sexta-feira, setembro 22, 2006

Comentário à actualidade desportiva e antevisão da Jornada

Confirmou-se o que há muito já se sabia - Vieira vai recandidatar-se.
Equivale por dizer que será o Presidente do Benfica nos próximos 3 anos.
A justificação encontrada para a inversão do seu discurso foi a habitual nestas circunstâncias - o vazio de poder.
Mais uma vez, apresentou-se como homem providencial, que, na ausência de alternativas credíveis, não pode deixar de assumir o desígnio supremo de continuar o projecto.
Da entrevista, um ponto positivo a reter.
Ao contrário de outros, assumiu o erro.
Tudo o mais foi uma mera repetição de um filme já visto.
Da restante actualidade, nota para a chamada de Helton à selecção do Brasil.
Dunga, na senda da renovação anunciada, decidiu convocar o guarda-redes portista.
Muito embora Helton seja um guarda-redes com cartel no Brasil, haja sido internacional nas camadas jovens, actue num dos melhores clubes europeus, a sua chamada não deixa de constituir uma surpresa.
Antevendo a jornada, direi que a tarefa do Benfica se apresenta como a mais complicada.
O Paços mostra-se moralizado com a recente vitória em Alvalade, desejando, por certo, provar que o sucesso frente ao Sporting não se deveu, única e exclusivamente, a "batota".
A Mata Real é um Estádio tradicionalmente complicado para os encarnados, sendo que a sua configuração "inglesa", com o público muito perto do relvado, adensa as dificuldades.
O Benfica deve apresentar o mesmo onze que defrontou o Nacional e espera-se que as melhorias evidenciadas na qualidade de jogo tenham continuidade.
Doses elevadas de empenho, vontade, suor e luta são imprescindíveis para o êxito.
Um desaire poderá constituir a gota de água que fará transbordar o copo da impaciência dos sócios encarnados, tornado insustentável a manutenção de Fernando Santos.
O Sporting desloca-se à Vila das Aves, numa partida que só os leões poderão tornar difícil.
Assim o Sporting se apresente ao seu nível, o diferente potencial das equipas acabará por emergir.
Prof. Neca, qual Mourinho avense, apostou nos mind games para condicionar o árbitro e os jogadores leoninos.
À míngua de outros argumentos, Neca lançou mão da pressão na comunicação social.
Parece-me curto, pois que o Aves não possui plantel com qualidade suficiente para ombrear com os leões.
Repito, apenas uma noite de menor empenho e concentração, fará perigar a vitória leonina.
No Dragão, o Porto recebe o Beira-Mar.
A principal curiosidade do jogo reside no regresso de Jardel a uma casa que bem conhece.
Não é, claramente, jogo para as suas características.
A bola raramente lhe chegará e, mesmo nessas poucas ocasiões, a sua reduzida mobilidade, certamente, que lhe cerceará as hipóteses de sucesso.
Tal como disse em relação ao Sporting, somente uma noite de profunda desinspiração portista poderá condicionar a vitória.

21 comentários:

VermelhoNunca disse...

A maioria dos adeptos do Benfica há-dem, ou hádem, ou adem, ou há-den de ter ficado satisfeitos com a candidatura do rei dos pneus.
Figura triste a do vosso presidente.
Com sorte para o jogo de hoje há-dem de perder...

VermelhoNunca disse...

Falando a sério, concordo com o amigo Vermelho, acho que o Benfica tem a tarefa mais complicada, não pelo valor do Paços, mas pela falta de valia da equipa encarnada. No entanto, e mais uma vez, acho que a ausência de Rui Vitorino Maestro Costa, é um ponto a favor do Benfica.

carlos disse...

Sobre a entrevista de LFV, não a vi por completo, apenas tendo assistido a algumas passagens.
Do que vi, nomedamente a justificação da sua recandidatura (decidida ontem, segundo disse) percebo os comentários do Snr. Administrador.
Só não entendo a questão de ter assumido o erro, pois que se reportará, seguramente, a alguma parte da entrevista que não vi.
Quanto à análise dos jogos da jornada, concordo na íntegra com a mesma.
O SCP só não ganhará o jogo se não jogar concentrado.
O Benfica terá difícil tarefa para levar de vencida o Paços de Ferreira.
O Porto deverá ganhar ao Beira-Mar.
Contudo, acho que o Jardel poderá marcar um golo.
Não vi ainda nenhum jogo do Beira-Mar, desconhecendo como se encontra Jardel.
Porém, as características dos actuais defesas do Porto - com Pedro Emanuel lesionado e onde apenas Pepe tem qualidade - não serão as ideiais para cobrirem o goleador aveirense.
Mesmo longe dos seus tempos áureos, a sua forma de jogar, sorrateiro, mudando de posição em pázinhos de lã, antevendo o local para onde a bola vai ser colocada, permite-lhe estar no sítio certo para marcar.
Assim, mesmo sem grande condição física, pode ludibriar facilmente os fracos defesas do Porto e aparecer em posição de fazer golo.

