sexta-feira, julho 07, 2006

Triste, mas orgulhoso

Ontem, devem ter estranhado a minha ausência.
Todavia, foi premeditada.
Penso que a frio se analisam melhor os insucessos.
Perdemos, fomos eliminados, mas o saldo da nossa participação tem de ser considerado francamente positivo.
Ontem, talvez não fosse capaz de o dizer tão claramente.
No jogo da nossa tristeza fizemos aquela que terá sido a nossa melhor exibição, mormente na primeira metade do desafio.
Entrámos algo nervosos, mas cedo nos recompusemos.
Tomámos as rédeas do jogo e com um futebol enleante produzimos os melhores momentos futebolísticos da nossa participação.
Boa posse de bola, boas trocas de bola, progressão, sentido de baliza, boa organização defensiva e ofensiva.
Dominámos a partida, até que chegou o lance do penalty.
Contra a corrente do jogo, a França viu-se em vantagem.
O penalty deixa algumas dúvidas, mas sejamos francos a esmagadora maioria dos árbitros em lances semelhantes assinala grande penalidade.
Ricardo Carvalho toca em Henry e ainda que se possa considerar que tal toque não é causal da queda, o certo é que existiu.
Quando assim é, os árbitros, por via de regra, assinalam penalty.
Sentimos o golo, mas ainda assim procurámos reagir.
Construímos dois lances em que ficou a dúvida sobre a existência de grande penalidade.
Sinceramente, naquele em que, após cruzamento de Figo, Ronaldo cai, não me parece que tenha existido motivo para penalty. Ronaldo já vai em queda quando Sagnol lhe põe a mão sobre as costas.
Neste lance, aliás, sucede o inverso do lance do penalty assinalado contra nós - a maioria dos árbitros ignora estes contactos no interior da área, não os punindo como penalty.
É quase uma regra não escrita da arbitragem.
Um outro lance, esse sim, me pareceu merecedor de grande penalidade, quando o mesmo Ronaldo é agarrado por Abidal no interior da área francesa.
Aí sim, Abidal abraça Ronaldo não o deixando disputar a bola.
Na segunda parte, os franceses adoptaram a mesma postura que os ingleses quando se viram em inferioridade numérica - contenção e mais contenção, com dez elementos atrás da linha da bola e com os dois trincos imóveis em frente à defesa.
Portugal não encontrou soluções para ultrapassar tão cerrada defesa.
Aliás, este é um problema de sempre do futebol português - perante adversários que se fecham no seu meio-campo, a nossa incapacidade de penetração e de criação de ocasiões de golo é imensa.
Assim, com excepção de um livre de Ronaldo, que Barthez não conseguiu segurar, permitindo a Figo uma cabeçada por cima da trave, Portugal limitou-se a circular a bola entre os seus jogadores e a procurar entrar na área através de sucessivos cruzamentos.
Nem sequer demonstrámos capacidade para alvejar a baliza de Barthez de fora da área, tal a exiguidade dos espaços concedidos pelos franceses na sua zona central.
A França cingiu-se a acções defensivas, procurando controlar os movimentos lusos, sem que tenha sequer espreitado o contra golpe (com excepção de dois lances no dealbar da segunda parte, a França não existiu ofensivamente).
Portugal porfiou, mas não conseguiu materializar o seu domínio em golos.
Mas, quando se tem na frente um jogador como Pauleta tudo se torna ainda mais difícil.
Pauleta sofre do complexo Mamede. Tal como o antigo recordista do Mundo dos 10.000 metros, Pauleta sucumbe à pressão nas grandes competições.
Quando se tem um Deco em clara ruptura física, saturado de tanta competição, as dificuldades ainda se acentuam mais.
Tal como no Euro-2004, Deco não se apresentou em forma física capaz. A qualidade do seu futebol obviamente que se ressente. Nunca vi um jogo tão fraco de Deco.
Por outro lado, a maioria dos jogadores portugueses demonstrou claros problemas físicos na segunda parte do jogo. A lesão de Miguel ocorre, precisamente, devido à exaustão.
Por fim, aquele que se havia cotado como o baluarte da nossa defensiva cometeu um erro, erro esse decisivo no desfecho da partida.
Ricardo Carvalho fez um Mundial extraordinário, mas nesse lance foi infeliz.
Ricardo Carvalho atinge na selecção um nível bem superior ao evidenciado no Chelsea, talvez pela liderança que exerce no comando da linha defensiva.
No Chelsea, é Terry que desempenha esse papel e Ricardo não se dá bem com posições de subalternidade.
A actuação do árbitro pautou-se por uma clara dualidade de critérios. Mas, entendo que não devemos ir por aí. Não foi pelo árbitro que perdemos. Fossemos mais competentes em certos aspectos do jogo, tivéssemos jogadores mais frescos e mais inspirados, e a vitória, certamente, que não nos fugiria.
Até pelo brilhantismo da nossa participação, penso que nos deveríamos ter abstido de recorrer à velha desculpa dos árbitros.
A nossa participação excedeu, claramente, as expectativas mais optimistas.
O saldo é muito, mas muito positivo.
Em 4 presenças em fases finais de Mundiais, temos duas presenças em Meias-Finais, o que não pode deixar de constituir motivo de forte orgulho e regozijo.
Fomos grandes, bem maiores que nós próprios suponhamos poder ser.
Alegremo-nos por isso.
Orgulhemo-nos por isso.
Viva Portugal!

