quinta-feira, julho 20, 2006

Grande Pereiro ou a história do herói improvável

Ficará para a história a 16ª etapa do Tour 2006 como a jornada em que o camisola amarela, o grande favorito em prova, deitou tudo a perder, após uma espectacular quebra na última subida. Floyd Landis perdeu o Tour e o galego Oscar Pereiro recuperou a amarela a quatro dias de Paris. José Azevedo atacou e sentiu-se melhor, sendo o mais bem classificado da Discovery (20º)
O espanhol Oscar Pereiro recuperou a camisola amarela na Volta a França, o seu compatriota Carlos Sastre subiu ao segundo lugar e o alemão Andreas Kloden tomou o terceiro lugar do pódio ao cabo de uma espectacular reviravolta na classificação geral ocorrida na 16ª etapa da prova, com final em Toussuire, decorridos 182 quilómetros.
No segundo dos três dias nos Alpes – hoje a ligação, novamente de dificuldade máxima, corre-se entre Saint-Jean-de-Maurienne e Morzine (199 km) – o Tour conheceu o seu mais simbólico dia: o dinamarquês Mickaël Rasmussen protagonizou uma grandiosa “cavalgada” desde os primeiros quilómetros, ganhando a etapa (passando na dianteira em todas as montanhas Galibier, Croix-de-Fer, Mollard) num triunfo em glória a que acresce ainda a liderança da classificação da montanha; em contraponto, à deriva, destacou-se o camisola amarela Floyd Landis física e psicologicamente quebrado a 12 quilómetros da chegada, após um ataque de Carlos Sastre. Num único “dia mau”, numa única subida, Landis perdeu as chances de vencer o Tour.
Na corrida, como esperado, o inédito Toussuire provou ser uma surpresa para os favoritos. Landis, sem companheiros de equipa em seu redor, falhou após um ataque de Carlos Sastre (CSC) que lhe valeria o segundo lugar na etapa (a 1m50 de Rasmussen), mas, sobretudo, o segundo lugar na geral. Numa resposta consistente, o anterior líder Oscar Pereiro chegou em terceiro, a 15 segundos, acompanhado do australiano Cadel Evans (Davitamon) e do alemão Andreas klöden (T-Mobile). A quatro dias da festa de Paris, a Volta a França está ao rubro. E, Pereiro, um galego que começou a correr profissionalmente em Portugal e que depois deu o salto – foi por duas vezes 10º na geral do Tour e já tinha ganho uma etapa, em 2005 – arrisca-se a ser um vencedor surpreendente, bastando para tal defender-se hoje nas montanhas e no contra-relógio às portas dos Campos Elíseos– no primeiro “crono” o galego foi 23º e, se registar a mesma prestação, não perde o Tour.
O português José Azevedo terminou a etapa na 16ª posição, tendo subido cinco lugares na classificação geral, sendo agora 20º e o elemento mais bem classificado da Discovery Channel.

36 comentários:

carlos disse...

Azevedo não se portou muito mal ontem.
Não tivesse baqueado na penúltima etapa e poderia estar nos 10 primeiros.
A quebra do Landis foi, de facto, surpreendente, metendo dó a forma como se arrastou nos últimos quilómetros da chegada à meta.

vermelho disse...

amigo carlos:
vi as imagens ontem à noite no Eurosport e foi aflitivo ver o homem a penar.
Um sofrimento atroz.
Abraço.

vermelho disse...

amigo vermelho nunca:
já começo a sentir falta da sua prestimosa colaboração no relato das incidências da etapa de hoje.
abraço.

Zex disse...

Onde está marco CHAGA(s) ?

VermelhoNunca disse...

Para mim Landis vai ganhar o Tour. Hoje está em fuga, numa resposta ao descalabro de hoje.

VermelhoNunca disse...

Landis tem 4m30s de avaço sobre o pelotão,onde vai Azevedo.

VermelhoNunca disse...

Faltam 80 kms, com 3 contagens de montanha pela frente;uma de 1ª, outra de 3ª e outra de categoria especial.Tudo está em eberto, quer para a amarela como para Azevedo subir na classificação. Não se esqueçam que sábado há contra relógio e Landis aí é muito forte.

VermelhoNunca disse...