Quanto à convocatória do Helton a mesma é inteiramente justa.
Helton é o melhor guarda-redes que tenho visto jogar em Portugal depois de Michel Preud-Homme.
Não me recordo, aliás, de qualquer golo que tenha sofrido que tenha sido da sua responsabilidade.
Os poucos golos que o Porto tem sofrido com ele na baliza devem-se exclusivamente à sua enorme capacidade de jogar em antecipação.
Sózinho, faz de guarda-redes, de defesa central e de trinco.
Só é inesperada a sua convocatória por não estarmos habituados a que jogadores brasileiros que jogam em Portugal sejam chamados à sua selecção.

Já a nova chamada de Luisão à selecção me continua a surpreender.
Com tantos bons defesas centrais que o Brasil tem, não percebo, de facto, que qualidades apresenta Luisão para além da altura que justifiquem a sua inclusão na equipa penta-campeã do mundo.
É duro de rins, lento e fraco tecnicamente com os pés.
Tem a seu favor o fazer alguns golos de cabeça, proveito que retira da sua elevada estatura, mais notada em Portugal, onde a média de altura dos defesas é baixa.
Fora isso, confesso sempre me ter surpreendido a sua inclusão na selecção do Brasil.

"Há-dem" me explicar porque vai Luisão à selecção.

VermelhoNunca disse...

Concordo com a sua análise amigo Carlos, especialmente com a sua conclusão: há-dem...ou será àdem?

vermelho disse...

amigo Carlos:
o erro assumido por L.F.V. prende-se com a escuta da sua conversa com Valentim.
Ontem, L.F.V. afirmou que não devia ter assumido aquele comportamento.
Nos tempos que correm, já não foi nada mau.
abraço.

VermelhoNunca disse...

Ele também decidiu a sua candidatura depois da leitura do tal dossier, onde diz que são 4 os nomes em causa, além do Major, do Papa, os outros dois não refere por estarem ao abrigo do segredo de justiça.
Quem serão? Pinto de Sousa certamente, quanto a mim. E o outro? Madaíl?

vermelho disse...

amigo vermelho nunca:
Com o nome de Pinto de Sousa concordo, mas com o do Cardhu, perdão Madaíl nem por isso.
Tem pouco poder na estrutura actual do futebol português.
Abraço.

VermelhoNunca disse...

Quem acha que será o outro?

VermelhoNunca disse...

O facto da questão apito que não apita ter começado na 2ª divisão B, com o Gondomar, campeonato organizado pela FPF, é que me levou a lançar o nome Madaíl para o ar.

vermelho disse...

amigo vermelho nunca:
não sei, mas deverá ser alguém dentro da estrutura da arbitragem.
abraço.

VermelhoNunca disse...

Veremos...eles há-dem de saber.
Abraço

carlos disse...

Ah, entendo agora, amigo Vermelho.
Não assisti a essa parte em que o LFV se pronunciou sobre as escutas.

vermelhosempre disse...

Na minha opinião é caso para dizer que quanto mais ele falou mais se enterrou.
Que entrevista mais pobrezinha, aliás como todas as outras dele.

Holtreman disse...

Muito fraca entrevista do Kadhafi. Judite Seara também não ajudou. Para ser a sério, teria de ser na TVI sendo Miguel Equador Tavares o entrevistador. Aí sim, teria interesse.
Mas mesmo assim, nos 30 minutos da Grande(!)Entrevista, lá conseguiu o Pneus dizer mais alguns disparates e envergonhar os poucos benfistas decentes (tipo Cavungi, Vermelho ou Borges Coutinho).