36 comentários:

carlos disse...

Excelente análise do jogo por parte do Snr. Administrador.
Tocou em todos os pontos-chave que conduziram Portugal à derrota com a França:
Eclipse de Deco;
Ocaso de Pauleta;
Cansaço físico;
Erro defensivo no lance da grande penalidade a favor de França.
Neste lance da grande penalidade, aliás, creio que o erro nem é só do Ricardo Carvalho.
Houve uma nítida descompensação da manobra defensiva de Portugal, que na sequência de uma jogada a meio-campo, ficou com 4 defesas para 4 atacantes da França.
Tal descompensação levou a que Henry surgisse sózinho perante o Ricardo Carvalho, sem ninguém a fazer a dobra, e o jogador francês, inteligentemente, caiu em cima do Ricardo Carvalho e provocou o penaltie - indiscutível, a meu ver.
Portugal sentiu imenso este golo e o cansaço físico veio ao de cima.
Até ao intervalo, vimos uma equipa cansada e sem capacidade de reacção, e o reínicio da segunda parte não trouxe melhorias neste aspecto.
Penso que foi neste período que mais se sentiu a falta do Deco ao seu nível.
Importava existir alguém que organizasse o jogo da equipa portuguesa e seria Deco quem deveria exercer tais funções.
De qualquer forma, a França remeteu-se à defesa e foi Portugal quem foi fazendo as despesas do jogo, e, na segunda metade da 2ª parte, chegou mesmo a dar a sensação que ainda poderia empatar a partida.
E esteve, de facto, muito perto, fosse Figo um bom cabeceador.
Acabou-se o sonho, mas foi deveras positiva e entusiasmente a nossa participação neste Mundial.
Se no início do Campeonato nos propussessem o acesso directo ao jogo de disputa do 3º lugar em vez de tentar chegar à final, creio que a esmagadora maioria dos adeptos aceitaria essa proposta de braços abertos.
Resta-nos agora tentar ganhar à Alemanha, tarefa que se afigura muito complicada.
A Alemanha tem mais um dia de descanso do que nós, são uma equipa poderosíssima em termos físicos e jogam perante o seu público.
Curioso que, a partir dos 0itavos de final, vaticinei que Portugal jogaria com a Alemanha a final.
Acertei, em parte, neste vatícínio: Portugal joga de facto com a Alemanha mas não a final.
Faço votos para que seja o melhor jogo do campeonato.

Jorge Mínimo disse...

