terça-feira, julho 13, 2010

Jesus e os frangos de Roberto - António Varela

Jorge Jesus não poderia ter gozado de pior sorte.
Impôs a dispensa do guarda-redes campeão nacional pelo Benfica – Quim.
E apostou as fichas todas num guarda-redes semidesconhecido cujo passe importou na sumptuosa quantia de 8,5 milhões de euros – Roberto.

Dir-se-á que é gestão de plantel.
Problemático foi o que aconteceu a seguir: Roberto não deu um frango, mas dois, e o Benfica perdeu com o Sion um jogo que não conta para o que quer que seja.
Mas que acaba por diminuir a margem de manobra de Jesus na gestão das contratações. Essa é que é essa.

2 comentários:

aguiaR disse...

esse varicela e um filho da puta ! um ressabiado e um bufo essa sim a frangalhada do pasquim rescord, o resto e merda verde a vomitar de azia....

aguiaR disse...
Este comentário foi removido pelo autor.