Lá será candidato e mais uma vez sem se vislumbrar concorrência, apesar de se começarem a ouvir alguns rumores que após a extinção do Gil Vicente, António Fiúza poderá avançar. E este sim, seria adversário de peso pois parece-me que tem todas as características para agradar à maioria dos adeptos do Benfas. Doia a quem doer.

cavungi disse...

Confesso que não vi a entrevista, porque não sou adepto do Levanta-te e rí.
Como diz Leonor Pinhão, este já é um Benfica diferente.

VermelhoNunca disse...

Mas os benfiquistas como Cavungi que não viram a entrevistas há-dem de vê-la, palavra de Luís Pneus Veira...

VermelhoNunca disse...

Talvez ao lerem as palavras de Paulo Bento aprendam alguma coisa.
"Não desculpámos a derrota com o erro do árbitro. Assumimos as nossas responsabilidades. Também não estivemos bem na primeira parte, mas na segunda estivemos ao nosso nível, criando oportunidades suficientes para merecer ganhar. Certo é que sofremos um golo com a mão e deixámos de ter mais uma oportunidade por o árbitro não ter assinalado uma grande penalidade», considerou Paulo Bento.

Num discurso inflamado, deixou críticas à arbitragem em geral, até porque há observadores a dar notas positivas em jogos rodeados de polémica: «É coisa que não me causa estranheza, como não me causa estranheza que o árbitro do Sporting-Paços de Ferreira tenha nove ou nove e meio. Perante o estado de coisas, isso será normal.»

samsalameh disse...

O Valentim acabou de dizer há pouco em directo no Jornal da Tarde da SIC para o LFV ter muito, mas muito cuidado mesmo, pois não sabe com quem se está a meter...

A minha ideia é esta e penso que é a mesma da generalidade do pessoal que manda os seus bitaites neste blog:
- eles estão feitos todos uns com os outros e estas bocas entre eles são mais do que combinadas, as entrevistas, as conferências de imprensa, as notícias nos jornais desportivos.

Até aposto que ontem o LFV a seguir ao debate, que achei uma verdadeira vergonha para um canal público de televisão, telefonou para o Major e disse-lhe:
"Mmm, mmm, gostou da boca que lhe mandei,mmm!"
Major - "Não perde pela demora, meu caro amigo"
LFV - "Eheheheheheh mmm mmm, eles gostam, mmm, é disto Major"
Major - "Mas estiveste bem Orelhas, eles assim perdem um bocadinho mais de tempo..."
LFV - "E mmm a coisa do dossier mmm mmm, deixei a gaja com fome de saber mais, mmm mmm"
Major - "Esse dossier que o "Papa" te deu tá muito bem feito, hein, aquele Reinaldo sabe muito"
LFV - "Ouça lá, mmm ó Major, por falar nisso, quando vamos a Penafiel mmm mmm?"
Major - "Ó amigo, já não tenho a idade do meu filho...Bem, ele também com aquela barriguinha já não deve fazer muito!! Ahahahahahahah"
LFV - "Ehehehehmmmmehehehemmm, então mmm fico à espera de o ouvir amanhã mmm"
Major - "Só vou ameaçá-lo, mas quer que eu ainda diga mais qualquer coisa!?"
LFV - "Não mmm, não, depois vêm pedir troco a mim no dia seguinte e ainda por cima jogamos contra o Ronny...mmm...aquela mão mmm Major...se perdermos...sempre temos a desculpa mmm de nos andar a ameaçar mmm mmm."
Major - "Sim, sim, meu caro, é melhor só mesmo dizer para não brincar comigo"
LFV - "Ó Major mmm mmm aquele abraço e mmm dê outro ao miúdo dos Ban"
Major - "Abraços"

vermelho disse...

amigo samsalameh:
brilhante, simplesmente brilhante este teu post.
abraço.

vermelhosempre disse...

este samsalameh é um verdadeiro espectáculo dentro do espéctáculo.. Parabens, simplesmente fantástica essa tirada.
Saudações

carlos disse...

Parabéns, Salamaleco, pelo grande post com que nos brindaste!

Pena ter sido publicado hoje, num dia em que as visitas ao blog são menores, e que assim irá passar despercebido.

Propunha ao Snr. Administrador a sua divulgação na próxima 2ª feira, da forma que melhior entender, de forma a ser lido por todos os condóminos.

Não gosto de pessoalizar as pessoas, mas como diria o Nunca, parafraseando o Orelhas, os restantes condóminos "há-dem" lê-lo também.