Landis tem 5m38 s de vantagem sobre o pelotão

VermelhoNunca disse...

Landis com 6m33s de avanço,Azevedo no pelotão

vermelho disse...

amigo vermelho nunca:
veremos se Landis não "rebenta" como ontem.
abraço

VermelhoNunca disse...

Landis passou à frente na contagem de 1ª categoria. Leva 7m40s de vantagem do pelotão onde segue Azevedo.

VermelhoNunca disse...

Ontem foi um dia atipico para landis, pois ficou parado. Calor? Falta de água? Má alimentação?Tudo suposições, mas hoje ele está a responder muito bem. Vamos ver o que dá. Ele está a 8m08 do 1º lugar na geral.

VermelhoNunca disse...

Vantagem de 8m23s. Landis continua forte. Azevedo no pelotão.

VermelhoNunca disse...

Na descida, Landis com 8m50s de vantagem.Azevedo no pelotão.

VermelhoNunca disse...

A CSC passou a fazer a perseguição, uma vez que Pereiro só tem um colega de equipa no pelotão e não consegue encurtar distâncias.9m02s de vantagem neste momento.

VermelhoNunca disse...

Inicio da subida de 3ªcategoria. 9m02s de avanço.Azevedo no pelotão.

VermelhoNunca disse...

Fim da penultima subida,7m59s de avaço. Azevedo no pelotão.

Kubas&SLB4Ever disse...

Mas por acaso o Landis vai de carro e os outros vão de bicicleta???

carlos disse...

O pelotão onde vai o Azedo tem muitos corredores?

Kubas&SLB4Ever disse...

O francês Zinédine Zidane foi punido com 3 jogos de suspensão e 7500 francos suíços de multa (4800 euros) pela cabeçada a Marco Materazzi na final finale du Mondial-2006, enquanto o defesa italiano ficará suspenso por 2 jogos, sendo multado em 5000 francos suíços (cerca de 3200 euros), anunciou hoje a FIFA.

O ex-capitão da França, que se retirou após o jogo da polémica, comprometeu-se a efectuar um estágio.

A FIFA considerou ainda que as palavras de Materazzi que provocaram a agressão de Zidane não eram "de índole racista".


Só tenho duas perguntas a fazer: Quando é que ele vai cumprir o castigo??? Não foi o Zidane que arrumou as botas após o mundial??
Se fosse um português era irradiado do futebol e ainda perdia titulo de melhor jogador, mas pronto, é o Zidane...

VermelhoNunca disse...

Landis na ultima subida,5m de avaço sobre Carlos Sastre, 6 m30s sobre Pereiro.Pelotão todo partido, Azevedo cedeu, vai um pouco atrás do Pereiro

VermelhoNunca disse...

3 kms do fim da subida, 5m40 de Sastre, 7m40s de Pereiro. Azevedo não tenho notícias

vermelho disse...

amigo vermelho nunca:
sastre virtual camisola amarela, certo?

VermelhoNunca disse...

Fim da subida, Landis com 5 m de avanço e com 7 m de avanço de Pereiro. Azevedo pelo menos a 9m ,pois ainda não passou no alto.

VermelhoNunca disse...

Sastre está a 1m50s de Pereiro na geral...

VermelhoNunca disse...

Sastre chegou a 5m42,Moreau a 5m58s,Pereiro em 7º a 7m08s. Com as bonificações estão todos muito iguais na geral.

VermelhoNunca disse...

Pereiro 1º,2º Sastre a 12s,3º Landis a 30s. Tudo se decide sábado no contra-relógio.

VermelhoNunca disse...

1 097 PEREIRO SIO Oscar CEI ESP
2 014 SASTRE Carlos CSC ESP 00' 12"
3 071 LANDIS Floyd PHO USA 00' 30"
4 021 KLÖDEN Andréas TMO GER 02' 29"
5 061 EVANS Cadel DVL AUS 03' 08"
6 051 MENCHOV Denis RAB RUS 04' 14"
7 035 DESSEL Cyril A2R FRA 04' 24"
8 031 MOREAU Christophe A2R FRA 05' 45"
9 129 ZUBELDIA Haimar EUS ESP 08' 16"
10 026 ROGERS Michael TMO AUS 12' 13"

carlos disse...