Concordo com o comentário ao jogo. Estivemos bem, mas não conseguimos marcar. Sou da opinião que esta foi a melhor exibição que fizemos contra a França e merecíamos ir ao prolongamento, principalmente pelos níveis exibicionais da 1ª parte.
Em jeito de balanço a este Mundial, diria que só não fomos ainda mais longe, porque não temos um ponta de lança de classe mundial. O Pauleta ( tal como no EURO ) esteve muito mal, o Postiga não foi alternativa forte e o Nuno Gomes não devia estar em condições de ser utilizado, após a lesão que o fêz parar por 3 meses. Que saudades tive do Jordão!
Julgo que os jogadores estão de parabéns, portaram-se à altura desta competição e fizeram-nos sonhar com a conquista deste Mundial. A nível individual quero destacar as exibições do Ricardo, Miguel, Ricardo Carvalho e Maniche.
Viva Portugal!
Jorge Mínimo.

vermelho disse...

amigo Mínimo:
Com Jordão não tenho dúvidas que seríamos campeões.
Que saudades.
Abraço.

VermelhoNunca disse...

Acho que estamos todos de parabéns. O que mais merece é sem dúvida Scolari, que conseguiu criar um grupo que deixa enormes saudades a quem o abandonar. Fala-se que Scolari pode abandonar. É uma péssima notícia. Claro que poderá alegrar a alguns, talvez aos adeptos do clube do senhor Zex,e ao seu presidente em especial, que tantas saudades têm de mandar na selecção. Espero que assim não seja, e que Scolari continue a combater estes mafiosos.
Quanto ao jogo, penso que na 1ªparte estivémos muito bem, após 10 minutos iniciais da França. Destaco Ronaldo, que fez a sua melhor exibição. Pela negativa Deco e Pauleta. Simulão entro mal no jogo, tal como Postiga( mas este já é habitual). Nuno Gomes? Lembram-se de ver Nuno Gomes, após o jogo da Holanda, a recusar-se a falar aos jornalistas, na zona mista, quando todos os outros jogadores extravasavam a sua alegria e orgulho pela vitória! Scolari é homem para não perdoar esse comportamento de menino mimado, que está habituado a ter todos a seus pés, no benfica. É apenas uma suposição minha, claro...

Costa disse...

Sr. Vermelho, estranhei, de facto, a sua ausência, que falta me fez para escrever o que me ia na alma que resumo da seguinte forma, e perdoe-me o desabafo:

À notres amis, les Français:

LIBERTÉ ;
ÉGALITÉ et

VAOSIFUDÉ !


Desculpe o Sr. Vermelho, bem sei que ontem fez mais uma Recomendação, mas o que se passou ontem deixou-me indignado.
Aliás, propunha que suspendesse aquela Recomendação por 12 horas e pudéssemos aqui verbalizar a nossa ira contra o filho da p--- do árbitro e os cab---- dos franceses, que mais uma vez, nos espoliaram.

Percebi porque é que sempre ouvi dizer que somos um país pequeno, porque além de o sermos geograficamente, também o somos em termos de projecção.

É triste ser eliminado da forma como o fomos, e uma vez mais contra a França. Parece castigo.
Mas foi assim e lá conseguiu o continente africano que uma das suas selecções chegasse à final deste Mundial.

Custou-me, essencialmente, pelo meu filho que já sabia dizer o nome dos jogadores todos e ficou muito triste com a derrota, sendo certo que a culpa é do Ricardo, pois não levou o seu equipamento cinza anti-penalties.

Custou-me pelo meu filho, essencialmente, tanto que, não obstante as imposições existentes no condomínio de não permissão de afixação de bandeiras e cartazes, vi-me forçado a colocar o pai natal insuflável que temos com umas folhas de alface.

Queira Deus que o meu filho seja mais feliz no futuro a acompanhar selecção.

vermelho disse...

amigo Costa:
Não vejo no seu post qualquer utilização gratuita de vernáculo.
Abraço.

Kubas&SLB4Ever disse...

