quinta-feira, setembro 28, 2006

Já se esperava ou e agora Fiúza

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Lisboa indeferiu a providência cautelar interposta pelo Gil Vicente contra a decisão do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) de despromover o clube no âmbito do chamado «Caso Mateus», mantendo o Belenenses na Honra.
Luís Paulo Relógio, assessor jurídico da FPF, confirmou ao Maisfutebol a decisão, avançada pelo Diário de Notícias. «Esta não foi uma decisão parcelar, é a decisão de fundo e final. O tribunal considerou improcedente a providência cautelar interposta pelo Gil Vicente», afirmou.
O Gil Vicente, que foi despromovido depois de um processo que tem como pano de fundo o recurso aos tribunais civis, pode ainda recorrer para o Tribunal Central Administrativo, mas esse passo não terá efeitos suspensivos.
Esta era a decisão central do processo, pela qual o clube de Barcelos aguardava, numa altura em que a equipa já deu três faltas de comparência na Liga de Honra e incorre em desclassificação automática se faltar no próximo fim-de-semana.

4 comentários:

VermelhoNunca disse...

Acrescentar também, que segundo notícia de 4ª feira, penso que 14 atletas do Gil pediram a rescisão dos contratos. E ontem mesmo aparece alguem da direcção a comunicar que afinal Fiúza não tinha pedido a demissão,mas sim posto o cargo à disposição!
Fiúza para o Iraque!

cavungi disse...

Fiúza Forever!

vermelho disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
vermelho disse...

doia a quem doer!