terça-feira, abril 18, 2006

Uma acertada medida de gestão

A Académica rescindiu o contrato que tinha com o avançado Luciano por mais duas épocas.
Na base da ruptura com o brasileiro está o comportamento de Luciano fora dos relvados, nomeadamente saídas nocturnas, a última das quais durante a passada semana só terminou cerca da 7 horas da manhã, quando o avançado foi visto a sair de uma discoteca de Coimbra.
Luciano estava sob a alçada disciplinar da Académica e a primeira consequência foi a exclusão do lote de convocados para a deslocação ao terreno do Rio Ave.
Na segunda-feira as partes chegaram a acordo e Luciano deixa de ser jogador dos «estudantes», terminando um vinculo que só cessava em 2008.
Talvez, assim, se evite uma tragédia similar a de Pedro Lavoura.
O rendimento desportivo do "figados", como foi por mim e por outros dois participantes neste blog apelidado, há muito que se vinha pautando por uma mediocridade gritante.
Diz-se que já assinou pelo Leiria. Espero e desejo que a situação em que se viu envolvido não tenha sido criada com o propósito de se libertar do vínculo laboral que mantinha com a Briosa.
A propósito consta que a direcção da Académica já encetou contactos com vista à contratação de um novo treinador para a próxima época falando-se de Peseiro, Norton de Matos e Jorge Jesus como possíveis sucessores de Vingada.
Vingada que, segundo se fala, irá assumir as funções de coordenador técnico das camadas jovens do Benfica.

3 comentários:

samsalameh disse...

Quem fica a perder com a rescisão do Luciano é o Scotch, a Via Latina e o Vinyl...e os H.U.C.!!!!

SoaresFranco disse...

Quero dizer uma coisa:
Se o Luciano não for para a União de Leiria: Demito-me!

petit disse...

Os árbitros favorecem os mais grandes.