sempre que se fala em pretos: algum trauma de infância!

Brilhante o jogo do FCP em Moscovo. Por momentos, pareceu-me ver ali a equipa de Mourinho que ganhou a Champions: pressionante, coesa, agressiva q.b. e com uma atitude de grande maturidade competitiva. A melhor exibição da época ( ou até dos últimos dois anos!) num campo difícil, perante um adversário perigoso. De gala. A jogar assim, dá mesmo para pensar em grande... A ver vamos!

Mais uma vitória do SLB depois de um desaire.É certo que esta equipa não perde duas vezes seguidas, mas também não deixa de ser menos verdade que os adversários não têm complicado. Ontem foi mais um exemplo. Um jogo que poderia ter sido de pacificação (era preciso vencer mas era ainda mais preciso convencer) acabou por se tornar, em termos exibicionais, num jogo medíocre. Os rapazinhos venceram os rapazolas mas estão a adiar o inevitável destino do imbecil...

Quanto ao Sporting, tarefa difícil mas não impossível. Vamos acreditar. Boa sorte.

OBS- é curioso comparar os coments d'ontem a propósito do FCP com os d'hoje...

cavungi disse...

Amigo Vermelho,
Sabes, esta é a grande diferença entre nós, os dos 160.000, e a lagartagem.
Desde quando é que um empate é um bom resultado para nós?
Claro que hoje o Sporting me vai dar uma alegria.Vão comer dois "Paninis al dente".
2-0 é aliás a minha aposta Bwin.
Tenho fé.
Qualquer outro resultado que não seja a derrota do Sporting será para mim um resultado anormal.
Às vezes acontece.Espero que não seja hoje.

VermelhoNunca disse...

Amigo JC, resolvi o meu problema. Acabei de "comprar" a transmissão do jogo no site da UEFA. Assim estarei mais calmo.