sábado, julho 24, 2010

SLBenfica 3 Mónaco 2 Assustar e Deslumbrar

Jorge Jesus teve a prenda da vitória no dia do seu 56º aniversário, mas os adeptos não saíram totalmente contentes neste sábado do Estádio da Luz. Os campeões nacionais apresentaram-se em festa, perante 40.777 espectadores, mas o desempenho da equipa revelou que há mais trabalho a fazer para acertar de vez o jogo.

Num esquema de 4x4x2, o Benfica mostrou algumas dificuldades em organizar-se. Pablo Aimar e Carlos Martins trabalharam bem na recuperação de bolas a meio-campo, com o internacional português a tentar por várias vezes a sua sorte com remates de fora da área. Porém, a distribuição de jogo não correu da melhor forma e contaram-se passes a mais falhados pelos encarnados no miolo do terreno. O reforço Gaitán também não brilhou.

Na frente, Saviola foi superior a Kardec. O argentino fez levantar o estádio e esteve perto de marcar por duas vezes: primeiro, com um remate da zona frontal, após passe de Aimar, depois, dentro da área com um chapéu que Ruffier acabou por sacudir a tempo.

Não marcou Saviola, acertou Airton. À meia hora de jogo, o médio respondeu a um canto de Aimar com um cabeceamento certeiro ao segundo poste. Mas o desacerto encarnado não mostrou grandes melhoras e, aos 42 minutos, após um mau atraso de Carlos Martins, o avançado Sagbo aproveitou para passar pelo central Sidnei e fazer o empate com facilidade. Já nos descontos, uma falta de César Peixoto sobre Niculae na grande-área resultou num penalty para os franceses, que saíram a ganhar para o intervalo.

A segunda parte começou a todo o gás para o Benfica, que acalmou um pouco os adeptos descontentes, e logo com dois golos. Numa jogada individual, Aimar rasgou pelo meio-campo e assinou o segundo da noite com um belo remate de meia distância. O terceiro golo encarnado teve a assinatura de dois «mundialistas»: assistência de Fábio Coentrão na esquerda da área para remate de Cardozo.

Jorge Jesus aproveitou para rodar a equipa, mas os adeptos despediram-se da Luz sem ver o reforço Jara. Matorras e o guarda-redes Oblek também ficaram no banco.

Ficha de Jogo:

Estádio: da Luz, em Lisboa
Árbitro: Bruno Paixão

BENFICA: Roberto; Ruben Amorim, Sidnei, David Luiz, César Peixoto; Carlos Martins, Airton, Aimar, Gaitán; Kardec, Saviola.

Jogaram ainda: Moreira, Júlio César, Javi Garcia, Cardozo, Felipe Menezes, Fábio Coentrão, Weldon, Nuno Gomes, Luís Filipe, Fábio Faria.

MÓNACO: Ruffier; Adriano, Mongongu, Hansson, Bulot; Coutadeur, Mangani; Aubameyang, Niculae, Malcuit; Sagbo.

Jogaram ainda: Lolo, Nkoulou, Alonso, Chu Young Park, Gosso, Dennis Appiah, Gakpe.

Ao intervalo: 1-2.
Golos: 1-0, Saviola (30m); 1-1, Sagbo (42m); 1-2, Mongongu (g.p., 45m); 2-2, Aimar (49m); 2-3, Cardozo (60m).
Disciplina: cartão amarelo a Coutadeur (45m), Adriano (45m); César Peixoto (45m).

1 comentário:

Flip Nunes disse...

Carrega Benficaa!