Excelente análise ao jogo Sr. Administrador.
Mas custa tanto perder assim, quando podiamos marcar não o fizemos e depois com um penaltie que aposto que 99,9% dos portugueses que assistiam ao jogo pensou que o Labreca ia defender (e faltou um bocadito assim)perdemos o jogo... Que tristeza, que desgosto, que facada. Mas enfim, agora é levantar a cabeça, ganhar aos alemães e daqui a 4 anos, se repetirmos a façanha já será muito bom.
FORÇA PORTUGAL

Costa disse...

E quanto à sugestão proposta?

vermelho disse...

amigo Costa:
A sua inteligência permite-lhe verbalizar a sua/nossa ira de outras formas.
Abraço

silvain disse...

Bonjour à tous!!
J'ai découvert ce blog parce qu'un ami que travaille avec moi en France me l'a dit qu'ici on parle toujours du meilleur sport du monde: le football!!
C'est ce ami, qui vos autres le connait comme Broas, qui m'a traduit le texte du Monsieur L'Administradeur et les textes des blogeurs.
Je ne peus pas être d'accord avec la plupart qui parle de l'arbitre. Pas du tout!!!
C'était vos joueurs et sourtout Deco, Pauleta (je suis supporteur de L'Olimpique de Lyon), Costinha, Postiga (qui est-ce!?), que n'ont pas joué le match comme il faut.
Et votre entraineur, Monsieur Soclari a laissé un de les meilleurs attacants du Monde, N. Gomes, a voir le match...
Nous n' avons joué très bien, mais avec la simplicité de Zidane et le muscule et la vitesse de Thierry Henri, on n'a pas necéssité de plus pour gagner le match!!
Nous sommes les meilleus du Monde!!!
Et vous...l'équipe plus facil de battre à ce Championnat du Monde!
Allez les Bleus!!!!
J'éspère que l'Allemagne vous gagne et c'est tout!!!!

VermelhoNunca disse...

Mais um palhaço disfarçado...Nuno Gomes ,um dos melhores avançados do Mundo... enfim. O palhaço disfarçado se necessitar de tradução peça ao Broas, esse génio de emigrante...

Jorge Mínimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
vermelho disse...

amigo silvain:
cumprimentos ao Broas.
Já agora, não saberá, porventura, do paradeiro do malogrado/ressuscitado/desaparecidoProf. Venceslau?
Abraço

vermelho disse...

amigo Silvain:
só uma dúvida - não seria borbas o nome do emigrante que pretendia citar?
Abraço.

VermelhoNunca disse...

Esse sim amigo Vermelho...o pai da Vanessa...que vai e vem, que aparece, desaparece. Volta Fernandes, volta Venceslau, mas assumido, pois assim disfarçado não tens piada.

carlos disse...

Pois é Prof. Venceslau, digo, Saltitão, digo, Borbas, digo, Silvain, digo mais não sei quê.....
Melhor seria que retornasse à sua versão inicial, ou, pelo menos, à veste de Borbas.

Jorge Mínimo disse...

Amigo Silvain Jumps Lau:
Estava na hora de voltar com a sua 1ª identidade, que foi a responsável por valentes casquinadas aqui no blog.

Jorge Mínimo disse...

Caro Carlos:
Houve um passarinho do meio editorial que me disse que o Prof. Lau não é o Borbas e mais não digo.

broas disse...

Vermelhonunca: NUNCA MAS NUNCA fiz qualquer tipo de comentário à sua pessoa ou à sua participação, não sei porque razão o fez relativamente a mim e não percebi a sua alfinetada.
Gostava que se explicasse.

VermelhoNunca disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
VermelhoNunca disse...

Quem se referiu a si, Broas, foi o francês Jump Silvino, que disse que você o ajudou na tradução. Portanto fale com o seu amigo, ou, eventualmente, olhe-se ao espelho.

broas disse...

Vermelhonuca será vermelhosempreenganado.
Não percebo essa sua fixação, mas não perderei mais tempo, pois tenho mais que fazer.
Mas deixe que lhe diga que está muito enganado a meu respeito.