Azedo nem nos 28 primeiros chegou.
O 28º ciclista a chegar à meta foi David Arroyo, com 15'49'' e nem sinal do Azedo.

VermelhoNunca disse...

Até agora nada de Azevedo:Abaixo classificação na etapa até ao momento,do 28º ao 30º

28 092 ARROYO David CEI ESP 15' 49"
29 085 COMMESSO Salvatore LAM ITA 17' 27"
30 116 HALGAND Patrice C.A FRA

VermelhoNunca disse...

31 004 MARTINEZ Egoi DSC ESP 21' 23"
32 007 POPOVYCH Yaroslav DSC UKR 21' 23"
33 017 VOIGT Jens CSC GER 21' 23"
34 001 AZEVEDO José DSC POR 21' 23"
35 016 VANDEVELDE Christian CSC USA 21' 23"

carlos disse...

Coitado do Azedo.
Vai deixando esperanças durante toda a corrida, mantendo-se bem classificado e depois, quando começam as últimas dificuldades, vai-se completamente abaixo.
Toos os corredores da Discovery, aliás, estão a fazer um Tour miserável.
Nem parecem aquela que foi a guarda de honra do Amstrong.

carlos disse...

Ainda assim, Azedo subiu um lugar na geral, estando agora em 19º a cerca de 34' do camisola amarela.
É o melhor classificado da Discovery.

VermelhoNunca disse...

Na geral Azevedo subiu uma posição!!

1 097 PEREIRO SIO Oscar CEI ESP
2 014 SASTRE Carlos CSC ESP 00' 12"
3 071 LANDIS Floyd PHO USA 00' 30"
4 021 KLÖDEN Andréas TMO GER 02' 29"
5 061 EVANS Cadel DVL AUS 03' 08"
6 051 MENCHOV Denis RAB RUS 04' 14"
7 035 DESSEL Cyril A2R FRA 04' 24"
8 031 MOREAU Christophe A2R FRA 05' 45"
9 129 ZUBELDIA Haimar EUS ESP 08' 16"
10 026 ROGERS Michael TMO AUS 12' 13"
11 015 SCHLECK Frank CSC LUX 13' 48"
12 052 BOOGERD Michael RAB NED 13' 52"
13 111 CAUCCHIOLI Pietro C.A ITA 15' 46"
14 081 CUNEGO Damiano LAM ITA 17' 18"
15 042 FOTHEN Marcus GST GER 17' 23"
16 088 VALJAVEC Tadej LAM SLO 20' 50"
17 058 RASMUSSEN Mickael RAB DEN 21' 04"
18 041 LEIPHEIMER Levi GST USA 22' 01"
19 001 AZEVEDO José DSC POR 34' 01"
20 092 ARROYO David CEI ESP 37' 11"

Holtreman disse...

Isto não tem nada a vêr com ciclismo mas parvce que é a única nptícia onde se fazem comentários, por isso vou pôr aqui mesmo.

Miguel Sousa Tavares, resolveu abdicar do "cachet" que recebia pelas crónicas semanais na Bola. A justificação é explicada no próprio jornal no seu artigo de 3ª feira :


"Encerrado o Mundial, e fazendo-se o balanço de tudo o que se passou à sua volta, acho que também é altura de meditar sobre o jornalismo e a opinião pública. É o que vou fazer, agora. A mim, pessoalmente, nunca me intimidou o facto de estar em minoria. E aqui, nas páginas de A BOLA, sempre estive em persistente minoria. Mas houve qualquer coisa de diferente, desta vez. O tal desejo de unanimismo, a tal vontade subliminar de intimidação e silenciamento que me pareceu detectar a cada passo. Isso faz meditar e muda muita coisa: a vontade e o prazer de escrever, as bases do contrato de liberdade implícito entre quem escreve, quem publica e quem lê. Se as pessoas preferem a opinião única, as verdades oficiais, o coro afinado de vozes, talvez seja melhor dar-lhes isso mesmo. Até que, esmagadas por tanta felicidade, recomecem a ter saudades da liberdade."


E ainda há quem tenha o descaramento de intitular O Jogo de Pravda....

VermelhoNunca disse...

No orgão oficial dos vermelhos isso é natural. Quem não é deles é contra eles, é o lema daquele diário desportivo, onde a "democracia" impera, como todos sabemos.