O_Borbas disse...

Os mes amigues não ce esquesem de mim. E digo que nom tenho nada que ver com esse silvain. Eu estive na alemagne e vi 3 matches de portugal (com iran, mexico e inglaterre). Foi muito bon. E apareci naquela tele grande do stadio!!! Ainda nom consigo dormir bem!! já pensava que iamos na final!! Sempre la merde dos franceses!! ENCULlER les françaises!! ALLEZ ITALIE!!!

arlindo disse...

olá monsieurs do blog!
Je conheci o blog a partir de un ami de vos chamado Broas.
Broas est trés bon compain.
Je suis nee au Portugal, à Bragança, mais je venu à France quand tinha 20 anos.
Pardonne moi mon français e mon portugais, mais je travaille dans une usine e je ne escreve pas en portugais ou français.
je suis desollée.
Malhereusamente, Portugal perdue.
Nous avons joué melleiur, mais Zizou nos ha fait tombé.
Zizou et le monsieur l´arbitre.
Comprimentos a tous e vive le PoRTUGAL.
Merde pour Silvain e tous les français.
Allez Portugal.

Jorge Mínimo disse...

Caro Borbas:
Por muito que nos custe os franceses vão ser campeões do Mundo. A Itália é como a selecção de Angola, é constituída na sua maioria por jogadores de equipas dos escalões secundários.

VermelhoNunca disse...

Atenção amigo Mínimo, eu estou pela França!

silvain disse...

C'est vrai, Monsieur Vermelho, c'était Borbas e pas Broas avec qui j'ai parlé. C'est lui un grand supporteur du Benfica.
Borbas va vers Nyon ce week-end voir les nouveaux joueurs du Benfica. Je pense aller avec lui!
J'ai parlé avec Borbas on msn parce que je comprends pas le portugais et alors, il me traduit pour que je puisse faire mes commentaires.
Nuno Gomes, Monsieur PasVermelho, bien sûr qu'il est le meilleur attacants du Portugal. Ici, Pauleta pour faire ses buts a deux magnifiques et expérients joueurs qui font tous pour lui...
Et Portugal!?
Ronaldo joue seul, Deco et Figo aussi.
Nuno Gomes a la particularité de venir au milieu do térrain et prendre le match, et après avec Simão, qui malheureusement a seulement jouer vingt (20) minutes, c'est tous plus facile
Qu'est-ce que votre Pauleta a fait!?
Tomber sur la gramme!!!
Allez les Bleus!!
Samedi (8 juillet!) le match du massacre... Vive l'Allemagne qui vous va tomber sous la terre!!!

VermelhoNunca disse...

Condómino Broas: o amigo está enganado, repito que quem se referiu a si foi o Silvino da França-leia o post dele-"C'est ce ami, qui vos autres le connait comme Broas, qui m'a traduit le texte du Monsieur L'Administradeur et les textes des blogeurs."
Está esclarecido?

Jorge Mínimo disse...

Já vi, amigo Nunca. Somos os únicos a dar a vitória à França.

carlos disse...

Amigo Mínimo: Referia-me a O_Borbas, que pelos vistos, voltou.

arlindo disse...

Mounsiers Silvain vá tombé vos sur la gramme.
Que vos aimes la France, ok, mais supportés les allemands, non!
Silvain allez par tua maison, laissez nous.

carlos disse...

Que p*** de confusão!!!
Chiça!!!!!

Jorge Mínimo disse...

Caro Carlos:
O_Borbas não é o Silvain Jumps Lau.

silvain disse...

Bhartez, Gallas, Ribery, Zizou...qu'est-ce qu'il fait...Henry...Carvalho...Penalty, penalty!!!!!

cavungi disse...

Amigo Vermelho:
Resignado, mas muito orgulhoso.
Um abraço

Kubas&SLB4Ever disse...

Oh Arlindo e Silvain... e se fossem falar francês para a Pu** que vos par**...
F***-se não posso ouvir falar em franceses nos próximos 3 anos...